# # #

Meus Meninos 3

9887 palavras | 39 |4.45
Por

Meu pau estava duro novamente. O que havia neste DVD? Eu tinha que saber eu abri a caixa do DVD e coloquei o disco no aparelho. Eu tinha uma central de ponta instalada em frente à minha cama kingsize para que eu pudesse assistir filmes. Sentei-me na cama e cliquei com o controle remoto para ligar a tela plana e esperei o DVD começar a ser reproduzido.
A tela se iluminou com o cartão de título vermelho, “Cerejinha do Lipe”, em seguida desapareceu. Então na tela surgiu a imagem de Felipe em pé na pose clássica de super-herói, com as mãos nos quadris, usando a fantasia do Superman que eu comprei para ele no último Halloween. A peça de tecido elástico era muito apertada para ele, mesmo quando eu a comprei há um ano. Mas eu a comprei para exibir seu lindo corpo sexy de garoto, e Felipe adorou sentir o tecido, então ele não reclamava. Mas Felipe cresceu desde então e agora a roupa se encaixa muito bem nele.
Então eu ouço a voz de Jamal câmera enquanto a imagem percorre a roupa apertada. – Aqui está o nosso herói, pronto para combater os planos malignos de seu arqui-inimigo Lex Luthor, um vilão que luta sujo e conhece todas as fraquezas do Superman.
-Eu sou o Superboy, não o Superman! – Felipe ri para a câmera. -Oh, desculpe. Superboy! – Jamal responde.
-E especialmente com a criptonita deixarei o herói impotente e implorando por misericórdia. – Como Jamal segura um pequeno pedaço de pedra branca como uma substância na frente da câmera.
-O que é isso? – pergunta Felipe. – Garoto bobo, esta é a criptonita, mas isso é para mais tarde. – Jamal continua como a câmera focada em Felipe. O garoto riu do quão bem Jamal estava participando do jogo. – Agora voe para longe e Lex Luthor tentará capturá-lo. – Jamal diz. Felipe sorri amplamente e faz sua melhor pose de voo. – Para cima, para cima e para longe! – grita Felipe, quando o garoto fica fora de cena com sua capa vermelha seguindo-o.
A imagem salta imediatamente para uma imagem trêmula à mão enquanto a câmera persegue Jamal e Felipe rindo pela casa. Sua capa vermelha do traje de lycra apertado piscando em breves vislumbres, enquanto ele se esforça contra o sexy corpo de menino dentro dele. Jamal está vestindo apenas um par de shorts soltos, a protuberância claramente visível na perna do short de nylon. Jamal persegue o garoto de óculos para fora da sala enquanto a câmera permanece ligada como uma foto ampla da sala de jantar. A câmera devia estar sendo segurada pelo homem misterioso que eu vi entrando no banheiro com meu filho antes.
Um grito de riso infantil pôde ser ouvido fora da câmera enquanto Jamal captura o garoto e o traz de volta para a sala de jantar. Ele coloca o menino em uma cadeira no final da mesa e amarra o garoto à cadeira. Felipe rindo o tempo todo.
– OK Superboy, agora você irá me contar qual é o segredo dos seus super poderes! – Jamal disse em um tom brega e dramático. – Nunca! Eu nunca revelarei meu segredo para você Lex Luthor! – riu Felipe. – Então eu vou ter que afrouxar sua língua, garoto! – Jamal respondeu.
Jamal foi para a cozinha e logo trouxe de volta, o que parecia com um prato de brownies embrulhados com filme plástico, um pequeno pote com alguma coisa e um copo alto de leite. Ele os colocou em frente ao garoto amarrado na mesa da sala de jantar.
– Esses brownies da verdade ajudarão a soltar sua língua, garoto! – Jamal diz de uma maneira divertida. -Ha! Seus brownies não terão efeito em mim, Lex Luthor! – sorriu a gracinha de cabelos castanhos. – Estes são brownies especiais Superboy, e você não será capaz de resistir depois que você comer um! – Jamal tira um brownie grande do plástico embrulho. Ele então pega a pequena vasilha e depois polvilha um pó branco amarelado em cima do brownie.
– O que é isso? – pergunta Felipe. – Isso vai me ajudar a tirar a verdade de você, Superboy! – Jamal respondeu com um sorriso enquanto colocava o brownie com o pó na boca de Felipe. – Essas coisas da verdade não vão funcionar comigo Lex Luthor! – sorriu um desafiante Felipe, o garoto tentou evitar o brownie virando a cabeça de brincadeira.
Depois de algumas tentativas, Jamal pegou a cabeça de Felipe e empurrou o brownie contra os lábios do menino. Felipe deu uma risadinha divertida e abriu a boca e começou a comer o brownie. Com a boca cheia do que restou do brownie Felipe comenta – O brownie tem um gosto engraçado, mas eu gosto. – Felipe continuou a engolir o resto da mistura de chocolate. Jamal trouxe o copo de leite aos lábios de Felipe.
– Beba menino! Vou tirar a verdade de você de uma maneira ou de outra! – respondeu Jamal quando Felipe começou a beber o leite. Felipe engoliu o resto do brownie e sorriu para a câmera com um bigode de leite fresco. – Você conseguiu fazer tudo isso tio Ravi? – Felipe disse olhando para alguém apenas fora da câmera.
– Eu com certeza fiz carinha. – A outra voz disse fora da câmera. Este tal Tio Ravi deve ser o cara que opera a câmera de vídeo e o cara que eu vi indo no banheiro com Jamal e meu filho. O que esses dois homens estão fazendo com meu filho?
– Agora, você vai cooperar comigo ou eu tenho que ser duro com você? – Jamal continuou. -Vamos ver se você pode me pegar de novo! – Felipe de repente se libertou das cordas frouxamente amarradas e disparou para fora do quadro, Jamal tentou, sem sucesso, agarrar o garoto rápido, com a câmera rapidamente os seguindo. Jamal perseguiu o garoto pela casa e depois de várias tentativas, Felipe finalmente caiu no sofá exausto com Jamal desmoronando ao lado do menino ofegante e sorridente.
-Como está se sentindo, filho? – perguntou Jamal. -Eu me sinto ótimo. – respondeu Felipe um pouco tonto, enquanto se esticava como um gato. O traje do Super-homem se agarrando contra seu corpo franzino. O que quer que estivesse polvilhado nesse brownie estava começando a fazer efeito.
– Eu me sinto muuuito bem! – Felipe sorriu largamente com as pálpebras agora parecendo pesadas. -Venha sentar no colo do papai -, disse Jamal ao garoto relaxado. Felipe deslizou sobre o colo de Jamal e reclinou-se de volta ao peito musculoso homem negro. Jamal começou a correr lentamente as mãos para cima e para baixo no tecido do garoto coberto. Felipe gemeu levemente quando as grandes mãos negras manipularam seu corpo de menino. A câmera seguiu as mãos de Jamal enquanto acariciavam cada centímetro de meu filho de oito anos. Uma protuberância perceptível na malha estava aparecendo quando Felipe se excitou pelas manipulações de Jamal.
– Parece que você é realmente o garoto de aço. – Jamal sussurrou na orelha de Felipe, enquanto ele concentrava sua atenção no pau duro de Felipe. A câmera focava nas duas mãos negras fortes, em como ele manipulava a dureza do garoto através do tecido apertado. Felipe soltou um pequeno grunhido e gemido enquanto as sensações percorriam seu corpo.
– Agora você é meu para fazer o que eu quiser, Superboy. – Jamal continuou a sussurrar no ouvido do meu garoto. A câmera continuou a seguir os movimentos das mãos, como ele subiu e começou a beliscar e massagear também os mamilos minúsculos de Felipe. A criança gemeu mais alto desta vez, ambas as sensações o dominaram.
– Eu conhecerei seus segredos mais profundos e os tirarei de você. – Então Jamal lambeu a orelha de Felipe, que provocou arrepios no corpo jovem do garoto. – Acho que está na hora de você ver a investigação da verdade de Lex Luthor.
