# #

De virgem e fogosa à putinha viciada em sexo (Parte 2) – Depois de escabaçada virei putinha! (Pt 1)

4702 palavras | 1 |4.86
Por

Depois de uma semana sem dar pro Lucas, eu tava quase louquinha querendo dar, rsrs, eu me masturbava todos os dias pois o fogo era ENORME.

Até que uns dias depois, eu tava brincando com o pessoal daqui da rua onde moro e conheci o Leonardo, um menino de 11 anos, bonitinho e magrelo, olhos claros e rostinho bonito.

Eu logo fiquei sabendo por minhas amigas que ele era bem safadinho, elas diziam que ele ficava passando a mão nelas enquanto estavam escondidos, às vezes ele ficava às encoxando também.

Aí um dia numa brincadeira de pique-esconde eu tentei uma coisinha pra ver se ele era mesmo safado rsrs. Logo no começo da brincadeira, eu resolvi me esconder junto com ele.

Aí eu fiquei na frente dele esperando ele tomar a iniciativa, logo senti sua mão percorrer meus braços, aí ele foi descendo até chegar em minha bunda e coxas, nisso eu cheguei um pouco pra trás e fiquei grudadinha nele, aí eu comecei a rebolar esfregando minha bunda no pau dele, que já tava durinho.

Ficamos uns minutos naquela safadeza até que fomos achados, aí numa outra rodada eu levei ele pra nos escondermos num lugar onde só eu sabia e que ninguém nos acharia lá, ele que não era bobo topou na hora.

Então eu levei ele até esse meu esconderijo, que era em um terreno baldio, debaixo duma escada de concerto, aí eu fiquei na frente dele que logo começou a me alisar, fazendo eu que ja tava toda fogosa explodir em tesão.

Uns 5 minutos depois, eu virei de frente pra ele é o empurrei, fazendo ele cair de bunda no chão, em seguida eu tirei o shortinho que eu usava tirei também minha calcinha, aí eu tirei o short e a cueca dele, fazendo seu pintinho todo durinho saltar pra fora, o pinto dele até que era grandinho pra idade, devia ter uns 12cm eu acho e era até grossinho.

Eu logo montei nele, encaixei seu pau na entradinha da minha bucetinha e aí desci de uma vez, fazendo o pênis dele entrar todinho, em seguida eu comecei a cavalgar, eu pulava rebolava e gemia igual uma putinha que eu adorava ser chamada, aí eu falei – Aaahnn, me chama de putinha Leo… Aaainn, me chama vai. Aí ele chamava – Você é uma putinha Anna.

Nossa ouvir aquele garotinho de 11 aninhos me chamando de putinha foi incrível, fui nas nuvens rsrs. Eu fiquei por bastante tempo cavalgando em cima de Leonardo, gozei umas 2 vezes, mas meu tesão era muito grande, parecia que não iria acabar, só acabou quando ele veio a gozar, e em seguida seu pau amoleceu e saiu sozinho de dentro de mim.

Aí eu fiquei um tempinho esfregando minha bucetinha nele pra ver se ele ficava duro novamente, mas não funcionou, eu até chupei ele, mas ele não iria ficar duro nunca, então eu desisti e fui pra minha casa.

Era assim sempre, quando ia brincar de pique-esconde com meus amigos, eu sempre me escondia com o Leonardo, ou com qualquer um garoto quando ele não brincava, quando estávamos escondidos, eu descia meu short e minha calcinha, aí ficava de 4 na frente do garoto e deixava ele me comer.

Os meses foram passando, logo tava perto de fazer 10 anos, e na escola eu vivia rodeada pelos garotos, muitos deles eram mais velhos, tinham mais de 15 anos, um deles era negro, carinhosamente chamado por mim de “meu negão” rsrs. Ele tinha 17 anos e era o meu favorito, muito por conta do tamanho do seu membro, rsrs, mas também porque ele era o mais legal comigo, ele meio que me “mimava” trazendo presentes, me chamava de “minha loirinha”, por contar da cor do meu cabelo que era loiro e longo.

