#

Comi minha priminha em casa

5774 palavras | 4 |4.75
Por

Minha priminha foi passar uma temporada lá em casa. Ficou me tentando… Resisti no começo, mas acabei passando a rola nela.

Meu nome é Wallace tenho 29 anos e nesse conto vou contar como me deliciei pela primeira vez com minha priminha Julia , hoje com 24 anos Julia é uma morena magrinha , com um cabelo que está sempre liso, não natural mas que combina perfeitamente com ela , tem uma bundinha redondinha que deixa qualquer marmanjo babando e seus seios são na medida, nem muito grandes nem muito pequenos e redondinhos de dar agua na boca, embora eu prefira mais fartura acho ela uma delicia e sempre tive a vontade de me deliciar em seu corpo, o que consegui depois de muito tempo. Bom vamos do inicio, eu e Julia passamos alguns momentos de nossa infância juntos, mesmo morando distantes um do outro sempre estávamos nos encontrando em visitas a casa de nossa vó, éramos muito arteiros e tínhamos um carinho especial um pelo outro, passamos bons momentos juntos em nossa infância até que minha família teve que se mudar para mais longe , o que acabou nos distanciando. Nossos encontros eram cada vez mais raros as vezes demorava meses até a ano, o tempo foi passando e nós fomos crescendo mas o carinho que tínhamos pelo outro se mantinha embora já não brincássemos mais como éramos crianças , carinho que viria se tornar algo diferente em breve.
Tudo mudou quando minha tinha teve sua segunda filha e se separou do atual namorado, na época estava passando por necessidade e minha mãe ficou sabendo, minha mãe sempre foi de ajudar toda a família e ofereceu para que minha tinha viesse passar um tempo em nossa casa até que as coisas se estabelecessem, achei muito bacana a iniciativa e estava disposto ajudar caso fosse necessário embora inicialmente meu interesse não fosse por segundas intenções ou algo do tipo, e assim foi minha tinha veio para nossa casa com minha duas primas, Julia agora já tinha 16 anos e com um corpo agora já de mulher embora fosse magrinha tinha um corpo de botar muita mulher mais velha com inveja, nessa época trabalhava de manhã e estudava na faculdade a noite então quase não via ninguém de casa pois saia muito cedo e chegava muito tarde e todos já estavam dormindo , então via todo mundo mais aos finais de semana isso quando não estava saindo pois embora não tivesse namorada arrumava sempre um jeito de arrumar algo para beliscar, Sempre quando estava com Julia a tratava muito bem e ainda a via como minha prima por quem tinha muito carinho, carinho que veio mudar com o passar do tempo. Nas vezes que Julia me via sempre me dava abraços mais apertados e beijos no rosto bem longos as vezes até meio molhados inicialmente não achei que era nada e até gostava confesso que aquilo as vezes até me excitava, conversávamos bastante sobre todo o tipo de assunto, até nossos romances apesar de nova Julia me disse ter ficado com alguns garotos da escola. Julia andava sempre com roupas muito comportadas em casa de forma que não dava para evidenciar seu lindo corpo , não olhava pra ela como sendo uma mulher que eu deseja-se até o dia que ela ficou mais tarde acordada, nesse dia cheguei da aula e todos estavam dormindo e ela estava na sala , estava com um pijaminha de cetim que evidenciava todo seu corpo nunca tinha visto ela com aquele pijama ou de uma forma que me instiga-se tanto quanto aquele dia, quando cheguei falei boa noite Ju! Então ela levantou e me deu um abraço pulando em cima de mim de forma que tive que pegá-la pela cintura, seu corpo estava quente e seu rosto ficou muito perto ao meu, sentir a sua pele me excitou rapidamente , eu ainda estava com a mão em sua cintura e seu corpo estava junto ao meu, ela me abraçou forte por alguns instantes e me deu um beijo no rosto muito molhado e disse boa noite, falei com ela que isso Ju, que felicidade é essa ? Até babou meu rosto! Então ela falou nada não é só saudade mesmo, riu e então pediu desculpas pelo rosto, eu falei que não ligava e até tinha gostado ela sorriu de forma maliciosa o que nunca tinha visto e então se sentou e perguntou como tinha sido a faculdade , respondi que tinha ido bem mas cansativo , perguntei por que estava acordada ela então disse que havia perdido o sono, falei que iria guardar a mochila e tomar uma agua e voltava para conversar um pouco com