# # #

Meus Meninos 1

5962 palavras | 58 |4.67
Por

Meu nome é Paulo, e sou um homem de negócios bem-sucedido em meus quarenta e um anos.
Tenho dois filhos, Felipe, de oito anos, e Luiz, de doze. Minha esposa faleceu há um ano e eu tentei estar lá para os meus filhos tanto quanto eu pude desde a morte de sua mãe. Mas com minha agenda lotada como chefe de minha própria empresa, eu tive que viajar muito. Isso me levou para longe dos meus filhos, e eu precisava encontrar alguém para vigiá-los, assim como minha casa no Rio de Janeiro, enquanto eu estiver fora durante minhas longas viagens de negócios. Eu coloquei um anúncio na internet procurando alguém que pudesse cuidar dos meus dois filhos e da minha casa. Depois de analisar algumas respostas, descobri o que parecia ser a resposta perfeita para o que eu estava procurando.
Seu nome era Jamal e estava disponível para se mudar para casa por um período prolongado de tempo. Ele era um refugiado haitiano e segurança profissional e trabalhou com muitos clientes de alto nível na indústria da música. Seu currículo foi impressionante e ele tinha experiência anterior trabalhando com as crianças de outros clientes.
Depois de alguns e-mails, eu finalmente convidei Jamal para a casa para conhecê-lo pessoalmente e para que ele conheça meu filho mais novo, Felipe. Cumprimentei Jamal na porta e fiquei impressionado com sua presença física quando o vi pela primeira vez. Jamal se elevou sobre mim com sua estrutura muscular em seus 1,90m, mais o seu sorriso caloroso e seu suave aperto de mão facilitaram a imponente imagem que imediatamente dele como um afro-americano surpreendentemente bonito. O convidei para entrar em casa.
Jamal seguiu atrás de mim enquanto eu o conduzia para a espaçosa sala de estar onde Felipe estava esperando. Os olhos de Felipe se arregalaram quando viu aquele homem impressionante de pé na porta olhando ao redor.
– Jamal, este é meu filho mais novo, Felipe.
Eu disse. Jamal caminhou até Felipe, que então estendeu a mão para um aperto de mão amigável com o garoto. Felipe ainda sentado no sofá, esforçou-se para apertar a mão de Jamal, o pescoço para cima, para olhar o rosto sorridente e quente do homem imponente.
– Oi Felipe, prazer em conhecê-lo. – disse Jamal em voz baixa. – Oi. -Felipe com um sorriso tímido e corando um pouco. A pequena criança de oito anos com admiração para o homem em pé na frente dele.
Jamal sentou-se no sofá ao lado do meu filho. – Meu outro filho, Luiz está fora acampando com os amigos da escola e não voltará por algumas semanas. – Eu disse quando me sentei do outro lado dele para revisar os arranjos sobre a casa e os meninos. Enquanto eu repassava os detalhes do que era esperado, notei que em sua calça exibia o que parecia ser um volume impressionante, eu não pude deixar de encarar quando pensei que ele não estava olhando. Tirando minha mente da sarjeta, eu me concentrei no negócio em questão e terminamos repassando os detalhes finais.
– Deixe-me fazer um tour pela casa. – Eu mostrei Jamal ao redor da casa com Felipe nos seguindo em silêncio. Eu dei a Jamal um tour pela cozinha e a sala de jantar, que ficava perto da sala de estar. Quando saímos da cozinha mostrei a piscina e o spa no quintal e o vasto e bem cuidado gramado atrás dele. Depois nós fomos lá para dentro, mostrei meu escritório, onde ficava meu computador e o meu centro de entretenimento pessoal em torno da minha mesa.
Mostrei-lhe o andar de cima, onde todos os quartos estavam localizados. Os meninos cada um tinha seu próprio quarto e Jamal ficava no quarto de hóspedes ao lado dos quartos dos meninos e em frente ao banheiro. Jamal não se importava de compartilhar o banheiro grande com os meninos. A principal característica era um grande chuveiro envolto em vidro, com vários jatos ao longo de uma parede. Ampla suficiente para várias pessoas se encaixarem. Um banho impressionante, uma casa impressionante.
O cômodo no final no segundo andar era o quarto principal, que tinha seu próprio banheiro igualmente impressionante com banheira e chuveiro separados. – Se você precisar usar o banheiro quando eu não estiver aqui, você pode entrar aqui. – Eu disse a Jamal.
O destaque do passeio foi o porão, uma combinação sala de projeção e academia de ginástica. A sala de projeção tinha três sofás de couro reclináveis situados na frente de uma tela grande com um projetor de linha HD montado no teto. O cômodo foi pintado de preto para essa experiência de cinema. A parede dos fundos era na verdade uma parede divisora e eu a deslizo para revelar uma academia de primeira linha. As paredes com espelhos do chão ao teto. À esquerda havia outro banheiro completo com chuveiro e uma pequena sauna. Tudo o que eu precisava para relaxar.
Depois do passeio, dei a Jamal um conjunto de chaves da casa e o código para o sistema de segurança da casa. Quando dissemos adeus, Jamal apertou a mão de Felipe e disse: – Foi um prazer conhecê-lo mocinho, espero que se de muito bem. – Felipe não respondeu, apenas sorriu timidamente e corou novamente enquanto ele balançava a cabeça num sinal de sim. – Te vejo amanhã. – Eu disse enquanto ele caminhava até o carro.

