# # #

Meu namoradinho de 7 anos

2100 palavras | 71 |4.70
Por

Quando o menino é viadinho, desde pequeno é safadinho por pica. Esse é o conto da minha primeira experiência com um menino de 7.

Fala, galera! O autor mais amado desse site está de volta (depois do Daniel Coimbra), eita! Kkkkkkk.

Nessa história vou contar o que aconteceu comigo quando eu tinha 17 anos e estava no Ensino Médio. Eu sempre morei no interior, agora que estou morando na cidade grande. Minha escola era a maior do município, ficava bem no centro da pequena cidade, então quase todas as crianças e adolescentes passaram por ela. Bom, vamos à história.

Pra quem não lembra de mim, sou o Matheus e tenho 20 anos. Nessa escola, como era uma das únicas do município, agregava todas as séries. Desde o Fundamental 1 até o Ensino Médio. Muitos alunos dependiam de ônibus escolar, eu era um deles. A escola era muito grande para uma escola do interior, verde claro e verde escuro, e havia uma área nos fundos na qual ninguém ia, por ser bem distante e ser usada como depósito de materiais velhos, cadeiras quebradas, etc. Os alunos frequentavam ali para usarem drogas ou transarem escondido. Tinham várias camisinhas usadas jogadas no chão, as paredes todas riscadas. Era uma área como uma quadra para esportes, tinha dois banheiros (masculino e feminino) e uma lavanderia. Tudo através dos muros que dividiam a parte da escola que era essencial e essa parte que era desprezada, perfeita para fazer certas coisas.

Eu entrei no ônibus em uma tarde, como se não quisesse nada, apenas como se fosse mais um dia entediante de aula. O motorista então avisou que o outro ônibus havia quebrado, e que os alunos do outro motorista iriam pegar carona com a gente. Tinha bastante espaço, então dava para todos se acomodarem. Ao meu lado sentou um garotinho muito simpático, branquinho, olhos castanhos cor-de-mel, cabelos pretos e lisos com franjinha. O ônibus balançava e a franja caía sobre a testa e ele ajeitava. Isso de 1 em 1 minuto. Estava me incomodando. Eu estava escutando música e percebi que ele me olhava.
– Que foi?
– Nada não. Eu sou o Daniel. 🙂
Ah, fala sério! Agora o moleque quer conversar? Odeio conversar com estranhos.
– Eu sou o Matheus.
E o silêncio entre nós dois se instaurou. Apenas ouvíamos os outros alunos conversando alto.

