#

Desejo de Grávida – Parte II

1736 palavras | 23 |4.46
Por

Continuando parte I do conto sobre minha fome por leitinho de homem na gravidez

Oi gente, sou a Carol, gravidinha faminta por leitinho de homem. Hoje vou continuar a história que contei para vocês do meu desejo de grávida.
Para quem não leu a primeira parte, contei que nos primeiros meses de gravidez eu tive desejos muito forte por esperma, coisa incontrolável mesmo. Depois de tentar me satisfazer mamando o pau do meu marido, acabei me pegando no desejo de uma pica preta. Coisa doida mesmo, já que eu nunca tinha chupado um pau de um cara negro antes. Aquilo tomou conta de mim e o desejo era experimentar leitinho direto de uma mamadeira negona. O problema era como convencer o maridão disso. Até pensei em trair ele sem falar nada, mas eu ia ter que carregar esse segredo para sempre e não seria uma coisa boa de fazer ao longo do casamento. Resolvi então abrir o jogo, mas durante um momento de excitação dele, para tentar convencer de um jeito mais fácil (ou menos chocante kkk). Eu estava tão viciada em chupar e tomar leitinho que fazia isso todos os dias. Toda noite logo depois da janta, deitava no colo dele e ficava com seu pau na boca sugando enquanto víamos televisão. Ia dormir chupando como se fosse uma chupeta de bebê mesmo, e fazia questão de mamar forte para sentir o gostinho que saía de vez em quando. Foi numa dessas, entre gemidos dele que falei toda manhosa que tava com desejo de porra. Ele ficou me olhando meio sem entender e eu já confessei na lata:
– Amoooooor, eu não sei explicar e você sabe que eu nunca faria nada pelas suas costas, mas eu tô ficando louca com esses desejos. Eu vi umas fotos pornô e fiquei vidrada de vontade, agora só penso nisso.
Ele sentou na hora, encostou na cabeceira da cama e ainda meio sem entender me perguntou:
– Como assim Carolina? Do que você esta falando?
– Promete que não briga comigo? – Falei fazendo beicinho, virada para ele na cama de modo que meus seios cheios da gravidez balançassem um pouquinho para ele ver. – Olha só o que eu vi. – mostrei para ele no meu celular as fotos de meninas chupando uns caralhos cabeçudos, tipo cogumelo mesmo, de deixar o formato da cabeça na boca. Todas que eu tinha guardado tinha fiozinho de porra escorrendo pelo cantinho dos lábios. Era muuuito sexy.
– Ah Carol, como assim??? Aí não, né!
– Olha amor, vai falar que não são sexys essas fotos? E outra, eu to dizendo de verdade que é um puta desejo que tá me tomando. Tem mulher que come cimento, já ouvi de grávida que tem vontade até de tomar xixi e eu tô com essa de tomar esperma. Bem que você gosta que eu fique com a boca no seu pau, né. Pois é isso. E faz dias que eu to tentando controlar, juro! Põe a mão no bico do meu peito e vai ver que ele ta super quente, quase febril! – realmente meu mamilo tava pegando fogo, e meu marido não sabia se aquilo faria algum mal à gravidez. Várias pessoas falam que desejo de gravida tem que ser cumprido e como ele é de uma cidade pequena, tem várias dessas crendices.
– E como faríamos isso? – disse ele já meio cedendo à hipótese.
– Homem, amor. É fácil. Posso criar um anúncio simples na internet, nesses sites de classificados, falando exatamente o que quero e só. Daí escolhemos e marcamos para resolver logo tudo isso.
– Hum… faz o anúncio e depois vemos se rola ou não.
– Aaaaaah! Não acredito! Você é o melhor marido do mundo! – Abracei ele forte, dei vários beijos nele inteiro e já fui direto me aninhar na sua barriga para lamber a babinha que escorria do pau quando foi ficando mole. Eu amo essa porrinha transparente que gruda na ponta da língua quando vou lamber rs.
No dia seguinte, depois que ele saiu para o trabalho, lá fui eu fazer o anúncio na internet. Tentei ser super objetiva, então foi algo mais ou menos assim: “Gravida procura homem negro para matar desejo de chupar e beber esperma. Não tem sexo, apenas boquete e com o marido presente (ele não participa)”. Mal coloquei o anúncio e começou um monte de e-mails com propostas. A maioria de caras mandando foto do pau e falando se eu queria chupar. Vi que talvez não seria tão fácil quanto pensei, pois 90% dos caras sequer eram negros e nem deviam ter lido o anúncio direito. Foi quando recebi a mensagem certeira do Júlio. Ele foi muito esperto e mandou exatamente o que queria ver e ouvir: “Olá Carol, vi que você está com desejo de grávida e acho que posso te ajudar. Estou enviando duas fotos minhas para você pensar a respeito. Qualquer coisa me responda. Beijos, Júlio.” Cada foto tinha uma legenda. A primeira era a foto com um close bem na cabeça da rola dele, escrito “Será que essa cabeçona cabe na sua boca?”. A segunda era uma foto da barriga, pau e coxas dele e a legenda “repara nesse saco cheinho. Tem bastante porra aí dentro para você experimentar.” Pronto! Foi o suficiente para eu não parar de pensar no Júlio. Nem era um cacete enorme como nos filmes pornôs, mas ele tinha me ganhado em instigar exatamente meu desejo e eu só olhava para as bolas e aquela cabeça desenhadinha e saliente, maior que o corpo do pau.
