Nova troca de mães

Autor

Sou o Crlos fiho da Carol e do Carlos e Luciano é filho de Paula e Marcos, somos como uma família, sempre nos reunimos em dias de festas. Quando mais novo já transava com minha mãe e ele com a sua, até que bolamos um plano para um comer a mãe do outro, acabou acontecendo e umas vezes mas, porém com o trabaho elas viajavam muito, sozinhas ou com seus maridos. Certa vez viajamos junto os 4 onde pude desfrutar de Paula enquanto ele desfrutava da minha mãe, tudo numa boa. Paula ganhou um convite de uma semana no interior, numa chácara, imediatamente ligou para minha mãe e ela resolveu aceitar, iria junto com ela e seu filho porque eles já tinham outro programa assim como meu pai e minha irmã. , Fiquei alegre e rememorei nossa viagem certa vez, onde ficamos 1 semana no hotel, onde aproveitamos e novamente fizemos uma troca de mães.
Chegou a semana do passei. Fomos nos encontrar na casa de Paula para viajarmos no carro deles, Ao chegar ao nosso destino, moradores da chácara nos direcionaram para um retiro mais afastado, onde encontramos uma casa bem estruturada. Nos alimentamos e logo caímos na cama. Eu com minha mãe e Luciano com sua mãe. Era bom passar a noite junto com minha mãe, pois eramos amigos de tudo, inclusive muitas vezes dormimos juntos e acabava comendo ela, assim como acontecia com Luciano. Após o nosso banho, fomos deitar para dormir, pois ela tinha revezado na direção até nosso destino. Minha mãe colocou um baby dool com um fio dental, deixando sua bunda e sua buceta bem a vista, o qual costuma usar costumeiramente me deu um beijo e dormiu. Confesso que fiquei meio perturbado com a cena, pois quando ela se virou deu para visualizar parte de sua bunda. Tive uma pequena ereção. Mas logo abracei um travesseiro e apertei meu membro contra ele para poder disfarçar. Ia deixa-la descansar da viagem e no dia seguinte seria outro dia.
O dia amanheceu e minha mãe nem sequer tirou a camisola e foi para a cozinha, onde já estava meu amigo e a mãe dele, também um baby doll igual ao da minha mãe. Percebi que meu amigo não tirava os olhos da minha mãe. Não sei se ele percebeu que eu também fiquei admirando a mãe dele. Elas disseram para gente ir buscar algumas frutas no pomar que elas iriam preparar o almoço.
No caminho do pomar eu e meu amigo que costumamos conversar sobre tudo, namoradas, sexo, começamos a falar como seria ficar sem sexo por uma semana. Falei será que vamos aproveitar e trocar nossas mães? Vi que você ficou de secando minha mãe enquanto eu secava a sua, me lembrei das nossas transas quando viajamos e não chegamos a uma conclusão, qual a mais gostosa. Durante a tarde fomos nos banhar em um córrego que passava na chácara. Nada de mais aconteceu. Ficamos ali nos divertindo, vendo o tempo passar, jogando conversa fora e pensando como faria para passar uma noite de prazer com a Paula. Imagino que o Luciano também pensava a mesma coisa sobre minha mãe. O tempo passou e chegou a hora de voltarmos para a casa. Saimos os quatro e eu voltei antes com Paula, comecei a beijá-la e ela me levou para seu quarto. Nesse momento fui tirando sua blusa e abocanhando seus seios, eram iguais ao de minha mãe, médios. Nos deitamos e nos beijamos intensamente. Sua boca procurava meu corpo e a minha boca procurava o seu. Até que quando nos demos conta eu estava abocanhando sua xaninha rosadinha. Nem posso imaginar o que o Luciano fez com minha mãe, pois eles tinham sumido de nossas vistas. Só queria descontar. Coloquei ela de quatro e comecei e lamber o cuzinho dela. Ela toda excitada me pedia para socar meu pau nela. Meti na bucetinha dela de quatro mesmo. Ela começou a gemer de prazer. Eu com muito medo de gozar pedi para trocar de posição. Ela se sentou no meu cacete e começou uma cavalgada frenética, no qual não pude aguentar por muito tempo e enchi a buceta dela de leite. Como adoro um cuzinho, virei ela de bruços e fui prepara seu cuzinho, chupando e