– Eu tenho 7 anos, e você?
Pausei novamente minha música pra responder.
– Tenho 17.
– Ah. Você está em que série?
– Moleque, eu estou com dor de cabeça. Não quero conversar.
– Ih, tá bom. Desculpa, tá?
E continuamos em silêncio até chegarmos na escola. Eu estava com dor de cabeça e muito entediado. Estava sem vontade alguma de entrar em sala, então resolvi matar aula. Fui bem cuidadoso para ninguém me ver, olhei para trás e fui seguindo até a área mais deserta da história, rezando para que os maconheiros e os pervertidos não estivessem por lá. Uffa, o local estava vazio. Apenas o som dos passarinhos. Fiquei na lavanderia, puxei uma cadeira quebrada e sentei. Fechei os olhos e passei uns 15 minutos assim. Relaxando… Relaxando. Quando eu abri os olhos vi um garoto me olhando.
– Ai, caralho! O que tá fazendo aqui?
Era o Daniel. Ele havia me seguido até a área deserta. Não sabia qual o motivo daquele garoto estar fissurado em mim. Eu queria ficar em paz.
– Eu vi você vir pra cá e resolvi te seguir.
– Mas você não pode vir aqui. É um local proibido.
– E por que você está aqui então?
– Porque eu posso. Você não pode. Sua professora vai sentir sua falta.
– Vai nada. Ela sabe que eu estava doente. Eu não quero ir pra aula, não. Posso ficar aqui com você?
Pensei bastante então respondi.
– Tá. Pode. Mas não enche meu saco, tá?
– Tá bom. – ele respondeu puxando uma cadeira quebrada.
Teríamos por volta de umas 4 horas de aula, e eu pretendia passar esse tempo todo lá.
– Daniel, eu vou ficar aqui até acabar a aula. Você vai aguentar.
– Claro. Não quero ir pra sala hoje.
– Ok. – eu respondi como se estivesse debochando. Pensei que ele não aguentaria ficar em silêncio esse tempo todo.
Já fazia meia hora que a gente estava ali, então ele levantou. Eu espiava com os olhos quase fechados. Ele levantou e ficou olhando pra mim, olhava pro meu rosto, olhava pras minhas pernas… Então percebi que ele olhava pro meu pau. Pensei comigo mesmo que esse garotinho queria pica. Não era possível esse tempo todo ele ficar grudado em mim. Ele tinha só 7 anos, eu tinha 17. Apesar de eu ainda ser menor de idade eu sabia que era errado. Então eu abri os olhos e ele foi flagrado.
– Que porra é essa agora? Tá olhando pra onde?
– Kkkkk. Nada. Eu tava só olhando pra você.
– Você estava olhando pro meu pinto, confessa.
– Tá kkkkkk. Eu tava. Mas é porque eu sempre quis ver o pinto de um adolescente.
Mais que viadinho! Daquela idade todo puta. Ele meio que estava dando em cima de mim e eu não havia percebido.
– Você quer ver meu pau?
– Quero.
– Mas não pode. Haha
– Por que??? Por favor, vai. Rapidinho. Eu te mostro o meu.
Eu paralisei. De repente me bateu um tesão. Olhei pra trás do muro e o local permanecia bem deserto. Senti que eu estava me excitando. Era algo proibido e escondido. Eu nunca havia experimentado essa sensação, então resolvi me entregar. Já que ele queria, eu iria dar pra ele.
– Ok. Me mostra o teu que eu mostro o meu.
Então ele abaixou o short bem rápido e levantou tão rápido quanto. E riu de vergonha.
– Ué, não deu pra eu ver nada. Faz de novo.
Então ele fez mais devagar. Já tava durinho. Saquinho bem cheinho. Então levantou rápido.
– Agora sua vez! – ele disse bem animado dando pulos.
Levantei, puxei ele pelos braços e disse:
– Vem cá. Vou te levar ali atrás, no banheiro.
O banheiro era mais escondido ainda, e a vista era pra mata. Então puxei meu pau pra fora (ainda estava mole, porém estava babando), balancei ele umas 4 vezes. O garoto ficou boquiaberto encantando, os olhos brilhavam. Então guardei de volta.
– Gostou de ver?
– Gostei!
Já que eu estava naquela situação, resolvi aproveitar.
– Posso fazer uma coisa em você?
– Sim.
Empinei ele na parede e comecei a roçar sem pudor algum na bundinha dele. Ele estava adorando. Empinava como se fosse uma cadelinha no cio. Eu gemia e falava sacanagem.
– Vai, tira a calça. Faz isso pelado. – ele disse todo dengoso.
Como uma criança de 7 anos tem todo esse fogo por pica? Desde pequeno já mostra que vai ser viadinho. Nesses a gente tem que abusar mesmo, porque eles gostam de ser abusados. Viadinho novinho pede pra isso. Então tirei a calça e também tirei o short dele. Puxei uma cadeira velha, sentei e coloquei ele no meu colo.
– Você gosta de pica?
– Gosto.
– Já chupou uma?
– Ainda não.
– Quer chupar a minha?
Ele babava pela boca.
– Querooo!
– Como você sabe tanto dessas coisas? Você já fez isso com alguém?
– Não. Eu sempre vejo vídeos no meu celular. Pesquiso assim: vídeos de sexo gay. Aí aparece um monte. Mas eu nunca vi com criança. Não sei porque nunca acho.
– Eu preferi não responder pra ele. Resolvi apenas aproveitar o momento enquanto ainda estava em horário de aula. Mas me surpreendi com aquela criança Ta o pequena e tão safadinha.
– Vai. Me chupa!
Ele se ajoelhou, colocou a cabeça do meu caralho na boca e começou a mamar.
– AAAH, QUE GOSTOSO! Chupa, vagabunda.
Eu passava a mão no cabelo dele enquanto ele lambia minha pica. Eu estava sendo chupado por uma criança, isso me dava muito tesão. Era algo proibido em um local proibido. Minha primeira experiência na pedofilia.
– AAAH, CHUPA MINHAS BOLAS AGORA.
Eu levantava as pernas enquanto ele passava o rosto e a língua entre as minhas pernas. Eu me contorcia de tesão.
Meu pau estava duro, babando e ponto pra arrancar as pregas dele.
– Agora eu quero te fuder. Não é isso que tu quer? Eu vou te dar o que tu quer.
– Matheus, beija minha boca? Eu nunca beijei na boca.
– Claro, putinho.
Eu era muito alto pra ele, então carreguei ele no colo e enfiei minha língua na boca dele. Ele chupava a língua muito bem. Me certifiquei de que seria um beijo bem molhado. Pedi pra ele colocar a língua na minha boca e assim a gente ficou. Como dois namoradinhos. Um de 7 anos e outro de 17. 10 anos de diferença.
– Posso te fuder agora?
– Pode.
Mais uma vez me surpreendi. Ele sabe o significado de foda. Esse menino era perfeito!
Coloquei ele de quatro na cadeira, posicionei minha pica no buraquinho dele e enfiei bem devagar. Tava muito difícil de entrar. Era muito apertadinho. Meu pau parecia que ia empalar ele de tão grande que era a diferença. Enfim, criei coragem e forcei gostoso. Entrou a cabeça e ele deu um urro.
– UUUUUUUI! AI, TÁ DOENDO.
– Cala a boca. Agora tu vai aguentar.
Ele ria e ao mesmo tempo sentia dor. Ele estava amando dar o cu pro macho dele.
Fui enfiando devagar até chegar na metade. Ele estava exausto, então percebi que esse seria o limite por enquanto. Fui fazendo um vai-vem bem devagar até ele acostumar. Quando vi que ele já tava putinha, forcei mais gostoso. Eu parecia um animal no cio. Meu pau estava muito duro, cheio de veias, eu colocava a língua pra fora e babava nas costas dele. Nesse momento eu me imaginei como um cavalo arrombando a égua. Eu queria violar aquele menino, meu tesão estava muito forte. Forcei mais ainda e percebi que ele estava aguentando. Então comecei a bombar, batia minha virilha na bundinha dele, fazia estalos. Eu gemia, ele gemia com uma voz infantil muito gostosa. Tirei meu pau e vi que já tinha feito um estrago. O cu dele já estava bem aberto. Eu queria abrir mais. Eu queria gozar dentro dele. Então tirei uma toalha da mochila, coloquei no chão e me deitei.
– Daniel, senta aqui no meu pau. Agora tu vai virar minha puta. Diz pra mim.
– Eu vou virar a tua putinha.
Isso me fez puxar ele e beijar a boquinha gostosa.
Ele sentou no meu pau. Foi descendo bem devagar. Tava ficando gostoso. Aquela bundinha branquinha de criança sendo fudida por um macho safado. Então peguei na cinturinha dele e fiquei forçando pra baixo, enquanto eu fazia movimentos pra cima. Logo logo ele aprendeu e já estava fazendo sozinho. Eu não iria resistir por mais tempo. Eu iria gozar. Forcei a bunda dele até o talo do meu pau umas 4 vezes e fazia ele subir de acordo com os meus esguichos de porra. Quando ele saiu de cima, muita porra saiu do cuzinho é pingou nas minhas pernas.
– Ainda não acabou. Agora você vai chupar o meu pau e limpar a sujeira que você fez.
E ele fez direitinho. Que delícia!
Faltava meia hora pra aula acabar, e eu e Daniel já éramos melhores amigos. E eu que nem queria papo com ele logo cedo.
– Matheus. Eu posso ser seu namorado secreto?
– Claro que pode. A partir de hoje você é minha vagabundinha e minha namoradinha. Tá bom?
Dei um beijo nele e ele concordou. Após isso tratamos de sairmos com cautela para que ninguém visse a gente. No final deu tudo certo. A aula acabou, pegamos o ônibus e fomos pra casa. O chão daquele banheiro ficou sujo de sangue e porra pra quem fosse lá ver que alguém tinha se divertido muito gostoso ali.

