,

Você acredita em hipnose

06-09-18 Por 3 ★ 4.33

Eu estudo hipnose já há alguns anos, e pratico em churrascos em família, na faculdade e tudo mais. O que vou relatar a vocês, realmente aconteceu, e admito que foi muito arriscado.
Aconteceu que tinha um aniversário de um anfitrião da família da minha esposa, quase 100 anos esse senhor ia comemorar, porém, eu resolvi ficar em casa, por que eu nunca fui muito da família dela e tudo mais.
A filha da minha cunhada, minha sobrinha, filha única, muito apegada a mim, e pelo fato de ser filha única e mimada, disse que não queria ir também, como a festa era de dia, e ela muito birrenta, a solução foi, que ela ficasse comigo nessa tarde, enquanto rolava a festa, umas quadras da minha casa, eu tomava conta dela…
Minha esposa e minha cunhada se despediram e foram.
Eu já tinha hipnotizado minha sobrinha (10 anos), e ela entrava em transe muito facilmente, neste dia, eu coloquei um filme na Netflix e ela ficou assistindo. Quando vi que ela estava bem concentrada, me sentei na frente dela, não na frente da TV, mas na frente dela, peguei a mão dela e coloquei sobre a minha e disse, olhando firme nos olhos dela:
– Vamos fazer uma brincadeira, quando eu falar já, você pressiona o máximo que der a minha mão para baixo, faz bastante força, enquanto isso, não mexe a cabeça e acompanha meu dedo (pra lá e pra cá), isso sem mexer a cabeça… JÁ, faz força, pressiona para baixo, isso, mais forte, mais forte, olha meu dedo… (tiro a mão rápido) DURMA!!!
Pronto, agora ela estava em transe…
– Isso, vai relaxando, aprofundando, imagine que você está descendo uma escada etc….
Em fim, ela estava prontinha…
Então eu fiz o que chamamos de Ilusão Negativa, que é quando algo some (positiva, algo aparece)
– Imagine agora que você está na minha casa, melhor, que essa é a sua casa, que você não tem aula e que você está sozinha em casa, não tem ninguém aqui, porém, você ouve a minha voz e acha isso normal, mas você está sozinha, você vai olhar desenho, e se sentir segura por estar sozinha.. etc… etc… etc…
– 3 2 1 olhos abertos…
E ela se ajeitou na cama (esqueci de mencionar que estávamos no quarto) e eu para ela, não aparecia, pois ela achava que estava sozinha, parece louco, mas acontece, pesquise isso em vídeos de hipnose.
Em fim, eu caminhava pela casa, (só que não podia mexer os móveis e nem fazer barulho porque isso poderia assusta la), e ela ali em transe profundo, olhando seu desenho sem me enxergar…
Foi quando eu passava na frente dela e ela nem bola… então eu resolvi tirar o meu pau pra fora e começo a me masturbar na frente dela…. A sensação era maravilhosa, pois minha cabeça doente sentia um tesão imenso nisso… eu chegava com meu pau próximo a ela, e ela nem bola…
Resolvi fazer outra brincadeira…
Eu instalei um signo sinal, desde a primeira hipnose dela, então estalei os dedos e disse DURMA e ela voltou ao estado sonambúlico.
– Pois bem, agora eu voltei, você está comigo na minha casa, você me enxerga, porém, eu trouxe pra você um gatinho filhote (pequei um touca), e você vai adorar tocar nesse gatinho etc… etc..
3 2 1 olhos abertos…
E olhei pra ela e disse: – Olha o que eu trouxe !!!! E apontei para a touca, como se fosse o tal gatinho. Só que, a touca estava cobrindo o meu pau, então, toda vez que ela fizesse carinho no gatinho, por tabela, estava tocando no meu pau…
Ela olha com carinha de quem viu um gato fofo… e disse: – Posso pegar?
Eu: – Não, ele não gosta de colo, só do meu, mas toca nele aqui…
E ela passava a mão, e tocava, muito gostoso no meu pau… ela alucinou legal que aquilo era um gatinho, e chamava e brincava, e balançava muito meu pau… isso ela tocando na touca…
Então eu olhei pra ela, estalei os dedos e DURMA…
Ela novamente dormiu…
Eu então agora parti para a maldade…
– Imagine agora um minion, amarelinho, pequeno, que é do tamanho de uma caneta, amarelinho, com oclinhos, falando engraçado, banana banana… na verdade, ele tem o tamanho de uma banana, é um brinquedo engraçado, você vai querer brincar com ele, ele é seu melhor amigo… você pega ele, brinca com ele, porém ele não sai do meu colo, você só brinca com ele no meu colo, você ama ele, quer muito brincar com ele, acha ele muito engraçado… etc… etc… etc… Esse minion seria meu pau….
3 2 1 olhos abertos…
Então ela abre os olhos, e eu to tapando meu pau com a mão, ele bem duro, porém, para fora só do zíper da calça, então eu olho para ela e digo:
– Olha o minion… E, admito que deu medo de ela não alucinar e ver meu pau, mas não, pela cara de surpresa dela (ela ama os minions) deu pra ver que ela alucinou…
Então ela faz aquela carinha de ÓÓÓ… que fofo… olhando diretamente para o meu pau, porém o que ela via era o tal minion… conforme ela imaginava…
