# # #

9 aninhos cadelinha de mamãe e seus machos (2/3)

1295 palavras | 22 |4.50
Por

Segunda parte de uma série de três contos

No caminho de volta, já no carro, mamãe dirigia com Jamal ao seu lado, na frente, e eu ia com seu amigo, Navalha, no banco de trás. Em uma parte do trajeto, ele me colocou sentada em seu colo, de costas pra ele e começou a enfiar a mão em minha calcinha enquanto beijava meu pescoço. Seu pau estava duro como pedra e ele ficou ainda mais excitado quando sentiu que eu estava molhadinha ao enfiar seu dedo na minha bucetinha.
Mamãe nos olhou pelo retrovisor e falou:
– Quanta paixão! Já estão namorando de novo? Que gostoso, filha! Parece que ele ficou apaixonado por você. Vou parar aqui, fora da estrada, para vcs aproveitarem melhor.
Mamãe parou e, não demorou muito, já estava sem a blusa com o gordão barbudo mamando vigorosamente em seus seios enquanto enfiava a mão entre suas pernas. Nisso, Navalha me colocou deitada e, enquanto enfiava sua língua em minha boquinha, me deixando mole de novo, tirou seu pau e forçou na entrada de minha xaninha. Empurrou a cabeça e, quando viu que havia entrado mais da metade do seu pau, socou o resto com força me fazendo gelar de prazer. Já todo dentro de mim, e vendo que eu não oferecia resistência, começou a socar forte aquela pica enorme em meu útero.
– Vadiazinha gostosa! Então vc gosta de uma pica preta bem grande fudendo essa rachinha, né? O tio vai colocar um bebezinho dentro de vc, sua putiinha!
– Coloca, tio! Me dá um nenezinho.
Na parte da frente, Jamal havia reclinado o banco totalmente, deitando minha mãe de bruços. Com uma mão pegou-a cabelos e a outra abriu suas pernas e, com uma única estocada, enterrou todo deu caralho em sua buceta encharcada. Ele socava sem dó enquanto a segurava pelos cabelos fazendo-a olhar pro banco de trás.
– Quero você olhando sua cria sendo usada enquanto leva rola preta nesse bucetão. Toma, sua puta! Olha a bucetinha da sua filha sendo partida no meio!
– Isso! Fode essa buceta. Mostra que vc é macho, me engravida. Vai! Me arromba!
Debaixo daquele corpo imenso do Navalha, eu via minha mãe sendo enrabada com tanta força, que dava até para ouvir o barulho de sua bunda batendo nas coxas dele. Ela gemia igual a uma cadela no cio e aquilo aumentou ainda mais meu tesão. Abracei o corpo do negão que socava sem dó em mim e comecei a morder e lamber seus braços musculosos. Eu já tinha gozando duas vezes. Quando gozei a terceira, quase desmaiei, mas a força com que ele me fodia e o seu peso não deixaram. Mamãe urrava e gritava enquanto era enrabada:
– Soca fundo na minha filha, seu cavalo! Deixa o úterozinho dela com hematoma! Quero nós duas grávidas de vocês!
– Titio, Eu te Amo, te amo! Quero vc só pra mim. – Gritava eu, com voz chorosa esperando que ele dissesse o e mesmo.
– Vou te levar pro meu barraco e te tratar como uma cadelinha branca.
– Eu quero, titio! Quero muito! – falei com a voz embargada de choro, pela paixão que me invadia.
– Vc vai comer na tigela e ficar na coleirinha que eu tenho pra menininhas como vc.
– Faço tudo o que vc quiser, só não me deixa, titio! – nessa hora gozei de novo. Já era a quarta vez no carro.
Nisso, acelerou ainda mais os movimentos e, grunhindo como um animal, anunciou seu gozo:
– O titio vai gozar! Vou lavar seu útero com leite de macho, sua putinha.
E, banhada com seu suor, senti um rio de esperma me invadir. Foi tanta porra, que escorreu pra fora, mesmo com toda aquela pica dentro de mim.
– Casa comigo, titio! Quero ser sua mulherzinha pra sempre.
Ao ouvir isso, ele soltou mais dois jatos de esperma e desfaleceu por alguns segundos. Depois tirou seu pau meia-bomba de dentro e se levantou. Um riacho de porra corria de dentro de mim indo se depositar no banco do carro, formando uma poça de creme que não parava de crescer.
Na frente, minha mãe gritava enquanto era lavada pela gala do Jamal, que castigava sua buceta com estocadas fortes.
– Quero um neguinho meu crescendo dentro de vc, sua vagabunda!
– Isso! Goza bastante dentro de mim! Quero carregar um filho seu! Macho gostoso do caralho!
Depois de gozar fartamente dentro da minha mãe, ele se levantou, abriu a porta do carro, saiu puxando-a pelos cabelos e a jogou em cima de mim:
– Limpa a bucetinha da sua filha com a boca, que agora é minha vez de usar essa Vadiazinha.
Mamãe abriu minhas perninhas e sorveu todo o creme que emanava de dentro de mim com uma só sugada. Depois lambeu o estofado do carro, se certificando de deixar tudo limpo. Com um puxão de cabelo ela foi tirada pelo Navalha e apoiada na lateral de fora do carro onde começou a ser enrabada ferozmente. Eu estava ofegante, banhada de suor, recuperando o fôlego com as perninhas ainda abertas, quando o gordão barbudo se deitou por cima de mim, me penetrando de uma só vez.
– Tá na hora de vc sentir um macho de peso martelando seu úterozinho sem dó, putinha!
Ele socava forte, sem piedade, com aquela barriga pesando sobre meu ventre minúsculo e sua barba roçando minha orelha. Seu corpo, banhado em suor, emanava um cheiro forte de macho sujo que me deixou ainda mais excitada. Comecei a lamber suas tetas negras, moles, que balançavam na minha cara e depois mamei como se fosse tirar leites delas. Acho que isso o deixou ainda mais louco, pois, com sua mão enorme, forçou minha cabeça ainda mais em seu peito enquanto gemia e urrava.
Ainda apoiada na lateral do carro, levando vara do Navalha como uma cadela, minha mãe urrava e pedia:
– Curra essa putinha! Ensina que é pra isso que ela serve: satisfazer macho! Vai, pauzudo! Arrebenta ela!
De repente, tomado por forte espasmos, o barbudo começou a soltar jatos grossos de porra dentro de mim. E quanto mais ele gozava, mais ele pressionava minha cabeça em sua teta. Comecei a chupar seus mamilos de nega leiteira com toda força. Foi tanta porra, que minha bucetinha começou a borbulhar. Com um urro ele parou de bombar, se levantou e saiu do carro.
Navalha, que fodia minha mãe por trás, aproveitou que fiquei livre, tirou seu pau da minha mãe e correu pra gozar na minha boquinha. Eu estava com metade do seu pau enfiado na minha boca enquanto sua mão vigorosa puxava minha cabeça pelos cabelos. Os jatos que não desceram direto pela minha garganta vazaram pelos cantos.
– Toma tudo, vadia! Toma pra deixar sua mãezinha orgulhosa. Assim!
Quando terminou, limpou o pau na minha cara e mandou minha mãe me limpar.
Mamãe veio por cima de mim, beijando minha boca e empurrando, com seus dedos, o esperma que escorria de minha bucetinha.
– Que delícia, meu bebê! Agora fecha bem as perninhas e segura bem forte essa porra aí dentro, que a mamãe quer vc bem prenha desses machos. – falou carinhosamente, quase sussurrando. Depois que eu fiz o que ela mandou, me virou de bruços, beijou minha bundinha e saiu do carro fechando a porta. E do jeito que ela me deixou, adormeci, de tão esgotada.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 44 votos)