Jamal ficou em casa alguns dias antes de eu sair em viagem para ajudá-lo a se instalar. Felipe se aproximou de Jamal e parecia como se meu menino gostasse de ter um novo amigo em casa. Jamal era ótimo com ele e foi bom ver Felipe agir como uma criança normal novamente.
Felipe se tornou um pouco recluso após a perda de sua mãe. E eu me perguntava se essa tristeza duraria por muito tempo. Meu filho mais velho, Luiz, lidou melhor do que o Lipe, eu fiquei agradecido por Luiz ter apoiado a mim e seu irmãozinho durante esse tempo. Com Luiz fora no acampamento, tendo Jamal por aqui foi um bom alívio para o Felipe.
Na minha última noite na casa antes da grande viagem, nós três tivemos um jantar fabuloso, em seguida, fomos para a sala de projeção assistir a um dos filmes favoritos do Lipe, a versão live action de Peter Pan de 2003. Era também um dos meus favoritos, porque secretamente cobiçava o ator que interpretou Peter, Jeremy Sumpter, um garoto gostoso na minha visão.
Quando nos sentamos confortáveis nas grandes poltronas de couro, o Felipe subiu no colo do Jamal. Eu havia notado nos últimos dias que os dois estavam ficando cada vez mais próximos e ver meu filho no colo do Jamal trouxe pensamentos sujos correndo pela minha mente. Eu rapidamente saí do meu sonho sujo acordado e me recostei para assistir ao filme.
Minha atenção voltou rapidamente para o homem e o menino sentado à minha esquerda enquanto o garoto estridente grita e ri enchendo a sala. Jamal estava fazendo cócegas no meu filho, tentando tirar o controle remoto das mãos dele. Felipe tinha os braços esticados no ar, segurando o controle remoto o mais alto que pôde, mas também dando a Jamal um acesso fácil ao seu corpo liso de garoto. Jamal levou vantagem disso e vinha deslizado as mãos sob a camisa do meu filho, parecendo que ele estava sentindo o corpo mais do que fazendo cócegas. Então notei Jamal fazendo pequenos movimentos com os quadris enquanto o garoto continuava se mexendo contra o homem negro. Felipe, recostando-se contra a forte estrutura do homem, estava rindo incontrolavelmente enquanto também movia sua bunda de menino contra as investidas dos quadris do homem.
Meu filho gritou. – Eu desisto! Eu desisto! – Enquanto ofegava por ar, com ele finalmente entregando o controle remoto. – Você não deveria me desobedecer! – Jamal disse brincando. O garoto riu e mexeu os quadris um pouco mais em Jamal. Eu pensei ter visto Jamal ofegar quando meu filho fez isso.
Jamal diminuiu as luzes pressionando o controle remoto e o filme começou. Na metade do filme, olhei e notei o dois parecendo muito relaxados. Jamal tinha colocado as mãos sob o braço do Felipe, e quando o brilho da tela aumentou eu vi o movimento lento de sua mão na barriga do meu filho sob a camisa. Felipe tinha um olhar relaxado no rosto enquanto se inclinava para trás contra Jamal. Os olhos dele pareciam pesados. Quase como se ele estivesse à beira de adormecer.
O filme terminou e as luzes diminuíram lentamente. Felipe parecia que ele estava dormindo, ainda sentado no colo do Jamal. Nós dois começamos a nos levantar, Jamal começou a subir enquanto pegava o Felipe para levar o garoto sonolento para o andar de cima. Foi quando notei uma protuberância perceptível nas calças de moletom de Jamal. Então isso me chocou. Meu bebê estava sentado no pau duro dele durante todo o filme?
Lipe se mexeu quando Jamal o levantou nos braços. – Você prometeu leite e biscoito antes de dormir. – Disse o garoto sonolento. – Hum, bem, acho que tudo bem, certo? – Jamal riu.
Eu respondi. – Vocês, rapazes, podem ir comer alguns biscoitos, eu preciso acordar cedo para pegar meu voo.
– Ah, papai. – Disse o garoto desapontado. Quando Jamal virou ainda segurando o Felipe, pensei ter visto o volume de Jamal em sua calça de moletom. Parecia que seu pau estava duro como uma rocha, mas com a pouca iluminação, pensei que meus olhos estavam pregando peças em mim. Ouço Jamal dizer, – Você vai se arrumar para dormir e vou levar o leite e os biscoitos para o seu quarto. – Lipe grita com nova energia e sobe as escadas do porão para o seu quarto. Eu sigo Jamal pelas escadas enquanto ele se dirige para a cozinha e eu vou para o meu quarto.
Eu paro no quarto do meu filho e espio e vejo o Felipe saindo de seu calção de praia revelando seu corpinho magro. Pernas longas e lisas, bunda apertada, pele lisa, em sua cabeça uma bela mecha de cabelos castanhos lisos. Eu começo a ficar duro, mas rapidamente me retiro do meu estado hipnótico.
-Ei Lipe, posso te beijar antes de ir para a cama? – meu menino se vira para mim e sorri. – Sim papai! – e corre, ainda com sua cueca fofa do Super-Homem, e dá me um abraço enorme e um beijo na bochecha. – Boa noite Papai. – Ele sussurra. – Boa noite filho, vejo você de manhã. – E vou para o meu quarto.
Depois de fechar a porta, ouço Jamal subindo as escadas e falando, – Quem está pronto para biscoitos e leite? – Imediatamente ouço meu filho dizer animadamente “Eu quero, eu quero! – Eu os ouço continuar falando, mas fica abafado quando o a porta do quarto do Felipe se fecha.
