#

O desejo de acampar nunca acampei

869 palavras | 0 |4.86

ola meu nome e Carlos, sou casado na faixa dos cinquenta anos, minha esposa tambem o que vou contar aconteceu a uns cinco anos a trás já estávamos com trinta e poucos, bem dês de jovem tinha vontade de acampar mais não houve oportunidade depois me casei ficou mais difícil ate no verão de 2015 ou 2016 eu e minha esposa resolvemos realizar esta proeza, compramos um bangalô barraca de acampar e em conversa com amigos que acampavam escolhemos uma área de camp muito legal, tinha churrasqueira, cozinha coletiva e local para banho banheiros muito legal mesmo.

Ainda com um pouco de receio mais fomos, minha esposa e um tanto medrosa mais ela na flor da idade cheia de vontade muito bonita, umas pernas linda, uma bunda provocante saliente carnuda, e é bem comunicativa, chegando no local por volta de umas 9 horas já muitas barracas, pegamos um local bom próximas áreas livres, gente e para montar a barraca que dificuldades não estava conseguindo ate que um grupo de rapazes se prontificaram nos ajudar, nisso o sol já estava a pino, minha esposa bem bronzeada resolveu ir colocar o biquíni, nossa chamou a atenção, seu carro chefe a bunda toda aparente, bem conseguimos e começamos a beber, eu já tinha levado umas. cervejas bem geladas ofereci aos rapazes e fizemos uma leve amizade, p bom que no acampamento eles vendiam gelo, carvão e bebidas, o pessoal do camp já colocaram música e uns casais de jovena dancando.

Como já se aproximava das 13 horas minha eaposa disse que iria dar um mergulho, pois o camp fica na praia eu aproveitei e fui fazer fogo na churrasqueira para assar um churrasco, .já com a carne no fogo um rapaz pediu se poderia colocar um espeto dele eu disse sim ele foi buscar, logo minha esposa apareceu ficou só de biquine e toma cerveja ate que aparceu o casal com mais dois caras, e ficamoa conversando e bebendo os caras ofereceram a minha esposa uma bebida disseram ser run e energético, eu sei que comesaram a dançar, todos de sunga e as mulheres de biquine, eu notei que estavam ficando excitados e em especial um que dançava muito com a minha esposa, nossa o cara tinha uma mala que.mal cabia na sunga, chamei minha esposa que já estava elétrica e disse a ela já viu como o cara esta ela riu e disse ver ainda não vi mais estou sentido, sinceramente não sei porquê meu pau ficou duro, ela veio pegoi no meu pau e disse ficou excitado, so de imaginar minha bocetinha encostada naquilo meu.corninho e saiu rindo, e foi dançar com o cara, ai a filha da puta se esfregava mais no cara nossa meu pau já estava doendo de tesão, nisso já passava da meia.noite o pessoal começou ir para suas barracas.

Nos também resolvemos se recolher minha esposa vem no meu ouvido e me pergunta amor será que você deixaria o Valter era o cara, dormir na nossa barraca, eu perguntei como assim, ela completa vai amor vamos nos divertir, não vai embarcar vai, eu também com tesão disse tuso bem, ela disse eu vou tomar.banho, ela estava elétrica mais não parecia estar embriagada não nao sei se puseram alguma coisa na bebida dela só sei que estava soltinha, foi tomar banho.

Quando voltou veio com com um shortinho transparente de dirmir sem calcinha dava para ver nitidamente, eu fui tomar banho, quando sai do banho vi ela e o tal Valter se pegando aos beijos, chego perto o cara estava com a rola dentro dela, ela gemendo quando o cara tirou de dentro nossa não acreditei uma rola.grossa uns 22 cm de rola bem maior que a minha, eu disse vão para a barraca e.fomos, gente eu não estava reconhecendo minha esposa, ela cavalgada na rola do cara que nem uma louca, como wu sempre como o.cuzinho dela sempre ando.com lubrificante o cara queria comer o cuzinho dela, eu achei que ela não iria deixar poia além fe grande era bem grosso, .mais ela me pediu o lubrificante e o Valter meteu no cu dela, nossa ela gritava, baixinho gemia ate que um tanto alto maia o Valter gozou no cu.dela, eu deitado ao lado olhando aquilo tudo dentro quando ele tirou de dentro não aguentei cai de boca r comecei a chupar a rola dele, minha esposa vendo veio w começou a chupar a.minha rola gozei na sua boca coisa que nunca havia feito ela engoliu tudo, O Valter fe rola dura.meteu novamente na boceta dela gozado novamente, uma loucura nem pensamos em camisinha no pelo mesmo
.

Ai desmaiando acordamoa com o pessoal chamando já passava das 10 horas, comesaram a tirar o sarro que a noitada foi bom, e disseram para minha eaposa foi difícil aguentar, ela toda envergonhada queria ir embora wu disse não agora vamoa ficar.

E ficamos ate terça feira mais.depois eu continuo.

espero aue tenham gostado.

,
,

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,86 de 7 votos)

#

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos