,

Fui escravo da familia

08-09-18 Por 5 ★ 2.69

Olá galera tudo bem?. Bom pelo título ja sei o que estão pensando " aaahhh tudo mentira", " mas um pra inventar", estou falando isso pois já leio os contos deste site a algum tempo mas isso vou deixar a critério de vocês então vou mim apresenta, meu nome é Bruno tenho 24 anos, sou bisexual assumido, moreno alto, físico atlético pois eu adoro malhar, a cor dos meus olhos são castanhos claro e atualmente estou namorando uma ninfomaníaca que eu amo de.paixão, e vou apresenta para vocês a minha família:

ROBERTA: está é a minha mãe tem 43 anos, branca, baixinha da bunda grande, gordinha, cabelos ruivos, seios fartos, olhos claros e ela é louca por sexo também ne a família da minha mãe é toda assim rs.

EVANDRO: meu pai tem 54 anos,moreno, estatura mediana, gordo e meio careca, barba grisalho, também é bi com aprovação da minha mãe e os dois são super liberal.

BRUNA: esta é a minha irmã gostosa ela tem 34 anos, cabelos curtos com mechas loira, branca e uma bunda empinada, seios fartos, uma tartuagem na sua coxa, e ela é puta safadeza ja perdi as contas de quantas vezes agente ja transamos, ela até já transou com o nosso avô.

BIANCA: Bianca é a minha outra irmã ela tem 26 anos, morena dos olhos castanhos claro, gordinha baixinha da bunda grande, cabelo longo liso, tem um piercing na buceta e adora incesto.

VAMOS A MINHA ESTÓRIA, O DIA EM QUE VIREI ESCRAVO SEXUAL DA FAMILIA:

Bom desde de quando os meus pais ja sabia sobre o meu sexo já estava traçado o meu destino no que eu iria mim torna dali em diante pois segundo a minha mãe ao saber que seria um menino mais pais pularam de alegria, minha família não é uma família normal que nas reuniões de família não rola sexo entre si não senhor, quando rola reuniões de família ai a putaria rola solta, irmão com irma, pai e filha, mãe com filho, no começo não entendia mas agora eu entendo e vou ser sincero para vocês EU ADORO FAMÍLIA INCESTUOSA, pois tudo é liberado mas entre quatro paredes pois fora dos muros viramos uma família tradicional nada de beijos em públicos pois a sociedade ver isso como repúdio mas nós ver isso como prazer familiar e ser escravo dessa família é uma delícia, vou contar para vocês como iniciou o incesto em minha vida.

Eu tinha 13 anos já estava começando a desenvolver os meus sentidos, era noite e minha mãe e minhas irmãs tinham saindo para se diverti ( só depois de alguns tempos que elas explicaram que foram na casa da minha tia transar com meu primo), eu fiquei com meu pai assistindo TV e horas depois as três chegam todas felizes nisso meu pai se levanta e foi abraça a minha mãe e as minhas irmãs com beijos na boca ( aquilo pq mim era normal até eu beijava a boca da minha mãe tambem), minhas irmãs foram para seus quartos e meus pais também e eu fiquei ali sentado quietinho como um bom menino.

Horas depois meu pai saiu do quarto e sentou no sofá junto comigo e começou a falar:
– filho tenho uma coisa para te falar.
– o que é pai?
– bom como você tá virando um homenzinho então chegou a hora Bruno.
Eu naquela época não entendia nada para mim estava tudo normal e queria sabe do que meu pai estava falando então perguntei:
– o que pai?
Meu pai olhou para trás e chamou minha mãe que ela veio vestida com seu roupão Rosa e então minha mãe ficou bem na minha frente e abriu seu roupão mostrando seus peitos e a sua buceta exuberante eu naquela idade fiquei espantado ao ver a atitude de minha mãe e depois ela virou de costas e mostrou seu delicioso rabo gigante, meu pai pegou em minha mão e me fez passar na bunda da minha mãe depois ela vestiu e logo em seguinda veio também vestida com seu roupão a minha irmã Bruna ela parou em minha frente e fez o mesmo igual a minha mãe e vir sua buceta com um pequeno cabelinho em sua buceta e virou de costas mostrando toda aquela delicia de menina achei aquilo um máximo e sem ajudar de meu pai eu passei a mão em sua bunda, minha mãe vendo a minha atitude espontâneo disse:
– olhar ele aprende rápido amor.
Meu pai todo orgulho disse com seu sorriso de orelha a orelha:
– lógico amor, Bruno puxou ao seu pai.
BRUNA vestiu seu roupão e ficou do lado da minha mãe, depois foi a minha irmã Bianca que faz o mesmo e sem pensar passei a mão não na sua bunda e sim em sua buceta ela logo disse:
– safadinho em Bruno.
E vocês acham que acabou não acabou não ainda falta uma pessoa se vocês pensaram em meu pai sim acertou, ele se levantou e começou a baixa sua calça mostrando sua rola ernome e eu comecei a toca em sua rola nisso meu pai empurra minha cabeça iniciando o meu primeiro boquete, minha mãe veio até mim e começou a baixa meu calção e sinto ela chupa minha rola gostosa, minha irmãs começaram a se pega Bianca e Bruna fizeram um 69 delicioso.