ela, então ela falou não deixa que eu guardo e pego agua pra você senta ai, então sentei e ela pegou minha mochila e se virou e foi para o meu quarto, só então pude reparar em seu corpo o short do pijama era curto dava para ver um pequena parte de sua bunda seu blusa era pequena oque evidenciava a parte de baixo de suas costas aquela visão me deixou ainda mais excitado, apesar disso ainda estava encabulado com seu comportamento, Julia foi ao quarto então voltou quando ela voltou foi a gota da agua ela parou na entrada da sala com o copo na mão e então pude ver sua barriguinha amostra com seus lindos aparecendo pelo decote do pijama , ela parece ter percebido a minha cara pois parou e ficou alguns instantes parados como se fosse para se mostrar para que eu me delicia-se com aquela visão e para que ela se delicia-se sabendo que estava sendo desejada, já estava bastante excitado e então voltei a olhar para tv, cruzei as pernas para não evidenciar a minha ereção e então falei para ela senta ai, ela veio me deu a agua , conversamos brevemente sobre nosso dia e então ela se despediu de mim com um beijo no rosto e foi dormir, não demorou muito pois acredito que o que ela queria já havia sido feito, e ela queria me instigar, a partir daquele dia quase sempre a noite Julia estava acordada quando eu chegava da faculdade as vezes ia ao meu quarto e ficava conversando comigo a noite , passei a reparar que sempre que ia ao meu quarto vestia aquele pijama que eu considerava o meu favorito, ela deixava o pijama posicionado de forma a evidenciar sua bunda e seus seios deitava em minha cama enquanto e ficávamos conversando sobre assuntos diversos , acredito que ela fazia aquilo para me provocar mas não podia arriscar nada afinal poderia ser apenas coisa da minha mente , embora a maioria das vezes eu fica-se excitado sempre arrumava um jeito de disfarçar a ereção seja colocando algo por cima ou me posicionando de forma a não evidenciar nada , acredito que aquilo a deixava extremamente curiosa e até a excitava como se fosse um premio a ser ganho, sempre obtive êxito em esconder meu desejo até o dia que fui vencido, lembro desse dia como se fosse hoje era domingo e já era de madrugada passava das meia-noite e eu estava em meu quarto assistindo alguns vídeos no youtube em meu computador quando alguém bateu em minha porta eu estava só de short e sem cueca pois é assim que gosto de dormir, levantei e fui atender a porta quando abri era Julia perguntei a ela o que estava acontecendo pois já era muito tarde, ela perguntou se poderia ficar um pouco em meu quarto conversando pois havia perdido o sono, eu não via problema pois também estava sem sono e estava em meu computador mesmo falei que sim então ela entrou como de costume com o pijama que eu mais gostava e com seu celular na mão, falei para ela so vou de terminar de ver esse vídeo pode ficar ai , e assim fiz o vídeo já estava em seu fim então fechei e virei quando virei não podia acreditar no que via, Julia estava deitada de costas com as pernas entre abertas e o short estava levantado como se fosse uma calcinha dava para ver entre a abertura do short praticamente toda sua bunda assim como sua calcinha que era fininha estilo fio dental e vermelha aquilo era muita sacanagem comigo enquanto eu via aquilo ela balançava as pernas e acredito que fingia mexer no celular ela olhou por cima de seus ombros e percebeu que eu olhava então perguntou já está terminando ai eu falei quase , virei novamente e abri novamente o youtube nessa hora já estava totalmente excitado, não havia como esconder de forma que o volume estava totalmente aparente em meu short, resolvi virar para ela e cruzar as pernas de forma a tentar esconder o volume , não cheguei a mencionar embora acredito que não seja dotado me considero um pouco acima da media pois tenho uma rola morena de 17 cm e pra minha felicidade é muito grossa quase da grossura de um rolinho de papel higiênico com isso da pra imagina o volume que isso não faz , virei para ela novamente e agora ela tinha chegado ao extremo agora estava de barriga pra cima e com as pernas abertas novamente parecia mexer em seu telefone, dava para ver pela entrada de seu short sua calcinha e o que parecia ser uma buceta minúscula que provavelmente estava ensopada pelo jogo que estava fazendo ela então olhou e viu que estava olhando e