Tomo banho e uma pílula para ter certeza de que iria conseguir dormir, verifico minha bolsa mais uma vez. Depois de checar tudo, finalmente subo na cama. Enquanto eu lentamente adormeço, ouço gemidos baixos pelo corredor e então algumas risadas animadas. Estou feliz que Jamal e meu filho estão se conectando tão bem. Eu adormeço ao som contínuo de grunhidos e guinchos agudos enquanto Jamal e meu filho se divertem na companhia um do outro.
O alarme dispara! Eu pisco. Meus olhos embaçados se abrem, eu rolo para fora da cama e tropeço rapidamente até o banheiro para tomar um rápido banho para acordar e me recompor para o aeroporto. Eu rapidamente me visto e desço as escadas para a cozinha. O cheiro de café fresco feito me cumprimenta como um amigo bem-vindo quando entro na cozinha. Jamal está sentado na bancada lendo o jornal. – Bom dia Paulo. – Jamal disse com amigável uma voz alegre.
– Oh, graças a Deus você fez café! Então, preciso disso agora! – Enquanto eu coloco um copo para mim, olho para o relógio, – O Uber para o aeroporto estará aqui momento. – Eu digo para mim mesmo.
– Deixe-me acordar o Felipe para que ele possa se despedir antes de você sair. – Jamal diz, enquanto ele se levanta da cadeira em direção à escada. – Não, não acorde ele se ele estiver dormindo. – Eu respondo. – Não seja bobo, ele adoraria dizer tchau a você. – Já subindo para pegar o garoto.
Nesse momento, meu celular toca, alertando-me que o carro já está do lado de fora. Peguei minha bolsa, tomo um último gole do meu café e depois vou para a porta da frente. Quando estou indo para a porta da frente, vejo meu sonolento filho descendo as escadas. Ainda vestido com sua cueca do Super-Homem, ele sorri quando me vê, ainda grogue e me alcança quando eu paro na porta da frente aberta. Ele pula nos meus braços e me abraça, eu sinto cheiro dele de menino enquanto compartilhamos um momento. Eu também sinto um cheiro de algo que eu não consigo entender.
Felipe se afasta do abraço enquanto eu ainda seguro sua bunda de menino nas minhas mãos. – Vou sentir sua falta, papai. – Ele diz calmamente. Felipe se inclina e me beija nos lábios, mas sinto sua língua empurrar contra os meus lábios e antes que minha mente sonolenta pudesse registrar o que estava acontecendo, ele começou a beijar como um amante perdido. Minha mente volta à realidade e eu me afasto do meu filho, um pouco chocado com o que acabou de acontecer. – Onde você aprendeu isso? – Eu suspiro. Felipe olha para mim com um grande sorriso e diz: – Isso é como as pessoas que realmente se amam se despedem. – Eu também começo a sentir seus dedos me acariciando na barriga.
– Tudo bem filho, mas precisamos conversar sobre isso quando eu voltar. – Eu digo no meu melhor tom paternal. Felipe assente ainda sorrindo para mim, enquanto eu o coloco no chão. Pego minhas coisas e corro para o carro. Eu olho pela janela para meu filho, com Jamal agora atrás dele. Ambos acenam enquanto eu assisto meu garoto e Jamal dando adeus na porta da minha casa. – Espero que Jamal e meu filho possam aproveitar a companhia um do outro e se distrair. – Eu penso comigo mesmo. Então eu foco minha energia na viagem e o que estava por vir.
Foi um longo dia de viagem e eu finalmente entro no meu quarto de hotel. Exausto, mal tinha energia suficiente para configurar meu computador e registrar o wi-fi. Eu decido dormir e dormir muito, o necessário para eu ter energia suficiente para os próximos dias e me ajustar ao fuso horário.
Depois de uma boa noite de sono e algumas reuniões durante o dia com os clientes, volto ao meu quarto de hotel e faço login no computador. O Skype da casa estava ativo, então envio uma mensagem para ver quem estava online.
Jamal responde: – Oi Frank, como está indo a viagem? – Eu digito de volta. – Ótima! Espero que o Felipe não esteja deixando você louco? – Não, ele é um ótimo garoto, deixe-me pegá-lo e eu vou ligar a câmera.
A webcam se conecta e vejo Felipe e Jamal sentados no meu escritório. O Felipe parecia estar sentado no colo de Jamal, devia ser um típico dia quente do Rio, pois Jamal e meu filho estavam com o peito nu.
– Oi Lipe, como você está, filho? – Eu pergunto. – Ótimo pai! Jamal e eu estamos se divertindo! – o garoto diz com um sorriso radiante. – Não deixa o Jamal maluco. – Eu digo com um sorriso. Felipe revira os olhos e ri. – Não vou pai.
– Isso é bom filho. Certifique-se de fazer o que Jamal lhe disser. – Eu respondo. – Eu vou pai! – diz com um grande sorriso. – Agora, Jamal e eu precisamos conversar sobre coisas adultas, ok? – Acrescento.
– Claro pai, te amo! – ele diz radiante. – Eu também te amo filho. – Felipe desliza do colo de Jamal e vai para o corredor externo. Quando ele sai do escritório, percebo que ele está usando uma sunga branca pequena que abraça sua bunda como uma luva. Eu nunca o vi usar algo assim antes. Volto a focar minha atenção em Jamal, que agora tem uma luxúria, um sorriso em seu rosto quando ele vê minha reação ao novo traje do Felipe.
– O que meu filho estava vestindo? – Perguntei a Jamal.
– Ele agora está se tornando um dos meus meninos. – Ele respondeu.
– Um dos seus meninos?! – Eu digo um pouco em pânico. – Eu acho que você não prestou atenção Frank, especialmente com todo o pornô de garotos que encontrei no seu computador. Você deveria esconder essas coisas melhor, você sabe. – Um suor frio tomou conta de mim e minha boca ficou seca.