Jamal começou a tirar o calção enquanto segurava Lipe no lugar em cima dele. Uma vez liberado de seus shorts folgados, o pau de Jamal imediatamente saltou e ficou entre o tecido e as pernas do menino. Alguns centímetros do pau preto grosso de 20 cm de Jamal podiam ser vistos subindo duro acima da virilha de Felipe.
– Capanga Ravi, você deveria fazer o mesmo. – Jamal diz para a câmera. A câmera balança um pouco quando o tio Ravi tira o short e o joga no sofá ao lado de Felipe e Jamal.
– Ooooh, eu amo sua varinha da verdade. – Sorriu Felipe, quando o garoto apertou o ereto pênis preto entre suas coxas sedosas e cobertas de malha. A câmera segue Felipe que estendeu as mãos e acariciou suavemente cabeça do pau latejante do Jamal. Ele soltou um longo gemido gutural enquanto as mãos pequenas estimulavam sua cabeça sensível do pênis.
– Isso, meu bebe, acaricie essa varinha. – Jamal diz lascivamente. Felipe inclina a cabeça para trás e os dois começam a beijar loucamente. As mãos de Jamal e Felipe estão uma onda de movimentos quando eles começam a balançar os corpos um do outro incontrolavelmente e a luxúria toma conta de ambos. A câmera se move para cima e pelos dois corpos se contorcendo, pegando mãos tateando a carne excitada.
Jamal interrompe o beijo e olha para a câmera. – Acho que é hora de levar o Superboy até o meu esconderijo secreto. – Jamal então sorri maliciosamente e se levanta nu do sofá, levantando e carregando meu filho meio mole em direção às escadas para os quartos no andar de cima. A câmera segue a ação o tempo todo.
A tela, em seguida, cortou para uma grande cena do meu quarto com um Jamal nu carregando meu filho. Eu vejo duas outras câmeras de vídeo montadas em tripés ao redor da cama. O vídeo é cortado na câmera de mão, com Jamal baixando Felipe gentilmente para o centro da gigantesca cama. Eu também observei um conjunto de quatro punhos forrados de pelos em correntes presas ao longo do topo da cama. Felipe se esticou como um gato, quando Jamal se deitou ao lado de meu menino, enquanto ele continuava a esfregar as mãos para cima e para baixo no corpo infantil sob a fantasia. O corpo flexível de Felipe se destacava contra a brilhante capa vermelha de cetim.
– Eu me sinto quente… – Felipe disse com um sorriso espaçoso. -Superboy está quente, hein? Bem, vamos tirar seu super traje então. – respondeu Jamal.
Jamal rolou o garoto estendido de lado e lentamente descompactou o zíper traseiro da fantasia. As costas do Felipe sensuais se mostraram para Jamal e a câmera enquanto o zíper era lentamente abaixado, todo o caminho, até logo acima do começo da bunda apertadinha do menino.
– Hora de deixar o Superboy mais confortável. – Jamal correu suas mãos fortes dentro de cada manga da roupa restritiva de Felipe, removendo cada um dos braços. Jamal abaixou lentamente a parte de cima da peça até o garoto ficar de peito exposto, com a parte de cima do traje enrolada em volta da cintura.
Jamal rolou meu filho de volta, então ele estava de novo com um riso sonhador no rosto. A câmera capturou as mãos de Jamal vagando por todo o peito exposto do menino, que se movia suavemente para cima e para baixo enquanto ele respirava.
– Agora eu tenho você nas minhas garras do mal, Superboy. – Jamal disse sedutoramente enquanto ele continuava a mover as mãos pelo corpo esticado do menino. A imagem foi cortada para uma grande cena de Jamal enquanto ele segurava os pulsos do Lipe e moveu os braços sobre a cabeça dele. Ele então colocou um dos punhos pretos cobertos de pelos em cada um dos pulsos do menino. O vídeo mostra quando Jamal se inclinou encarando e murmurando para o garoto contido:
– E agora você está impotente para escapar de mim. – Jamal trouxe seus lábios até os lábios do garoto. Felipe e Jamal começaram a beijar apaixonadamente e meu o filho não resistiu à língua invasora do negro. Eu estava hipnotizado de assistir meu filho se entregar tão livremente ao musculoso homem negro.
Mesmo depois de ter gozado a apenas alguns minutos atrás, eu não pude ajudar deixar de dar mais uma sacudida no meu pau duro e comecei a acariciar novamente. Enquanto Jamal continuava duelando línguas com meu garoto, a câmera seguiu sua grande mão negra para baixo, enquanto lentamente se aproximava da excitação do menino. Jamal usou a palma da mão e começou a esfregar levemente em pequenos movimentos circulares sobre o pintinho duro, fazendo Felipe inspirar profundamente e gemer pelo nariz enquanto se beijavam.
-Mmmmm … aaammmph … mmmmph! – O garoto podia ser ouvido gemendo ao fundo com ele tentando forçar a língua o mais profundamente possível na boca de Jamal. A câmera ainda focada em seus pequenos quadris movendo para cima na palma da mão de Jamal.
Os dois na cama quando Jamal levantou tirou a mão do garoto. Eles continuaram a se beijar quando Felipe gemeu de decepção, o garoto se esforçando contra as restrições enquanto ainda tentava levantar e manter contato com a mão de Jamal. Jamal então começou a atiçar a barriga de Felipe, seus dedos lentamente provocando a entrada no traje. A câmera se distanciou quando Jamal se afastou do ansioso beijo.
– Você está pronto, Superboy? Você está pronto para revelar seus poderes super secretos para mim? – Jamal murmurou sem fôlego para o garoto. – ahn ahn – foi tudo o que Felipe pôde responder enquanto lentamente balançou a cabeça negativamente. O olhar vidrado nos olhos de Felipe disse tudo o que Jamal precisava saber.
– Então você não me deixa escolha Superboy -, o vídeo foi cortado para Jamal enquanto sua mão deslizava para dentro da cintura do traje apertado. Felipe gemeu quando a mão de Jamal agarrou suavemente o pau e as bolas do garoto diretamente. Os gemidos agudos do menino ficaram abafados quando Jamal empurrou sua língua de volta na boca pequena de Felipe. O homem musculoso e meu caçula começaram a beijar apaixonadamente novamente.
A mão grande de Jamal estendeu obscenamente o material de elastano enquanto ele acariciava o pênis infantil. Felipe abriu mais as pernas enquanto a câmera focava na protuberância obscena e ondulante que se movia eroticamente sobre a virilha do garoto. Os quadris de Felipe se moviam hipnoticamente a cada movimento. O vídeo foi para uma cena ampla dos dois enquanto eu assistia Jamal manipular meu filho como um instrumento musical. Eu lentamente me acariciei com as palavras lascivas que Jamal murmurou para o meu filho.
– Sim, você gosta disso, não é? Seu super garoto. – Jamal continuou com sua exploração. Felipe estava realmente excitado agora. -Uuuhhh … mmmmmm … sss … siimm … – Felipe gritou. O corpo dele úmido de suor.
– Hora de prepará-lo para descobrir o que você esconde – Jamal murmurou para Felipe enquanto descia até a sua cintura. Jamal agarrou os lados do traje e lentamente escorregou a roupa justa pelas pernas do menino. As mãos de Jamal deslizando nas pernas lisas de menino até que Felipe ficasse deitado esticado em suas costas, completamente nuas, exceto por sua capa vermelha embaixo dele.
A câmera admirava a visão do garoto estendido sobre a cama. Seus braços presos acima da cabeça com o corpo nu deitado sobre sua capa vermelha acetinada do Super-Homem. Seu pequeno pau estava duro e latejante enquanto Felipe sorria com um olhar lascivo para a câmera.
Então a câmera mudou para a lateral quando Jamal se sentou entre as pernas estendidas do Lipe com um tubo de lubrificante e que parecia um semelhante a um pote preto que também estava na sala de jantar. O pênis de Jamal parecia duro como aço se projetando de sua virilha. Ele colocou os itens no chão e pegou as pernas do garoto e as colocou em seus ombros.
