# #

O segredo dos meninos – Alíviando meu amigo deficiente/ parte 2

1611 palavras | 4 |3.61
Por

Olá pessoas,
pra quem já acompanha desde o texto anterior, depois daquele dia passei a querer saber mais sobre a sexualidade de João Pedro contornando sua deficiência. Ele não hesita em matar minhas curiosidades. Eis então que lhe pergunto se aquela havia sido a primeira vez que vivera algo do tipo, pra minha surpresa ele dissera que não, e eu que pensava que o garoto era um pobre inocente, acabei bem surpreendido. O texto a seguir será uma narrativa de Pedro pra mim. Então vamos ouvi-lo…

Quando tinha 14 anos minha mãe me colocou na aula de natação, meio contrariado eu fui, não via lógica em garoto que não tem as mãos querer nadar, achava que os outros riam de mim. Na primeira aula já percebi que eu era o centro das atenções, com a ajuda do professor em poucos dias estava me virando bem na água e ao contrario do que achava no inicio era mais visto com admiração do que chacota pelos outros. Fui fazendo amizades, em especial com dois que após as aulas faziamos quase o mesmo caminho para voltar pra casa, Mayara tinha a minha idade e Igor, 15 anos, éramos um trio e tanto, todos no auge da adolêncencia com todas as curiosidades à flor da pele. Brincavamos e riamos bastante no trajeto de ida e volta da natação. Igor era branquinho com um corpo bem formado sabe, nem magro nem gordo, nossos corpos de meninos já estava em transformação nos tornando aos poucos homens e Mayara era morena, nas meninas a transformações são ainda mais evidentes, bunda redodinha e os peitinhos duros e pontudos. Era nossa amiga, mas sempre que podiamos elogiavamos em segredo.

– Fala aí João, a Mayara é mau gostosa, né não?
– Nossa , demais…
– Da vontade de pegar ela e dar várias sarrada, João. haha

Enquanto falava Igor gesticulava fazendo seu pau balançar no calção. Ele era bastante atrevido e sempre que podia tirava uma casquinha com uma mão boba e se isinuando pra ela, que disfarçava mas parece que gostava, toda menina se derrete por um garoto atrevido e ela ficava facinho perto dele. Igor sempre falava que a gente tinha que tentar com que ela desse pra gente. Eis então que surgiu a ocasião, o avô de Igor acabara de comprar um sítio e nos convidou Mayara e eu, pra passar um fim de semana com ele lá. E nisso fomos, num sábado quente, Igor nos chamou para ir pra piscina, ele e eu fomos na frente e de sunga pulamos na água e lá ficamos aguardando por Mayara. Não demorou que ela veio despertando nossa atenção:

– Nossa João, olha isso. haha
– Delicia. rsrs

Mayara se aproximara de nós com seu corpinho estonteante,mas era a parte de baixo do biquini que chamara mais atenção, era possivel ver certinho onde ficava sua bucetinha marcada no biquini. Olhavámos quase paralisados focados na marquinha, e ela ao perceber a adimiração:

– Que foi gente?
– Carai Mayara, cê tá mau gostosa!rsrs
– Ah, para Igor…
– Não tá, não, João?
– Demais…rsrs
– Para João, você não é assim…
– Assim como?
– Safadinho como o Igor.
– Se não viu nada. haha

As pessoas, principalmentes meninas, me olhavam sempre como um coitadinho devido minha deficiência, e até achavam que era um santo, tido de toda a inocência do mundo. Mayara deu alguns mergulhos e embora já éramos acostumados a vê-la nas aulas de natação, ali era diferente pois havia algo mais em nossos olhares talvez por sabermos que estavámos ali a sós. Igor então passou a dar umas inverstidas, entre uma brincadeira e outra a agarrava pela barriga a ora e outra sarrava seu pau no corpo da garota. Não demorou a aparecer o resultado no volume da sua sunga.

– Eita Igor…haha

Ela exclamava, mas no fundo estava gostando da ousadia de Igor. Ao ver meu amigo excitado logo me animei também ficando explícito.

-Eita gente…haha

Igor atrevido que era passou a debaixo d’agua expor seu penis duro pra fora, por cima dava pra ver meio turvado pelo movimento da àgua. E assim fazia ameaços de toca-la com ele, entrei no embalo e fiz o mesmo, ela estava gostando, por baixo d’agua dava algumas esquivadas com as mãos até que toca no meu membro duro.

– Nossa, de quem é esse…haha
– Meu…rsrs
– Caraca João, que duro.haha
– Ah Mah, para eu sei que se ta querendo pegar neles.
– Ai Igor como você é podre.

Igor segurou a mão de Mayara e a levou para o seu pênis, que assim sendo guiada se sentiu mais á vontade de tatear aquele membro duro. Ela já punhetava Igor embaixo d’agua e eu me aproximo, pena não ter mão para guiar a sua até o meu também, mas igor dá uma mãozinha.

– Pega o do João também.

Essa altura Mayara já não estava mais arisca, passou a punhetar os dois ao mesmo tempo e compará-los.

– O do Igor é maior, mas o do João é mais duro.rsrs
– Então anima mais pra ver se o meu não fica mais duro também.
– Animar o que garoto?
– Deixa ver você também?
– Ai gente… se chegar alguém?
– Chega agora não, meus avós foram fazer compras na cidade vão demorar.
– O que vocês querem ver.
– Seus peitos e sua buceta.
– Promete que não vai falar pra ninguém, né? Você também, João.
– Juro!
– Juro!

Ela então se afunda na água e desamarra a parte de cima do biquini, deixando seus seios pra fora. Meio turvados, vemos por cima da água
.
-Levanta Mah, pra gente ver fora da agua!
-Ah, gente, mas eu não vi fora da àgua vocês.
-Tá bom a gente sai da água e te mostra então.

Saimos então Igor e eu nos sentamos à beira da piscina com Mayara à nossa frente dentro da água e exposemos nossos penis pra fora, a garota admirava os dois e meio que mordiscava de leve os lábios admirando-os. Começamos a balangar de um lado pro outro, Igor então fica de frente pra mim e se vai aproximando ameaçando fazer uma briga de espadas, eis sinto seu pau duro tocar com força no meu ambos nos esquivamos de dor misturado com tesão, Mayara sorri daquele brincadeira:

– Ai gente que isso, vocês são terríveis. haha
– Vai Mah, agora você mostra tudo?
– Tá bom! Mas não aqui vamo lá pra dentro na ducha.
– Beleza. haha

Guardamos nossos instrumentos e fomos os três pra ducha e Igor da o insentivo:

-Tá bom vamos ficar todo mundo pelado.rsrs
-Ok!
-Ok!

Nos pusemos a se despir, Igor e eu tivemos o trabalho apenas de baixar a sunga rapidamente e observar Mayara retirar seu biquini, ficamos estáticos, eis que descobre seus peitos, durinhos com um bico rosado, deliciosos. Ao vê-los Igor já deu uma punhetada frenética, se eu tivésse mãos certamente faria o mesmo. Mayara então finalmente começa a abaixar a parte de baixo do seu biquini deixando a mostra sua bucetinha linda com alguns pelinhos ao redor. Igor continua se punhetando.

– Eita Igor sacanagem você fazer isso e o João não poder.

Igor nem tinha parado pra pensar nisso, meio que ficou comovido. Sem mais pensar se colocou ao meu lado e abraçou o meu pau com sua mão me punhetando.

– Tá gostoso assim?
– Delicia.rsrs
– Ai gente e eu que faço o que?

Sem nem esperar Igor larga meu pau e vai em direção a Mayara e começa apalpar seus peitos, eu me aproximo também e ao ve-lo já de boca nos mamilos faço o mesmo. Estavamos os dois mamando aqueles peitos durinhos, enquanto Mayara mordia de leve os lábios. Passamos então a encoxar a garota, passando nossas rolas duras feito rocha na bunda de Mayara hora e outra sentia meu pau repartir os lábios da sua buceta já molhada dela, ainda mais ficava com a baba que saia dos nossos pau. Eu já tava quase gozando e Igor também. E ali ficamos entre passar nossos paus no rego da bunda e no meio dos lábios da bucetinha de Mayara, em meio esse frenesi nossos paus se tocavam e dava mais tesão. Quando derrepente sinto em minha coxa algo quente e vejo o pau de Igor esguichando seu semen em mim, rimos. Mayara finalmente abraça meu pau e me punheta meio desajeitada mas o suficiente pra soltar pra fora meu gozo em jatos, em grande volume.

– Eita João, isso ai engravida na hora. haha

Rimos bastante, logo em seguida escultamos um barulho, chegara alguém, Mayara nos fez prometer que tudo aquilo seria segredo nosso. Era hora de finalizar tudo.

Depois dessa narrativa de João Pedro, tive a certeza que ele já não era nenhum inocente e isso apimentou mais ainda as coisas entre a gente. Aguardem o quanto.

comeupinto.blogspot.com

Bjs by Luan Francis

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,61 de 23 votos)

Por # #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder tytanyc

    nossa,gozei muito lendo esse belo conto

  • Responder Ratão

    Adorei! muito excitante

  • Responder Anônimo

    Bom conto!

  • Responder Ronaldo mineirinho

    Muito bom o conto me deixou com muito tesão.