– O que você fez com o meu filho? – Eu pergunto sem fôlego. – Oh, eu acho você vai gostar. Te enviei um vídeo para você aproveitar. Mas agora eu tenho outras coisas para fazer. E obrigado por ser um anfitrião tão generoso. – Jamal disse com o sorriso mais sensual que eu já vi.
Jamal então gritou: “Lipe! Hora de se divertir!” Eu assisti enquanto meu filho de oito anos reaparecia na porta do meu escritório, ainda vestindo aquela sunga apertada, seu pau de menino estava duro e empurrando contra a frente da sunga branca. Então notei Jamal se levantar. Ele estava completamente nu com um pau completamente duro saindo de seu corpo perfeitamente esculpido. A última coisa que vi foi a forma perfeita da bunda do Jamal quando ele se virou com meu filho dizendo em sua voz aguda de menino “Tenta me pegar!” Em seguida, o feed de vídeo foi desativado. Chocado, eu continuei olhando para a tela, incapaz de compreender o que eu acabara de ver.
Eu odiava o que acabei de ver, mas também odiava o fato de estar agora completamente difícil e não conseguia obter a imagem do meu filho e Jamal nua e sozinho em minha casa. O que eles têm feito? Eu tive uma relação sexual atração por meninos, mas eu sempre tentei manter meus filhos fora de minhas fantasias. Mas após a sessão do Skype, minha cabeça foi inundada com todos os dados sexuais armazenados imagens dos meus filhos que eu mantive reprimidas no fundo da minha mente por anos.
Enquanto eu olhava para a imagem em branco da tela do Skype, com meu pau duro esticando minhas calças, o laptop repentinamente tocou, me tirando do meu devaneio sonhador com meu filho. Abri minha conta e vi que tinha um novo e-mail rotulado “LEITE E BISCOITO” com um arquivo de vídeo anexado.
Cliquei no arquivo e o player de vídeo apareceu na tela. A imagem estava escura e o som abafado a princípio, então ouço a voz de Jamal, – Hora de leite e biscoitos! – que é imediatamente seguido por um “Eba!” do Felipe.
Eu imediatamente reconheço o quarto do Felipe, especificamente uma visão da cama dele. Lipe está sentado na cama parecendo animado quando Jamal surge no quadro segurando uma bandeja com um copo alto de leite e um biscoito gigante com chip de chocolate nele. Jamal se junta ao meu filho na cama e coloca a bandeja com o leite e o biscoito gigante entre eles.
O Felipe olha para o biscoito e diz, com um olhar curioso. – O que é isso em cima? – Jamal sorri. – Este biscoito tem uma cobertura especial por cima. – Ele pega o biscoito gigante.
– Eu chamo isso de minha cobertura de amor especial. – Jamal continua levando-o aos lábios do menino. O garoto abre a boca e começa a dar grandes mordidas no biscoito. – Eu só faço isso para garotos especiais, como você. – Diz Jamal, enquanto o garoto mastiga as mordidas que ele deu.
– Mmmm, isso é gostoso! – O garoto diz entre mordidas e continua a comer o resto do biscoito da mão de Jamal. – Gostei da cobertura! é gostoso! – Lipe bebeu um pouco de leite para empurrar o biscoito.
– Estou feliz que você tenha gostado. Fiz a cobertura enquanto estávamos assistindo o filme. E você me ajudou a fazer isso. – Afirma Jamal.
Com um bigode de leite ainda fresco no rosto, Lipe inclina a cabeça, com um olhar confuso no rosto. – Como eu ajudei você a fazer isso? – Jamal sorri e se inclina para trás nos braços, exibindo uma grande protuberância na calça. Os olhos de criança se arregalam quando ele olha com admiração.
Jamal esfrega a mão sobre o volume crescendo. – Você se lembra de sentir isso quando você sentou no meu colo durante o filme? – Lipe assente ainda olhando para o volume pulsando. – É daí que vem a cobertura especial. Você quer ver como eu faço isso? – Jamal pergunta.
Felipe sorri com um olhar distante e sussurra – Sim. – Jamal sorri: -Primeiro precisamos tirar a roupa. – Ele desvia seu olhar e olha para Jamal com um olhar interrogativo. – Por quê?
– Porque eu não quero que nossas roupas fiquem sujas se derramar. – Jamal diz com um tom paternal enquanto tira a camisa. Felipe assiste o homem negro se despir na frente dele. Ele não pode deixar de encarar o torso musculoso do homem enquanto meu filho lentamente removia sua cueca do Super-Homem. Jamal faz uma pausa para assistir meu filho mover sua cueca pelas pernas, depois joga-la no chão. Meu filho estava agora completamente nu e totalmente vulnerável, enquanto Jamal via seu prêmio.
Jamal então começa a tirar as calças de moletom, seu grande pênis salta livre e dá um tapa em seu abdômen, Jamal continua a empurrar calças de moletom para baixo até tira-las completamente. Agora Jamal e meu filho se sentam completamente nus na cama.
Os olhos de Felipe se arregalam quando ele finalmente vê o membro de Jamal em toda sua glória. Meu filho, sempre um garoto curioso, se inclina para olhar mais de perto o impressionante pau de 20 cm de Jamal. – Este é o lugar de onde vem minha cobertura especial, amor. – diz Jamal, enquanto acaricia levemente a base de seu pênis.
– Mas esse é o seu piupiu? Como é que ele pode vir do seu piupiu? – Felipe responde, com o rosto todo enrugado.