A câmera seguiu as grandes mãos negras de Jamal enquanto acariciavam ao longo das pernas e coxas macias do garoto. As mãos de Jamal trabalhando até que se estabeleceram no pau duro de Felipe, acariciando e brincando com suas mãos grandes e fortes. Felipe gemia, pois, a erva e o ecstasy do brownie ampliavam os sentidos e as carícias de Jamal.
– Você está pronto para me contar o segredo dos seus poderes, Superboy? – Felipe sorriu de volta meio chapado e balançou a cabeça para frente e para trás.
– Nnn … não … você não vai … mmm … conseguir nada … uhhh … de mim … Luthor – sorriu o garoto excitado. – Assim seja, filho de Jor-El – Jamal sorriu enquanto se inclinava para frente com os tornozelos de Felipe em suas mãos. Jamal esticou as pernas do menino flexível de oito anos para trás até que elas estivessem contra os ombros dele. Jamal depois prendeu os outros dois punhos forrados nos tornozelos do menino, mantendo as pernas do garoto inclinadas. Jamal se inclinou para trás para admirar seu trabalho, deixando cuzinho e o pau duro e sem pelos do meu garoto obscenamente aberto e exposto para a câmera ver.
– Agora essa é uma super visão – disse Jamal para a câmera enquanto corria grandes mãos negras por toda lateral das coxas brancas e macias até a pequena bundinha branca do menino. Eu gemi e apertei meu pau enquanto assistia Jamal passar um de seus dedos grandes para cima e para baixo na boceta exposta de Felipe. A câmera se aproximou dos movimentos do Jamal enquanto ele circulava lentamente o pequeno buraco com a ponta do dedo. Seu dedo diminuiu a pressão no buraco não mais virgem.
– Parece que vou precisar de um pouco de criptonita para enfraquecê-lo – Jamal ri fora da câmera – Para que você possa lidar com a minha investigação da verdade.
– Mas primeiro, vamos relaxar com um pouco de lubrificante. – A câmera estabilizou a filmagem quando Jamal abaixou a cabeça e começou a lamber o cu de Felipe com um apetite selvagem. Meu filho começou a gemer enquanto tentando forçar seus quadris para cima. Jamal agarrou a cintura de Felipe e ajudou forçar o tronco do menino para cima contra sua boca. De repente, Felipe soltou um suspiro seguido por um gemido gutural, mas baixo, que eu pensei que significava que a língua de Jamal havia entrado em seu buraco apertado.
Os gemidos de Felipe foram ficando cada vez mais altos com o ritmo dos movimentos da cabeça de Jamal. Sua boca estava colada sobre a bunda de Felipe, e eu pude só imagine o quão longe sua língua farta estava atolada, afrouxando as pregas do meu filho. Jamal então se afastou, e a câmera teve um breve vislumbre do buraco do menino, que ficou aberto por alguns segundos, em seguida, fechou-se como uma flor.
Jamal sorriu quando pegou o tubo de lubrificante e espremeu um pouco da gosma clara em seus dedos. O vídeo é cortado para uma visão por cima do ombro de Jamal, a bunda exposta de Felipe enquanto ele aplicava o lubrificante, Felipe não era mais um menino tão apertado assim.
Jamal espalhou o gel transparente em pequenos movimentos circulares ao redor das pregas molhadas, piscando, até enfim enfiar um dedo no esfíncter do menino e fazendo pequenos movimentos circulares enquanto aplicava pressão contra a parte interna. Lentamente, o dedo de Jamal afundou todo o caminho do buraco apertado de Felipe, provocando um suspiro rápido do meu menino. Jamal manteve o dedo na bunda do garoto por um momento, mas então os olhos de Felipe se arregalaram, seu corpo se encolheu contra as restrições, segurando-o no lugar, e ele começou a respirar mais rápido.
– AAAAHH … minha bunda … UUUUUH … isso … tá … quente … UUUNGG! – exclamou Felipe, com um olhar de pânico no rosto. – Esse é apenas o lubrificante Superboy, ainda tem criptonita real – Jamal riu – Basta dar um minuto pro lubrificante trabalhar e seu bumbum parecerá ainda melhor do que antes. – Sorriu Jamal, enquanto balançava o dedo lentamente dentro da bunda do menino. Tudo o que o garoto contido podia fazer era gemer, como se sentia a construção das sensações que estavam começando a emanar de sua bunda.
Jamal observou como o olhar de dor desapareceu lentamente do rosto do garoto e foi substituído por um olhar de luxúria. Jamal pegou o tubo e espalhou mais lubrificante diretamente ao redor do dedo inserido quando ele começou a trabalhar com dedo para dentro e fora do menino. Jamal podia sentir o ânus de Felipe relaxar até mais e aproveitou-o deslizando um segundo dedo no buraco. Os olhos de Felipe se fecharam, sua boca se abriu com um suspiro, quando a sensação do segundo dedo sendo adicionado dominou seu corpo.
Jamal de repente removeu os dedos, deixando a bunda de Felipe bem aberta. Ele rapidamente pegou o lubrificante e esguichou uma quantidade generosa diretamente no buraco do garoto. A súbita sensação do aquecimento da criptonita se misturou ao lubrificante fez Felipe gemer. Seu esfíncter se fechou com força, selando a grande quantidade de lubrificante em seu buraco de menino trêmulo. Felipe respirou pesadamente enquanto seus braços e pernas esticaram contra as restrições.
– Essa foi apenas a primeira etapa Superboy, agora vou enfraquecer seu rabinho com a verdadeira criptonita – disse Jamal enquanto pegava o recipiente preto e tirava, o que parecia, uma pequena pedra branca.
Ele então deslizou seu dedo lubrificado de volta para o garoto, seguido rapidamente por um segundo dedo. Um olhar de pura luxúria brilhou no rosto do meu garoto enquanto os grandes dedos negros estimularam seu cólon. Jamal notou que desta vez o buraco também foi significativamente mais fácil de penetrar. O lubrificante impregnado com criptonita foi fazendo efeito.
Jamal tirou os dedos e colocou a pedrinha branca em contato com as pregas. A câmera o capturou lentamente ele empurrando a criptonita para dentro do traseiro do garoto com os dois dedos lubrificados, enterrando-os profundamente. Felipe começou a gemer e lamentar enquanto Jamal fazia a pepita de criptonita dissolvendo-se contra as paredes da bucetinha de garoto do Felipe.
– AHHH! … JJJAMAL … REALMENTE QUEIMA!!! – Gritou Felipe. A câmera captura seu corpo realmente esticando e flexionando-se contra as restrições. – Sssshhh bebê Superboy, essa é a criptonita drenando seus poderes, e te preparando para a minha investigação.
Após alguns minutos das caricias de Jamal, o comportamento de Felipe mudou do desconforto à luxúria avassaladora, enquanto o garoto tentava recuar contra o dedo de Jamal. A pepita já estava completamente dissolvida dentro do cuzinho bem lubrificado, que agora estava frouxo e flexível o suficiente para Jamal introduzir um terceiro dedo. Felipe grunhiu lascivamente com a crescente plenitude em sua bunda.
– Você está gostando disso agora, garoto? – Jamal perguntou com voz rouca. A única resposta foi – Não… pare! – O vídeo foi cortado para Felipe, seus olhos fechados com um olhar de prazer, Jamal girou seus três grandes dedos pretos dentro do garoto. Jamal podia sentir a bunda de Felipe se abrindo como uma flor enquanto o menino gemia pelo mais alto prazer lascivo.
– Eu acho que você está pronto para a minha investigação, Superboy. – Jamal continuou a estimular a bunda de Felipe com os dedos, acariciando seu pau duro de o 20 cm com a outra mão. Jamal rapidamente removeu os dedos enquanto se inclinava sobre os joelhos, ele posicionou seu pau sobre o buraco aberto do garoto. Jamal então abaixou o pau até a grande cabeça em forma de cogumelo estar cutucando contra a abertura.
– O momento da verdade Superboy! – Jamal anunciou e Felipe gemeu com um olhar de antecipação. Felipe conseguiu aguentar três dos dedos grandes de Jamal nele, mas ainda me espantava que meu garoto de oito anos fosse capaz de enfrentar o monstro que Jamal estava carregando.
