# #

peguei meu filho de 19 anos comendo sua irmã de 8 aninhos

2154 palavras | 11 |4.02
Por

Olá, meu nome é Claudio, tenho quarenta e dois anos e sou viúvo há dois, tinha dezoito anos de casado quando minha mulher sofreu um AVC, ficou internada num hospital por duas semanas, mas não resistiu e veio a falecer. Desde então moro em casa somente com meus dois filhos, Igor e Laura, Igor é o mais velho, 19 anos, branco, 193 de altura, sarado, um garoto muito bonito e a Laura é a minha caçula de 8 aninhos. Eu tenho muito orgulho deles, por nunca terem me dado nenhum tipo de aborrecimento.
Eu sempre trabalhei, e depois que fiquei viúvo, fiz o que pude pra não deixar faltar nada em casa, nem pra mim, e nem pros meus filhos que estudam de manhã, e a tarde são obrigados a ficarem em casa sozinhos, enquanto eu batalho pra por o sustento em casa. Mas outro dia eu tive um mau estar no serviço, passei pelo ambulatório medico e depois fui dispensado, peguei o circular e retornei pra minha casa chegando mais cedo, aí fui surpreendido, quando empurro a porta e entro ouço aqueles gemidos baixinhos, típico de quem esta sentindo muito prazer na pica do seu amado, parei pra ouvir melhor, e percebi que aquele som vinha do quarto do meu filho, pensei comigo, esse moleque é muito filho da puta, trouxe alguma vagabunda pra comer dentro de casa na minha ausência, é muito abusado mesmo, vou acabar com essa sem vergonhice agora mesmo, pé ante pé fui em direção ao quarto pra dar um flagrante nos dois safados. Mas qual não foi minha surpresa ao chegar na porta do seu quarto que estava semi-aberta, já ia meter o pé na porta, quando olho pra dentro e vi que aqueles gemidos era da minha própria filhinha, que gemia gostosamente na pica do irmão.
Ela estava de quatro nua na cama enquanto ele fodia a criança por tras. Aquilo me revoltou, ao ver que meus filhos transavam na minha ausência, mas ao mesmo tempo ao ver aquela cena fiquei paralisado, imóvel, e não sei porque, ao invés de agir, acabar com aquela festinha dos dois, preferi fechar os olhos, “modo de dizer” eles estavam bem abertos, ignorei o fato de isso configurar como pedofilia e deixei rolar, e vi meu filho bombando firme na irma, até urrar e gozar dentro dela. Não tem como negar que apesar da surpresa fiquei com tesão também assistindo inerte os dois fodendo deliciosamente dentro daquele quarto, eu levei a mão no meu pau que já estava todo melado. Continuei observando e depois de ter gozado dentro dela os dois deitaram na cama e ficaram se beijando, um beijo delicioso quente como de dois apaixonados, os dois estavam super felizes e eu pensei: Porque acabar com essa felicidade? Vou deixar acontecer o que tiver de acontecer, depois minha filha ainda chupou a pica do irmão ainda molhada com a porra depositada dentro dela misturada com seu próprio gozo, chupava tão gostoso que logo a rola do irmão ficou de pé, dura de novo. Agora na tradicional papai-mamãe ele subiu em cima dela e cravou de novo sua pica na bucetinha – que pelo visto nao mais virgem a um bom tempo – da irma que apenas gemia enquanto ele socava sua pica nela. Fiquei assutado pq ele tem 1.93 e é forte e ela muito pequena pra aguentar aquilo. Mas a cena toda me excitou ainda mais. Um cara daquele tamanho mandando ver numa crianca, era excitante demais.
Alguns minutos os dois estavam gozando mais uma vez, eu não resisti, sai de mansinho e fui ate meu quarto, entrei no meu banheiro e me aliviei numa gostosa punheta. Depois voltei pra porta do quarto do meu filho, e vi minha filha agora cavalgando a pica dele, e meu pensamento voou imaginando desde quando ele a comia, ha 1, 2 ou 3 anos? Eu via a pica dele entrando e saindo da bucetinha de criança dela… uma delicia, admito. Era lindo ver minha filha cavalgando sua bucetinha naquela pica rosada e comprida do meu garotao, depois ela saiu de cima e se virou colocando a pica dele na boca enquanto ele chupava sua bucetinha num delicioso meia nove, ela tremia e esfregava sua buceta na boca dele movimentando seu quadril, ate parar, minha filha tinha gozado na boca do irmão. Quando vi ela tossir, quase se engasgando com a porra dele derramada em sua garganta, os dois estavam se esbaldando, com a certeza de que não tinha ninguém em casa e que estavam sozinhos, mal eles sabiam que seu pau estava ali, bem pertinho apreciando tudo e gostando do que estava vendo, um garotao, estilo playboy fodendo gostoso a buceta da sua irmazinha de 8 aninhos.
Já tinha passado mais de uma hora depois daquele meia nove e eu estava impaciente pra ver os dois se pegando de novo, mas será que ele agüentava mais uma, ta certo que jovem tem muita testosterona, muita adrenalina, mas ele já tinha comido a bucetinha dela duas vezes e gozado mais uma na sua boquinha, será que ainda tinha fôlego pra mais uma, estava eu naquela maior expectativa quando ele de repente fez com que ela voltasse a ficar de bruços começou a beijar aquela bundinha branca da irmã, enchia de beijos suas nádegas e dava pequenas mordidinhas deixando minha filha toda excitada dando gritinhos de tesão. Quando finalmente abriu as nádegas dela e começou a passar a língua no seu anelzinho rosado, molhando bastante seu cuzinho com saliva… Vendo que minha filha estava liberando seu cuzinho pra ele, logo estava novamente com o pau duríssimo!!! Será o que to pensando??? Meu filho estava preparando o cuzinho da irmã pra ser fodido – sera que minha filhinha iria aguentar um pau daquele tamanho? – ele lambeu, lambeu, introduziu a língua, molhou o dedo na buceta dela com seu melzinho que já deveria estar escorrendo, e fez movimento fodendo o cuzinho dela com o dedo.