Eu adorava mamar nele, e eu nem conseguia mamar tudo rsrs, ele que às vezes tirava seu pau da minha boca e ficava batendo ele no meu rostinho enquanto me chamava de “minha loirinha gostosa”, e eu gostava daquilo, porque eu me sentia igual as mulheres dos pornôs de meu irmão.

Bom… Durante o recreio, eu sentava num banco num lugar bem afastado dos outros alunos, aí esses garotos mais velhos sentavam ao meu lado (um de cada lado), fazendo de mim um sanduíche, o qual eles iriam comer deliciosamente mais tarde.

Aí eles colocavam a mão em minhas coxas e ficavam às alisando, fazendo meu fogo se alastrar por todo o meu corpo que agora era acariciado por 4 garotos, que alisavam minhas coxas, minha barriga e meus peitinhos que eram elogiados por quem o alisava.

Em seguida eu ia com eles até o banheiro e lá mamava no pau deles até o recreio acabar, vez ou outra quando eles me levavam pro no banheiro, um deles ficava na porta do banheiro, lá dentro eu começava a tirar minha roupa até ficar peladinha, chupava eles bem rapidinho, em seguida encostava na pia e empinava minha bundinha pra ele me foderem, e como me fodiam rsrs.

Uma vez fui fodida no ônibus escolar, eu tava no fundo do ônibus com 3 garotos, tava já no colo do meu negão e cavalgando bem devagar em seu pau, e enquanto eu cavalgava, ele ficava me acariciando e me beijando, ele me chamava de putinha, de minha loirinha gostosinha, e eu lá cavalgando no seu pauzão e gemendo igual a putinha que era, isso porque eles haviam colocado um funk bem alto, então eu podia gemer a vontade.

Todo dia era assim eu mamava no pau deles no recreio e no ônibus quando tava voltando pra casa sentada no colo de um e ficava cavalgando, às vezes eles revezavam, mas tinha que ser muito rápido pois eu não morava muito longe de casa, infelizmente, rsrs.

Às vezes quando eu tava nadando na piscina daqui em casa, eu notava que o meu irmão ficava me olhando diferente, e quando eu saía da água ele olhava fixamente na direção da minha bunda e coxas. Na época eu já tava com 10 anos, e eu tava começando e ficar bastante safada, mais doque já era, rsrs, e mesmo bem nova, eu tinha um corpinho bem desenvolvido já, minha bunda não era grande, mas era empinadinha, meus seios estavam crescendo rápido, já estavam do tamanho de dois pequenos limõezinhos.

Meu irmão que na época tava com 14 anos era uma garoto muito namorador, desde que tinha 13, ele sempre trazia uma garota diferente aqui em casa, e eu safada que era ficava espiando ele transando com essas garotas, rsrs.

Uma dessa vezes, vi meu irmão transando com uma prima nossa que tinha 13 anos. Na ocasião eu tinha acabado de chegar da escola, meu irmão tinha chegado mais cedo naquele dia, pois seu professor havia faltado.

Aí quando entro em casa e vou indo na direção do meu quarto, ouço uma música de funk vinda do quarto de meu irmão, como sabia que ele não curtia funk, sabia que ele tava com alguma garota.

Assim que chego em frente ao quarto dele, vejo que a garota era Larissa (nossa prima de 13 anos). Larissa tava com uma blusinha rosa com flores azul, e um shortinho branco com detalhes em vermelho e cinza, ela era morena com pele meio bronzeada e cabelos castanhos, lisos e longos até a cintura.