Jamal começou a inclinar seu peso para frente quando o eixo grande começou a pressionar contra o buraco aberto do garoto. A câmera mostrava o pênis duro de Jamal lentamente entrando no rabo apertado do garoto.
– Unnnnnnaaaaahh! Felipe gemeu ao sentir o pênis de Jamal deslizar lentamente dentro dele. Jamal não podia acreditar o quão bom e apertado o garoto se sentia quando ele continuou a empurrar-se lentamente para o garoto contido. O corte da câmera quando o corpo de Jamal desceu mais e mais, até o corpo de Jamal ser pressionado firmemente contra o pequeno corpo. Felipe soltou um gemido alto quando Jamal se afundou nele.
O vídeo é cortado para a câmera de mão, pois se concentra nas bolas de Jamal, agora pressionadas firmemente contra a bunda do garoto. Seu comprimento agora totalmente inserido no meu caçula abaixo dele. Eu só podia ver os braços e pernas do meu filho, contidos, sobressaindo por cima, o resto dele escondido por este grande homem adulto, inclinando-se sobre ele.
O vídeo passou para um perfil próximo dos rostos de Jamal e Felipe. Jamal ronronou no ouvido de Felipe – Mmmmmm… a varinha da verdade está completamente em você agora Super Lipe. – Jamal gemeu quando sentiu a boceta do garoto se contrair com força.
– Um garoto tão apertado e especial. – O vídeo voltou ao pênis de Jamal, quando ele começou a se afastar lentamente do garoto. Felipe podia ser ouvido ofegando com a retirada do grande membro de Jamal enquanto esfregava lentamente contra as paredes apertadas do orifício. Enviando sensações fantásticas que percorriam seu jovem corpo.
– Você gosta do pau do papai? – Jamal pode ser ouvido em segundo plano, como a câmera capturando seu pau preto grosso afundando de volta no garoto.
-Ssss … siimmmm … J … Jamal! – Felipe gemeu, mostrando seus braços e pernas puxados contra as restrições. A imagem, em seguida, corta para um close dos rostos dos dois, Jamal continuou sua conversa suja. – Não Lipe, meu bebê, eu sou seu pai agora. – Jamal manteve-se um ritmo lento para dentro e fora do garoto.
– Diga isso para mim filho, me chame de papai. – Jamal respondeu a centímetros do rosto ofegante do Lipe. Os olhos e a boca de Felipe estavam bem abertos quando Jamal começou empurrar com força e profundidade. O movimento do corpo de Jamal, parecia como se ele estivesse esmagando meu filho debaixo dele, quando ouvi meu garoto grunhir com cada impulso.
Oprimido pela pica de 20 cm que ele estava recebendo, Felipe finalmente deixou escapar: -MMMMMM! … SIM! … PAIZINHO! … VOCÊ É MEU PAIZINHO! –
Jamal sorriu e beijou apaixonadamente o garoto quando ele começou a realmente martelar seu pênis em Felipe. Suas línguas duelaram entre suspiros, com os dois se perdendo em seu acoplamento lascivo.
– VOCÊ É O MEU PAPAI! É MEU PAPAI! MEU PAPAI! – Felipe gritou no ritmo de cada impulso da vara de Jamal. Eu continuei a acariciar meu pau duro como rocha ao som da voz do meu filho enaltecendo outro como seu pai. Eu me senti enojado comigo mesmo, mas muito excitado para parar, enquanto eu continuava assistindo a implacável defloração de meu filho.
O vídeo mudou para uma cena ampla de Jamal fodendo meu garoto, os sons molhados de sexo ecoavam pelo quarto principal. Os sons eram interrompidos apenas pelas vozes de Jamal e meu menino, enquanto Jamal continuava a seduzi-lo.
– O Paulo nunca brinca com você, não é? – Jamal disse, agora num close em ambos. -Nnn … NÃO! – Felipe ofegou.
– Paulo nunca está em casa, nunca está aqui para você, está? – Jamal continuou impulsionando seus quadris. – NNNÃAO! – Felipe disse com um olhar de saudade. – Paulo não gosta de você por perto quando seus amigos de negócios estão aqui, gosta? – Jamal continuou. -UUUH! NNNÃO! – Felipe respondeu.
-UUUH! Você gosta de se sentir assim, não é meu filho? – Jamal continuou enquanto sensações de formigamento começaram a se formar atrás de suas bolas. -SSIIIMM! – Felipe respondeu com olhos suplicantes.
– Meus amigos sempre vão querer brincar com você … MMMM … e fazer você sentir-se bem e especial … OOOOH … e amado. Você gostaria disso, meu garoto? – Jamal disse enquanto levantava a parte superior do corpo do Lipe para continuar socando melhor os quadris contra a bunda macia do meu garoto.
-SSSIIIM PAIZINHO! – Felipe gemeu. Jamal de repente empurrou para a frente e parou, enquanto enterrava todo seu pau completamente dentro da criança. Olhando para o meu filho, Jamal sorriu para o garoto empalado em seu pau.
– Você se entregará a mim? Você vai ser meu filho, garotinho gostoso? – Jamal disse, enquanto ele lentamente triturava os quadris no garoto. -SSIIM! UUUH! MAAAIS! – foi tudo o que Felipe conseguiu responder.
-Sim, o que garoto? – Jamal respondeu com uma socada forte contra a bunda de Felipe, fazendo o garoto grunhir bruscamente e gemeu. – MAAAAAAIISS PAAAPAAI!
– Você vai ser o meu garoto, filho da puta? – quando Jamal estocou seu pênis em Felipe novamente como ele disse. SSSIIIM! PAAI! SSSIIIM! -Felipe gemeu sem fôlego.
Jamal então olhou para a câmera e apontou com a cabeça para o topo da cama. -OK Ravi, solte meu filho para que ele possa se entregar a mim livremente. – A imagem foi cortada em grande plano da cama com Jamal e Felipe deitado sobre ela, a capa vermelha e sedosa do Super-Homem se espalhando sob eles.
Tio Ravi foi até onde os braços e pernas de Felipe estavam presos às correntes e soltou os quatro punhos, liberando Felipe. Os punhos permaneceram nos tornozelos e pulsos do meu filho.
Assim que os braços e pernas de Felipe foram liberados, eles imediatamente se enrolaram na cintura e nos ombros do homem negro dominante. A capa do Super-Homem agarrou-se ao corpo suado do garoto enquanto ele abraçava Jamal, tentando aconchegar mais do pau preto de Jamal nele.
Jamal se abaixou de volta para o garoto quando a câmera lateral capturou os dois corpos contrastantes movendo-se um contra o outro. O homem negro e o menino retomaram o beijo, línguas duelando em um show selvagem de luxúria desenfreada.
Jamal pegou o ritmo novamente de quadril batendo e realmente começou a bombar o rabo do Felipe. Os sons de carne se batendo aumentaram. Jamal começou a murmurar incontrolavelmente para Felipe quando seu clímax se aproximava. Os próximos momentos foram como um borrão enquanto eu assistia Jamal foder meu filho. Eu estava tão perto de gozar quanto Jamal estava.
-Você gosta disso garoto?! Você gosta do pau do papai?
– OOOH SSSIIIM POR FAVOR!
-UUUH! VOCÊ QUER MINHA PICA, CARALHO? MMMH!
– Sim! Sim! PAI, MAIS RAPIDO! – Felipe gritou.
– AAAH! VOCÊ É MEU FILHO AGORA MENINO! – Os quadris de Jamal eram um borrão. – AAAAAAAAAAAAGH! – Meu filho gritou quando Jamal fodeu Felipe como um coelho.
– OOOH MERDA! PORRRA! TOMA MINHA COBERTURA! – Jamal grunhiu quando ele penetrou no menino e seu pênis entrou em erupção profundamente dentro do cuzinho. As pernas de Felipe agarraram com mais força a parte inferior das costas de Jamal quando o garoto forçou-se em direção ao pênis ejaculando.
– Isso mesmo, meu garoto. Meu novo filho. Pegue minha semente. – Jamal disse, respirando rápido enquanto ele continuava inundando o interior do meu garoto com seu esperma.
Comecei a gozar em mim mesmo enquanto observava os músculos da bunda de Jamal flexionarem e apertarem quando ele bombeava sua cobertura para meu filho. Meu estômago afundou quando eu só então percebi que perdi meu filho para o pau monstro de Jamal, como dizia meu garoto cheio de esperma.