Por # # #

22 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Arrombadaa

    @Lunna123 alguém pra me humilhar?rs

    • comedor dnv

      oii, mandei msg no seu telegram

  • Responder Gabi

    Conto delizioso.. Gozei muito

  • Responder nome

    Cachorro loco… voce que não tem a mãnha… na deep web eu vi meter em criança recem nascida.
    eles metem pintos de todas as bitolas em todas as idades

  • Responder PDF

    Alguém tem Skype par tc sobre isso?

  • Responder Cadela arrombada

    Mãe e pai tem o dever de começar a chupar a xerequinha das filhas assim que elas chegam da maternidade.
    Com 7 aninhos meu marido e eu resolvemos que estava na hora da karem tomar rola dura na xerequinha e assim fizemos..agora ela tem 9 sabe mamar um grelinho é uma piroca igual uma puta.
    A mais novinha de 3 anos por enquanto só paga boquete e toma porrada e lotada na cara do seu pai.
    Nos mamamos as pererequinhas delas desde os 3 dias de nascida.
    Elas sabem que só nasceram para nos satisfazer com todas incríveis.

    • Arrombador

      [email protected] me chama nesse email por favor Cadela arrombada
      💦❤

    • Gbs

      Tem telegram ?

    • vavanaturista

      delicia concordo amor

  • Responder Safadinha

    Gozei gostoso!!

    • Rolagostosa

      Vem goza gostoso comigo Safadinha me chama [email protected]

    • Cachorro loco

      Uma menina de 7 anos ainda não entra um pau,eu tentei com uma de 9 e não entrou gozei só esfregando o pau na portinha da buceta

    • Anjos

      Tenho vídeo do gênero telegran @va_tr8

  • Responder Robertao

    Tesao do [email protected], pauzao aqui tá latejando. Macho tem que fuder essas putas safadas mesmo, a menina tem aprender desde de criança que ela é estoque de porra de macho safado, é o macho tem q fuder mesmo meter a rola

    • Cadela arrombada

      Tem que enfiar o piru nelas aos 7 aninhos com força,arrombar elas todinha mesmo.
      Boceta e cu.

  • Responder Leitor safado

    Estou louco para ler a continuação, quero as duas gravidas mesmo, mãe e filha putas, assim que tem q ser, não demore para contar mais!

  • Responder Marcos999

    Olá
    Gostei do seu conto
    Gostaria de conversar com vc
    Entre em contato comigo pelo e-mail
    [email protected]

  • Responder Bru

    Tá certo tem q deixar cheia de porra msm, e se achar ruim apanha,já desde pequena já sabe a função de mulher, servir macho e engravidar

    • Robertao

      Exatamente, ensinar desde cedo que a função delas é satisfazer macho safado e estocar porra.

    • Letícia

      Minha mãe tbém me ensinou, engravidei 3x até os 17 com 20 casei com um coroa bem de vida q adora ver eu dando pra outros.

    • Cadela arrombada

      Verdade.
      Tem que tomar piru e porrada pra aprender a dar tudinho sem choro.
      Aguentar firme uma rola no cu e na bocetinha pequena

    • Taradao

      Aí sim. Chama quem gosta de sado extremo @Procurobdsm