Larissa tava dançando funk enquanto meu irmão filmava ela rebolando, indo até o chão e subindo, ela colocava a mão no joelho e empinava a bunda, fazia movimentos com a cintura ao mesmo tempo ela ficava fazendo caras e bocas pro meu irmão que já tava se masturbando, e enquanto Larissa rebolava e o meu irmão se masturbava, eu vi que na TV estava passando um “desenho” diferente, nele os personagem estavam transando, na época eu não sabia o que era, mas hoje sei que era hentai, e eu confesso, adoro ver hentai, rsrs.

Em seguida vejo meu irmão se levantar e abraçar Larissa, ele ficou esfregando seu pau na bunda dela que começou a gemer baixinho, aí ela falou – Não tem perigo a gente ficar assim primo?. Meu irmão falou – Não, minha irmã vai demorar pra chegar. Mal sabia ele que eu já tinha chegado e estava assistindo eles fazendo aquelas sacanagens.

Um tempo depois Larissa olha pra trás e fala – Come meu cuzinho, come primo?. Meu irmão todo sorridente fala – Claro que como minha priminha linda. Depois disso Larissa ficou de 4 na cama de meu irmão que se ajeitou atrás dela, que virou e falou – Mete devagarinho porque nunca dei o cu antes tá. Meu irmão disse – Pode deixar prima.

Aí ele começou e enfiar seu pau no cu de Larissa, em segundos ele tava com seu pau todo enfiado nela, aí começou um vai-e-vem bem devagarinho, uns minutos depois a Larissa fala – Mete mais rápido primo. Meu irmão – Posso?. Ela – Ahããnn. Logo meu irmão começou a foder o cu dela com força igualzinha os garotos faziam comigo rsrs.

Em pouco tempo meu irmão avisou que iria gozar, aí Larissa falou – Goza na minha boca primo, quero provar seu leite pra vez se é ruim como minhas amigas falam. Aí meu irmão tirou seu pau do cu de Larissa que virou de frente pra ele, aí pegou seu pau com a mão o colocou em sua boca e aí começou a chupar, cerca de 30 segundos meu irmão falou – To gozando prima?.

Em seguida Larissa tirou o pau de meu irmão da boca e começou a cuspir a porra dele, aí meu irmão falou – Não gostou?. Larissa – Nao é isso, é que eu engasguei, rsrs… O gosto não é ruim e só meio amargo, rsrs. Em seguida o telefona da cozinha tocou, aí eu fui correndo pro meu quarto, assim que entrei eu tranquei a porta e fiquei um tempão me masturbando.

Um belo dia eu estava deitada em minha cama, eu tava toda nuazinha só pra provocar o meu irmão, e funcionou. Eu tava deitada de barriga pra cima com as pernas abertas, e logo fiquei com tesão só de achar que o meu irmão sentia tesão por mim, aí comecei a me masturbar.

Um tempo depois vi meu irmão passando em frente ao meu quarto, e como eu havia deixado a porta aberta o meu irmão viu eu me masturbando. Mais tarde, eu tava deitada em minha cama fingindo que tava dormindo só esperando o meu irmão aparecer.

Logo vi ele entrando no meu quarto, eu tava com meu olhos meio aberto meio fechado, como ele não percebeu se aproximou de mim e colocou sua mão em minha coxa, aí ele começou à alisá-la, fazendo eu me arrepiar.

Um tempo depois ele começou a alisar minha bucetinha, e quando tava começando a enfiar seu dedo nela, ele desistiu e foi pro seu quarto, enquanto eu fiquei ali meio chateada por ele ter parado, mas feliz porque tinha certeza de que ele sentia tesão por mim.

Um outro dia eu tava indo pro meu quarto depois de tomar banho, e quando estava passando pelo quarto do meu irmão, eu vi ele deitado na cama e pelado, ele tava se masturbando e assistindo seus filmes pornô. Aquela cena do meu irmão pelado, me deixou muito excitada, logo a minha bucetinha tava toda molhadinha, então eu cheguei na porta do quarto dele comecei a me masturbar, minhas pernas bambeavam de tanto que eu esfregava minha mão em minha bucetinha, aí eu me escorei na lateral da porta e continuei me masturbando.