Eu disse, toca nele… e ela faz um carinho na cabeça (do minion e do meu pau) e passa a mão… então eu digo:
– Brinca com ele, só que ele fica preso no meu colo…
Ela então pega meu pau e começa a falara com ele, e achar engraçado… eu tenho até um vídeo disso… E ela começa a brincar e eu digo que ele gosta de ser sacudido assim ( e faço tipo uma punheta) e ela vai brincado…
Eu pergunto: – Ele fala alguma coisa?
Ela: – Sim, ele fala muito engraçado, não dá pra entender, mas é banana banana…
Eu digo que ele gosta de beijinho, e cara… ela na hora vai e beija meu pau… meu deus, eu tava louco nessa hora…
Então resolvi ir mais a fundo…
Olha aqui… DURMA…
– Pois bem, agora o minion foi embora, foi incrível essa brincadeira, mas ele foi embora. Imagine agora um picolé cremoso, daquele que aparece na TV, aquele que você comeu esses dias (nós saímos e eu comprei pra ela) que você adorou, está muito calor, você sente esse calor, e a sua maior vontade é comer esse picolé cremoso, com chocolate, você adora chocolate, é tudo o que você mais gosta, você quer muito esse picolé e eu tenho um aqui, e você vai querer, porém esse não pode morder (kkk instrução de segurança), esse você não pode morder, somente lamber, chupar, e você acha muito gostoso, é tudo o que você mais quer etc… etc… etc…
3 2 1 olhos abertos…
Nisso eu já estou de pé, ao lado dela, ela abre os olhos meio perdida e eu logo digo pra ela:
– Quer picolé??? (Eu segurando meu pau, direção a ela)
Ela desperta, concordando com a cabeça e com sorriso no rosto…
Cara, foi incrível, ela se ajeitou na cama, ficando de joelhos, pegou meu pau pôs na boca… sem mais nem menos… começou a chupar… a fazer um boquetão maravilhoso…
Meu deus, fui a loucura… ela chupava como uma profissional…
Eu pergunto, que gosto tem?
Ela: – Chocolate… E segue chupando…
Eu: – E você gosta?
Ela: com meu pau na boca sonora com o nariz “hurumm” (concordando com a cabeça)
E deixo ela se deliciar com o picolé… Cara, admito que eu já ia gozar, porém, poderia parecer estranho para ela um picolé jorrar leite… então precisava criar a ambientação…
Eu: – Você sabia que esse picolé é magico..
Ela: – Como assim?
Eu: – Você balança ele assim (tipo uma punheta), e ele solta gelinhos…
Ela: – Sério???
Eu: – Sim, faz ai pra você ver…
Então ela começa a mover, batendo literalmente uma pra mim, com aquela mãozinha pequena, (tem vídeo de tudo isso também, não adianta pedir, não passo pois mostra o rosto dela). Eu digo:
Dá pra chupara também o picolé enquanto isso, se não vai derreter…
E ela um pouco chupa, um pouco bate, meu deus, eu ia a loucura…
Então eu já ia gozar, pego a touca gatinho e uso para usar como pano para não soltar por tudo minha porra…
Então eu digo, vai sair os gelinhos, o que sair é gelo, você vê gelo (pra induzir na hipnose)
E começo a gozar…
Ela faz cara de surpresa, pois o que ela vê é gelo, porém era minha porra… e meu deus, eu digo, não para, não para, e ela batia cada vez mais, eu segurando a touca na frente dos jatos, se não ia sujar ela, a cama e tudo mais…
O que sobrou na cabeça eu digo pra ela:
– Quer provar o gelinho, tem gosto de leite condensado…
E ela passa a língua, prova e não faz uma carinha de quem concorda que tinha gosto de leite condensado… mesmo assim ela diz que é bom…
DURMA… ajeito ela na cama, agora, você esquece tudo o que aconteceu, nada disso aconteceu e seu subconsciente apaga completamente, você acabou de chegar aqui em casa, sua mãe acabou de sair, e tudo começa agora, nada você lembra, se você lembrar você não conta… etc… etc… etc…
3 2 1 Olhos abertos…
Nisso eu coloco ela para olhar TV novamente…
O conto acaba aqui… mas tenho só mais algumas considerações…
Como era muito provável que ela lembrasse e contasse, eu fui numa padaria próxima e comprei o tal picolé, e dei a ela, ou seja, se ela contar, tinha até embalagem pra comprovar, e baixei um aplicativo, muito parecido com o gato tom, porém com o minion, e brinquei toda a tarde com ela… ou seja, se ela contar foi verdade também, e olhei um vídeo de gatinhos na internet… tudo para gerar uma confusão mental…
O conto é verídico, e não aconselho ninguém a tentar isso, é muito arriscado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 12 votos)

Por ,

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Gostei, muito bom. Vamos conversar galera.
    https://chat.whatsapp.com/9EyV6EoFOuKA2hVQKo360U

  2. O novato

    Que foooda cara como posso falar com vc queria aprender hipnose tbm :v tenho 15 anos me passa seu telegram,whats ou e-mail pfvv

  3. Ret

    A ideia de tema é boa, mas é muito bobinho o seu tinha ido direto pra parte onde ela chupa rola e bebe a porra pensando que era leite de caixa imbutido no picolé rsrs