É isso, pessoal. Espero que tenham gostado. Deixem o Telegram nos comentários. Assim que puder irei chamar vocês.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,70 de 86 votos)

Por # # #

71 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Eu

    Quem quiser trocar uma ideia Rafa1871

  • Responder Eu

    Quem quiser trocar uma idéia Rafa1871

  • Responder Eu mesmo

    Realmente escreve muito bem, mas infelizmente é um conto com vc fodendo UMA CRIANÇA DE 7 ANOS, isso é crime.

    • Kabe

      idia e gosto fazer sexo ainda mais com criança

  • Responder Jucão

    Tesão de conto. Mais legal que ele foi publicado no dia do meu aniversário. Parabéns pro autor e pra mim.

  • Responder Otávio

    Math, me chama no telegram: @bjgd18

  • Responder JP

    Tesao de conto cara. Adoro garotinho assim, bem viadinho. Telegram JP_UK.

  • Responder AnPr

    Math, vc fazia parte da AP da DW?

    • Douglas

      Quem tiver conteúdo ou grupo e puder me enviar/adicionar. Favor peço que entre em contato
      Telegram: DouglasXin

  • Responder Lorde Merlim

    Tô conseguindo contato no @math_sts naum;-;

    • Math

      Qual seu telegram? Vou te chamar lá

    • Anonimo

      Nunca rs

  • Responder Helena

    Me chama @helena167

  • Responder Arruda

    Math vc ainda usa aquele email que vc citou no conto do Gui? Quero falar com vc 🙂

    • Math

      Uso sim 🙂

    • Arruda

      Te mandei uma msg no email 😉

    • Math

      Arruda, não estou conseguindo te enviar mensagens por lá

  • Responder BL

    Math preciso falar com vc mas to sem telegram e troquei de numero aaaaa

    • Math

      Eu acho que até sei quem é. E agora? Ainda tem aquele email?