Ali eu fiquei até ver meu irmão gozar, e como ele gozou vi uns 5 esporros do seu gozo voando e pousando em sua barriga. Em seguida eu vi ele se levantando, então eu fui correndo pro meu quarto, chegando lá tranquei a porta aí deitei em minha cama e continuei me masturbando até gozar e melar minha cama todinha, aquela foi a melhor siririca da minha vida.

Uma vez acordei de madrugada e fui ao banheiro, quando voltei eu dei uma espiadinha no meu irmão, quando entrei no quarto ele tava deitado de barriga pra cima todo descoberto e tava pelado, aí eu me aproximei e coloquei minha mão em seu pênis que tava todo duro, então eu comecei à masturbar meu irmão que se mexia um pouco, mas não acordava, então eu coloquei ele em minha boca e comecei a chupar.

Pela primeira vez eu tava chupando o pau do meu irmão mais velho, já tinha chupado o de Igor, mas não gostei muito, por ser pequeno e fino, rsrs, foi assim: Eu tava deitada na minha cama, que era a de cima, enquanto o meu irmão caçula tava deitado na de baixo, pois a gente dormia em uma beliche.

Eu já tava com aquele fogo e tava me masturbando, quando, sem pensar 2 vezes eu desci pra cama de meu irmão, aí eu puxei o short dele pra baixo, puxei também sua cueca, em seguida eu caí de boca naquele pintinho e fiquei um tempão chupando, ao mesmo tempo me masturbava deliciosamente.

Um tempo depois eu montei em meu irmãozinho, aí coloquei o pinto dela na minha bucetinha e comecei a cavalgar, ali eu acabará de tirar a virgindade de meu irmãozinho inocente. Depois eu vesti ele sem nem olhar em seu rosto, e em seguida voltei pra minha cama sem dizer uma palavra.

Bom… Eu fiquei um bom tempo chupando o meu irmão mais velho, ele que já estava com a respiração ofegante e até falava umas monossílabas, acho que ele devia estar tendo um sonho erótico rsrs. Logo meu irmão gozou eu engoli tudo, e em seguida voltei pro me quarto.

No dia seguinte, eu e meu irmão ficávamos nos olhando de um modo diferente, como se tivéssemos escondendo algo do mundo, algo que só nós 2 sabíamos, e de fato escondiamos sim, rsrs.

Mais tarde eu tava nadando na piscina e meu irmão tava na varanda deitado na rede, aí eu chamei ele e falei – Vem nadar comigo irmão. Ele – Tô sem sunga Anna!. Eu – E daí, entra pelado mesmo. Ele – Eu não. Eu – Qual o probelma?… Somos irmãos né!?… Além disso eu tô pelada também! rsrs.

Ele então sentou na beirada da piscina e falou – Anna eu preciso de contar uma coisa que tá me deixando meio chateado comigo mesmo. Eu mesmo sabendo o que era me aproximei dele e falei – Pode contar irmão. Ele – Uns dias atrás eu… Eu vi você pelada na sua cama, aí eu entrei e… Aí eu o interrompi e falei – Eu sei o que você fez! Eu tava acordada irmão, rsrs.

Ele ficou super envergonhado e ficou me pedindo desculpas várias vezes, eu comecei a rir e aí falei – Relaxa irmão não vou contar pra mamãe, além disso você me conhece não é!?… Sabe que gosto de uma putaria, rsrs… Eu também ficava te provocando, ou você não percebia? rsrs. Ele – Sei! Mas é que sou seu irmão e isso é meio estranho não acha?. Eu – Não acho não.