Nem esperei meu marido chegar. Mandei o anúncio e a resposta pelo whatsapp para ele e falei que queria muito aquilo, se podia responder. Meu marido ficou meio preocupado e achou melhor marcarmos num bar primeiro, para ver se não era ninguém maluco ou perigoso. Respondi direto o anúncio e passei meu whats para o Júlio. Ficamos conversando amenidades até meu marido chegar e depois marcamos no bar para nos encontrarmos. Eu estava eufórica! Os dois tomaram uma cerveja e eu fui no suquinho de limão. Papo vai, papo vem, Júlio foi super gente boa, conversando normal dos papos e se mostrando alguém culto. Meu próprio marido vendo minha cara de pidona convidou para irmos os três para casa. Confesso que o caminho foi estranho, porque o Júlio foi atrás sozinho e eu e meu marido na frente puxando assunto. Para evitar um clima constrangedor eu estava decidida a provocar assim que entrasse em casa, e foi o que fiz. Meu marido abriu a porta do apartamento e eu passei a mão descaradamente sobre a calça de Júlio, na altura do seu pau, falando para ele abrir aquele zíper para eu ver de perto o que tinha mostrado nas fotos. Sentei no sofá e ele veio até minha frente, ficando com a cintura na altura do meu rosto, abriu sua calça e puxou com a mão seu saco e seu pinto para fora. Eu passei a mão naquelas bolas, senti o peso delas um pouquinho, puxei a pele do cacete dele para trás, deixando a cabeça toda a mostra e fiquei olhando admirada. Ele estava endurecendo bem devagar na minha mão, mas já sentia bem quente e pesado. Seu pau era curvadinho para cima e a cabeça bem saliente, com uma glande toda marrom e inchada. Foi instintivo abrir a boca e salivar. Fiz questão de por lentamente na boca, tocando a parte de baixo com a língua e abocanhando pouco a pouco. Dei uma chupadinha de fazer barulho até a ponta da cabeça, beijei o furinho onde sai aquele precioso leite e suspirei dizendo que tava com calor. Arranquei minha roupa ficando totalmente pelada e pedi para meu marido ficar do meu lado para me tocar, já que minha bucetinha tava pegando fogo. Sentei com o quadril de lado e baixei de vez toda a calça de Júlio, fazendo saltar aquele pintão gostoso. Lambi com a ponta da língua do saco até a cabeça e quando fui chupar acabei surpreendida com ele agarrando meu rosto com as duas mãos e metendo na minha boca. Fiquei paradinha de olhos fechados sentindo ele bombar na minha boca como se tivesse me fudendo. Enquanto isso meu marido falava impressionado que eu estava escorrendo de tesão. Sério, fez uma pocinha no assento do sofá de tanto que escorria minha buceta kkkk.
Adorava o fato do Júlio ter um saco avantajado. Sentia direitinho aquele saco balançando e tocando no meu rosto enquanto ele metia. Vez ou outra ele parava e ficava olhando eu mamando forte na pontinha daquela cabeçona. Meu marido tava se descobrindo o voyeur na cena, pois toda vez que eu olhada para ele via o tesão em me ver com outra pica na boca.
Chupei bastante, tanto, mais tanto, que parecia faminta por porra. Uma hora Júlio pediu para sentar na outra ponta do sofá e eu deitei deixando ele me conduzir, subindo e descendo minha cabeça em seu pau. Não demorou muito e seus gemidos aumentaram, seu pau foi inchando e o gosto daquela pré porra veio saindo devagar pelo furinho da pica dele. Gemi como uma cadela no cio e fui sorvendo tudo até sentir o leite grosso vir. Ma ra vi lho so! Apertei meu lábios na cabeçona marrom e tomei gole por gole aquele líquido branco e pegajoso que saía. Lógico que eu chupei o restinho de dentro do canal. Puxava com a mão até em cima e colhia com a língua as gotinhas que sobraram. Quando não veio mais nada fiz carinha de triste e beijei seu pau como que agradecendo pelo esperma. Tinha matado finalmente meu desejo!
Espero que tenham gostado da minha história. Quem sabe não bate uma vontade nova e eu queira o leitinho de vocês também e crio outro conto… deixem contato (sou de sp) e quem sabe fico curiosa 🙂 Beijos!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,46 de 26 votos)

