# #

Juli escrava adolescente

742 palavras | 8 |3.40
Por

Meu nome é Juliana. E minha história é muito triste. Eu fui escravizada por um homem muito cruel. Eu ainda era virgem e ingênua.

Bom, aconteceu o seguinte.

Quando eu tinha 14 anos de idade, a minha prima Vânia iria se casar. Então algumas amigas nossas fizeram uma festinha de despedida de solteira, só tinha mulher. A festa foi legal, um pouco chata mas eu gostei.

Quando a festa acabou, a Vânia pediu ajuda pra arrumar a bagunça que ficou, então fiquei eu, a Mariana, a Rita e a Daniela. As meninas tinham entre 18 e 25 anos, quer dizer, eu era a “criança” do grupo.

Quando terminamos o serviço já eram mais de dez horas da noite. Então a Vânia ligou para os meus pais e avisou que eu iria passar a noite na casa dela.

A Daniela e a Mariana foram embora. Mas a Rita resolveu ficar, ela foi num bar e comprou umas bebidas, dizendo que a gente devia aproveitar, porque depois do casamento não daria mais.

A gente ficou na sala conversando. Eu não bebia, mas elas insistiram e eu acabei bebendo também.

Papo vai, papo vem, não demorou nada até o assunto ser sexo. Elas foram falando de suas aventuras e tal. A Vânia sabia que eu era virgem, então me perguntou.

– E aí Juliana? Você já chupou o seu namorado?

Eu fiquei vermelha de vergonha. Nisso a Rita emendou.

– E ele? Já chupou a sua chaninha?

– Que nojo, claro que não, eu nunca vou fazer isso.

Então a Rita falou.

– Você não sabe o que tá perdendo. Ser chupada é uma delícia. Você tem que provar.

Elas falaram que isso é muito bom, que eu sou muito bobinha,que eu estou perdendo tempo.

A Vânia me disse que ela já deixou até outra mulher chupa-la.

O papo foi esquentando, a bebida foi fazendo efeito, todas nós já estávamos bêbadas.

De vez em quando, a Rita passava a mão na minha coxa, isso me dava arrepios. Eu disfarçava e me afastava dela.

Já era mais de meia noite, e a Vânia disse.

– Bom, já está meio tarde, eu vou dormir. Vocês podem dormir no quarto do meu irmão, lá tem uma cama de casal e vocês podem ficar a vontade.

– Tá bom, Vânia. Deixa com a gente. Disse a Rita.

Depois de beber mais um pouco e jogar conversa fora, nós fomos dormir.

A Rita pegou uma garrafa de vinho e levou pro quarto. O irmão da Vânia iria estava viajando para o interior do estado, acho que ele foi buscar os pais da Vânia para a festa de casamento. Então dava pra dormir tranquilamente no quarto dele.

A Rita encheu dois copos e nós ficamos bebendo e conversando. Às vezes, ela passava as mãos em mim e elogiava a minha beleza.

Não sei o que aconteceu, mas eu fui cedendo ao seu jeito de sedução.

– Juliana, você é uma menina muito bonita, você deve ter uns peitinhos lindos. Deixa eu ver?

– Sim, não, ah, não sei. É estranho.

Eu tentei resistir, mas já estava envolvida. Eu estava bem bêbada e não pensava direito.

Quando eu dei por mim, ela já estava tocando nos meus peitos. Depois, eu só me lembro de nós estarmos nuas, e ela me beijando no corpo inteiro. Eu não me mexia, e ela desceu até a minha bucetinha e começou a me chupar. Mesmo sendo estranho, eu gostei daquilo e acabei entrando na brincadeira e retribui o favor que ela estava me fazendo. Depois eu também chupei a bucetinha dela. Depois nós fomos dormir.

No outro dia, eu acordei cheia de vergonha, e nós combinamos de não tocar no assunto e nunca mais repetir a experiência.

Só que houve um problema. No quarto do irmão da Vânia havia um computador e nós não percebemos que a webcam estava ligada. Então, tudo o que nós fizemos naquela noite foi filmado. E agora o irmão da Vânia tinha um vídeo bem comprometedor nas mãos. Ele conhecia os meus pais, sabia o rigor da educação que eles mantinham comigo. Ele sabia que eu faria de tudo pra ninguém ver aquele vídeo.

Então, ele resolveu tirar proveito disso.

Logo eu contarei o que aconteceu.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,40 de 43 votos)

Por # #

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Leitor...

    Bb esse conto tem uns 2 anos já, na casa dos contos tem

  • Responder Selo Kim-Erdha-de-Conto

    O final me deprimiu. Parecia chamada de novela mexicana, tentando cria curiosidade para os próximos capítulos!
    Que bosta!

  • Responder Oi

    Vi esse no site casa dos contos a Juliana escrava adolescente

  • Responder Indio77

    A história é boa mas está muito mau contada por isso a nota baixa

  • Responder Pervertido

    Gostei! Continue..

  • Responder Reinaldo

    Conto falso pra porra kkkkk

  • Responder JC SAFADO PICUDO

    QUE RELATO MARAVILHOSO ??

  • Responder Juliana14bh

    desculpe se n contei muito, mas amanhã conto como minha historia começa