A imagem na tela ficou parada quando os dois corpos gastos se recuperaram do seu incrível momento sexual. Jamal e o garoto se entrelaçaram em um abraço na cama. Os dois se beijavam e se abraçavam, cada um coberto por uma camada de suor.
– Como está se sentindo, filho? – Jamal perguntou. – Estou com sede, Jam… – Jamal coloca um dedo nos lábios de Felipe enquanto ele interrompe o garoto. – Quem sou eu? – Jamal pergunta. Felipe faz uma pausa, então um sorriso largo aparece a cara dele.
– Papai.
– Está certo, filho. – respondeu Jamal.
Mantendo seu pau duro dentro do garoto, Jamal estendeu a mão e agarrou uma garrafa de água e uma pílula azul em cima da mesa lateral. Parecia um comprimido Viagra. – Engula isso, isso ajudará a recuperar sua energia – Jamal estalou a pílula grande na boca e deu ao meu filho um pouco de água da garrafa de esportes. Felipe engoliu a água como um homem moribundo no deserto.
– Como foi? – Jamal perguntou, enquanto afastava o suor do cabelo ensopado colado na testa do Lipe. – Mmmm … bom … obrigado papai – disse meu filho bem fodido com um sorriso. – Você gostou do pau do papai? – Jamal sorriu.
– Mmmm … Sim, é bom. – Felipe respondeu quando a câmera mostrava meu filho, como ele ainda se agarrava ao corpo de Jamal. Parecia que meu filho ainda ansiava para mais do pau de Jamal.
– Você quer mais pica, carinha? – Jamal perguntou enquanto abraçava o garoto emocionante. – Oooooh … sim, papai. – Felipe implorou. O vídeo é cortado papa a câmera de mão visualizando a frente do corpo do tio Ravi. Seu pau preto duro de 19 cm saindo direto de seu corpo quando ele se inclinou sobre o rosto de Felipe. Os olhos de Felipe se iluminaram com um olhar ganancioso ao ver a ferramenta massiva do Ravi.
– Você quer provar a cobertura do tio Ravi? – Jamal perguntou. Felipe acenou com a cabeça afirmativamente enquanto o Ravi abaixava seu pênis logo acima do rosto de Felipe. – Por que você não mostra para o seu tio quanto você o ama – Jamal disse enquanto se sentava, dando espaço para Ravi brincar com Felipe.
O garoto ainda preenchido pelo pau meia bomba do Jamal. Pela segunda vez, ouvi esse tal tio Ravi falar. – Você gosta do meu pau, garoto? – Tio Ravi disse com tom de comando, sua voz soou mais profunda que a de Jamal
– Sim, tio Ravi, eu gosto do seu pau. – Ravi começou a esfregar a ponta de seu pênis por todo o rosto risonho de Felipe, deixando um rastro de pré-sêmen.
– Você gosta disso? – Perguntou Ravi enquanto ele circulava a cara de Felipe, principalmente os lábios com a cabeça roxa do pau. A câmera inclinada sobre o garoto de ponto de vista do tio Ravi. – Mmmmm, eu adoro! – deixou escapar um sorridente Felipe. -Mostre ao seu tio Ravi o quanto você ama o pau dele. – respondeu Jamal fora da câmera.
Felipe estendeu a língua enquanto tentava capturar a cabeça bulbosa com a boca dele. Tio Ravi provocou Felipe com seu pau gordo quando ele deu uns tapinhas contra a língua estendida do garoto com o pau. Lipe tinha um olhar de puro tesão enquanto tentava lamber a cabeça grande com a língua.
O vídeo foi cortado para uma cena ampla da cama, mostrando Jamal enquanto ele removia seu pau agora mole do garoto, e rapidamente o substituiu por três os dedos dele. Felipe soltou um suspiro alto quando os dedos grossos afundaram nele. – Aaaaaammmmph! – Tio Ravi aproveitou a boca aberta de Felipe e enfiou a cabeça do pau dentro, sufocando o suspiro de Felipe.
Em seguida, o vídeo volta para a câmera do Ravi, olhando para baixo pro menino com a boca esticada obscenamente para acomodar a cabeça gorda do tio Ravi
– Você ama o pau do seu tio, não é? – Tio Ravi disse em uma voz profunda quando os primeiros centímetros de seu pênis começaram a mergulhar brevemente na boca do garoto, Felipe engasgou um pouco quando o pênis do tio Ravi bateu no fundo da garganta do garoto. Então Ravi puxava a cabeça para fora, então mergulhava de volta novamente.
– Mmmm… humuumph – Felipe respondeu com um olhar lascivo em seus olhos quando o pau bateu no fundo de sua garganta novamente. – Foda-se você tem uma boquinha quente, menino. – Tio Ravi disse estremecendo.
– Você quer a cobertura do tio Ravi em você, garoto? – Tio Ravi Perguntou. -Mmmm … huuumph – Felipe abafou de volta.
– Você quer que eu adicione minha cobertura junto com a do seu papai? – Tio Ravi contínuo. -Mmmmm … hhhuuummmph – respondeu o Felipe ainda de boca cheia.
– Tudo bem garoto, vire-se e empine sua bunda no ar. – Ordenando Tio Ravi quando seu pênis saiu da boca de Felipe. O garoto cuidadosamente se moveu em suas mãos e joelhos enquanto Jamal ainda mantinha seus dedos profundamente dentro do garoto.
Uma das câmeras laterais capturou Jamal enquanto ele admirava a bunda lisa, passando a mão livre sobre as nadegas brancas e cremosas do garoto. Felipe soltou um gemido quando sua bunda foi mais estimulada respondendo à mão de Jamal.
– Você está pronto para o Tio Ravi? – Jamal sorriu, enquanto olhava para o Ravi, depois gesticulou com a cabeça na direção de Felipe. O menino estava agora de quatro na cama na frente de Jamal, com o peito pressionado contra o colchão e sua bunda erguida no ar, como um gato no cio.
– Eu tenho certeza. – Tio Ravi respondeu com voz rouca, ao lado de Jamal, acariciando seus 19 cm em riste.
– Acho que está na hora de pegar esse garoto com força. – disse tio Ravi, ele pegou o pote preto e pegou outra pedrinha branca, a “Criptonita”. Jamal tirou os dedos da bunda empinada de Felipe. Ravi imediatamente colocou a pepita branca no buraco aberto do menino e assisti-a desaparecer dentro do cólon bem lubrificado do garoto.
– Vamos garantir que seja legal e profundo. – Ravi estava atrás de Felipe e guiou seu pênis para o buraco do garoto. – Ummmmnnnh! Tio Ravi, sinto algo quente no meu bumbum! – Felipe gemeu.
– Isso não é nada garoto, apenas sinta isso… – Ravi começou a empurrar seu pau de cabeça grande contra o buraco já esticado de Felipe. Jamal tinha fodido Felipe bem, mas eu percebi que o pênis do tio Ravi estava realmente indo para testar novamente os limites do meu filho.
– Ummmmmaaaaaaagh! – Felipe gritou enquanto os sentidos do garoto estavam sobrecarregados pela combinação do grande pau do tio Ravi deslizando nele e as sensações de queima da criptonita em dissolução.
O vídeo mudou para a câmera portátil que Ravi havia passado para Jamal. A tela mostrava um close da vara preta do tio Ravi, enquanto deslizava lentamente na bunda virada de Felipe. Tio Ravi não parou até ele sentir que estava completamente enterrado dentro do Lipe até as bolas.
-AAAAHHH! TIO RAVI! UUUUUUUUNNNGH! É TÃO GRANDE! – como Felipe tenso contra o grande tubo de carne negra enterrado nele.
– Caralho, menino. É isso que vai acontecer com você agora. Você pode dizer isso para mim, garoto? – Disse o tio Ravi com um sorriso desonesto, com o pau indo e voltando. Felipe grunhiu com o impulso. – Diga ‘Me Fode’, garoto. – Quando o tio Ravi agarrou os quadris de Felipe e deu outra cutucada leve com os quadris.
– Diga que você quer ser fodido. – disse tio Ravi novamente, quando ele puxou um pouco mais longe e empurrando de volta com mais força, fazendo Felipe finalmente gemer.
– Me fode Tio Ravi.
Ravi começou a mover lentamente seu pau dentro e fora. Felipe tinha os olhos fechados com a boca aberta, ofegando por ar quando ele agarrou o travesseiro embaixo dele, sua capa vermelha do Super-Homem se amontoou em volta dos ombros.
– Eu não consigo ouvir você, garoto! Fode o que?! – Tio Ravi podia sentir o cuzinho dilatar-se com cada estocada de seu pau. – Fooode! Tio Raavvii! MEEE FOOODEE! UUUNGH! – Felipe finalmente gemeu quando seu corpo começou a sentir os efeitos da dissolução da criptonita na bunda dele entrando em ação.
