#

A Mineira

1538 palavras | 3 |3.50
Por

Um casal mineiro veio residir no nosso Condominio, dois filhos ambos na faixa etária dos nosso. Fizemos amizade com eles, iam juntos conosco a praia apresentamos eles para a turma. Ele mais sociável, ela mas fechada.
Enfim cotávamos tudo sobre nós inclusive no sexo, ela para minha esposa, ficou de boca aberta quando ela falou que fazíamos troca de casais, custou acreditar. Algum tempo fomos convidados para uma festa. Minha esposa saiu com ela e compram várias roupas para ela, foram no cabelereiro, manicure, se preparando para a noite. Minha esposa preparou ela, com peruca e uma lente, estava completamente diferente, (naquele momento pensei que ia adorar comer essa putinha) tanto quer o marido quase não a rconheceu. Na festa tomou muito vinho, estava mais alegre, e perguntou para minha esposa se ela já tinha transado com todos eles, disse que sim, ela disse é que eles estão me deixando com a calcinha molhadinha, todos de caralhos duros kkk, Minha esposa contou que também estava. Elas riram, foi a primeira vez que ela se abriu. No domingo já a noitinha contou tudo –para minha esposa dizendo que tinha virado uma puta pois pela primeira vez ela fez tudo que tinha assistido nos filmes com minha esposa, ele me contou a mesma coisa, que parecia ser a primeira vez deles. Falei para minha esposa, agora ela está no ponto, ela riu.
Dias depois fomos a um churrasco na fazenda de amigos, ela estava alegre, e quando passou por mim. Passei a mão na sua bunda. Ela não falou nada, continuei no mesmo local, quando ela retornou passou bem encostada em mim, sentiu meu caralho duro, riu, e foi para a mesa junto do seu marido.
Uns dias depois seu marido ia levar os filhos a Belô onde mora sua mãe, tios e primos. mas ela não foi, e minha esposa foi com sua irmã e nossos filhos para a fazenda de um tio,. Eles adoram andar de cavalo. No sábado chamei ela para irmos a praia, já que estávamos sozinhos e um faria companhia ao outro. Retornamos da praia, e valei vamos almoçar, ela aceitou, almoçamos e fomos para meu apartamento, onde começamos a conversar, aproveitei e abri uma garrafa de vinho, ela começou a bebe, foi ficando alegre, coloque uma música e chamei ela para dançar. Ela sentiu meu caralho duro, afastou um pouco, mas logo retornou, e passei a apertá-la e ela já bem a vontade, de repente ela falou para sentarmos no sofá, a mão por cima da minha bermuda para sentir o cacete que com certeza nestas alturas já babava.
– Nossa que rola dura bem que a Carol, minha esposa disse que você tem um belo caralho.Já. Passei a mão em suas pernas e fui subindo para a bucetinha. Ficamos nesse esfrega-esfrega tomou nova taça de vinho, eu já não aguentava mais de tesão resolvemos ir logo para o abate. Levantei e fui encaminhando com ela para meu quarto, ela adorando mais falando que nunca tinha traído o marido que não era certo, mas ao mesmo tempo deixava eu beijá-la ela segurando um caralho. No quarto nos beijávamos e passávamos a mão em nossos corpos. – Nossa aquela festa fiquei vidrado em você durante a dança você não falava nada, mais sentia meu caralho duro encostado em você. Ela já desabotoando minha bermuda, gemia de tesão. Quando viu meu pau passou a língua nos lábios e disse:
– Nossa que cacete lindo, cabeçudo e grosso meu amor!
Ela então abaixou-se e começou a mamar e que mamada. Ela sugava com desejo afundando na garganta o quanto podia. Não tenho um pau grande mas a cabeça e a grossura já era o suficiente para dar prazer a uma mulher. -Sssssssss….isso mama essa rola…ssssss, nossa que boca gostosa não é atoa que seu marido vai ao delírio quando fode com você gata! Ele me falou que você tem uma boca maravilhosa,
Fomos então para a cama e comecei a tirar sua roupa bem devagar. Sua calcinha estava encharcada pela bucetinha que estava louca para levar rola. Chupei deliciosamente aquele grelinho. Ela gemia e me chamava de tarado, puto, comedor de cú e tudo que podia dizer em nome do tesão. Gritava de tesão e implorava para ser fodida logo do jeito que seu marido aprendeu a fazer com ela, que era uma puta na cama. Iniciei a penetração.
– Isso … coloca esse pau gostoso na sua putinha, mata teu desejo vai!
Que buceta fantástica. Raspadinha e molhadinha. Meu pau entrou com facilidade.