  • Responder Monalisa

    Nossa. Adorei. Fico maluca com contos assim. Adoro pedf.

    [email protected]
    Id skype: live:.cid.d95dbfbd61d5c904

  • Responder @Marco_Shotara

    Conto top, adoro putaria com novinhos

    • Lorde Merlim

      Tenho 16, é de onde?

  • Responder Leonardo Cruz

    Math, estou querendo pedir aos admins do site uma área para os autores, como nós, podermos postar e editar nossos contos, tendo controle para evitar que outros postem no nosso nome.
    Uma campanha bem simples de mandar uma mensagem de contato pedindo isso.

    • Math

      Concordo muito! E nossa… É uma honra receber um comentário seu no meu conto. Espero que consiga contato com os admin. Estamos juntos.

    • Leonardo Cruz

      Adoro seus contos, sempre que posso eu leio.

    • Math

      Também sempre releio os seus 🙂

  • Responder Crentelho Hipócrita

    Precisava de um putinho desses!

  • Responder Alex

    Alex Pereira neves meu telegram

  • Responder Anônimo

    Isso é crime, procurem tratamento pra essa doença!

  • Responder Noah

    Me adicionem no telegram @Onoah
    tenho 15 anos

  • Responder Rafael

    me adiciona tb tenho varias coisas sobre novinho Rafaelmelo12

  • Responder Carlos27

    e o telegram Math?

    • Rafael

      Me adiciona tenho varias historia com novinhos

  • Responder Diego

    Olá, Math , tenho 14 anos (sim kk) e também amo pedo , só que nunca pratiquei rs

    • Math

      Adoraria entrar em contato com você

    • Littleeez

      Hmmm

    • Novinho T

      Vamo conversar, passa seu número para mim

    • Diego

      Meu telegram é @triunfo1478

  • Responder Littleeez

    Ain sei lá… Nota 7 ..

    • Math

      Vsf kkk

  • Responder Anônimoo

    @carlos32ro

    • Rafael

      Como faço pra adicionar

  • Responder Anônimo

    @carlos32ro

  • Responder Gatto

    Maravilhoso! Tuudo que é proibido é mais gostoso~
    Gatto

  • Responder Guttinho

    Posta logo mais <3

    • Sasori-sama

      @akasuna_no_sasori666

  • Responder Guttinho

    Ja deixo tu voltar e escrever mais contos com essas duas beldades <3 rs

  • Responder @Doni - telegram

    Dlc, @Doni

  • Responder Luisa Helena

    Vcs viajam na maionalga.

    • Math

      Maionalga kkkkk

  • Responder Victor Hugo

    “Autor mais amado do site” SIM mano tu escrever muito bem pqp. Já tava com Saudades dos seus contos e esse tá um tesão. Parabéns ??

    • Math

      Obrigado, viu!

    • Littleeez

      Puxa saco

  • Responder Boy

    Acabou com a putinha @Jhon_ster chama-la

  • Responder Pinguim

    Delicia

  • Responder Tales

    que tirada de cabaço mais gostosa imagino um gatinho de 17 anos com esta experiencia deve ser muito bom de trepar e fazer iniciaçoes

  • Responder Rafaella

    Bom conto

  • Responder Jack

    Continua

  • Responder Luis

    Delicioso!! Quem me dera!! @LuisAmon55

  • Responder Carioca

    Porra dps de 10 meses, finalmente. Kkkkkk

    • Math

      O bom filho a casa torna, rs

  • Responder Leiteiro

    Nossa mano ótimo conto!!!! viadinho novinho é muito mais safado, tem que fuder como se fosse uma puta adulta, leitou e ainda arrancou sangue sinal de que sua rola entrou sem pena não foi um estupro mas o arregaço foi o mesmo imagino o rombo que fez nele

    • Math

      Exato. Tem que fuder sem pena

  • Responder Guttinho

    Super amei…..
    Me masturbei loucamente :3

    • Lipezinho

      Oi me chama no telegram @thecure001

    • Lipezinho99

      Oi me chama no telegram @thecure001

    • Lipezinho99

      Oi me chama no telegram @thecure001 x

  • Responder Duduh

    Caraca… O conto é novo, postado agorinha kkkkkkk mt bom. Conto simples sem exagero, parece msm ser real.

    • Guttinho

      Fiz bem em ler os outros primeiro e ter deixado esse no final… super adoro de adolescentes com criança

    • GarotãoPerv

      Telegram @victorkdv

    • Garotão

      Telegram @victorkdv