Dito isso eu comecei a alisar as coxas dele, aí eu falei – Irmão, eu também fiz uma coisinha esses dias!. Ele – O que foi?. Eu fui subindo até chegar em seu pau que já tava duro, aí falei – Uns dias atrás eu flagrei você se masturbando e fiquei com minha bucetinha toda molhadinha, rsrs… Aí eu comecei a me masturbar e fiquei me masturbando enquanto assistia você se masturbando rsrs… Já flagrei você transando com suas namoradas e me imaginava no lugar delas… E ontem eu entrei no seu quarto e fiquei chupando seu pau enquanto você dormia… Ou você já sabia disso?. Ele – Não!.

Depois dessa confissões, eu tirei o pau dele pra fora e comecei a chupar, em seguida meu irmão entrou na piscina já pelado, ele começou a acariciar todo meu corpo, me fazendo gemer baixinho.

Um tempo depois eu peguei a mão dele e à coloquei na minha bucetinha, aí ele começou a me masturbar, me fazendo gemer um pouco alto, em seguida eu comecei a masturbar ele.

Assim ficamos nós 2 nos masturbando por um bom tempo, aí eu falei – Vamos entrar irmão. Ele – Tá. Aí ele olhou em volta e como não viu ninguém saiu da piscina e se vestiu as presas, aí eu falei – Pega meu biquini aí irmão. Ele pegou o meu biquini que tava na beirada da piscina e jogou pra mim que me vesti bem rápido.

Em seguida saí da piscina e fui com ele até o quarto dele. Assim que entramos ele trancou a porta, aí eu tirei meu biquini e fiquei peladinha e alisando minha bucetinha, aí meu irmão fez o mesmo e ficou igualmente pelado, aí eu deitei na cama com as pernas abertas pro meu irmão, rsrs, ele subiu na cama se colocou entre minhas pernas e se ajeitou, aí ele colocou seu pau na entradinha da minha bucetinha e enfiou, logo que tava tudo enfiado ele começou com os movimentos de vai-e-vem, no início bem devagarinho, mas logo acelerou pois eu pedia – Mete rápido irmão, me fode com força, porque é assim que eu gosto. Ele – Tá bom minha irmãzinha safadinha. Logo ele tava me fodendo com força, eu gemia alto e arranhava as costas dele que por estar cheio de tesão e prazer não reclamava.

Meu irmão ficou me fodendo por mais de 5 minutos, e nesse tempo eu gozei 2 vezes, aí ele avisou que iria gozar e tirou pra gozar fora, pois estava sem camisinha, ele gozou muito em minha barriga e voou seu leite até no meu rosto.

Um tempo depois pedi pra ele deitar na cama, pois queria cavalgar no pau dele, aí ele deitou e em seguida eu sentei em cima dele, aí encaixei seu pau na minha bucetinha, em seguida desci e comecei a cavalgar, e assim fiquei por uns 3 minutos, eu gozei mais 1 vez, mas não parei de cavalgar. Uns 2 minutos depois senti que meu irmão tinha gozado, ele nem sequer tirou pra gozar fora, acho que não consegui segurar rsrs.

Aí ele olhou pra mim com cara assustada, aí falei – Relaxa irmão, daqui a pouco eu vou tomar um pílula rsrs. Ele – Que pílula?. Eu – Pra não ficar grávida ué, rsrs. Ele – Como sabe dessas coisas?. Eu – Um garoto do colégio ele gosta de gozar dentro de mim e para não me engravidar ele me dá uma pílula. Aí ele se acalmou e me deu um selinho.

Em seguida fomos nos banhar, lá ele me fodeu novamente, ele tava ensaboando meus ombros, o suficiente para para fazer o meu tesão voltar. Um tempinho depois senti seu pau roçando em minha bunda, aí eu dei um passinho pra trás e comecei à esfregar minha bunda no pau do meu irmão que em um movimento bem rápido me fez ficar de 4, em seguida ele se ajoelhou atrás de mim e enfiou seu pau no meu cu, aí ele começou a me foder e assim ficou por mais de 15 minutos até gozar e encher meu o cuzinho com seu leite.