Por #

23 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Nicolas

    Tenho uma tara por dar mama pra grávida, mas sempre tive receio em dar pra minha esposa quando ela ficou grávida por não saber se fazia mal para o filho, somos de sp também, estamos tentando que ela engravide de novo rsrs

  • Responder Carlos

    Ainda está gravida?
    Uma das minha metas é comer uma gravida

    Sou de SP também, entre em contato para conversar

    [email protected]

    Telegram: Carlos_A_Souza

    Beijo na buceta

  • Responder Kiritokirir

    Não sou negro mais solto muita porra e recarrego bem rápido se quiser só chamar

    [email protected]

  • Responder Kiritokirir

    Não sou negro mais solto muita porra e recarrego bem rápido se quiser só chamar
    [email protected]

  • Responder Casal69

    Que delícia de conto, adoro tomar leite direto dos seios, minha mulher quando estava grávida a gente revesava, ela mamando em mim e eu mamando nela, tá doida pra ver eu dar leitinho pra outra, pena que não sou negro…

    • CarolNeko

      eeeita, ela curte ver? Eu to me descobrindo me mostrando para meu marido rs. Se quiser conversar, me manda mensagem e tentamos alguma coisa com os 4 🙂

  • Responder Observador

    Uma duvida a sua pele é boa? kkkkk faz um telegram so pra conversar sobre isso…

    • CarolNeko

      pele boa por beber esperma? Sei que tem um pouquinho de vitamina C, mas eu uso outros produtos, então não sei se minha pele é lisinha por conta disso. Se for, otimo kkk

  • Responder Rodrigo

    Carol, li os dois contos, e aqui “falando com meus botões”, me pergunto.
    Se relando a sua história, você consegue nos excitar dessa forma… deve ser maravilhoso estar com você, e deixá-la fazer o que quiser e bem entender afim de satisfazer os seus desejos. Beijos mil…

    • CarolNeko

      haha você não sabe o que está propondo! Eu fico horas, de verdade, chupando se deixar. Teve uma vez que eu literalmente dormi sugando meu marido e só acordei no outro dia com ele na boca ainda. Eu gosto de ficar fazendo sucção. Meio que me sinto completa quando to com um pau na boca, nem sei explicar.

  • Responder MorenoSafado

    Nossa que delicia de conto, e tão bom “amamentar” uma mulher que sabe valorizar o leite do seu homem, to buscando uma que saiba apreciar todo o leite que posso dar.

    • CarolNeko

      Eu to viciadinha. Só espero que até o final da gravidez isso diminua, ou meu marido tá perdido rs

  • Responder Danilo

    Bom dia

    Boa narrativa me fez entrar dentro do seu conto… Parabéns se sentir vontade de tomar um leite gostoso e bastante mesmo me mande um email que vou mostrar o tanto de leite que sai do meu saco.

    [email protected]ahoo.com.br

    • CarolNeko

      vou mandar e-mail 😉

  • Responder Barbado

    Que delicia de conto. Um dos meus maiores fetiches é fuder uma gravida bem gostoso, dar bastante leitinho para essa mamae. Me chame a vontade [email protected]

    • CarolNeko

      Nem fale que eu já to pensando em outra sacanagem aqui. Uma coisa que eu nunca fiz foi tomar leite de dois ao mesmo tempo. Preciso é convencer aqui em casa de novo kkk

  • Responder Casadosafado

    Nossa , eu queria conhecer uma mulher assim , que goste de leite igual a vc , e grávida deve ser melhor ainda… Nunca gozei na boca de uma mulher , tenho esse desejo mais é difícil achar uma assim.. sou casado e minha esposa não gosta ela tem nojo…
    Também sou de São Paulo capital.. adoraria conversar com vc sobre isso se vc quiser é claro..
    [email protected]
    Espero que responda , pra conversarmos um pouco…

    • CarolNeko

      Poxa Cris, ela não sabe o que está perdendo. Se deixar eu fico o dia todo com o pau do meu marido na boca. De verdade! A tara e vontade de ficar com a boca chupando simplesmente não passa. Espero que seja algo da gravidez ou vou virar uma pervertida kkkk

  • Responder Wd DF

    Delícia de conto o seu,e pelo jeito vai ser um novo casamento depois disso!

    • CarolNeko

      Já está sendo, Wd 🙂
      Outroo dia eu conto o que mais aconteceu. A aposta aqui em casa é como fazer meus seios soltarem leite. Lemos que é preciso estimular bem os bicos, então já viu. Safadeza tá rolando solta em casa kkk

  • Responder Marciel

    Muito bom em seu conto não sou negro mais queria muito que você tomasse meu leitinho também

    • CarolNeko

      Ah Marciel, a tara por um pauzão preto foi resolvida. A fome de leitinho de homem tá me matando total aqui. Se não tivesse tanto maluco no mundo eu publicava meu e-mail aqui só para ficar falando disso o dia todo kkk