perguntou se já havia terminado então falei que sim, ela falou até que enfim já estava ficando com sono mesmo, fiquei em minha cadeira ainda com a perna cruzada então ela se sentou e falou vem sentar na cama , eu disse pode falar ela então se levantou e me puxou de uma vez pelo braço que quase cai tive que apoia minha perna que estava cruzada rapidamente no chão então fiquei de pé e o que ela queria ela conseguiu estava totalmente de pé e extremamente ereto , fiquei de pé sem reação e então apenas eu ouvi ela falar baixinho nossa me deu agua na boca , ai eu perguntei como se não tivesse ouvido o que ? Ela respondeu nada , senta ai! Então eu sentei e coloquei o travesseiro em cima do colo, embora não adianta-se nada pois ela já havia conseguido oque queria , ficamos em silencio por alguns instantes e então para quebra aquele silencio perguntei o pq de ela perder o sono, então ela me disse que teria prova muito difícil no dia seguinte e que estava precisando de quase fechar a prova para conseguir media e por isso estava muito preocupada já que era muito difícil. Perguntei a ela se ela havia estudado e então ela respondeu sim balançando a cabeça, então falei que ela podia ficar tranquila que iria se sair bem, ela então abriu um sorriso e me deu uma abraço e falou é por isso que gosto de você demais , você sempre me ajuda, então ela se levantou me agradeceu e falou que já ia dormir , então perguntei uai já está indo? Ela disse o sono já está vindo e você já me deu um motivo para dormir boa noite e saiu pela porta encostando a mesma, levantei e tranquei ela e apaguei a luz se eu tinha dado ela motivo para dormir , ela tinha me dado um motivo para gozar , naquela noite bati 3 punhetas direto e gozei de forma que é difícil de acontecer através de uma punheta, meu tesão era tanto que 5 jatos bem fartos de porra com uma pressão fora do comum se não tivesse com uma roupa em minha cabeceira da cama teria feito muita bagunça, a essa hora já imaginava minha priminha com toda aquela porra em sua bucetinha escorrendo pela perna e pingando em minha cama e depois limpando tudinho com a boca até eu gozar novamente em sua boquinha que deveria ser quentinha, naquela noite fiquei pensando em tudo que tinha acontecido e no que tinha visto ver ela de perna abertinha e com aquela calcinha me deixou extremamente curioso e com muita vontade , fiquei imaginando eu tirando sua calcinha e dando uma linguada profunda em sua bucetinha bem melada enquanto ela se contorce de tesão e eu mais ainda, pois se tem algo que eu gosto e de chupar bastante uma bucetinha e a dela era algo que agora era totalmente desejada por mim, já imaginava a cara que ela faria quando eu colasse meu mastro para fora duvido muito que ela já tivesse experimentado algum do tamanho do meu , estava doido para ver se ela aguentaria tudinho naquela bucetinha pequena e delicada dela, já era tarde e depois daquelas punhetas já estava cansado e acabei dormindo. No dia seguinte como de costume levantei e fui cedo para o serviço quando cheguei a noite todos estavam dormindo inclusive Julia, fui então direto do para meu quarto pegar as roupas para tomar banho, peguei tudo e fui para o banheiro, quando cheguei no banheiro fui abri o box no registro do banheiro havia uma calcinha fio dental tão fina que parecia até um fio de barbante, imaginei que podrria ser da minha tia, apenas tirei e coloquei pendurada no box e comecei a tomar meu banho, alguns minutos no banho e escutei bater na porta e parou, continuei tomando meu banho até que a batida se repetiu desliguei o chuveiro e perguntei quem era, então ouvi a resposta e a Ju, abrir a porta pela fresta e perguntei o que era, então ela falou vc viu se esqueci minha calcinha aí? Eu respondi tem uma aqui sim, branca e fia e sua ela, falou é sim vc pega pra mim? Peguei e dei para ela, ela agradeceu e se foi. Quando fechei a porta não teve jeitinho tive que tocar uma imaginando ela usando aquela calcinha e gozei gostoso em toda a parede, batia para ela com vontade e apesar de gozar muito para ela parecia que a quantidade era muito maior, terminei de tomar banho e fui dormir, o resto da semana seguiu como de costume porém todos os dias chegava e todos estavam dormindo inclusive Julia, comecei até a sentir falta dela quando chegava. Até que sexta cheguei bem tarde, pois depois da aula fomos eu e a galera em um barzinho quando cheguei já era quase uma da manhã cheguei e fui para o meu quarto e quando entrei em meu quarto em cima da minha cama lá estava aquele fio dental, aquilo estava indo longe demais Julia estava me provocando coloquei em cima da mesa do computador troquei de roupa e nem banho tomei e deitei alguns instantes depois batida na porta, já imaginava quem era, abri a porta e era Júlia em seu pijaminha então eu falei deixa eu adivinhar sua calcinha, ela riu só que sem graça e falou posso pegar? Falei pode ela entrou e pegou e eu fiquei na porta ela pegou virou para mim e abriu a calcinha perto de sua buceta como se tenta-se quisesse ver se lhe Servia e então falou vou usa lá agora pois estou sem o que acha? Eu fiquei sem reação mas logo perguntei vai usar isso para dormir? Ela respondeu, não, vou usá-la para vc e riu, eu respondi vc tá doida Josy então ela falou brincadeira, ela estava me testando ao máximo, agora eu sabia que ela queria mas a razão pesava mais. Ela então me perguntou gostou dela? Eu respondi primeiramente onde arrumou isso? Ela falou comprei de uma amiga que vende, gostou de usar bem pequena e então gostou? Respondi para ela e bem sexy, já estava excitado e ela viu o volume subindo em meu short, então eu falei já pegou a calcinha ela respondeu que sim me deu boa noite e saiu do quarto olhando direto para meu Short e lambeu os beiços de forma que eu visse fechei a porta e fui dormir, apesar de querer rachar ela a razão falava mais alto e me impedia de seguir adiante, mas ela sabia o queria e sabia como conseguir, e planejou tudinho para que eu desse a ela , no dia seguinte era sábado e eu ainda estaria de plantão no trabalho até meio dia, fui para o trabalho e durante o espediente recebi uma mensagem de Josy em meu Facebook, ela dizia deixei algo que vc vai gostar embaixo do seu lençol e mandou uma carinha piscando, não respondi, terminei meu expediente e fui para casa quando cheguei estavam todos em casa a Josy veio até mim antes que chega-se ao meu quarto viu se não tinha ninguém por perto me abraçou e disse sussurrando em meu ouvido espero que goste então saiu quando entrei no quarto fechei a porta e tirei o lençol e pra minha surpresa lá estava o seu pijama e sua calcinha fio dental posicionados como se estivessem colocados no corpo e junto havia um bilhete vou usar para vc, aquele me deixou com tesao e preocupado pois deixei ir longe demais aquilo sabia que era errada mais gostava da sensação de desejo e perigo do proibido, resolvi por um fim naquilo, não precisei ir atras de Julia ela veio até mim como sempre entrou em meu quarto sem bater e perguntou gostou? Eu falei senta aí Julia esse negócio que está acontecendo precisa parar no somos primos isso não dá certo isso além de vc ser mais nova, ela olhou para mim e disse para eu sei que vc quer que eu também quero, tenho uma curiosidade em vc eu falei não se trata de querer se trata de certo e errado, temos que parar entendeu ela olhou pra mim e disse como se não se importa-se tá bom seu chato e saiu. Aquilo foi dificil mas era o certo, para mim tudo tinha sido resolvido mas eu não sabia o que estava por vir, o dia passou e a noite chegou me arrumei para sair pois iria para um barzinho com o pessoal da faculdade avisei minha mae que talvez iria chegar só de manhã, ela disse que iria ter almoço na casa do meu tio e se eu iria falei que provavelmente não mas que iria dependendo do horário, me despedi de todos Julia estava no sofá e nem olhou direito para mim, provavelmente pois estava fazendo birra , então fui embora, quando decidimos ir embora do bar já era muito tarde e como era longe de casa resolvi dormir na casa do meu amigo , no dia seguinte fui acordar já era quase meio dia aproveitei para almoçar na casa dele e fui para casa , quando cheguei beirava as duas da tarde, quando cheguei em casa não todos tinham saído havia apenas alguém no banheiro , oque me deixou curioso pois todos haviam ido para o almoço na casa do meu tio, fui para o meu quarto e dei uma deitada esperando para tomar um banho pois estava doido para tomar um banho, quando ouvir a porta do chuveiro abrir peguei minhas coisa e fui , quando cheguei iria entrar no banheiro quem estava em casa? Era a Julia para minha surpresa, perguntei a ela uai Julia não foi para o almoço? Ela respondeu que estava passando mal e que acabou não indo, perguntei oque ela tinha ela disse muita dor de cabeça e de barriga , perguntei se tinha tomado remédio ela disse que sim e que iria descansar , falei que tudo bem e fui para o banho tomei um banho bem demorado e quando terminei vesti minha roupa e fui para o quarto direto para o computador mexer na net , Julia parecia estar em seu quarto e a casa estava uma paz , particularmente gosto de paz e aquele dia estava tudo tranquilo em casa, já fazia um tempo que estava no meu quarto e estava distraído no computador quando alguém chegou e tampou meu olho, segurei a mão que sabia que era de Julia e falei o Julia deixa eu mexer aqui quando eu virei Julia estava com seu pijama e olhava para mim com uma cara de safada que nunca havia visto , perguntei para ela uai vc não estava doente , ela respondeu você e tão inocente , apenas disse isso para não ir ficar sozinha com você, respondi Julia já conversamos sobre isso , ela disse não acredito em você, duvido que você não me deseja e antes que eu fala-se algo pulou em meu colo e me abraçou e disse você não quer ter sua priminha todinha pra você ? Não quer sentir sua priminha ? Eu sei que você quer disse ela, naquele momento já não estava mais resistindo e comecei a me excitar e meu pau começou a pressionar sua bunda e logo ela sentiu e disse humm já vi que vc realmente está querendo , agora vai ter que me dar , eu apenas disse Julia alguém pode chegar , ela respondeu não se preocupa já mandei mensagem para minha mãe e ela disse que so chegaram de noite, só relaxa , ela realmente era muito esperta e já tinha planejado tudo, eu tentava resistir mas ela já começava a fazer movimentos de vai e vem em meu colo enquanto começava a me beijar no pescoço e sua respiração começava a ficar forte em meu ouvido , então eu falei Julia isso não vai acabar bem ela disse claro que vai se levantou sentou em meu colo de frente para mim essa hora minha vara já estava explodindo de tesão e o volume era enorme em meu short , ela então disse nossa sera que eu vou aguentar isso tudo dentro de mim e antes que eu respondesse ela me deu um beijo bem gostoso , apesar de pouca idade ela era bem experiente e eu correspondi seu beijo enfiando minha língua toda dentro de sua boca e forçando um beijo extremamente babado o que nos deixou ainda mais excitados eu estava com tesão mais Julia estava ainda mais, a essa hora ela já rebolava por cima do meu short e pressionava sua buceta em direção a minha vara enquanto eu a segurava pela cintura o movimento dela foi aumentando dava para ver que ela estava extremamente excitada então peguei ela pela bunda e a pressionei gostoso contra meu corpo forçando sua bucetinha contra minha vara , ela então deu um gemido bem baixinho oque me deixou louco , já não havia como voltar atrás iria rachar minha priminha sem pena nenhuma, quando ela foi tirar a blusa eu falei agora não , levanta que eu quero te ver com esse pijaminha delicioso ela disse então, você gosta dele né safado sabia desde a primeira vez que você me viu utilizando ele, respondi é mesmo né priminha você também gosta de me provocar né só que agora você vai ter que aguentar as consequências ela disse é mesmo ? E o que você vai fazer? Falei pra ela dar uma voltinha enquanto eu olhava ela com meu pau extremamente duro e pulsando por dentro da cueca olhei cada pedacinho do seu corpo , sua bundinha aparecendo pelo short , seus seios com aquele decote delicioso e sua barriguinha que me deixava louco , cheguei por atrás dela e forcei sua bundinha contra minha vara enquanto apertava sua buceta de forma que seu corpo era forçado contra o meu , e então sussurrei que agora ela iria ter o que estava tanto procurando , joguei ela sobre a cama e puxei seu shortinho e juntamente com a calcinha que estava ensopada , então ela disse vem foder essa bocetinha, não sabia que ela era tão safada, então eu respondi ainda não sua cachorra pedi ela para tirar a blusa e então ela ficou peladinha , fiquei por cima dela ainda de bermuda e fui beijando seu pescoço enquanto via sua respiração cada vez mais ofegante , aproveitava para pressionar meu pau contra sua bucetinha então fui descendo beijando até chegar aos seios onde dediquei um tempo chupando e beijando um de cada vez , eu queria aperta-los fortemente mas ela disse que doía então e continuei descendo pela sua barriga e fui beijando até que cheguei em sua buceta e abrir bem as suas pernas ela olhava para baixo aguardando a linguada em sua buceta , porém eu queria deixar ela louca e então fui beijando seu joelho e depois por dentro da sua coxa e quando chegava perto da sua bucetinha que estava raspadinha e preparada para mim , voltava para a coxa e continuava beijando e passando a língua até sua virilha, nesse momento ela já implorava por pica mas ainda eu não queria da-la embora ela estivesse explodindo de tesão, depois de bastante judiação olhei fundo em seus olhos voltei para sua buceta e dei a primeira linguada ela se contorceu como se nunca tivesse sentido tal sensação e quase fechou sua pernas em minha cabeça abri suas pernas com as mãos e falei agora você vai ter que aguentar , dei outra linguada e então subiu aquele fio grosso da minha saliva misturada com o mel que saia de sua bucetinha ela estava extremamente excitada e eu beijava sua bucetinha e passava a língua em volta dos lábios e dava uma linguada bem dentro para sentir o máximo de mel em minha boca , as vezes sugava para tomar um pouco de seu mel o que me deixava louco , continuei chupando a gostoso até que do nada Julia deu um grito alto de tesão aiihhhnnn e logo falou que delicia, eu falei Julia você é doida os vizinhos podem escutar a janela e a porta estava aberta , então ela disse não aguentei gozar em silencio seu safado, levantei e fechei a janela e tranquei a porta para que caso ocorresse o barulho fosse um pouco abafado, então fui em sua direção e falei sua vez ela olhou pra mim com cara de safada e viu o volume em meu short e disse finalmente vou ver essa delicia, ela abaixou a parte da frente do meu short juntamente com a cueca e então viu minha vara pular para fora , estava enorme e pulsando de tanto tesão quando Julia olhou ela ficou espantada e ao mesmo tempo maravilhada logo abriu sua boca e pude sentir o calor de sua boca encobrir a cabeça da minha vara sua boca ficou quase toda aberta pela grossura da mina vara então ela preferia lamber e babar ela toda , mas eu pedi para ela fazer uma forcinha para chupar o máximo que pudesse enquanto eu forçava minha vara em sua boquinha , Julia não tinha muita experiência mas seu boquete estava muito gostoso e eu estava segurando para não gozar em sua boquinha, foi quando eu falei não aguento mais agora tenho que foder sua bucetinha o tesão era tanto que nem pensei em camisinha perguntei se ela queria vir por cima pois ai ela controlaria o tanto que aguenta-se ela disse que eu que mandaria então eu atendi o seu pedido com muito prazer coloquei ela de frango assado e fui por cima dela dei uma pincelada com a cabeça da vara em sua buceta e pressionei a cabeça que entrou com certa dificuldade deixei a bucetinha dela se acostumar pois sabia que ela nunca tinha recebido nada daquele calibre e aos poucos fui enfiando Julia estava extremamente lubrificada o que facilitou para minha vara escorregar para dentro da sua bucetinha fui forçando até que senti minhas bolas encostarem na portinha de sua buceta, quando olhei para o rosto de Julia era um mix de prazer e dor , sua bucetinha já havia engolido todo meu mastro, então comecei a penetrar da sua bucetinha que estava cada vez mais melada, em um vai e vem bem gostoso menos cadenciado para me deliciar com cada entrada até sentir o fundo de sua bucetinha que agora já aceitava sem receio as investidas mais fortes que dava contra seu corpo , Julia gemia de uma forma tão delicada que minha excitação estava ao extremo, tirei meu pau que latejava de tanto tesão e apertei a cabeça para aguentar mais pois ainda não poderia gozar , entrei com força que Júlia me abraçou forte e então disse isso faz de novo comecei a estocar forte e então logo Júlia anunciou que iria gozar mais uma vez e que era para não parar comecei a socar com mais força pois a sensação de rasgar aquela bucetinha com estocadas violentas me deixava louco, logo seus gemidos se tornaram mais frequente, Júlia me abraçou forte e travou suas pernas em mim e num suspiro de prazer disse que tinha gozado gostoso , eu parei com o vara dentro dela e perguntei gozou delicia? Ela apenas olhou com uma carinha de safada e afirmou com a cabeça , não resisti tirei toda a vara e tive que tomar do seu gozo fui diretamente a sua buceta e dei uma linguada bem gostosa suguei com vontade e entrei com minha língua todinha para tomar o mel daquela xotinha , Julia começou a rebolar em minha língua bem gostoso e ia a loucura , me deliciei um pouco em sua buceta e então disse que era minha hora de gozar mas que antes iria judiar mais um pouco dela , coloquei Julia de quatro na cama posicionei ela de forma que sua bucetinha fica-se bem exposta com as pernas abertas , dei em Julia naquela posição toda indefesa, preparei Julia e empurrei de uma vez só e então comecei a socar com força peguei seu cabeço e puxei para trás enquanto socava com força , Julia com seu corpo magrinho custava aguentar as estocadas violentas , comecei a aumentar pois já iria gozar tirei a vara toda melada de dentro de Julia e então falei vem rápido que vou gozar Julia virou rapidamente ainda de quatro abriu a boca então coloquei minha vara em sua boca hurrei e comecei a gozar gostoso enquanto sua boca ia enchendo de leite aos poucos Julia ia sugando e engolindo tudo , ver Julia engolindo todo meu leitinho era bom demais , então eu falei pra ela deixar limpinho e ele apenas disse com o pau em sua boca sugando até a última gota uhum, Julia terminou e lambeu os beiços então pedi para ela abrir a boquinha para eu ver se havia tomado todinha em sua boca não havia nenhuma gotinha , falei isso mesmo gosto bem obediente , deitei ao lado de Julia e falei que delicia , ela respondeu bota delicia e suspirou , Júlia veio com a mão direto na minha vara que estava sem rígida e falou quero mais, vai comer mais sua primina de quatro ? Respondi que já estava ficando tarde e que poderia dar problema , ela então disse só mais uma, enquanto ela me masturbava rapidamente me excitei levantei rapidamente fui até a gaveta do guarda roupa e peguei uma camisinha coloquei na minha vara e pedi ela para ficar de quatro , com a vara já a ponto de bala apontei e penetrei gostoso , Julia então falou isso soca gostoso , comecei a socar bem forte em sua bucetinha enquanto segurava em sua cintura , Julia só pedia mais estava totalmente voraz em tomar varada , pedia para socar mais forte e eu atendia com muito prazer , parei um pouco e tirei toda a vara para ver a sua bucetinha que estava abertinha , aquela visão era deliciosa ver como aquela bucetinha tinha ficado depois de muita varada, voltei a socar gostoso em Julia e bater em sua bunda , Julia estava extremamente voraz e pedia para socar mais rápido e mais forte comecei a socar enquanto gemia mais desinibida agora , já não estava mais aguentando e anunciei que ia gozar , então Julia disse isso goza goza comigo , enfiei minha vara toda em sua buceta e comecei a gozar gostoso e enquanto Julia também gozava , ficamos parados por alguns instantes naquela posição e então caímos cada um para um lado ofegantes, Julia então se levantou e disse deixa eu ir lá que agora já quase na hora do pessoal chegar, ainda pelado na cama vi Julia vestir seu pijaminha , enquanto eu observava ela terminou de se vestir veio até mim me deu um beijo e disse vou querer mais viu, enfiei a mão em sua buceta por cima do short e disse e eu que vou querer mais delicia , Julia sorriu maliciosamente e saiu pela porta do quarto e foi para seu quarto, quando o pessoal chegou já estávamos Julia estava na sala vendo TV e eu em meu quarto no computador , mais a noite sai do quarto e fui até a sala onde estava todo mundo conversando e Julia e minha tia conversando , cumprimentei todos inclusive Julia que me deu um oi e voltou a conversar com minha tia, que nem suspeitava que sua filhinha tinha entrada na vara mais cedo, mais a noite Julia veio ao meu quarto me dar boa noite me deu um abraço e surrou em meu ouvido, você me deixou toda inchada, adorei . Julia passou a mão na minha vara por cima do short e então se foi. Julia era mais safada que eu pensava e eu não ficava atrás , judiei muito de Julia depois, inclusive do seu cuzinho, mas como eu disse essa foi a primeira vez que me deliciei com ela e o restante das minhas aventuras fica para outros contos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,75 de 24 votos)

Por #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder wallace

    é julia ou josy ????????????

  • Responder HISAYONANAMI

    Longo e bom.
    Cadê a(s) continuação(ões)?

  • Responder Tri

    Excelente conto. Fiquei ensopada…

    • Cidine

      Aí eu adorei a támbem vc tem Telegram cidine Silva