Ouço meu pai geme e começou a mim ensina como dar uma deliciosa chupada em sua rola neste dia até aprende a fazer a garganta profunda mim engasgado com a sua deliciosa rola naquele dia tudo iria mudar em minha vida eu viraria o escravo sexual, meu pai me fez feira no sofá e enfiou toda aquela rola deliciosa em minha boca e a minha mãe colocou minha rola na sua buceta e começou a rebola gostoso aaahhh que delicia, meu pai tirou sua rola de dentro da minha boca e quando fui olhar para o lado vinha a minha mãe colocando sua buceta para eu chupa, mas eu nunca tinha feito isso é fiz de qualquer jeito até que a minha mãe começou começou me ensina:
– filho é assim amor, lambe como se fosse um sorvete.
E então comecei a lamber enquanto isso meu pai chupava minha rola comecei a gemer gostoso, comecei a ficar maluco e a minha mãe sentou em minha cara sufocando-me com aquela bucetona gostosa, minutos depois minha mãe sair de cima de mim e dar o lugar para Bruna que abriu bem sua buceta e sentou para eu chupa gostoso.
– vai maninho chupa a bucetona de sua irmã porra.
Nisso ela começou a esfrega sua buceta na minha boca e meu pai parou de chupa minha rola, minha irmã sair de cima de mim e vejo meu pai preparando seu cu para eu chupa a com gosto começo a passar minha língua em seu cu e a minha irmã senta bem em cima da minha rola e começar a chupa a rola de nosso pai ( vou ser sincero para vocês eu sentir o gosto azedo do cu do meu pai algumas vezes eu parava mas ele ordenava a começar a lamber novamente, e eu continuava), meu pai saiu de cima de mim e deu lugar a Bianca que ordenou que eu lambesse seu delicioso cu e assim o fiz lambe o cu de minha irmã que também estava com gosto azedo as vezes eu parava mas ela mim batia para eu continua pois ela queria sentir mas e mas ( estou escrevendo agora e meu pau so esta crescendo mas e mas).

Bianca saiu de cima de mim e vejo meu pai transando com a Bruna, minha mãe senta na minha cara que quase mim matar e nisso ela solta o.peido que eu quase morre ( achei aquilo super nojento mas com o tempo eu mim acostumei), e depois foi a vez da Bianca fazer o mesmo bem na minha cara, minha mãe levanta-me e ela senta em meu colo e começar a rebola e Bianca ficar de 4 e vejo nosso pai socando toda aquela rola dentro da buceta da minha irmã.
– ai pai soca vai, faz de mim sua puta.
Meu pai bate na bunda da Bianca e começar a puxar seu cabelo dela e soca tudo, minha mãe sair do meu colo e dar o lugar para o meu pai sentindo aquela bunda deliciosa encostando em minha rola, ele olha para trás e falar:
– agora filho vai ver como o papai comer a buceta da mamãe.
Ele vai e puxar minha mãe que senta gostoso em sua rola e nisso ela começar a calvaga, meu pai começa começa cresce e papai sentir a falar mas uma vez:
– amor o Bruno quer mim fura.
Aos pulos minha mãe responde:
– não amor não o momento.
As minhas coxas começar a doe e reclamo de dor mas meu pai nem ligou e depois de tanto mamãe pular meu pai anuncia que irá goza e foi quando mamãe se levanta e meu pai direciona sua rola na minha cara e joga todo aquele jato em minha cara, na hora eu mim levantei para corte mas minha irmã Bianca segurou-me e começou a lamber minha cara junto com a Bruna, depois minha mãe levou até o banheiro e começou a dar um banho e no banheiro ela disse:
– agora filho você é o nosso escravo sexual.
Nesse dia fui dormi pensando no que tinha acontecido a naquela noite minha irmã Bruna foi dormi comigo pelada bem agarradinho, no outro dia fui acordado pela minha mãe esfregando seu cuzao em minha cara, vir que tudo irá muda na minha vida família e sexual mudou daquele dia e.para melhor hoje sou assim mas não guardo remorso ou raiva deles ou traumas de jeito nenhum pois aprende muita coisa desde então.

Essa é a minha família incestuosa, sadomasoquista e feliz pois nenhum de nós guarda mágoa e sim felicidade…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,69 de 16 votos)

Por ,

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Sua mãe tem 43 e sua irmã 34 . Depois quer falar que esse conto não é falso kkkkkkkkk

  2. Anônimo

    Que delícia fiquei de pau duro..

  3. Novinho sp

    Horrível. Forçado, mal escrito, nojento.

  4. John Deere,Matador de Veados

    Né veado,não acha que é muita mentira num conto só?Não sei o que é pior,você ser um veadão formado ou ser mentiroso,sei lá acho que deva ser até os dois juntos,que coisa em
    Veado,cuidado!Eu sou tio também,o tio Deere,e vou fazer uma coisa diferente com você,vou curar a sua veadagem!

  5. Mim ser Índio

    O “mim” acabou com conto, sem falar q vc não sabe diferenciar o “mais” do “mas”