# # #

Minha irmã acabou cedendo pra mim. PARTE 2 – Primeira Vez

1314 palavras | 6 |3.76
Por

Recomendo para uma melhor degustação do conto, fazer a leitura da parte 1.

Vou descrever a primeira vez que rolou algo entre nós, na próxima parte vou contar as outras aventuras.

Logo após ser pego namorar flagra por Luiza, fui ao banheiro tomar um banho pensando na desculpa que iria dizer. O dia continuo normal acabamos deixando passar sem nenhum comentário mas a sensação de medo e vergonha ainda paraiva sobre o AR.

Passando uns dias começei a retornar a vida normal, como era de costume a gente assistir filmes ou séries juntos no período da noite. Por acaso o filme era uma mistura de comédia/putaria que tinha umas partes falando de sexo e masturbação. Até que disse

Eu: – Me desculpe por aquele dia aqui na sala, como vocês estavam fora acabei vindo aqui pra sala, tendo um pouco mais de liberdade e menos privacidade.

Luiza – Desculpado, entendo que isso é coisa de adolescente mas podia pelo menos ter um pouco mais de privacidade, masturbar no sofá ? Você tem quarto ou banheiro não ? (Em tom de ironia e esporro).

Eu: – Hahahahah, até parece que você não fez isso na sala ?

Luíza: Até parece.

Eu: – Até parece o que ? Você acabou de dizer que é coisa de adolescente isso é super normal, dúvido que você não faz.

Luíza: Mas não na sala. (Minha irmãzinha então já se masturbava e não nem sabia, isso já meu deixou com mais tesão ainda não via a hora de querer meter com ela)

Não vou falar o resto da conversa pois não lembro muito, mas foi nessa hora que tinha descobrido que minha irmãzinha já tinha pagado um BOQUETE e me contou toda história, dizendo que estava gostando de um garoto, mas o garoto era daqueles TIRADINHOS MACONHEIROS do skate, ela dizia o que fazer essas coisas. Nessa hora eu já estava voando com PAU já estourando e tesão nem prestava muita atenção direito.

Depois dessa conversa eu tinha chegado no ápice do desejo com ela, já queria fazer algo não aguentava mais meses de punheta e desejos sexuais. Tinha decidido que iria fazer alguma coisa pois já não aguentava mais.

Me passava na cabeça o que eu iria fazer, iria perguntar ela, já iria chegar beijando, iria forçar com ela deitada e entre outras coisas.

Então chegou o grande dia que realmente tudo aconteceu, não tinha planejado nada aconteceu por acaso que foi melhor ainda.

Um pessoal da escola resolveu fazer uma festa para comemorar aniversário de uma garota, tudo ocorrendo tranquilo problema que eu ADORO uma vodka então já tinha consumido umas já, (sempre fico bêbado meio que perco a noção e a vergonha que não tenho). Luiza la estava com seu “crush” ela foi toda putinha, shortinho e blusinha decotada (deveria estar doidinha pra dar a ele).

Já era 3 das manhã nosso pai ligou dizendo que podia buscar a gente, só que não estava achando Luiza, arrumei uma desculpa e falamos que iria de Uber. Nem imaginei onde Luiza estava passando uns 10 minutos ela apareceu e falei pra ela ficar esperta que a gente iria embora pois o pai ligou. Acabei ligando pra ele, a gente concordou em ir embora.

Nosso pai foi dormir e a gente ficou na sala esperando uma pizza, ela foi tomar banho e depois fui eu.

Luiza aparece com Baby Doll que ela já tinha, fica sentada no sofá de lado meio que com a bunda levantada mexendo no telefone, dava pra vê a marcação da sua bucetinha todinha. Já estava com PAU latejando observando aquilo enquanto ela ficava no telefone.

Então fomos conversar sobre a festa
Eu: – O que você achou da festa ?

Luíza: Foi boa gostei bastante.

Eu: Altos casos né ? Ficamos falando sobre fofocas da festas, até que chegou um assunto de casais (eu tinha ficado com uma garota nessa festa).

Luíza – Até você não perdoou e acabou pegando a Maria.

Eu: – Como você sabe ?

Luíza: Contatos né.

Eu: – E você ficou com Rubens novamente né ? (Odiava esse maconheiro tirado)

Luíza: – Como sabe ?

Eu: – Eu vi vocês uma hora indo pra um canto. (depois pensei que na hora que ela sumiu estava com ele).

Eu: Também na hora que pai chegou pra buscar, você sumiu e logo depois vocês dois apareceram 10 minutos depois, pai ficou bravo sabe que a responsabilidade é minha né ? (Indireta sobre esse maconheiro tirado).

Luíza: Eeeeeeeeeee, estava com ele mesmo.

Estamos na sala ainda assistindo televisão e ela acabou mudando de posição deitando de lado com as pernas abertas, QUE MARAVILHA!!! Estava vendo sua bucetinha bem os lábios, ela estava toda natural nem era por vontade própria ainda mais que tinha bebido um pouquinho.

Novamente aparece parte de fala de putaria e ela fala:

Luiza: – O que faz um homem broxar ? Assustei um pouco mais respondi

Eu: – Tem vários motivos.

Luiza : – Quais ? Demorei a perceber (efeito do álcool), será que Rubens tinha broxado com minha irmã naqueles 10 minutos que eles sumiram ? Por isso a rapidez de ela querer ir embora ?

Eu: Geneticamente, Álcool ou drogas ou mulher(joguei uma indireta), mas porque da sua pergunta ?

Luíza: coisas da vida.

Eu: – Vai falar que Rubens broxou com você ? Então foi naquela hora que vocês sumiram por 10 minutos e logo após você queria ir embora. Não adianta eu não sou bobo Luíza.

Luíza: Aaaaahhh! Então tá bom, Rubens e eu fomos para um canto do prédio perto do sistema de gás é la comecei a chupar ele e seu PAU estava mole não subia, fora que tinha uns pêlos e o cheiro não era bem.

Pensei CARALHO, e ficava rindo daquele trouxa broxa.

Eu – Ele te obrigou a fazer algo foi por vontade suas ?

Luíza: – Nãooooo, foi por vontade mesmo na pegação acabou rolando.

Luíza: Será que ele não sentiu tesão em mim ?

Foi o momento que não aguentei, era a única oportunidade e naturalmente comecei a falar sobre efeito do álcool

Eu: Quem não sente tesão em você ? (Tirei minha samba canção e mostrei meus 17cm bem veiudo duro pra ela). Ela assustou na hora, não me lembro muito do que eu disse mais acabei abrindo o jogo todinho. Acabei sentando do lado dela e disse – Sou doido por você!! Fui beijar ela, ela aceitou depois de um tempo ela parou disse – Eu te amo!!

Creio que ela não sabia do uso de drogas dele, minha irmãzinha sendo fazida de boba e ainda mal comida por esse cara era inadmissível.

Na pegação do beijo, começou a ficar quente alisando seus peitos, fui descendo até sua BUCETINHA, quando toquei senti que estava totalmente molhadinha que MARAVILHA, meu PAU estava estourando pelo short foi quando ela começou a tocar nele. Acabei tirando ele pra fora e minha irmãzinha estava me chupando.

Boquete da minha irmãzinha era bem de iniciante, sentia ela mordendo com os dentes, prendendo meu pau na sua boca em vez de chupar. Não tinha passado nem 10 minutos tesão estava a mil eu já estava quase gozando.

Disse a ela começar a tocar uma pra mim dito e feito, não passou nem 5 minutos gozei igual um CAVALO, acabei pedindo ela pra parar e fui me limpar quando chegou a pizza e ela foi buscar.

Isso foi apenas o começo tem muita história ainda pra VIM.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,76 de 33 votos)

Por # # #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Juju

    Não demore tanto pra postar as continuações

  • Responder Anônimo

    fabio que porcaria

  • Responder Ronaldo mineirinho

    Pensei que este seria melhor que o primeiro mas foi bem fraquinho.

  • Responder Tonny

    Disk Pizza 4 da manhã? Me passa o número kkk

  • Responder Ted

    Que conto bosta, cheio de erros de grafia

  • Responder Orfeu

    Onde fica o botão de Desler ?