# # #

Meus amigos comeram minha mãe

910 palavras | 3 |2.67
Por

Olá, meu nome é João, tenho 25 anos. O que vou relatar aqui aconteceu de verdade, quando eu tinha 17 anos.

Era meu aniversário, eu havia trago 3 amigos para jogar vídeo game na minha casa. Enquanto jogávamos, minha mãe preparava uma torta.
Minha mãe é uma mulher de 35 anos, que engravidou cedo. Ela tem seios grandes, o corpo muito bem definido e bunda bem redonda.
Estavamos jogando na sala, e então um de meus amigos diz “nossa, olha só” apontando para minha mãe, que estava olhando dentro do forno, com a bunda empinada para nossa direção. Dava pra ver parte de sua calcinha. Eu nem liguei muito. Deixei de lado. Continuamos jogando até que minha mãe vejo até a gente e me parebenizou dizendo:
– Feliz aniversário, meu filho! O que você quer de presente? – Ela disse.

– Eu queria um Playstation 4, mãe. – Eu respondi.

-Ah, tudo bem, filhinho, depois nós vamos comprar um – e então ela voltou para a cozinha.

Meus amigos continuaram olhando ela e disseram:
– Nossa, cara, sua mãe faz tudo o que você quer. Aposto que ela deixaria você comer ela – Disse marcos, um de meus amigos.

– Sai fora, cara, ela é minha mae, não uma puta. – Eu respondi.

– Quer apostar? Te dou 50 R$ se ela não te der se vc pedir.

– Ok, vai ser um dinheiro fácil.

E então a aposta foi feita. Eu fui para a cozinha e fiquei obeservando ela. Até que ela se abaixou de novo pra olhar no forno. Nesse momento eu saltei em direção a ela e dei uma bela de uma encochoda nela. Ela se levantou bem rápido dizendo “Menino, o que você está fazendo?” E então eu pedi desculpas. Ela disse que estava tudo bem, mas que eu não deveria assustar ela.
Meus amigos, vendo por detras do muro, gesticulavam, dizendo para que eu insistisse. Então eu pensei “Ok, vou fazer algo que vai obrigar ela a me repreender para que eh possa ganhar meus 50 R$ logo.”, E então eu agarrei forte o seio dela, e com a outea mão, apalpei sua bunda. Eu deu um gemido baixo, e disse “Que isso menino? Seus amigos estão aqui.” E eu dizse: Não, eles já foram embora.
Para minha surpresa, ela disse “Então tudo bem”. E nesse momento, meu pau ficou duro na hora. Foi a primeira vez que senti tesão na minha mãe.
Ela se ajoelhou, tirou meu pau para fora e abocanhou ele. Eu não aguentei nem 15 segundos e já gozei na boca dela.
E então, ouvimos um barulho de câmera. Era Marcos tirando uma foto com seu celular.
Ela diz:
– João, eles não tinham ido embora?

– Na verdade, eu tinha apostado com eles que você me bateria se eu tentasse algo com vc. Eu perdi, mas valeu apena.

– Ah, valeu apena, né? Pois bem. Meu filho é um completo babaca, e como punição, meninos, vocês podem vir aqui me fuder.

E então todos saíram, um atrás do outro, com seus paus na mão. Marcos já foi logo abaixando sua calcinha e caçando a entrada do cu. Sem enrolar, enfiou tudo de uma vez, o qye rendeu um grito e uma expressão de dor e prazer no rosto da minha mãe. Todos ao mesmo tempo fodiam forte ela. Marcos no Cu, Thiago na buceta e Paulo recebendo um baita de um boquete. Paulo foi o primeiro a gozar. Jogou um jato forte de porra no rosto da minha mãe, que gemia e pedia mais.
Eu insistia para que eles parassem, que isso não fazia parte, mas eles me empurravam e mandavam eu calar a boca.
Thiago gozou logo em seguida. Nem tirou o pau para fora. Eu conseguia ver a buceta dela escorrendo e pingando de porra. Nunca havia gozando tanta porra quanto o Thiago.
O Marcos ainda estava firme e forte, socando no cu dela e dando vários tapas, na bunda e no rosto dela. Ela pedia para ele ir com calma, mas ele só batia ainda mais forte. Até que eu disse “Prepara vadia, pq eu vou gozar” e então ele sacou o celular do bolso, tirou o pau do cu dela e foi para seu rosto. Gravou tudo. Soltando litros de porra no rostinho da minha mãe.
Ela estava toda melada de porra e suor. O rosto todo vermelho. E ela ainda ficou sensualizando para a câmera.
Quando eles estavam indo embora, ela disse:
-Meninos, vocês podem voltar sempre que quiserem tá bom?

E quando ficamos sozinhos ela disse:

– Seu pai já tá chegando. Limpa agora toda essa porra do chão.

Depois de fuder com meus amigos na minha frente, ela ainda me obrigou a limpar toda a porra do chão, dizendo que contaria ao meu pai se eu não fizesse isso.

Depois disso, o vídeo dela viralizou na minha escola. Fiquei conhecido como o filho da puta e todos os dias eu era obrigado a ouvir vários de meus amigos (não só esses 3) comendo ela na minha casa.

Aconteceram várias outras coisas depois disso, mas é conteúdo pra um outro relato.

meu email pra contato: [email protected]

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,67 de 18 votos)

Por # # #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder mete o oloko vc em

    já vi esse hentai kakakakaakk

  • Responder anonimo

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Responder Desconhecido

    Isso daí e um hentai que vc transformou em um conto safado