nem sonhava, mas aconteceu

Autor

o que vou contar agora e real, aconteceu a pouco tempo aqui em casa
sou casado, tenho 55 anos, minha mulher tambem, nossa vida sexual é um pauco calma
vivemos os dois sozinhos numa casa grande com piscina e as vezes nossos netos vem passar o final de semana
normalmente quendo isso acontece, ele convidam amiguinhas e amiguinhos para brincar com eles
tudo começou num fim de semana ensolarado, quando eles chegaram, pediram para eu ir buscar duas amigas e um amiguinho
a mais velha tem 12 anos, o muleque 9 e a menorzinha 7 aninhos
durante o dia tudo correu normalmente, piscina, churrasco e as brincadeiras deles
a tardinha minha mulher pegou meus netos e a amiguinha de 12 anos e foram passear no shoping, eu estava cansado, tomei algumas cervejas e tomei meu banho e fui descansar
a menorzinha e o irmão ficaram comigo, liguei a tv da sala e eles se ajeitaram lá para ver desenhos, não demorou muito e o muleque dormiu, a menina veio se deitar comigo e pediu para eu colocar um filme
coloquei um filme de ação e ela se deitou com a bunda perto da minha mão, ela estava só de calcinha e começou a comentar o filme e se mexer o tempo todo
sua bundinha é linda e tem um bucetão maior que o da minha mulher
eu fiquei olhando e comecei a ficar de pica dura, coloquei minha mão em cima das pernas dela, fiquei acariciando, coçava os pezinhos dela e ela ria muito sentindo cocegas e ficava mechendo muito a bundinha, comecei a me desesperar, levantei e fui na sala ver se o irmão estava dorminho e confirmei que sim, voleti rápido minha pica estava durona, eu estava de moleton sem cueca e minha pica aparecia muito, comecei a alizar a bundinha dela e ela foi se chegando para perto de mim, fui mais insistente e comecei a passar o dedo na rachinha dela e ela ficava rebolando e de vez em quando me olhava e sorria
me deichava louco esse procedimento, acho que alguem ja brincou com ela assim…
enquanto eu brincava com a bundinha dela, ela não parava de rir dizendo que a cosquinha estava boa, e eu brincando
fui mais atrevido, coloquei meu dedo na portinha do cuzinho dela e fiquei forçando e ela ia cada vez mais pra traz como se quisesse que eu enfiasse
virei para o canto peguei o tudo de ky dentro do criado da minha mulher, lambuzer meu dedo e comecei a enfiar, o cuzinho dela foi se abrindo e cada vez eu enfiava mais, não tive mais duvidas, ela ja tinha deichado alguem brincar assim com ela e pelo visto ja tinham enfiado a pica nela
minha pica estava muito dura e babando e eu enfiando e tirando meu dedo do cuzinho dela, ela ria e olhava para mim
ai eu perguntei, voce esta gostando, quer que o tio pare?
ela respondeu que era para continuar porque estava muito gostoso…
a danadinha jogava a bunda pra cima do meu dedo e ficava rebolando
eu ja havia perdido a razão, não tinha mais como recuar, mandei ela ficar quieta e fui olhar o irmão que continuava dormindo, quando voltei minha pica de tão dura estufava o moleton e ela vendo , perguntou, porque vc estão assim tio
eu respondi que era coisa de homem, era normal quando se passa a mão na bundinha de uma menina o piru ficar duro e soltando leitinho
ela me olhou dentro dos olhos e falou
tio eu quero tomar seu leitinho
ouvindo isso não resisti, atolei de uma vez só dois dedos dentro do cu dela, ala fez carinha de choro mais não falou nada, coloquei minha rola para fora e mandei ela chupar que eu ia dar leitinho para ela
ela sorriu e falou, oba eu quero… ai eu tive certeza que ela ja estava acostumada
quando ela viu meu pau durão, ficou adimirando e falou, tio ele é lindo, muito grande, será que vai caber na minha boquinha…
vai sim meu amor, se voce quer mesmo tomar leitinho vai ter que chupar, nem terminei de falar e ela abocanhou minha pica e começou lambendo e logo ja estava chupando melhor que a minha mulher
minha pica babava muito, ela passava a lingua e adorava, dizia que era salgadinho e perguntou
tio quando vai sair o leitinho para eu tomar
já já meu anjo continua a chupar
ela ja conseguia colocar quase a metade da minha rola na boca, sugava a cabeça e ficava punhetando, desesperada , queria porque queria meu leite e sem avisar, comecei a gozar e enchi a boquinha dela que até se engasgou mas não reclamoi nem parou de chupar ate sair a ultima gota…
peguei a cabecinha dela, e trouxe perto do meu rosto e taquei um beijo de lingua nela, senti tambem que ela ja sabia beijar de lingua muito bem
mandei ela se levantar e ir ao banheiro lavar a boquinha e depois tomar água, quando ela saiu do banheiro eu fui me lavar, minha rola continuava durona e fiquei pensando, que safadinha, eu eu achando que ela não ia gostar
voltei para a cama e mandei ela tirar a calcinha para eu brincar com o cuzinho dela
chamei ela e falei no ouvidinho dela, fica de 4 meu amor, vou passar um creme e ver se ele entra igual meus dedos
ah tio, vai entrar sim, eu quero que o senhor consiga, me arrepiei, passei bastante creme massagiei a portinha com os dedos, enfiava mesmo para abrir caminho e não perdi tempo
coloquei a cabeça na portinha, dei uma forçada e logo a cabeça se alou la dentro, ela deu um gemidinho de dor e eu perguntei
quer que o tio continue?
sim tio, falei que ia doer um pouquinho mas que logo a dor ia pasar e ficar gostoso
ai ela sem querer soltou, eu sei tio, é muito gostoso, fiquei louco e enfiei devaga e logo minha rola estava todinha la dentro, comecei a enfiar e tirar, era muito bom, aquela coisinha gostosa com a minha rola todinha no cu
derrepente a campanhinha tocou, o pessoal voltou do shoping, dei u7m grito que ja ia abrir a porta e limpei ela bem limpinha com papel higiênico, a bundinha dela estava toda melada, limprei direitinho e mandei ela se deitar na sala e fingir que estava dormindo, vesti meu moleton, a minha pica babava muito e tive que vestir uma cueca, e fui abrir a porta…
se gostaram, depois eu conto o resto

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,80 de 25 votos)
Loading...