enfiando um dois dedos nele até que ela pedindo dei meu caralho ela molhou ele bem e passei a comer aquele cuzinho delicioso. Gozei bastante e nos beijamos bastante, fomos nos lavar e retornamoos abraçados. Nos recompomos e ficamos ali conversando um pouco. Depois que ela adormeceu um pouco sai do quarto e fui ver se via meu amigo. Ele estava na cozinha tomando água só de cueca. Me falou que estava no quarto da minha mãe, procurei saber o que tinha acontecido. Contou como tinha sido e falou que começaram a se beijar, foram para a cama onde ambos começaram a tirar a roupa um do outro. Cada detalhe que me falava eu ficava com mais tesão. Disse que primeiro comeu o cuzinho dela, depois de ter prepara ele. Fizeram de tudo na cama, ficando ambos satisfeitos, fiquei com um pouco de ciúmes, mas contei que sua mãe também é uma delicia. Perguntei a ele o que tinha acontecido e ele me disse que tinha conseguido o tal feito com minha mãe. Começamos a contar um para o outro o que tinha acontecido, eles deram um jeito de escapar de nós e começaram a se beijar, logo após que nós saímos da casa eles começaram a conversar e logo rolou o primeiro beijo. O resto aconteceu naturalmente. Ele me contou cada detalhe que me enchia de tesão. Ele disse que eles deram duas vezes. A primeira foi mais rápida, logo após uma preliminar com direito a 69 e a beijo grego (chupada no cú) e que depois de rápidas estocadas gozaram juntos. Na segunda vez disse que demorou um pouco mais e que fez sexo anal com ela. Confesso que fiquei com um pouco de ciúmes, mas também contei a ele que a mãezinha dele é uma delicia. Estavamos os dois ali de pau duro e decidimos voltar para nossos quartos. . Ficamos ali de pau duro e decidimos cada um ir para o quarto da própria mãe.
Quando entrei no quarto pude sentir o cheiro de sexo no ar e ela dormindo só de fio dental enrolada em um lençol. Fiquei ali deitado e após um tempo ela acordou e me disse que sabia que eu tinha ficado com a Paula. Percebi que meu amigo tinha contado para ela o nosso plano. Conversamos muito sobre isso e eu disse que também sabia tudo o que ela tinha feito com o Luciano e que achava ela muito linda. Nem preciso dizer que o nosso papo começou a esquentar.
Passamos a conversar, falei que ela é linda e que a amava. Relembrei da primeira vez em que plano de comer a mãe um do outro tinha dado certo, e que ao saber do convite para a viagem logo nos encontramos para pensar como seria bom novamente termos sexo com a mãe um do outro. A noite passada fique de pau curo vendo sua bunda aparecendo no fio dental. Ela se sentiu lisonjeada por estar provocando dois rapazes dessa forma. Nesse momento meu pau novamente fica que nem uma tora, não consigo me controlar. Ela começa a relatar para mim o que aconteceu com o meu amigo, não omitindo nenhum detalhe, contou cada beijo que ele a deu, cada chupão que ela recebeu. Quando vimos eu já estava reproduzindo tudo igualzinho com ela, da mesma forma. Quando caio em si eu paro e peço desculpas, mas ela diz que não tem nada que se desculpar por estar dando prazer a ela.
Nesse momento meu corpo estremece de tesão e tomo ela por inteiro passeando minha boca por todo o seu corpo e dizendo o quanto eu a admirava, o quanto ela era uma boa mãe, o quanto ela era mulher de fibra e coragem, o quanto ela era gostosa e o quanto eu a queria desde sempre. Nesse momento não resistimos um ao outro e coloco ela de quatro na cama e pergunto se o Luciano a comeu daquele jeito e ela confirma que sim. Ela diz: aproveita, sou toda sua, me fode. Comecei a dar estocadas na bucetinha dela. A cada estocada meu prazer aumentava e o delírio tomava conta do nosso tesão. Trocamos de posição, ela se sentou no meu colo e começou a cavalgar por alguns minutos até eu avisar que queria gozar e para minha surpresa ela disse: enche minha buceta de leite. Eu nem hesitei e soltei o jato de porra dentro da xaninha dela. Nos recompomos e fomos dormir abraçados.
