#

Furando a quarentena

496 palavras | 2 |4.19
Por

O porteiro do meu prédio …um coroa gostoso arrombando meu cuzinho.

Meu nome é Luci trabalho em hospital e atualmente tenho dois empregos um deles em hospital de campanha para covid. Confesso que bem cansada. Saímos do plantão eu e quatro amigas e fomos para casa de uma delas bater um papo e beber um pouco para extravazar. Bebemos comemos e falamos muita putaria. Fomos embora eu estava bêbada. Mas mesmo assim com cautela fui dirigindo
Chegando no prédio não consegui guardar o carro, fui pedir ajuda para o porteiro do meu prédio um tio de 57 anos, alto, forte e muito educado. Enquanto ele foi guardar meu carro eu fiquei dentro da portaria esperando ele trazer a chave, mesmo porque ele não poderia deixar a portaria mas para nossa sorte não entrou ninguém. Quando ele voltou perguntou se eu queria que ligasse para meu marido me buscar eu disse que não, pq ele ia encher meu saco. Nessa hora eu estava sentada ele chegou perto de mim e tocou nos meus seios olhei para ele e não falei nada, ele abriu a calça colocou seu pau enorme mais ou menos 23cm e perguntou se eu aguentava cai de boca e comecei chupar aquele pau que mau cabia na minha boca, tentei engolir o máximo que pude isso deixou ele louco. Não tínhamos muito tempo ele chupou meus peitos com força, quando enfiou a mão dentro da minha calça e sentiu minha buceta molhada abaixou minha calça e a calcinha me virou de costa me apoio em banquinho e meteu na minha buceta sem dó, eu gritei e ele estocava com rapidez falando que ia fuder minha buceta que ia arrombar meu útero, eu rebolei e gemi feito uma puta. Nisso chegou um morador ele foi abrir o portão. Voltou me colocou na posição e esfregou o pau no meu cuzinho fiquei louca de tesão mas falei no cuzinho não, só senti a rola dele tentando entrar ele me segurou firme afinal eu tenho 1.65 ele 1.93 de altura e foi enfiando no meu cuzinho eu gemi de dor, e fui sentindo ele me rasgando quando entrou ele parou um pouquinho começou esfregar meu grelo com uma mão, a outra mão aperta meu peito com força e meter sem dó no meu cuzinho, que delícia ser arregaçada por aquele pau enorme gozei gostoso ele tirou o pau do meu cuzinho e caiu de boca na.minha buceta pra tomar meu Nelsinho, gozei muito e gostoso com ele me devorando senti minhas pernas trêmulas, um arrepio por todo meu corpo, gemi gostoso entregue aquele safado. Ele me apoio na mesa da guarita e voltou meter no meu cuzinho até encher ele de porra.Subi pro meu apartamento e fui direto pro banheiro relaxar depois da foda maravilhosa. Agora passo por ele e finjo que nada aconteceu. Só esperando o próximo momento.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,19 de 21 votos)

Por #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Fernando

    Delicia quando vai ser o proximo encontro com as amigas, quero estar na portaria quando voce chegar kkk. Belo conto me deixou todo babado aqui. @Fernando1970

  • Responder Amo uma putaria

    Delicia hein..
    Muito tezao