# #

Tesão escondido pelo papai 1

328 palavras | 1 |4.30

Bom, eu tinha mais ou menos 14 anos quando meus pais se separaram mas foi minha mãe que saiu de casa. Meu pai tinha 49 e minha mãe 42.

Depois de 6 meses morando com meu pai, comecei a reclamar com a minha mãe que não aguentava mais, pq todo dia ele me acordava pra perguntar pq ela tinha saído de casa, o que ela me contava, quais os segredos eu sabia.

Em uma noite eu acordei sozinha, era por volta de umas 3 da manhã, e meu pai estava na sala, completamente pelado batendo punheta, eu era inocente mas sabia o que era aquilo, e ele estava fazendo video chamada com uma menina bem novinha, fiquei com raiva mas toda molhadinha, não entendia exatamente pq eu tinha ficado excitada. Mas fiquei.

Depois de uns 2 meses, minha mãe conseguiu um lugar para morarmos com ela, e nós mudamos. Íamos pra casa do meu pai todo fds, eu tinha quase 15 e meu irmão, 7. Em um sabado a noite eu me lembrei do dia que vu ele batendo punheta e não consegui dormir, esperei ele fazer isso de novo, e ele fez.

Decidi ir la, nesse dia eu fiquei de calcinha e topper, passei fingindo que tava sonolenta, ele se assustou e fechou tudo.
Quando eu voltei pro quarto, vi ele olhando pra mim, eu nunca tive bunda grande mas tinha peitão e meus faróis tavam acesos pq ele me olhando me dava muito tesão. Meu pai sempre foi muito safado,

Passado uns 30 minutos, eu fingi que tava dormindo e fingi que meu topper tava torto, então tinha um peito aparecendo o biquinho.
Eu nunca vou esquecer, ele chegou no meu quarto com a luzinha do celular e viu meu peito pra fora e soltou: nossa que delicinha de teta, pqp
E chupou meu seio, mas como eu não esperava isso, eu abri o olho e ele se assustou.

Continua..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,30 de 27 votos)

# #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Antoni

    Que delícia, adoro