# #

Eu, minha esposa e nossas garotinhas IV

1195 palavras | 15 |4.61
Por

Depois de comer a mãe, chegou a vez de provar a sua filhinha de apenas 7 anos.

Este não é um simples conto para você ler rápido, espero que vocês apreciem um pouco da minha história.

*********************

Eu, minha esposa e nossas garotinhas IV

Após a foda com Bruna…

Depois que Bruna contou sua história para mim, eu ainda estava em choque com tudo aquilo. Como pode uma garotinha de 7 anos aguentar uma rola? eu confesso que nunca tinha tido qualquer pensamento em relação a isso e achava que pessoas que praticavam tal ato deveriam morrer de forma cruelmente, mas depois desse dia eu vi os dois lados da moeda, o fato de que vários homens serem presos por comerem garotinhas era pelo simples fato do “estupro”, sexo forçado e com marcas, sexo de forma cruel não é saudável, mas eles esquecem de uma coisa, garotas também amam e sentem prazer independente da idade, depois que ouvir a história de Bruna e como ela estava feliz por ser criada daquele jeito, me deixou pensando “Porquê privamos garotinhas de saberem sobre sexo? qual o problema delas sentirem um pouco de prazer?” a sociedade é muito preconceituosa! cada filha deveria sentir o prazer do sexo desde o berço, e perder a virgindade com o pai assim que possível, você como pai deve saber, existe alguém mais confiável para inciar sua filhinha do que você mesmo?

Conhecendo Valentina

Enquanto conversávamos sobre esse assunto Valentina assistia desenho na sala, fomos até ela ficamos assistindo tv também, ela agora via Shrek (eu gosto de shrek, se alguém souber como o burro engravidou o dragão me explique!) chegamos com ela, e eu já sabendo sobre tal história já estava com segundas intenções, Bruna sentou de um lado do sofá e colocou a cabeça de Velentina sobre suas coxas, eu sentei do outro lado do sofá e Valentina colocou seus pés sobre mim, eu gentilmente peguei em seus pezinhos macios, alisava e passava bem de leve sobre minha rola que estava dando sinal de vida, aqueles pés eram delicioso, bem macios e cheirosos, eu tinha vontade de encher aqueles pés de beijo (se você ver algum adulto beijando o pé de alguma criança, pode ter certeza que ele faz ou tem vontade de provar uma bucetinha novinha) eu olhei para Bruna que passava a mão no cabelo de sua filha e me olhava com cara de safada, ela usava apenas uma blusa minha, e estava sem calcinha, ela colocou um dos pés no sofá enquanto Valentina estava com a cabeça na outra perna, Bruna enfiou uma das mãos entre suas pernas e começou uns “movimentos suspeitos”, eu olhava bobo e talvez um pouco receoso com aquilo, ela então botou a outra mão na coxa da filha e levantou uma das pernas da menina, e logo eu vi a coisa mais linda, eu tinha acabado de ver a minha passagem para esse mundo, Valentina estava sem calcinha, no mesmo momento Valentina olhou para mim e depois sorrindo olhou para sua mãe, foi então que valentina percebeu que sua mãe estava batendo uma siririca, Velentina botou uma das mãos por dentro da blusa da mãe e pegou forte em seu seio, Bruna deu um suspiro mais forte e aumentou a velocidade que dedilhava sua buceta. Bruna cochicol algo no ouvido dela, não consegui ouvir, mas Valentina começou a forçar seus pés sobre minha rola que agora já estava como pedra, eu fui a loucura com aquilo, eu prontamente direcionei meu dedo em direção daquela pepekinha, estava louco para experimentar aquele xaninha rosa, eu sem muita delicadeza (afinal era a primeira vez que estava fazendo aquilo com uma criança) eu enfiei a ponta do meu dedo em Valentina que deu um grito, Bruna me olhou a falou para Valentina tirar sua roupa, ela prontamente foi se despindo enquanto Bruna pulou com a boca em minha rola logo após de tirar minha bermuda, Valentina apenas nos olhava, Bruna se ajoelhou em minha frente enquanto fazia um delicioso boquete e fazendo sinal para a filha sentar ao meu lado, ela então pegou minha mão e direcionou até a bucetinha da filha e fez o movimento de esfregar, Valentina fechou os olhos e acelerou a respiração, eu explorava cada parte daquela xoxotinha com os dedos, era macia e estava levemente úmida, eu estava em um paraíso, eu olhava para baixo e via uma boca carnuda se deliciando em minha rola, e ao meu lado tinha uma pequenina putinha se deliciando em meus dedos enquanto uma das mãozinhas se apoiava em minha coxa, foi impossível não encher a boca de Bruna de porra estando naquele paraíso, Bruna encheu sua boca de porra tirou meu pau da boca e enquanto escorria um pouco de esperma pelos cantos de seus lábios foi em direção a filha e deu um beijo que instantaneamente foi correspondida, agora mãe e filha se beijavam enquanto sentia o gosto da minha porra. Agora eu estava mais livre, então com um pouco de brutalidade eu deitei Valentina no sofá e comecei a chupar aquela xoxotinha deliciosa, aquela xana era deliciosa e cheirava a mijo e a criança, eu estava louco, sugava aquela xota com vontade, eu estava para sugar toda aquela garotinha de 7 anos que delirava na minha língua, Bruna colocou um dos seios na boca de Valentina e começou a enfiar os dedos da sua buceta, que apesar de ter filha, era muito apertadinho (apesar de mãe, Bruna ainda tinha um corpinho delicioso de ninfetinha). Valentina agora estava gemendo baixinho, eu sugava com vontade aquela garota como se fosse a minha última relação sexual, a putinha agarrou meu cabelo e ao mesmo tempo que forçava minha cara na sua xoxota, fechou as pernas, e em um gritinho delicioso de quem acabou de sentir o maior prazer, teve seu orgasmo na minha boca, eu agora se deliciava bebendo aquele melzinho infantil, eu olhei para Bruna e ela tirou o seio da boca daquela garotinha e sentou com a xota na boca daquela criança que chupava a sua própria mãe, ela gozou bastante na boca daquela garota nesse dia, eu estava realizado.
Bruna carregou Valentina um pouco sonolenta depois daquele orgasmo intenso, e a levou até o quarto, eu na sala, confesso que senti um peso na consciência depois daquilo, eu fui até o quarto e lá estava mãe e filha dormindo em minha cama peladinhas, eu só tive tempo de desligar a tv e as luzes e caí na cama depois daquela putaria que havia rolado.
De manhã tive uma surpresa, acordei com a melhor sensação de todas…
-continua