– Você deixa eu comer seu cuzinho irmã?
– Claro que deixo irmão!!! Você pode fazer o que quiser comigo que eu deixo… Vou querer ser sua sempre.

Nossa depois daquilo que ouvi, tinha certeza que meu filho ia comer a putinha da irmã sempre que quisesse, e como os dois ficam em casa sozinhos a tarde toda com certeza iriam foder todos os dias até enjoar, e como eu não intervi antes e estava gostando do que estava vendo, não podia fazer mais nada, então pensei também em tirar proveito daquela situação, eu ia querer comer a minha filhinha de 8 anos junto com o meu garotao pois era o mínimo que eu merecia depois daquele tesão todo que os dois me proporcionaram.

– Ficaa de quatro, fica!!!
Ele ajeitou ela de quatro e a sua irmã arrebitou sua bundinha e ele louco de tesão apontou sua pica praquele cuzinho, vi o seu pau duro, pulsando, balançando de tesão, pensei comigo: ‘Será que ela vai agüenta aquela rola naquele cuzinho rosado e fechadinho?”
Meu filho já tinha uma rola considerável, meteu primeiro na buceta dela deixando seu pau bem lubrificado, encostou no rabinho da minha filha e segurou ela firme pelo quadril e foi empurrando sua pica dura bem devagarinho, com cuidado, com toda delicadeza que aquele cuzinho merecia, sua pica foi rapidamente alargando aquele delicioso buraquinho.

– Ai irmão!!! Ai!!! Devagar!!! Devagar!!!…
– Calma irmã! Calma! Tá entrando; tá entrando!!!
– Tô sentindo Irmão… Tô sentindo! Aaaaiiii! Aaaaiii!

Meu filho ia empurrando sua rola naquele cuzinho gostoso da irmã e sua rola ia abrindo caminho centímetro a centímetro ate suas bolas encostarem na bucetinha dela, meu filho meteu tudo até o talo e ela agüentou firme, com sua rola todinha enterrada no cuzinho da irmã passou a socar lentamente, puxando e enfiando até o fundo. Minha filha abraçada com o travesseiro; mordia-o e gemia ao mesmo tempo.

– Hummm! Hummm! Ai! Ai! Aaaaiii!
– Que delícia de cu minha irmã…

Meu filho agora metia com mais força e vontade naquele delicioso e apertadinho buraco… Mas, chegou o momento que não dava mais pra segurar, apertou seu quadril com os braços puxando ela de encontro a seu pau e cravou bem fundo com uma última estocada, tremeu como um cão na hora do gozo e soltou seu jatos de porra dentro dela!!!

– Oh!!!!! Que cuzinho gostoso irmã… Hummmmm! Aaaaahhhhhhhhh!
– Isso irmão, goza; goza bastante no meu cuzinho, enche o cu da sua irmãzinha de porra.

Eu pensei comigo “mais que vadiazinha” tao nova e ja era um prostitutazinha.
Minha filha já toda mole por também ter gozado, caiu na cama recebendo em cima do seu corpinho todo o peso do sei irmão, que ficou deitado em cima dela com sua rola ainda enterrada naquele cuzinho apertado, que ele acabou de comer. Fiquei impressionada por ver minha filha agüentar a pica do irmão naquele cizinho fechadinho sem se quer reclamar. Sera que ja tinha dado?
Depois de um bom descanso ele falou pra ela, “vamos tomar um banho ta quase na hora do papai chegar” . Olhei no relógio e faltava meia hora pro horário que eu costumava chegar em casa, saí de fininho pra rua e fechei a porta da sala sem fazer nenhum barulho, depois de meia hora retornei, entrei em casa e meus filhos estavam na cozinha com a mesa do café da tarde preparada, já que não costumamos jantar, dei um beijo em cada um deles, como fazia sempre, agindo como se nada tivesse acontecido, e os dois agiram da mesma forma, “bons atores nós somos”.
Quando terminamos o café achei que deveria falar com meus filhos que eu os vi transando, era a única justificativa que achei pra poder entrar no assunto e pedi a eles pra transarem comigo também, segurei na mão de cada um deles e fale:

– Filhos, preciso lhes dizer uma coisa!!! Que foi pai, fala, estamos ouvindo!!!
– Bem, aazem dois anos que estou sem ninguém, desde que o pai de vocês morreu, nesse tempo todo eu apenas trabalhei pra dar a vocês o melhor que pude, mas já ta na hora de arrumar alguém pra mim, eu também preciso de sexo, depois de dois anos de seca agora eu quero tirar o atraso e matar minha vontade. Meu filho antecipou a mim e disse:
– O senhor arrumou uma namorada e quer apresentar ela pra gente, é isso?
– Não filho, eu não arrumei ninguém, mas preciso de uma mulher pra matar meus desejos e me satisfazer sexualmente!!!

Hora da verdade:

– Então hoje eu vi vocês dois transando no seu quarto!!! Os dois se olharam e ficaram com aquele ar de assustados, mas eu pra acalmá-los continuei: Eu poderia ter entrado no quarto e acabado com a transa de vocês, mas por ter visto a felicidade de vocês dois, deixei rolar e fiquei só assistindo, confesso que desde que a mae de vocês morreu foi a primeira vez que senti tesão de verdade, não consegui segurar e fui ao banheiro me masturbar e gozar pra poder me aliviar um pouco, quase morri de inveja de você filhao. Ouvindo isso, minha filha teve um sobressalto, mais depois sorriu pra mim.

– Enfim, vocês podem continuar transando mesmo na minha ausência, e se eu tiver em casa e vocês sentirem vontade não se preocupem, tem todo o meu apoio, podem foder a vontade, e você mocinha, trata de trata de tomar remédio pra evitar uma gravidez do seu irmão. E vc rapaz, se for comer alguem fora, use camisinha.
– Eu nao tranzo com outra mulher pai. Eu ja tenho a minha. Nisso ele se abaixou e beijou a boca da irma.
Se vcs vissem a cena, ficariam com o pau e bucetas babando. Meu filho ja homem feito, beijando uma criança de 8 aninhos. Admito que nunca vi coisa mais excitante nesse mundo.

Sabe, as vezes vale a pena fechar os olhos pro que ta acontecendo, ignorar, deixar o preconceito de lado e deixar nossos filhos se descobrirem, descobrir a sexualidade e os prazeres que o sexo nos da, sem com isso deixar de orientá-los, conversar abertamente, dizer o que pensa sem reprimi-los. Se não fizerem perto de nós, acabarão fazendo longe e com qualquer um, quando o tesão bate, e o desejo aflora, não tem como segurar, hoje em dia eles estão fazendo sexo cada vez mais cedo, e o incesto é uma realidade cada vez mais comum.

Espero que tenham gostado desse relato.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,02 de 66 votos)

Por # #

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder LixoDeConto

    Só no Ctrl+c ctrl+v né cara de pau kkkkkkkkkkkkk

  • Responder LixoDeConto

    Só no Vdd ctrl+c ctrl+v né cara de pau kkkkkkkkkk

  • Responder Danadinho

    Delícia

  • Responder The DOG

    Pelo menos deveria ter lido antes de ter copiado,por que ficou algumas coisas sem sentido kkkkk e dado os créditos ao autor oficial é claro

  • Responder Kol

    ????

  • Responder Eletrônico

    Copiado na íntegra, deveria dar crédito para quem escreveu antes.
    Tbm tenho vários publicado.

  • Responder Sla

    Muito bom tem mais que deixar os irmãos foderem pq é um amor

  • Responder jorge ferreira da silva

    Olha também aconteceu comigo tinha dezenove anos e minha irmã de sete anos, vivíamos se agarrando ate que passamos a começar a transar, no começo era só sarando mais foi evoluindo e transar não demorou, com muito cuidado tirei sua virgindade e com muito carinho fui fodendo minha irmãzinha e ela foi gostando que fiquemos despreocupados sem tomar os devidos cuidados ate que minha mãe ficou meio desconfiada e começou nos vigiar e não deu outra me pegou encima de minha irmã, pensa no tendeu que deu, falou pro meu pai que mês expulsou de casa e todos os outros irmãos ficaram sabendo, só não ficaram sabendo que eu tinha tirado sua virgindade, mais tive que sumir de casa e nunca mais pude encontrar minha doce irmãzinha, so sei que ela se casou e que vive muito bem com seu marido e eu também me casei mais te digo que ate hoje sinto saudades da minha maninha e de sua bocetinha de menina que me dava tanto prezer e gostava de ser fodida por mim e dia que minha pica era muito gostosa que ela gostava de ter ela toda enfiada na sua bocetinha de menina foi um tempo muito bom aquele que não volta mais

  • Responder anonimoo

    Esse conto ja foi postado!!

    • Anoni

      Vdd ctrl+c ctrl+v

  • Responder @vinizoo

    Adorei