– Deixe-me mostrar a você. E não se chama piupiu, isso é chamado de pica. – Jamal diz quando ele começa a massagear seu pau grosso com mais força. Lipe continua observando com admiração quando um líquido claro começa a vazar do tubo de carne preta maciça. Depois de alguns golpes longos, Jamal toma algumas gotas de pré-sêmen acumulado com o dedo e o coloca nos lábios do meu filho.
– Experimente isso. – Jamal diz calmamente.
Felipe olha cautelosamente para o dedo de Jamal e depois começa a lamber o líquido do dedo escuro. Ele está logo chupando o dedo de Jamal, apenas recuando quando o garoto sentiu o dedo estar limpo.
– Como foi isso? – Jamal pergunta ao meu filho. – Era bom, mas não tão bom quanto a coisa do biscoito. – Respondeu Lipe.
– Isso é porque eu preciso de ajuda extra para fazer minha cobertura de amor especial sair. E você pode me ajudar a fazer isso. – diz Jamal ainda acariciando seu pau.
Ele olha para Jamal com curiosidade – Como posso ajudar?
– Primeiro precisamos compartilhar um pouco de amor, para ter a melhor cobertura que você pode provar. – Jamal diz – E para fazer isso, eu preciso te mostrar como beijar, como se você realmente amasse alguém. Você quer tentar fazer um isso comigo Lipe?
Meu filho sorri – Sim! O que eu tenho que fazer? – Jamal remove a bandeja e deita na cama do meu filho. – Vá em frente, suba e deite em cima de mim. – Felipe sobe em cima de Jamal, as pernas desajeitadas do menino em ambos os lados da cintura do Jamal. Ele e meu filho agora estão olhando nos olhos um do outro como se estivessem perdidamente envolvidos, como Jamal corre a mão para cima e para baixo nas costas lisas do Felipe. Eu mal consigo entender o que Jamal está dizendo enquanto sussurra para o meu filho.
– Eu te amo Lipe, como meu próprio filho. – Jamal então beija gentilmente os lábios, enviando um arrepio pelo corpo do meu filho. – É assim que duas pessoas se beijam se realmente se amam, basta seguir minha liderança, ok? – Jamal dizendo é tranquilizador. Felipe acena com a cabeça.
Jamal se inclina e beija-o novamente, a cabeça do Felipe sacode levemente enquanto ele sente a língua de Jamal gentilmente pressionando contra seus lábios. Então seu corpo relaxa quando ele abre a boca para aceitar a língua de Jamal na dele.
Como quando se um interruptor fosse ligado, Felipe e Jamal começam a beijar como loucos, ambos gemendo alto. Meu garoto começa a mover seus quadris contra Jamal enquanto suas línguas duelam entre si e sua respiração aumenta. Jamal não se continha enquanto suas mãos acariciam meu filho por toda parte.
A imagem do meu filho de oito anos, sua pele branca e macia, contrastando com a pele escura e tonificada de Jamal, era tão erótico que se perdia em luxúria. Observo as mãos de Jamal centralizarem sua atenção na bunda do meu garoto. Correndo os dedos para cima e para baixo no rego do meu filho. Cada passagem de seus dedos se aprofundando um pouco mais aquele rabo perfeito.
Enquanto eles continuavam a se beijar intensamente, observo como os dedos do Jamal começam a esfregar algo em movimentos circulares lentos. Eu assisto Jamal pegar uma de suas mãos e esfregue-a na ponta do pau dele. Ele então pega os dedos lubrificados e junta a outra mão e esfregando no cu do Felipe. Seus dedos lubrificados desaparecem entre as nádegas do menino. O dedo escorregadio de Jamal deve ter encontrado buraco do menino; como Felipe emitia um gemido alto e sua bunda começa a se arquear. O beijo se intensifica e sua respiração sobe um pouco. O dedo de Jamal começa a aparecer e desaparecer cada vez mais rápido, com meu garoto espetado nos dedos daquele homem negro.
Enquanto eu assistia meu filho de oito anos curtir seus primeiros momentos de estimulação anal em sua jovem vida. Eu não pude resistir ao pensamento de puxar meu pau para fora e me masturbar. Eu rapidamente abri minhas calças e comecei a acariciar meu pau duro com os sons e imagens do meu filho sendo deflorado em seu próprio quarto.
De volta à tela, Jamal quebrou seu beijo com meu filho e perguntou sem fôlego – Você está pronto para uma nova cobertura de amor? – Lipe sorriu e assentiu com a saliva de Jamal ainda em sua boca. – Sim!
– Bom, porque sinto que está pronto para sair. – Sorri Jamal. – Fica aqui em frente entre minhas pernas e comece a lamber meu pau como um picolé. – O garoto ansioso desliza pelo corpo de Jamal e segura o pênis de Jamal e começa a lamber a cabeça roxa como se fosse sua casquinha de sorvete favorita.
Eu começo a gemer enquanto vejo a língua do meu filho dançar por toda a cabeça do pau do homem. A cabeça de Jamal se inclina para trás e ele solta um alto gemido.
Jamal geme “Ohhhh, foda-se! Lipe comece a chupar! – Felipe começa a colocar o pênis de Jamal em sua boca de criança. – Chupe minha cobertura bebê! Tire esse amor fresco do meu pau!
Encorajado pelos sons que Jamal estava fazendo, meu garoto começa a chupar mais forte, e leva a pica preta mais fundo em sua boca. Lipe coloca alguns centímetros em sua boca antes que ele engasgue, quando a cabeçona bate o fundo de sua garganta.
– Mmmmm … está indo bem meu menino… você não precisa engolir mais do que você pode lidar esta noite. – Jamal acaricia o cabelo do meu filho, confortando-o, Felipe continua chupando.