*******************

Eu recebi algumas histórias em meu Email, vou postar aqui, achei muito prazeroso e acho que vocês também vão achar.

********************

Se você gostou ou não, deixa seu feedback, vou ler todos, mande um e-mail para [email protected] e podemos tirar uma conversa.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,61 de 46 votos)

Por # #

15 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Misteriosa

    Tô molhadinha

    • Amo incesto

      Tem telegram?

  • Responder Misteriosa

    Uma delícia 😋😋😋😋😋😋
    Tô com a buceta piscando

  • Responder [email protected]

    A minha filha ela adora fazer carinho no meus mamilos da beijinho cheirinho.. no meus mamilos da beijinho na minha boca.. deita nua por cima de mim as vezes numa posição tão gostosa que sinto o meu grelo entre os lábios da buceta dela no grelo dela.. EU ja falei pra ela parar com isso…. por varias vezes eu fiquei bastante excitada principalmente quando ela da beijinho na minha boca

    • Suiry

      Se você não consegue controlar, então una-se a ela

    • Indio77

      deixa de bobagem e faz ela gozar gostoso e descobrir a putinha que é igual a mãe afinal vc tá com muito tesão nela goza gostoso e nos conta [email protected] a sua disposição

  • Responder Tio feliz!

    É um conto melhor que o outro, parabéns, continue por favor!!?

  • Responder Muito bom

    Gozei bastante

  • Responder apreciador

    esse conto é otimo venho acompanhado desde o inicio se quiser trocar umas ideias meu emaii [email protected]

  • Responder Beeto

    Ei vcs podiam tentar scat com ela

    • O eclético

      Da hora. Deixar a menina mijar e cagar na calcinha e ficar assim o dia todo. Aí a menina tira a calcinha e fica peladinha andando com a bundinha toda cagada. O cheiro fica impregnado, delicioso. Chupar a xoxotinha com cheiro de xixi…

    • O eclético

      Delícia. Imagino a pequena enchendo a calcinha de cocô e xixi…

  • Responder cabra safado

    perfeito…..

  • Responder O eclético

    Delícia. Meu sonho é comer uma mãe novinha com filha pequena…

  • Responder Rafaella

    Otimo conto.. parabens.. Continue