Depois nós saímos do box, aí pedi pra ele sentar na privada pois queria cavalgar mais no pau dele, aí ele baixou a tampa da privada e sentou, em seguida eu sentei em seu colo de frente pra ele, aí eu encaixei seu pau que já estava duro novamente na minha bucetinha.

Aí eu comecei a cavalgar, e enquanto eu cavalgava meu irmão ficava dando mordidinhas nos biquinhos dos meu peitinhos, eu gemia e até dava uns gritinhos, pois estava nas nuvens. Logo eu gozei, e aí parei, por conta do cansaço, porque eu queria continuar cavalgando no pau do meu irmão.

Aí eu me ajoelhei em frente à meu irmão e fiquei chupando seu pau até ele gozar, eu engoli tudinho e abri a boca para ele ver que eu tinha engolido tudo. Em seguida voltamos pro box e terminamos o banho.

Mais tarde, era umas 22hs e todos estavam dormindo, com exceção de meu irmão e eu que estava deitada em sua cama, já pelada, com ele em cima de mim, eu tava de bruços e ele tava comendo a minha bucetinha, ao mesmo tempo ele dava mordidinhas em meu pescoço e em minha orelha, ele também me chamava de “putinha” e “minha irmãzinha gostosinha”, eu que amava ser chamada de putinha gemia e agarrava o lençol da cama.

Ele ficou me comendo por meia-hora, me fez gozar 2 ou 3 vezes, nem lembro rsrs, até que ele avisou que iria gozar e tirou, aí eu pedi pra ele gozar dentro do meu cuzinho, então ele enfiou seu pau no meu cu e gozou.

Em seguida ele deitou ao meu lado e ficou me acariciando, eu também fiquei “acariciando” ele, levei minha mão ate o pau dele e comecei a masturbá-lo. Logo que senti que o seu pau estava duro de novo eu subi nele o encaixei na minha bucetinha e comecei a cavalgar.

Assim fiquei por mais 10 minutos, e quando ele avisou que tava gozando eu levantei, fazendo seu pau sair, em seguida eu encaixei ele na entradinha de meu cu e desci de uma vez, fazendo meu irmão gozar novamente. Depois disso eu deitei ao lado dele que se encaixou atrás de mim, fazendo com que ficássemos de conchinha e assim nós ficamos até o sono chegar.

Um dia eu tava na cozinha lavando a louça do almoço, o meu irmão tava na sala, até que do nada senti ele me encoxando, ele ficava sarrando seu pau já duro na minha bunda, ao mesmo tempo ele enfiou sua mão por dentro do meu shortinho e da minha calcinha aí ele começou a me masturbar.

Um tempo depois eu já tinha gozado, aí ele desceu meu short e minha calcinha, em seguida senti ele enfiando seu pau em minha bucetinha, ele logo iniciou o vai-e-vem e assim ficou por uns 5 minutos até gozar, aí ele tirou seu pau, e em seguida eu senti o gozo dele escorrendo pelas minhas coxas até os meus pés, depois ele me vestiu e voltou pra sala.

Cerca de meia-hora depois eu tava na sala deitada no sofá enquanto escutava música no fone de ouvido, logo eu senti alguém sentando bem em cima das minhas pernas, quando olho pra trás vejo o meu irmão que já estava com seu pau duro pra fora do short, aí falei – Nossos pais estão na varanda seu doido. Ele – E daí?. Eu – Vai rápido então.

Aí ele colocou meu shortinho e minha calcinha de lado e enfiou seu pau na minha bucetinha. Ele iniciou um vai-e-vem e ficou por uns 2 minutos me comendo, até que tirou seu pau e gozou na minha roupa toda, voou porra dele até em meu cabelos, depois ele me vestiu e foi pro banheiro.