– Logo eu vou te ensinar como chupar o pau do papai aqui e engolir fundo logo o suficiente. – Enquanto Jamal observa a cabeça do meu filho entusiasticamente subir e descer em seu pau duro.
– Sim, continue chupando! – Jamal grunhe quando Lipe agarra o pau preto com ambas as mãos. – A cobertura está quase pronta! Derrame isso de mim, filho! – Lipe começa a chupar mais rápido o pau de Jamal enquanto acaricia a base grossa com as mãos pequenas de menino.
– Oh filho da puta! – Jamal geme. – Você está fazendo um ótimo trabalho! – grunhidos do Jamal, quando ele começa a dar um pequeno empurrão para cima na boca do meu filho. Felipe intensificou sua chupada, concentrando-se na cabeça dura e bulbosa de Jamal, quando Jamal se aproximou de seu clímax.
– Ohhhhhhh sim, isso pegue bebê, você está prestes a receber uma carga completa da minha cobertura.
Lipe surpreendeu Jamal empurrando tanto pau de Jamal quanto ele poderia entrar em sua boca. O menino chupando e engolindo com força no final do membro inchado preto. Isso Jamal empurrou até a borda do seu pau a boca virgem de oito anos de idade.
– ISSSSSSO! – Jamal grita. – Ohhhhhhhhhhh isso meu bebê, PORRA!!! – quando Jamal sente seu esperma começar a explodir na garganta. Felipe pôde sentir o pau de Jamal ficar duro como aço, então ele ouve Jamal grunhir alto, então sua boca é inundada com o gosto familiar que ele tinha sentido antes ao comer o biscoito. Mas desta vez é quente e fresco, e há muito mais!
Ele tenta engolir tão rápido quanto Jamal está jorrando, mas é uma batalha perdida, a boca do Felipe é rapidamente cheia com a cobertura. Ele engole uma boca cheia de porra de Jamal, mas tira a boca, pois Jamal continuava soltando porra de seu cacete duro. Alguns jatos de porra caem no cabelo do Felipe e em seu rosto enquanto ele respira fundo e observa o pênis de Jamal ejacular em suas mãos.
– Oh, porra menino! – geme Jamal – Não deixe minha cobertura cair, é desperdício.
O Lipe sorri, seu rosto coberto de esperma, enquanto Jamal guia seu pau melado de volta a boca do menino. Felipe começa a chupar o pau de Jamal novamente, como um canudo, enquanto engole o resto da cobertura de Jamal. Este continua a gemer quando sente o ninfetinho deslizar sua língua toda ao redor da cabeça, coletando o esperma de Jamal com sua língua de menino e engolindo isto.
Jamal faz um gemido final e cai de volta na cama do menino enquanto o Felipe limpa o pênis de Jamal com a língua. – Isso foi foda filho, isso foi ótimo. – Jamal diz está olhando pro Lipe, ofegando como um cavalo de corrida. Lipe ri, feliz por ele ter dado tanto prazer a seu novo amigo.
– Você gostou do meu amor? – Jamal pergunta. – Sim! – Felipe sorri largamente com o rosto ainda coberto de porra, – Foi gostoso!
– Você pode beber isso quando você quiser filho. – Jamal diz amorosamente, enquanto ele acaricia o cabelo do Lipe coberto de esperma.
– Agora venha aqui e dê um beijo no seu novo papai. – Jamal diz com um sorriso. Felipe começa a subir e descansar seu pequeno corpo de menino no corpo suado de Jamal. Os dois se beijam apaixonadamente enquanto o homem e o menino empurram as línguas umas contra as outras, compartilhando a porra cremosa de Jamal que cobre o rosto inocente do meu filho.
– OK filho, deixe-me beijar seu piupiu e fazer você se sentir tão bem quanto você me fez sentir.
Felipe avidamente trabalha seu caminho até que ele estivesse sentado no peito de Jamal, eu observo o rosto de Jamal abaixar-se entre as pernas da criança enquanto ele olha. De repente, Lipe respira fundo enquanto Jamal faz contato com o pauzinho do menino. Felipe geme e agarra a cabeça de Jamal e começa a mover os quadris no rosto do homem. Eu vejo Jamal pegar os dedos dele, lubrificando com um pouco de seu esperma, e começar a trabalhar com eles no buraco do Lipe. Ele geme ainda mais alto quando Jamal encontra sua próstata. Meu quarto de hotel enche-se com os altos gemidos de menino, enquanto Jamal arrebenta e manipula o corpo do meu filho.
Eu vejo o pau de Jamal começar a endurecer novamente. Então Jamal vira lentamente o corpo para longe da câmera, levando meu filho com ele e escondendo meu filho da minha visão. Tudo o que posso ver são as costas de Jamal e as pernas do meu filho saindo dos lados da cabeça de Jamal. Os sons dos gemidos do meu filho se intensificam à medida que o que Jamal estava fazendo, realmente levando meu garoto até o limite. Eu vejo as pernas envolvendo a cabeça de Jamal e os sons inconfundíveis do meu garoto experimentando seu primeiro orgasmo intenso. Então a tela fica em branco.
Eu olho para o laptop, incapaz de compreender o que acabei de ver. Mas meu corpo está no piloto automático enquanto continuo a acariciar meu pênis pulsando. Fecho os olhos e solto um longo gemido quando as imagens que acabei de testemunhar jogadas de volta em minha cabeça. Demora algumas tentativas para eu gozar em um dos orgasmos mais intensos que já tive. Saio do transe, me sinto culpado por ter visto meu filho levar sua primeira esporrada de Jamal.
– Ah Merda. – Digo para mim mesmo ao perceber a situação que está se formando.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,67 de 100 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