– Nossa que buceta quentinha aaaaaaa….delícia!
Ela toda arreganhada gemia no meu pau e dizia:
– Vai tarado fode sua putinha, faça bem gostoso que eu adoro pica, quero experimentar outros machos agora e você é o primeir. Foda-se meu marido o que eu quero é sentir sua rola fudendo essa xoxota até doer!
Ela vinha por cima cavalgava feito louca, deitava de lado e eu socando a rola sem dó naquela bucetinha tão sonhada. Anunciei que iria gozar.
– Amor vou gozar, vou gozar!
– Vem amor e goza nos meus seios vem, vem, vem…
E gozei. Dei um banho de porra nos seios dela.
– Uuuiii D.. que gostoso, quanta porra nesse pau hein!
Ela falava e passava a porra nos seios. Ficamos deitados para descansar um pouco enquanto ela dizia que era uma puta na cama e como meinha mulher queria que a convidássemos para uma festa de troca de casais, estava virando uma puta. Falei que todo homem adora comer o cuzinho de uma mulher. Conforme falava meu pau já dava sinal de vida. Ela então vendo começou a punhetar até cair de boca novamente.
– Isso puta chupa essa pica que ela é sua ssssss…aaaaaiiiii…
Depois de uma bela mamada ela se levantou e foi até a mesinha de cabeceira e pegou um lubrificante, o conhecido KY e disse:
– Agora vou dar minha bundinha para você meu gato. Quero que faça do jeito que você faz com a Carla,.
Ela alisava meu pau e lambia a cabecinha bem gostoso, depois virou o bundão me mostrando o cú. Com gemidos passava o lubrificante no cuzinho e olhava para mim.
– Que tal esta gostando …quero essa rola fudendo esse rabo já já!
E perguntei:
– Claro minha gata e como você quer ser fodida?
– De quatro, adoro ser comida de quatro ou de bruços como meu marido me come e como a Carol disse que adora Quero sentir essa rola todinha no meu rabo bombando sem parar!
Ela então empinou o cuzão e me chamou com o dedinho:
– Agora vem … …Vem fode esse cú!
Fui feito um tarado naquela bunda. Encostei a cabeçona e fui empurrando. Como estava lubrificado entrou com certa facilidadel. Que delicia de cú, ele sugava meu pau para dentro até o saco. Ela por sua vez apertava o anelzinho para sentir a penetração.
– Vai Tarado fode esse cú quero te dar o mesmo prazer que você sente com a Carol, infelizmente meu marido é um pouco rápido e fico na mão , aaaiiiiii…uuuuuiiiiii…ssssss…delicia de pica…iiiissssoooo…com força…ssss…
Fiz em mudar de posição e ela foi bem taxativa:
– NÃO! Eu quero que você me coma assim. Adoro levar rola no cú de quatro!
Que bunda gostosa, o marido dela disse que o cuzinho dela é delicioso, Socava sem dó e ela gemia de prazer até que não aguentando mais anunciei que iria gozar:
– Gata vou gozar, que cú gostoso, vou gozar, vou gozar, vou…
Tirei do cuzinho e rapidamente despejei a porra nas costas e na bundona dela. Ela gemia de prazer e dizia:
– Nossa que foda .. agora eu sei porque você é tarado por bundas. Bem que a Carol me disse, você come tão gostoso. .
Enquanto ela falava eu batia meu pau nas nádegas dela. Que delicia de gozada. Fomos tomar banho e na banheira comi mais uma vez o cuzinho dela gozando dessa vez em seu rosto. Já anoitecendo fomos fazer um lanche, falei para ela comer frutas para não ficar com ele cjeio de fezes. – Foi bom transar contigo, bem que a Carol me disse que você sabe comer um cuznho. Nossa você é bom mesmo adorei dar minha bundinha pra você. Falei como estamos sozihos podíamos dormir juntos repetir mais vezes, o que você acha? Ela ficou um pensativa e perguntou: na sua casa ou na minha?? Durante aqueles dias transavamos bastante e ficamos o tempo todo pelados. Falei bem que seu marido disse que você tinha virado uma puta, agora quero saber se ele vai participar das nossas festas. Agora uma rapidinha, por ele estar na cidade.Quando Carla retornou perguntou com tinha sido e falou quem sabe nós três não transamos juntos? Seria uma outra loucura nossa.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,50 de 12 votos)

Por #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder XXXX

    Decide se o nome da esposa é Carla ou Carol.

  • Responder Ewerton Santos

    Bem conto de revistinha, cheio de aiiii uiiiii , fraco eim
    Acho que vc gosta de rola

  • Responder Rogério

    Conto besta mentiroso seu corno safado