No outro dia, ao acordar ao lado dela, começamos a conversar sobre o que havia acontecido e eu me coloquei a pensar com ela sobre a possibilidade do que aconteceu com a gente ter acontecido com a mãe dele e ela me disse que achava que sim, pois o meu amigo era muito taradinho. Dando risadinhas. na minha cabeça só passava putaria. Sugeri a minha mãe que saísse bem sensual do quarto. Ela só colocou uma camisa no corpo com um fio dental e foi para a cozinha. Encontramos Paula e Luciano, ele com um short largo, como o meu e sua mãe novamente com o fio dental e aquele fio dental que deixava sua buceta e seu cuzinho bem visíveis. Para minha surpresa minha mãe chega e dá um beijo no Luciano. Ele a puxa para o colo dele (que cara abusado). Eu não poderia ficar para traz e dou um abraço por traz na Paula . Ela se vira e me da um beijo e pergunta se dormi bem. O meu amigo Luciano solta no ar: com certeza dormiu bem ne meu amigo (com ar irônico). Eu caio na gargalhada. Ficamos ali nesse clima amistoso e a Paula diz para minha mãe ficar a vontade porque ela sabe de tudo e que não rola preconceito nenhum da parte dela. Meu amigo Luciano, nesse momento da um beijo nela e ficam ali como namorados. Eu e Paula só observando e dando risadas e dizendo: se contenham, rsrsrsrs. Nesse momento também dou um beijo nela.
O clima de sexo toma conta do ambiente novamente e tudo sai do controle. O Luciano e minha mãe já estão se beijando audaciosamente com suas mãos passeando pelos corpos. Cm um tesão ao ver minha mãe sendo bolinada por meu amigo, puxei Paula para os meus braços e a beijei muito. Nesse momento minha mãe chama todos nós para o seu quarto. Nos deitamos os quatro na cama, cada um com seu par. Eu, ao olhar de lado, percebi que Luciano estava tirando toda a sua camisa a deixando só de fiozinho. Eu começo a mamar os seios da Paula, após ter tirado o baby dool dela, e ele diz: nossa, que delicia. Eu digo: você quer experimentar? E ele: nossa, pode? Pergunto se Paula deixa e ela diz que sim. Nesse momento trocamos de par e mamamos nossas mães. Elas todas nuas, sendo chupadas por nós. Ninguém era de ninguém. Elas eram nossas.
Logo meu deu vontade de beijar minha mãe, mas eu suguei bastante a língua dela e o tesão só aumentava. O Luciano já estava lambendo a xota da mãe dele. Meu pau estava duríssimo. Minha mãe pediu para chupa lo e eu deixei. Era deliciosa a boca dela sugando meu cacete, deixando-o todo babado. Até que ela se levanta e senta em cima dele. Era uma sensação maravilhosa. Meu amigo olhou para nós e disse: aproveita meu amigo, fode essa buceta gostosa que eu deixo. Nisso nosso tesão só aumentava cada vez mais. Minha mãe parecia bem gulosa por pau. No que ela diz: Paula, me empresta seu filhinho um pouco. Paula concorda com a cabeça, nisso o Luciano pede para que ela troque de posição e fique de 4. Nisso ele pede licença a mim e começa a lubrificar o cuzinho dela com a língua. Imediatamente dou meu pau para ela abocanhar. Meu tesão faz com que eu a chame de safada gostosa. Paula me puxa de lado e pede que eu a penetre de 4. As duas estavam lado a lado de 4. Eu vendo o rabo maravilhoso da minha mãe enquanto o Luciano colocava a cabecinha no cuzinho dela. Minha mãe soltou um gritinho quando entrou. Nossa, que cena surreal. Minha mãe dando o cuzinho bem ali na minha frente. Comecei a socar sem dó na Paula chamando a de safada, enquanto o Luciano enrabava do meu lado. O tesão era tamanho que não aguentamos por muito tempo e acabei enchendo a Paula de leite. Nesse momento Luciano anuncia que encheria o cuzinho dela de leite também. Eu e Paula a ali parados, observando os dois chegarem ao máximo do prazer juntos. Todos nós nos deitamos por ali para nos recompor e tentar voltar a rotina, pois ainda eram por volta das 9 da manhã. O dia transcorreu normalmente, a noite tivemos novas aventuras quando comemos nossas mães nos revezando em comer a mãe um do outro.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,75 de 12 votos)
Loading...