58 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Wickr_pervangel666 ID:g3j1no7v33

    Dlc de conto queria q fosse real

  • Responder Uriel Benson ID:gsudra6ic3

    Fabuloso. Foi o meu primeiro conto nesse e nunca mais parei de ler. Dele do novamente todos os capítulos.

  • Responder Arthur ID:830wzenrhjo

    Conto ridículo, sem pé ou cabeça, pulseirinhas “ain passei na vara do jamal”
    Cara você é doente, sem criatividade, nada a ver esse conto, você é que deve estar atras de um negão e nenhum deles te quer.

  • Responder Luis Amon ID:16zxtspg49d8

    Meu sonho pegar um novinho, beeemmm novinho!! @LuisAmon55

  • Responder ashc ID:2cq8b7y0v0i

    Tenho 15 anos
    Telegram @ashc15

  • Responder AdmiradorDoAmor ID:g3iw15s440

    Nossa que conto louco e deliciosos.
    Bati umas duas antes do final e isso é só o primeiro capítulo.
    Ansioso pra ler os próximos

    • Tesão. ID:3yny8uemv9i6

      quebra essa tio Dhamis.

    • Flavette: ID:8cipgkdk0d5

      Desculpa mas até agora do 1 até o 5 não consegui ver graça em nada li o conto para ver se achava a parte que o pai podia com uns do filho, é outra coisa ficou meio eu real ele paga o jamal ele é dono de tudo o patrão é ficar de espectador por favor! Péssimo conto é mega repetitivo e cansativo por ser muito grande. Não me levou ao êxtase Nem um momento já li outros aqui muito melhor pois incesto não vi nada até agora pois o jamal não passa de um estranho ou empregado.

    • Flavette: ID:8cipgkdk0d5

      Desculpa mas até agora do 1 até o 5 não consegui ver graça em nada que li no conto para ver se achava a parte que o pai fodia com uns dos filhos, é outra coisa ficou meio su real, ele paga o jamal ele é dono de tudo o patrão é ficar de espectador por favor! Péssimo conto é mega repetitivo e cansativo por ser muito grande. Não me levou ao êxtase nem um momento, já li outros aqui muito melhor pois incesto não vi nada até agora pois o jamal não passa de um estranho ou empregado. Cade a parte que o pai fode com os filhos isso sim e incesto, conto podre sem graca. Desculpa você se perdeu totalmente como alguém vai fazer algo com seus filhos sem ter nada contra ele no conto, acho melhor você rever seu conto ficou sem sentido. E conto para ser incesto tem que existir. Seus contos não tem incestos simplesmente o pai que vê um estranho usufruir de sua prole é não faz nada. Só perdi meu tempo tentando achar algo que não acontece.

  • Responder francisco ID:41ihso7y49ii

    quando vai te ontinuaço

    • Dhamis ID:7r05i91id42

      Oi Francisco, ja há dois capitulos além desse. O restante sairá em breve
      Obrigado

  • Responder Observador ID:g3iw16vqk9

    Digno de um autor profissional

    • Arthur ID:830wzenrhjo

      Digno de pior conto do site, um lixo.

  • Responder PervRj ID:xlorii8ip

    Telegram @PutoLapa sou do Rj tbm

  • Responder Torinho ID:gqb6fxxid0

    Oh, muito bom, muito excitante, e muito bem escrito, que beleza de ler s2

  • Responder LekeRj ID:7xbyqywvzk3

    Sempre tive curiosidade em brincar com um menino assim kkk sou do Centro do Rio 25a alguém????

  • Responder louco por incesto ID:3eeyh52z8rbn

    Caralho, gozei sem nem tocar

  • Responder Carioca ID:7xbyqywvzk1

    Caraca que delícia vc é do RJ msm?? Tbm sou vamos brincar

  • Responder Drag ID:7r053wov9il

    Quando vai sair o próximo?