– MEEE FOOODEE TIOO RAAVVII! – Tio Ravi sentiu o garoto começar a avançar contra os seus crescentes impulsos. A luxúria do garoto começou a assumir o controle enquanto ele dirigia bunda de volta para a vara de Ravi. As sensações de Felipe contraindo o cu eram emocionantes, fazendo o tio Ravi apertar seus quadris contra o garoto, tentando chegar cada vez mais fundo.
– Você gosta disso garoto?! – disse tio Ravi quando sua voz ficou baixa e rouca. -MMMMM GOOOSTO! MEEE FOOODEE TIOO RAAVVII! – Felipe gemeu. – Você gosta de um pau preto? – grunhiu tio Ravi, – Você gosta de ser preenchido? -Disse o tio Ravi quando ele começou a foder o garoto mais rápido.
SSSIIIIMMM! FOOO… DDE! UUUUNNNH! RAPIDO! – Felipe gritou eroticamente. – Sim, aguenta como uma putinha! – A pelve do tio Ravi agora estava batendo na bunda gostosa de Felipe cada vez mais velozmente.
– UUUUGGH! MEU DEUS! MEU DEUS!! MEU DEUS! – Felipe gemeu com Tio Ravi segurando a pequena cintura levantada de Felipe quando ele mais fundo no buraco do menino.
O vídeo rapidamente cortou para uma cena mostrando as bolas pesadas do Ravi enquanto golpeavam a parte de baixo do garoto, balançando enquanto o homem metia forte e rápido. Eu também podia ver o pau de Felipe de relance, tão durinho quanto aço com ele saltando conforme o ritmo da foda.
– Sim, é isso menino! MMMM! QUE RABO GOSTOSO! – Tio Ravi gritou com a cabeça inclinada para trás em êxtase quando ele empurrava no garoto como um homem louco.
TAPA! TAPA! TAPA! TAPA! Foi tudo o que ouvi, misturado com os sons de Tio Ravi e Felipe gemendo de prazer. A câmera lateral capturou Felipe, ele tentou se manter firme, mas o tio Ravi começou a empurrar o garoto para deitar na cama enquanto ele o fodia.
– PORRA MOLEQUE! TOMA PICA! – Tio Ravi gemeu alto quando seu impulso tornou-se curto e rápido.
-TOMA MINHA PORRRRA! AAAAAGGGH! YEAAAAHHHH! – Ravi bateu o seu quadril contra o garoto em um impulso final. Felipe grunhiu ao sentir o tio penetrar toda sua dureza no ponto mais profundo de sua boceta de menino, com o pau do homem começando a disparar jato após jato em Felipe. Tio Ravi estava debruçado sobre Felipe, seu traseiro musculoso e preto arrebitado e contraído enquanto bombeava seu esperma no garoto.
Fora da câmera, um celular tocou e ouvi a voz de Jamal com a imagem permanecendo imóvel nos corpos do homem e do menino na cama. -Sim, estamos aqui em cima, a porta da frente está aberta. – Houve uma breve pausa na conversa. – Sim, ele foi amaciado – ouvi Jamal dizer. – Ele ficará bem por algumas horas. – Riu a voz de Jamal. – Sim, no andar de cima. – Adicionou Jamal, enquanto terminava a conversa.
O vídeo mudou para uma imagem ampla do cômodo quando um silêncio se abateu sobre o quarto. O homem e o garoto na cama tentando recuperar o fôlego.
Ouviram-se passos pesados subindo as escadas e indo em direção ao quarto. Então houve uma batida na porta do quarto. Jamal abriu a porta e mais três homens negros musculosos entraram no quarto. Eles cumprimentaram Jamal com abraços e apertos de mãos.
Tio Ravi os olhou com um sorriso no rosto, ainda montado no garoto. – E ai manos, você tem que experimentar esse moleque. – Ravi se levantou lentamente de Felipe.
– Ele gostoso pra porra! – quando o tio Ravi deslizou seu pênis esvaziado para fora da bunda arrebitada do garoto. Felipe soltou um leve gemido com a falta do tio dentro de si. Felipe rolou de costas com um olhar sonhador em sua cara. As pernas de Felipe foram empurradas para trás enquanto a câmera de mão focava no rabinho bem fodido, que escorria a porra do Jamal e do Ravi.
– Droga, olha para aquele buraco! – disse um dos novos caras fora da câmera. Uma a mão entrou no quadro e dois dedos entraram no buraco vazando do garoto. Eu podia ouvir Felipe gemer de prazer quando sua bundinha drogada foi estimulada com dois dedos grandes, depois rapidamente seguido por um terceiro.
O vídeo foi cortado em uma cena ampla da cama, que agora era cercada por cinco grandes homens negros musculosos acariciando seus impressionantes paus duros. Eu podia ver Felipe com um grande sorriso no rosto enquanto ele olhou em volta para todos os homens que cercavam a cama.
– Beleza manos, ele é todo de vocês. – Ouvi Jamal dizer indo para fora da câmera.
Os quatro homens negros se moveram lentamente na cama e começaram a beijar e acaricie meu garoto todo. Eu vi o cara tirando os dedos do meu garoto, abaixando a cabeça e começou a chupar o menino, descansando as pernas do meu filho nos ombros dele. Outro dos homens enterrou a cabeça na virilha do Lipe, chupando seu pauzinho duro. Os outros dois bloquearam minha visão, mas parecia que um cara tinha enfiado seu pau duro na boca do meu menino e o outro acariciava o garoto todo.
A tela estava cheia de quatro corpos negros, com as pernas de Felipe acima, a única parte visível de seu corpo aparecendo. Os sons de sucção e gemidos infantis incontrolavelmente encheram meu quarto.
Meu pau estava tão duro novamente, chegava a doer um pouco de tanta excitação. Apertei o botão de pausa no controle remoto, eu tinha para parar de assistir isso. Fechei os olhos e tentei recuperar a compostura e limpar minha cabeça das imagens do meu filho sendo fodido. Eu abri meus olhos e olhei para a imagem congelada das pernas do meu filho saindo de uma pilha de homens negros nus. Então notei o tempo ainda restante no dvd. Ainda faltavam mais duas horas na barra de tempo na parte inferior da tela.
– Oh meu Deus! – Eu refleti para mim mesmo. -Meu garoto foi fodido por mais duas horas?!
Desliguei rapidamente a tela plana e fiquei sentado em choque. O que aconteceu na minha casa desde que eu saí? Eu tinha visto Jamal e Felipe como velhos amantes na cozinha e na sala de jantar na primeira hora da manhã. Então vi Jamal e o tal Ravi levar meu garoto para o andar de cima pro banheiro para provavelmente transar com ele um pouco mais no chuveiro. E depois assistindo o DVD, minha cabeça estava girando.
Olhei em volta do meu quarto, a cena da perda da inocência do meu filho. Sua fantasia de super-homem embolada no canto, o gozo seco na capa vermelha ainda deixada no meio da minha cama. Eu odiava a mim mesmo por estar tão excitado ao ver meu filho sendo usado como uma vadia.
Enquanto estava sentado, tentando descobrir como lidar com meus sentimentos e a situação em que meu garoto estava, ouvi um gemido fraco e agudo surgir pelo corredor. Meu pau duro doía com o pensamento de que novamente a situação poderia estar acontecendo com meu filho.
Agora eu estava pensando com meu pau enquanto seguia os sons lascivos do meu garoto enquanto eles ecoavam pelo corredor escuro do andar de cima. Os sons ficaram mais claros quando me aproximei da porta do quarto do meu filho mais novo.
Espiei pela porta e lá estava na cama o tio Ravi e Felipe. Felipe estava sentado nu no colo de Ravi, com o tio Ravi segurando meu garoto em um abraço gentil, enquanto ele se recostava na cabeceira da cama do meu filho. O corpo grande dele parecia desproporcional para a cama do tamanho de um menino, mas ao mesmo tempo parecia fazer total sentido em comparação ao corpinho franzino do Lipe, como se eles se completassem.
Felipe estava olhando para longe de mim, mas eu podia ver o rosto do Ravi, com os seus olhos fechados, suas grandes mãos negras esfregavam as mãos brancas e suaves de Felipe enquanto ele apreciava a proximidade do corpo do meu filho. Felipe tinha seus pés plantados em ambos os lados das pernas do tio Ravi, como se ele estivesse agachado.