Um dia minha tia veio visitar a gente trazendo com ela seus 4 filhos, Júlia (7 anos) que era muito minha amiga, mas eu tava na faze de sexo e mais sexo, além dela vieram também Bruno, Bernardo e Pedro (13, 15 e 16 anos respectivamente). Como eu era muito abusada e safada, me apresentei à eles que falaram já me conhecer, só que eu não me lembrava dela, mas tudo bem.

Mais tarde eu e meus primos estávamos sentados na calçada em frente a minha casa, nos 4 ficamos por um bom tempo conversando bobagens rindo e tal, situação normal entre primos. Até que do nada Pedro coloca sua mão me minha coxa e fala – Você tá vem famosinha em prima!?. Eu – Como assim primo?.

Aí Bruno colocou sua mão em minha outra coxa e dá uma alisada nele, e aí falou – Nós sabemos Anninha!. Bernardo completa – Sabemos que você é uma putinha e que dá pra todos os garotos. Eu gelei na hora e falei – Fala baixo Pedro, minha mãe vai acabar ouvindo. Ele com um sorriso no rosto fala – Então quer dizer que a mamãe não sabe que a filhinha dela é uma putinha!?. Eu – Vamos pro meu quarto meninos… Não quero conversar sobre isso aqui fora.

Logo fomos pro meu quarto, e assim que entramos eu tranquei a porta, e falei – O que vocês querem?. (Falei isso pois vi que Pedro e Bernardo não paravam de mexer no pau). Aí Pedro falou – Como assim Anninha?. Eu – Ah primo, eu sei do que os garotos gostam… Sentem os 3 na minha cama. Aí eles sentaram, em seguida eu tirei o pau dos 3 pra fora e comecei a chupar.

Primeiro chupei o Pedro, em seguida chupei Bernardo e por fim chupei Bruno que por incrível que pareça era quem tinha o maio pau dentre eles, isso tudo levou uns 15 minutos. Aí eu falei – Tá bom assim?… Vocês não vão contar pra minha mãe né?… Nem isso nem sobre nada doque sabem sobre mim.

Aí Pedro sorriu e falou – Não priminha, nós não vamos contar nada pra ninguém… Mas nós queremos mais que um boquetinho, que por mais que tenha sido incrível, é muito pouco pro que você sabe fazer, rsrs. Eu – Tá bem, até porque tô com um fogo gigante, rsrs.

Em seguida, eles pediram pra eu deitar na cama, aí eles começaram a me acariciar. Lá estava eu, deitada na minha cama e sendo deliciosamente acariciada por meus primos, eles acariciavam minhas pernas, minhas coxas, meus braços e principalmente a minha bunda por cima do meu shortinho, que logo foi retirado por Pedro, em seguida ele tirou também minha calcinha.

Um tempo depois eu senti ele ficando de joelhos em cima de mim, segundos depois eu senti o seu pau entrando de uma vez na minha bucetinha que foi bastante fodida por meus 3 priminhos naquela tarde e também nos 2 dias seguintes em que eles ficaram aqui em casa.

Dali em diante eu não parava quieta, tinha sempre um pau dentro de mim, seja o do meu irmão, os de meus primos ou dos garotos que eu trazia aqui pra casa. Às vezes eu trazia dois meninos e os levava pro meu quarto, e quando meu irmão via eu com esses garotos entrando no quarto, sabia que tinha que sair.

Logo que meu irmão saia, eu e os garotos nos despíamos, aí eu pedia pra um deitar na cama em seguida eu subia em cima dele e encaixava seu pau na minha bucetinha, enquanto o outro se ajeitava atrás de mim e metia seu pau em meu cuzinho.

Ali eu ficava por meia-hora ou mais com 2 garotos me comendo ao mesmo tempo, e eu estava começando a me transformar na putinha viciada em sexo que sou hoje, rsrs…

(Continua)…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,86 de 7 votos)

Por # #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rafaella

    Maravilhoso … to esperando a ANNINHA chupar uma ppk ! Beijos