    • Dhamis ID:7r05i91id42

      A segunda parte ja saiu. Obrigado

  • Responder ER ID:3v6otnnboiak

    [email protected]
    Tenho 16 anos

    • Roertor ID:8eezf7yxi9l

      Quer provar minha vara? Gosto muito de foder bocas novas

    • March ID:g3iw164qjl

      Deve ter um cuzinho gostoso vc

  • Responder Leon ID:w71gtbi81

    Muito bom cara, continua por favor.

  • Responder PDF Negão ID:81ry0ktm9dn

    Muito bom o conto . Sou negro adoro ninos novinhos assim

    • PaiNegroDot ID:s484o6icq

      Me identifique com o Jamal irmão, negrão Aqui também, soube levar o novinho do jeito que quis!

    • [email protected] ID:gqblmkdm2k

      @valtyell é só chamar no telegram, amo Negão

  • Responder Bipolar ID:81ritu1hrbn

    Chama no telegram @bi-polar

    • Izzy ID:2qlsxvoib8

      Não encontro

  • Responder Dhamis ID:7r05i91id42

    Fico feliz que vocês gostaram do conto! Eu ja estou trabalhando na segunda e na terceira parte, em breve eu ja devo publicar. Valeu pelo feedback positivo

  • Responder Math ID:8kr0ortk0i9

    Porra, faz tempo que não tinha um conto tão bom hein?

  • Responder @LuanaLindaa ID:41ih3cyzfibo

    Adorei seu conto, gozei gostoso lendo! Espero continuação

  • Responder TITITI ID:bemlb7wu43q

    Eu tive meu cuzinho rasgado aos 9 aninhos por um vizinho. Chorei muito e não queria sair mais de casa até que uma semana depois eu fui lá novamente na casa dele. rsrsrs

    • Math ID:8kr0ortk0i9

      É assim mesmo. Novinhos assim sempre gostam. Por isso é bom começar desde cedo, quando eles não entendem e aprendem que é errado.

    • Carlos27 ID:muipkg6ij2

      Quem me dera ter conhecido o Math quando tinha 5 anos, pelo menos tinha gostado da surra de pica

  • Responder Dan ID:7r053wov9il

    Cara, me diz que isso é fictício por favor! Tô me sentido mal com isso agora ?

    • Twink ID:831hpcezral

      Sim, o conto é fictício, não se preocupe. E sinto muito caso o conto tenha sido um gatilho pra você. Recomendo não ler os outros contos do site…

  • Responder Bb__17 ID:3ynzdhgfv9i5

    Nossa eu amei de mais meu email

    [email protected]

  • Responder GS ID:7r053wov9il

    Cara, Isso é fictício né? Pf, me reponde!

    • AdmiradorDoAmor ID:g3iw15s440

      Calma cara. Tá na cara que é ficcional.
      Se fosse real teria sido BEEEM diferente.

  • Responder GT ID:8317uylfijp

    que delícia de conto, um dos melhores – se não o melhor – que já li! alegria dos pervs! muito obrigado pelo orgasmo propiciado! muitas crianças pra nós

    • Dan ID:7r053wov9il

      Tô me sentido mal com isso agora. Pode me falar se é de vdd? Por favor?

    • Math ID:8kr0ortk0i9

      Verdade. Os pervs agradecem pela punheta, pensando em criancinhas.

  • Responder anônimis ID:19p2k7343o

    passei por uma rola assim,meu pai era politico e viajou às pressas com minha mae,me deixou com seu segurança de confiança,ele rasgou meu cuzinho de 6

    • Stuart ID:on93i0uxia0

      Muito bom o conto, continue!!!

    • TITITI ID:bemlb7wu43q

      Eu tive meu cuzinho rasgado aos 9 aninhos por um vizinho. Chorei muito e não queria sair mais de casa até que uma semana depois eu fui lá novamente na casa dele. rsrsrs

    • Anonimo ID:8kr0ortk0i9

      Que delícia!

    • faz aí ID:h5hn7tv9b4

      faz um conto disso, pode ser aqui nos comentários mesmo

    • Fagner Silva ID:2ql0fp541m

      Eu perdi minha virgindade aos 8 anos com meu tio

  • Responder Carlos ID:bf9un3ev993

    Conto fictício ou real?

    Poderia mandar fotos deles??

    • Gs ID:7r053wov9il

      Cara, me diz que isso é fictício por favor! Tô me sentido mal com isso agora ?

    • Dan ID:7r053wov9il

      Cara, me diz que isso é fictício por favor! Tô me sentido mal com isso agora ?

    • Dan ID:7r053wov9il

      Cara, me diz que isso não é de verdade por favor! Tô me sentido mal com isso agora ?

    • Dan ID:7r053wov9il

      Tô me sentido mal com isso agora ?

  • Responder bacellar ID:831c7wmxib2

    Cara, não demora pra continuar esse conto! Estou em êxtase aqui! Maravilhoso!

    • Dhamis ID:7r05i91id42

      Já estou escrevendo a segunda parte, em alguns dias já devo postar. Obrigado

    • Dhamis ID:7r05i91id42

      Obrigado, ja estou escrevendo a segunda parte, em breve devo postar.

  • Responder JohnPedoro ID:46kpj91549a1

    Krl, gozei horrores, contjnua