Uma posição incomum que pensei comigo mesmo enquanto os observava naquela posição por alguns minutos, enquanto o homem e meu filho se divertiam. Então eu ouvi Felipe fazer um gemido baixinho, o mesmo gemido que me chamou até o quarto dele.
Minha boca se abriu com admiração quando percebi por que ele tinha feito esse som. Eu vi meu garoto levantar-se lentamente do colo do tio Ravi, os 19 cm grossos e duros de Ravi começaram a deslizar para fora da bunda do meu filho. Ele tinha estado sentado nele, totalmente empalado, o tempo todo que eu estava olhando para ele!
– Oh sim, menino, trabalhe no pau do seu tio. – Eu ouvi Ravi sussurrar na orelha do meu garoto. Felipe levantou-se a meio caminho na vara firme antes de descer de volta no enorme pau preto de Ravi. Felipe soltou outro gemido baixo, enterrando-o em seu buraco de menino novamente. Meu pau doía na minha cueca enquanto eu observava meu garoto subir e descer lentamente.
Enquanto eu estava lá no corredor, espionando meu garoto, paralisado com o comportamento de ambos, senti dois braços grandes ao meu redor. Eu estava tão distraído com a visão do meu filho sendo fodido, que eu não notei Jamal vindo atrás de mim. Ele estendeu a mão e agarrou meu pau duro através da minha cueca e precisei de toda a minha força para reprimir um gemido. Eu podia sentir seu corpo musculoso enquanto pressionava contra minhas costas.
– Sim, você gosta de ver seu garoto sendo fodido, não é Paulo? – Jamal sussurrou em meu ouvido enquanto empurrava minha cueca para baixo e começava a acariciar meu pau duro e agora descoberto.
Eu podia senti-lo esfregar seus vinte centímetros duros contra minha bunda nua. Eu queria que ele parasse, mas eu estava tão excitado que não pude evitar e deixei as sensações que Jamal estava me dando tomarem conta, enquanto eu continuava assistindo meu filho montar na vara do tio Ravi.
– Seu garoto adora um pau preto Paulo, mas você provavelmente já descobriu isso. – Jamal disse enquanto continuava a me acariciar lentamente. Sons estridentes estavam saindo do quarto enquanto Felipe acelerava o ritmo da cavalgada. Cada vez que meu garoto se afundava, ele fazia um suave gemido agudo.
– Seu garoto parece tão sexy quando ele entra em uma foda. – Jamal disse enquanto lambeu minha orelha. – Eu me pergunto se é assim também com o pai?
Eu podia sentir o volume duro de Jamal começar a cutucar minha bunda tentando encontrar passagem para meu esfíncter apertado. Seu pau estava molhado contra a minha bunda, como se fosse pré-lubrificado. Então eu o senti empurrar seu pau duro contra o meu buraco. Eu comecei entrar em pânico quando ele pressionou meu buraco, mas ele segurou meu pau com uma mão e colocou a outra mão na minha boca enquanto ele lentamente metia seu pau na minha bunda. Soltei um grunhido abafado quando senti a pica de Jamal entrar em mim.
Minha bunda parecia que estava pegando fogo quando Jamal deslizou dentro de mim, o lubrificante ajudou um pouco. Mas então o lubrificante parecia que estava queimando minha bunda. Jamal continuou a fazer investidas curtas de flexão enquanto trabalhava cada vez mais em seus movimentos.
– Sim, isso mesmo Paulo, sua bunda agora é minha. – Jamal sussurrou lascivamente em meu ouvido quando ele forçou o resto de seu pau em mim. Porra, eu me senti tão cheio! – Como meu filho faz isso? – Eu pensei comigo mesmo, eu assistia ao meu filho, que agora estava facilmente pulando para cima e para baixo no pau de Ravi.
Sua bundinha parecia um borrão, enquanto ele se afunda nas grossas do pau negro. Agora, homem e menino, pai e filho, gemem alto enquanto são fodidos. Como infernos meu menino é capaz de aguentar o tio Ravi em seu pequeno corpo de criança de oito anos?
– Ele é meu agora Paulo, seu filho agora pertence a mim. – Jamal disse enquanto começava a puxar lentamente e empurrar de volta para minha bunda em chamas. As sensações mudaram na minha bunda quando Jamal me fodeu. Eu tive a esmagadora vontade de me empurrar para trás em seu pau.
– Aaah, você gosta de uma socada, hein. – Jamal grunhiu em meu ouvido enquanto eu não pude deixar de empurrar minha bunda contra seu pau duro, enquanto o pênis de Jamal movia-se mais rápido e mais fundo no meu rabo.
– Felipe agora é meu filho, ele pertence ao meu pau, como você garoto – Jamal aumentou seus impulsos. -Você agora é minha – Ele me cutucou profundamente, batendo contra a minha próstata enquanto ele ordenhava meu pau babando com a mão.
Então eu notei o tio Ravi olhando diretamente para mim enquanto meu filho o montava. Ele sorriu e começou a empurrar com força na bunda do meu “ex-filho” cada vez que Felipe chegava à base do cacete. Os gemidos de Felipe ficaram mais altos com o ritmo do tio Ravi aumentado.
– Ele é meu garoto agora Paulo, e todos os meus amigos adoram transar com ele. – Jamal ofegou quando ele fodeu mais forte em mim, seu clímax lentamente se formando em suas bolas. Eu gemia em sua mão ao pensar em meu filho ser dominado por todos os homens negros sensuais que eu lembrava de ter visto no vídeo.
As sensações na minha bunda eram tão boas que eu continuava empurrando para trás para conseguir o máximo do pau de Jamal na minha bunda. Eu não conseguia entender por que estava gostando disso, meu cu não se cansava do pau de Jamal.
– Parece que papai gosta de ser espancado também. – Jamal sorriu.
Eu assisti o tio Ravi agarrar os quadris de Felipe e começar a usar o garoto como um fleshligth humano. Batendo-se impiedosamente em meu garoto. Felipe começou a gritar atordoado.
-UUUNNGH! TIIOO RAAAVII! MEEE COOOMEE! UUUNGH! UUUNGH! UUUNGH! – Felipe gemeu enquanto se apoiava nos ombros do tio Ravi.
– Ele era seu filho Paulo, mas agora ele é meu -, Jamal sussurrou sem fôlego no meu ouvido. – Meu novo filho é uma puta tão boa que adora pau. – Jamal repetiu quando seus impulsos começaram a aumentar e ele começou torcer meu pau na mão dele. Eu estava tão perto de gozar.
De repente, o tio Ravi soltou um grande rugido, enquanto empurrava com força Felipe e empalou o garoto completamente em seu pau. Grunhidos do tio Ravi e gemidos sinalizaram que ele estava bombeando meu garoto cheio de sua cobertura de amor.
Tio Ravi olhou para mim com um sorriso presunçoso no rosto enquanto gozava depois de comer meu garoto. Isso me levou ao limite e comecei a gozar por todo o tapete. Minha bunda se contraiu violentamente levando Jamal ao limite e ele descarregou seu esperma na minha bunda não tão virgem. Quando Jamal desceu do seu clímax, ele sussurrou algumas palavras enigmáticas finais no meu ouvido.
– Você nunca tocará seu garoto sexualmente. Ele pertence a mim agora. Ele vai gostar de servir a mim e aos meus amigos a partir de agora. -Jamal disse friamente.
Senti o pau de Jamal escapar de mim quando ele me soltou. Eu caí no chão do corredor, exausto e usado quando senti o gozo de Jamal começar a vazar da minha bunda dolorida.
– Vá se limpar garoto, eu tenho negócios inacabados com o meu novo filho. – Jamal disse quando passou por cima de mim e entrou no quarto de Felipe e fechou a porta.
Eu me senti totalmente dominado e impotente. Meu filho mais novo tinha se transformado em uma puta infantil. E agora eu tinha sido fodido por Jamal enquanto assistia meu filho transar em seu próprio quarto. O que eu ia fazer quando Luiz chegasse casa? Jamal o deixaria em paz? Como Luiz reagiria se ele descobrisse sobre o que aconteceu na casa desde que ele se foi? Minha situação não tinha melhorado.
– Oh merda – pensei.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,45 de 47 votos)

