#

Casada na suruba

1208 palavras | 1 |4.67
Por

Tenho uma amiga desde criança, aprendemos muita coisa entre nós e nossa primeira vez foi com os mesmos primos que me fizeram mulher Tanto ela como eu somos bem liberais, e depois de 6 anos de casadas, fizemos nossos maridos, nos comer, eu o dela e ela o meu, A partir dai viramos duas piranhas que adoram sexo, seja com homem ou mulher.
Eu e Paula conversávamos sobre putaria, estávamos sempre com nossas calcinhas molhadas de tanto que falávamos e muitas vezes, sendo possível íamos para a dama e nos deliiavamos uma com a outra, gozando bastante. Me falou que na ultima noite tinha saído com um casal. Me contou que tinha um local onde iriamos encontrar muitos machos para nos comer, inclusive todos mascarados, a fim de não sermos reconhecidos depois., muitos casais de amantes ou mesmo com os maridos, onde ninguém era de ninguém. Me falou que já tinha ido com uns amigos e lá rolava de tudo. Minha amiga até brincou que eu ia adorar, já que era uma puta como ela, onde poderíamos fazer o que tivéssemos vontade, eu não ia querer deixar de ir lá. Bom, a realidade é que fiquei muito tempo pensando nisso, pesquisei sobre o clube de swing e no site vi até algumas fotos, com o povo mascarado e tudo, fazendo muito sexo. Me imaginei no lugar daquelas mulheres, sendo comida por vários homens ao mesmo tempo e isso me deixou molhadinha. Eu enfiei dois dedos na minha bucetinha, senti o quanto estava encharcada e comecei a me estimular fazendo movimentos circulares no meu clitoris, toda cheia de tesão. Meu corpo estava pegando fogo, dei uma gozada tão gostosa e intensa fantasiando aquelas cenas na cabeça, que quando terminei eu tomei um banho e mandei uma mensagem para minha amiga.
Disse a ela que olhei o site e ia querer ir só pra conhecer. Quando rolou a oportunidade dela ir de novo,. Encontrei com minha colega na casa dela, Bom, a Paula estava arrumada, eu também estava mas ela foi dar os últimos retoques na minha make pra me deixar bem sensual. Ela disse que dois amigos dela iriam com a gente, O Marcelo e o Thiago, os dois são morenos bem gatos, um é um negão sarado que deixaria qualquer mulher louca, o outro um moreno que lembra muito aqueles MCs famosos que a gente vê na TV. Nós fomos para o clube num papo bem animado, quando cheguei lá, entrei o ambiente era bem agradável. Na entrada tinha um cara mascarado tocando música ao vivo, e várias pessoas bebendo, dançando e se pegando gostoso.
Os meninos foram logo pegar bebidas pra gente e ficamos conversando. -Nossa amiga, nunca imaginei que o lugar fosse tão arrumado. –Falei que local bem agradável, est0u vendo que a hora que não tiver um macho me comendo retornarei a esse ambiente delicioso.
Eles voltaram, nós quatro começamos a beber e minha amiga saiu com o Marcelo e disse que iria se divertir e que eu deveria fazer o mesmo também. Thiago me pegou pela mão e disse que a gente ia se divertir. Fui entrando, tinham vários quartos, em um deles estava rolando uma orgia, vários homens safados comendo uma mulher de máscara e cabelos loiros com um corpo bem feito. Eu parei e fiquei vendo a cena, até que me chamaram para entrar. Dentro do quarto Eu e o Thiago começamos a nos beijar pra relaxar, ele tirou a roupa e colocou uma máscara e me entregou outra, era assim que todo mundo estava. No nosso beijo fui ficando bem molhada, ele passou a mão em tudo, do meu cuzinho até minha bucetinha e saiu com a mão ensopada da minha lubrificação, do meu tesão! a
Quando abri o zíper dele vi aquele cacetão enorme e duro praticamente pular nas minhas mãos, não resisti e comecei a tocar uma punhetinha pra ele. O safado ficou louco, começou a puxar meus cabelos pra eu descer e eu acabei fazendo isso e abocanhei aquele cacete negro suculento que mal cabia na minha boca. Eu comecei a me soltar nessa hora, deixei a puta dentro de mim fazer o que bem queria e comecei a engolir aquela pica enquanto pedia para ele me bater com seu caralho na cara e puxar meus cabelos. Logo senti outro cara atrás de mim me beijando por trás, depois outro veio, e de joelhos comecei a mamar todos, eu e a outra mulher chupando aquelas picas deliciosas e trocando beijos nós duas com o gostinho do pau deles. Na cama eles me arregaçaram!
O Thiago curtia muito comer cu (segundo Paula tinha me dito) mas com aquela rola grossa eu sofri um pouco, mesmo assim fiquei de quatro toda empinadinha obedecendo todas as posições e putarias que eles mandavam eu fazer. Me senti uma puta, estava adorando essa sensação. Quando eles me botaram de quatro na cama, fiquei com um tesão enorme. Um meteu no meu cu, (fazendo uma DP) outro na buceta, outro na boca, fui comida de todas maneiras possíveis, deitada, de quatro, em pé, era uma seriie de gozadas que me deixava cada vez mais molhado com o gozo deles e o meu. Aquele monte de homem gostoso me fazendo de puta. Chupava um enquanto outros dois se deliciavam com meus buracos, eu gozava num orgasmo intenso sendo comida pelos machos com prazer, pedia para me comer com prazer me fazendo cada vez mais puta e adorando ser puta deles.
-Ai que gozada gostosa! mas eu quero mais, quero vocês me comendo!
Dessa vez mais dois caras vieram para a brincadeira safada e se revezaram no boquete, minha boca estava sempre cheia, mas eu queria mais. Estava pingando de suor mesmo com o ar condicionado no mínimo e nem assim deu conta. Fiquei rebolando no pau dos safados e chupando mais três, eles me xingavam, davam tapa na bunda, onde adoro receber tapas, principalmente quando o macho me come, falavam sacanagens e minha buceta latejava de tesão. O Thiago e o outro cara quase que gozaram juntos, me comeram, me arrombaram todinha e finalmente gozaram gostoso, senti aquele quentinho da porra deles dentro de mim. Continuei chupando os outros três e punhetando ao mesmo tempo, igual atriz pornô. Acabei fazendo os safados gozarem na minha boca. Bebia tudinho e ainda limpava seus caralhos, deixando eles prontos para me comer, , foi porra no meu cabelo, cara e boca. O que caiu na minha boca eu engoli gostoso. Finalmente resolvi parar, estava satisfeita, ao retornar eles vinham com seus caralhos duros eu passei a chupar aqueles machos que tinham me dado tanto prazer. Paula retorno e voltamos para nossas casas, onde conversamos a respeito e contando o que tinha se passado, onde voltamos a ser as putinhas de antigamente.
Thiago adorou e sempre me chamava, ia correndo para ser comida por ele e algumas vezes seus primos, deliciosos como ele.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,67 de 6 votos)

Por #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder THIAGO

    Muito bom .. adoro seus contos