# #

Diário de “virgem”

531 palavras | 3 |2.20
Por

Bom com vocês viram no título isso é um diário. Minha mãe era(conto o que aconteceu ela depois) escritóra e eu lembro dela dizendo que um diário é um o primeiro livro de um escritór e eu que sempre quis ser um, escrevo desde os meus quantos anos. Pois bem isso que vem acontecendo não dá pra escrever lá. E eu vim aqui umas vezes apesar de não acredita muito que as histórias sejam reais então vim contar a minha e ver o que vocês acham certo?

Então tudo começou quando o covid-19 chegou no Brasil e nós entremos em quarentena. Passando duas semanas já tinha visto todos os filmes e séries da Netflix e do telecine e entre outros então eu não tinha mais livros pra ler e resolve ler os meus diários (eu não digo diário por que pra mim eles não são diários são partes da minha vida sabe?) Foi pergunta ao meu pai aonde tava os meus diários mais velhos e ele perguntou o que queria com eles o disse que não tinha pra fazer viajar no passado seria o meu passa tempo até aí tudo bem ele tinha guardado porque eu sempre perdo tudo.contuado eu foi ler o primeiro já tava um pouco velho as folhas já tava mais do que amareladas um tom tão escuro normal já que eu escrevi a 12 anos atrás aliás eu tenho 16 anos. fui lendo e lendo quando vi já estava no meu oitavo diário meus pai só leram os meus primeiros eu já tava com 7 anos. Minha mãe tinha indo embora pra escrever os livros fora ©?&@¢∆ e logo depois disso ela se casou de novo e nunca mais ligou pra mim então no meu diário dizia que ela tinha morrido chorei muito lendo esse este que eu cheguei no final e tinha algumas coisas que eu não me lembrava tipo o meu fazia sexo com Mingo na hora que eu li, eu intendo por que um menino de sete anos não saberia explicar o sexo, eu tinha dado um parada o meu pai tinha chamado pra assistir um filme (Corra
O colega dela de trabalho dele tinha indicado pois ele é psicólogo e o fala um pouco desse então fui quando acabou o filme eu ainda não tinha entendido o que tinha lido no diário e nem lembrava de escrever aquilo até que o meu pai disse tentando me assustar e disse
– lembra que eu te hipnotizei disse em tom de brincadeira
E eu fiquei serio na hora e então foi ler de novo e tava lá de um forma de estranha combinava com sexo dizia o diário MEU PAI HOJE TAVA BRAVO PORQUE A MAMÃE FOI EMBORA PRA ESCREVER O LIVRO DELA E NÃO DISSE NADA A ELE E ENTÃO ELE ME COLOCOU DE CASTIGO MANDOU EU SENTA NA CADEIRA DELE ATE ELE IR MIJAR. Fique com nojo eu tinha sete anos cara

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,20 de 10 votos)

Por # #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Fábio

    Kkkkkkk quer ser escritor e além do conto ser ruim me perdi nos erros horríveis de português

  • Responder Anon

    Pra ser ruim tem que melhorar muito

  • Responder Pta

    Q merda en tio