Por # # #

39 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder q issi mano?

    Deu muito tesão, mas agora espero que seja ficção…

    • [email protected]

      É ficção, disso não tenho dúvida!!!

    • Apenas mais um.

      Decepcionado precisa mesmo droga o garoto? E pra que mais um cara seria massa se fosse o o Jamal e o Paulo.

  • Responder anônimo

    Meu Deus, melhor conto desse site, por favor não paraaaaa

  • Responder GabCapx

    Dhamis não abandone a história 1!! Por favor … deixa longa para compensar o tempo passado kkk

    • Dhamis

      Oi Gab, minhas provas da faculdade terminaram ontem, ja comecei a trabalhar no próximo capítulo, muito obrigado pelo apoio.
      Pode deixar que não vou abandonar não haha

    • Kaio

      Muito tesão! Parabéns pelo conto, cara! Tá incrível!! E, por favor, não abandone! Ansioso pelos próximos capítulos e inclua o outro filho também!!

  • Responder Miguel

    Muito bom. No primeiro conto já gozei com a história do Jamal com pau duro na sala de vídeo. Depois com o primeiro vídeo enviado pro pai. Depois o retorno do país antecipado e o flagra no cade da manhã. Depois quando apareceu um outro cara na escada. Agora amanhã termino de ver a história e gozar de novo com a parte que se trancaram no banheiro

  • Responder Carlos27

    @shakeit1

  • Responder NEEO

    Dhamis ADOREI SEU CONTO. CASO TENHA MAIS ME ENVIE POR FAVOR ( [email protected] )

  • Responder NEEO

    MUITO SHOW. QUERIA MAIS CONTOS DESSE AUTOR

  • Responder Dhamis

    Oi gente, eu sou o autor do conto, nesse momento eu me encontro no período de provas da faculdade e por isso a proxima parte deve atrasar um pouquinho, então é mais para manter vocês informados e não acharem que desisti haha assim que possível eu vou postar mais um capítulo dessa história tão controversa e gostosa haha
    Obrigado!

  • Responder Torinho

    Awn, eu achei, por incrivel que pareça, bem fofo. Meu namorado gosta desse tipo de coisa, prender e talz, a única parte que não curti muuuuito fi a das drogas, mas neh, não desmerece tanto assim, como os outros está top, achei muito bom :>

    Nyah, não estou mentindo quando digo que estou bem ansioso para o próximo, nhyahahAHAHA
    Eu gosto desse tipo de romance dominativo, é divertido o misto de emoções que causa, é quase como ver um filme de suspense que tem +18, já que tem medo, angústia, aflição, incerteza, as ações confusas do jamal fazem a gente achar que ele é doidinho, mas de uma forma cativante a maior parte do tempo 🙂
    Bom, acho que é isso, adorei, ótimo trabalho :>

    • Dhamis

      Muito obrigado Torinho por todos os comentários, reações assim me motivam a continuar escrevendo. O uso das substâncias não era pra ter um sentido de drogar necessariamente o Lipe, mas sim relaxa-lo e aumentar a libido, afinal o Jamal ja sabia o que o menino oa aguentar né…

  • Responder Duduh

    Eu queria saber o que é o tal comprimido branco que foi colocado?….kkkkk

    • Dhamis

      Oi Duduh, eu particularmente não sou grande conhecedor de substancias psicoativas, mas quando escrevi tinha em mente o ecstasy, pois ele é uma droga estimulante, aumenta a libido e dá disposição, o que seria essencial pro Lipe aguentar os 5 em seguida.
      Obrigado!

  • Responder [email protected]

    Caramba que delícia

  • Responder GabCapx

    Ta perfeito demais, eu só fico ancioso esperando o próximo capitulo e nao se preocupe com o tamanho está perfeito !!! Nao demore e nao nos abandone como alguns outros contos daqui por favor !!!!

  • Responder ThOr_18cm

    Que delícia de conto será que um dia vou ter o privilégio de encontrar um novinho igual o seu filho?.kkk.rendeu muitas punhetas

  • Responder PdFloripa

    Caralho, fiquei durasso. Confesso que a parte de prender não curto muito, mas esses menininhos são uma tentação, deixam qualquer homem louco. Um macho adulto com a rola cabeçuda dentro de um novinho é lindo demais. O macho tem que fuder mesmo e encher de porra. Ainda mais uma putinha branca na pica de um negro, porra, gostoso demais!

    • GuriFloripa

      @rr0022 moro perto de floripa, chama trocar ideia

  • Responder carteiro

    Quem gosta de submissão doentia deve adorar. Definitivamente não é a minha praia. É bem escrito não posso negar mas não deixa o pau duro.

    • Dhamis

      Oi Carteiro, tudo bem? Esta tudo ok voce não ter curtido, afinal não tenho o poder de agradar todo mundo ne, mas gostaria de te convidar a acompanhar os próximos capitulos para quem sabe você se apague pela história ou não também ne, mas dar a oportunidade de tentar pelo menos, obrigado.

  • Responder anonimo

    adorei a 3 parte e espero como vai ser agora que ate pai virou putinha do Jamal e possivelmente dos amigos dele e como vai ser quando o outro filho voltar

  • Responder Anônimo

    Espero que no próximo capítulo melhore, tá chato o Jamal ficar toda hora falando que o Felipe é filho dele e agora ter falado que vc nunca vai poder tocar sexualmente no Felipe. Você tem que se posicionar e não agir como um pateta, afinal a casa e o filho são seus. Você tem que entrar na foda e comer o Felipe e se quizer continuar dando pro Jamal e para os outros negros beleza. Ah e não deixa o Jamal te roubar o titulo de pai, no máximo vc devem dividir essa função. Espero ter ajudado!

    • Twink

      Nossa gente parece que vocês não entendem o conceito de dominador e submisso, macho alfa e beta, desejo reprimido eu hein
      Deixa o cara desenvolver a história, o site ta cheio de contos rasos, ai vem um diferente e vcs criticam

    • Anônimo

      Tá até entendo tua opinião, mas de todo modo o pai tem que se posicionar mais, tá ligado? Caso contrario ele vai continuar sendo um mero observador. Na minha opinião o pai tinha que no mínimo dizer que apoia o Jamal e também seria legal se ele desse junto com o filho. Bem, cabe ao escritor decidir qual a continuação mais interresante para a história. Eu só quiz dizer qual continuação é mais interresante do meu ponto de vista. Não foi bem uma crítica, foi mais uma dica.

    • anonimo

      concordo com vc Twink quando uma pessoa nasce pra ser submissa nao adianta tentar convercer do contrario ela nasceu pra servir e pronto, isso se chama B D S M, tem gente que nao vive isso e nao sabe como é

    • Dhamis

      Obrigado Twink, minha ideia é construir a participação do pai aos poucos, não pretendia fazer um conto pequeno que tivesse toda a historia em poucos capitulos, queria desenvolver a história junto com vocês, para acompanharem a evolução dos personagens, principalmente do pai e das crianças. Muito obrigado pelo comentário.

    • Mike

      Adorei a parte “das crianças” aguardo ancioso os proximos capitulos. Parabens

    • Ro4308

      Está muito bom. Estou ansioso para ver seu outro voltar do acampamento.

  • Responder bacellar

    Caraca! Gozei antes de ler o final! Que conto gostoso! Estou acompanhando desde o começo!

    • Dhamis

      Oi Bacellar, fico contente que você esta gostando da história, é bom saber, me incentiva a continuar escrevendo. Muito obrigado.

  • Responder Anônimo

    Tomara que eles continuem comendo com força esse viadinho guloso, bom conto, mas meio grande
    Gozei pra caralho

    • Dhamis

      Oi, bom minha intenção é que eles ainda tenham bastante “interação” com o Lipe e talvez outros personagens kkk Espero que acompanhe os próximos, obrigado.

  • Responder Faruck

    Esse conto é grande mais os detalhes me fizeram gozar muitas vezes..

    • Dhamis

      Oi, fiquei com receio de cortar em duas partes e acharem que eu estava enchendo linguiça. Os próximos capítulos provavelmente vão ser um pouco menores. Obrigado.