# #

Vivemos um trisal de muito sexo e delicias

974 palavras | 1 |4.38

Com essa quarentena longa o inesperado aconteceu .
Somos um casal de 40 anos e Flavia continua uma delicia , nossa vida sexual e normal , e adoramos fantasiar na hora do sexo , más nunca passou disso .
Recebemos uma amiga dela que tem a nossa idade , veio fazer um curso rápido em São Paulo , e foi pega no meio dessa pandemia , com dificuldade de retornar a sua casa no nordeste , e sem saber se o curso ia terminar , minha esposa convenceu ela a ficar em casa e esperar as coisas melhorarem.
E assim ela ficou , e igualmente a minha esposa , Rita é um bela e deliciosa mulher.
Nos primeiros dias os comportamentos são mais sérios , mas os dias passando as barreiras iam caindo , ela nos contava que estava separado do marido a seis meses , as duas falavam das aventuras na faculdade , e eru contava estorias de antes do casamento .
Os dias quentes e presos em casa , elas ficavam tomando sol em um terraço na parte de trás da casa e lógico que me exitava em olhas aqueles corpos deliciosos , más a noite quando eu procurava minha esposas ela falava que não dava pois a amiga no quarto ao lado ia escutar e achava chato e eu ficava muito puto.
Más aos poucos a intimidade estava aumentando ,eu acordava sempre as 9 horas e ela mais tarde , e vinham tomar o café de camisola , sempre curtas , um pouco transparente más deixava a mostra suas delicias .
Isso estava me consumindo e eu acossava minha mulher na cama e ela mesmo falando que estava louca pra dar uma trepada se segurava , más uma noite ela mesmo se segurando , vem pra cima e abocanha meu pinto e fala , que ela ainda aguentava mas sabia que eu não , e me chupa , que delicia que boquete maravilhoso , me joga o travesseiro na cara pra abafar o som e eu gozo na sua boca , ela bebe todo leite sem deixar escorrer uma gota , e fala agora dorme gostoso.
Quase quinze dias com as duas deliciosas em casa , mesmo eu me aliviando ão era o que queria , queria sentir o calor da deliciosa boceta da Flavia .
E numa noite depois de mais um dia dificil , com noticias muito tristes , minha mulher entra na sala com uma camisola muito curtinha , e eu vejo que estava sem calcinha , vermelha de renda com um decote que cobria apenas seus bicos , que estavam durinhos , ela senta no meu colo de pernas abertas , e meu pinto dura sentia o calor da sua bocetinha , ela me beija e eu assustado ,pois ela sempre se controlava , e no meu ouvido fala ( que não aguentava mais ficar sem sexo , e eu pego nela e vejo que estava sem pelos nenhum e ela se adianta e fala que pediu pra amiga depilar ela , e sentiu um tesão enorme em ser tocada , e ao depilar a amiga viu ela ficar toda molhada , e ela contou que estava a mais de seis meses sem sexo e ia ficar louca, eu engolia a seco imaginando elas duas com suas bocetas coladas , más ela fala que a amiga sentia era falta de um pau , sentia falta era de ser fodida , e ela ia me emprestar pra amiga , eu a olho e ela tampa minha boca e fala eu estou deixando , e chama a amiga que entra , também com uma camisola linda que deixava ela quase nua , e dava pra ver o tamanho da sua boceta , ela se aproxima e fala , voce me ajuda a passar esse momento , estou louca de tesão , eu não acreditava era um sonho , era nossas fantasias se realizando , minha mulher sai de cima de mim , e nossa amiga , se ajoelha na minha frente , e tira meu short , meu pinto duro salta pra fora e ela abocanha , que maravilha , engolia ele até o final , e Flavia me beijava , e dava suas tetas pra serem tocadas beijadas e mordiscadas, nossa amiga abaixa a pele colocas a cabeça de fora e lambe suavemente , a faço parar ou ia gozar e minha mulher se deita no tapete entre as almofadas e a chama , ela a beija e descendo acha a buceta da minha mulher em brasa e a chupa , Flavia grita geme , e eu vejo ela de quatro sua boceta aberta e a pego por trás , ela geme alto e fala , amiga seu marido nai me comer voce deixa? e minha mulher no auge do tesão grita , come essa vadia meu amor , a penetro e ela grita , e falava que estava louca de saudades de um pau dentro dela , minha mulher não aguenta e goza , e naquele entra e sai nossa amiga goza e cai no tapete sentindo os prazeres de seu gozo , olho minha mulher com a boceta melada da chupada da amiga e a pego e encaixo meu pinto na sua boceta e ela me olha e fala vem amor coloca esse pau com o sabor de outra puta e me come , penetro e ela delira , rebola com meu pau dentro dela , me afasta e me faz deitas e sobe em cima de mim, penetro fundo nela , ela se curvas e coloca suas tetas penduradas na minha cara , abocanho seus bicos deliciosos e ela adora , e esfregando sua boceta em mim , grita que ia gozar , e eu acelero e não aguento mais e gozamos juntos.
Daquele dia em diante todas as noites elas revezam entre elas e comigo , as vezes os tres juntos na mossa cama king , ou sou chamado a ir ao outro quarto e ficar com nossa amiga , e minha flavia fica na porta só apreciando o momento.
Ainda estamos de quarentena , más quando isso acabar vamos ver o que será , más por enquanto vivemos em um sonho delicioso.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,38 de 8 votos)

# #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder José

    isso é um sonho para qualquer homem fico só imaginando as cenas.