#

Mais uma trepada com meu amigo vade

911 palavras | 0 |3.20
Por

Tive várias boas trepadas com esse meu amigo mas essa foi a melhor

Bom já contei como tudo começou com meu amigo vade esse acontecido foi em 94 eu e o cadê transamos por vários anos mesmo depois q casei ainda dava umas fugidas com ele. Na época eu trabalhava em um escritório na estação Ana Rosa do metrô em uns predinhos do lado da estação trabalha só eu e meu patrão, e nessa época meu patrão tinha comprado um sítio no interior de SP toda sexta feira ele ia almoçar e não voltava mais eu trancava o escritório e nessa sexta foi igual já estava quase na hora do almoço ele me chamou e disse q ia pro sítio e era pra mim pagar umas contas no banco na hora do almoço pro escritório não ficar sem ninguém aí ele saiu eu fui almoçar e desci no banco o banco estava vazio não fiquei mas q 10 minutos aí fui dar uma olhada em umas lojas em uma galeria perto do banco entrei na galeria e tinha uma loja q estava em promoção era uma loja de lingerie e sex shopping e logo na entrada tinha um manequim com uma calcinha branca de renda não sei pq ao invés de ver minha esposa vestida com a calcinha vi meu amigo vade acabei comprando a calcinha e um creme lubrificante corri pro escritório e liguei pra firma q o vade trabalha pedi pra falar com ele e disse q estava sozinho no escritório e q tinha uma surpresa ele ficou louco na sexta ele saia as 4:30 eu fiquei na maior ansiedade até q 4:35 ele me ligou e disse q estava saindo chegou era umas 5:10 abri as portas ele entro me deu um abraço e sentou em um sofá q tinha na recepção já foi perguntando da surpresa fui e peguei a sacolinha e dei pra ele quando ele viu a calcinha seus olhos brilharam já foi tirando a roupa eu tbm ele vestiu a calcinha ficou um tesão ele tinha uma bunda bonita morena e com a calcinha branca dava o maior destaque já foi chupando meu pau eu peguei o potinho de lubrificante puxei ele de lado e fui já brincando com seu cuzinho passei creme e fui enfiando um dedo dois e ele me chupando loucura aí ele parou de chupar e pediu pra mim foder ele q não estava aguentando de tesão ficou de joelhos no sofá eu passei mais creme no seu cu e no meu pau como tinha brincado com seu cuzinho meu pau entrou com facilidade fui enfiando devagar até entrar tudo aí comecei fodendo devagar pra ele aguentar aí comecei mais rápido até começar a foder com vontade meu pau chegava a sair por completo e enfiar ele começou a gemer alto tive q pedir pra não fazer escândalo pq estávamos em um apartamento e os vizinhos iam ouvir ficamos assim um tempinho aí ele pediu pra mim deitar no sofá ele veio sentar em cima ficou de costas pra mim subindo e descendo até q saiu e virou de frente pra mim q visão maravilhosa ele subindo e descendo e seu pau duro e seu saco batendo na minha barriga aí peguei no seu pau e comecei a punhetar não demorou 10 minutos ele gozou em cima de mim na minha barriga peito veio até na minha cara respingou na minha boca aí passei a língua ele ficou olhando sentado no meu pau parado aí ele passou os dedos na porra na minha barriga e veio com o dedo melado na minha boca e eu não me fiz de rogado chupei q delícia ele tinha uma porra com gosto forte cheiro de candida fez isso umas 4 vezes e eu chupando aí ele saiu do meu pau se abaixou veio passando a língua na porra q ainda estava na minha barriga veio subindo com a língua aí parou na minha frente e me lascou um puta beijo na boca fiquei chupando sua porra na sua língua fez isso umas 3 vezes e eu nunca tinha beijado ele nunca curti beijo entre homens mas esse dia não sei o q me deu aí ele se abaixou e abocanhou meu pau foi chupando até eu não aguentar mais e gozar na sua boca ele ficou sugando por uns 15 minutos aí veio e me beijou de novo com minha porra na sua boca ficamos assim durante uns minutos q loucura eu já tinha experimentado sua porra mas não tinha gostado mas esse dia foi demais chupei seu pai melado ele chupou o meu nós beijamos com a boca cheia de porra até escorreu pelos nossos labios aí deitamos no sofá abraçados ele ficou afagando meu cabelo e dizendo q foi a melhor foda e não tirou a calcinha aí nos limpamos limpei o sofá e o chão e fomos embora tivemos mais uma trepada e dois meses depois ele se mudou sinto sua falta até hj transava com minha esposa de boa mas sempre parecia q faltava algo espero q tenham gostado essa trepada foi real e uma delícia lembro até hj principalmente quando passo em alguma loja de lingerie e vejo uma calcinha de renda branca já dá tesão na hora

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,20 de 5 votos)

Por #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos