Ainda novinha fui morar sozinha com minha filhinha

Autor

Oi gente, meu nome é Linda Lindner, tenho 19 aninhos, e sou mamãe, para me conhecerem melhor, vejam meus outros contos, vou contar um pouco de mim, como fui morar sozinha ainda novinha.

Pra quem não sabe moro sozinha hoje com minha filha, pago aluguel de 200 reais, bem um favor, pois 2 vezes por mês faço um agrado para o "dono da casa" para abater no aluguel, obviamente fica entre nós, pois ele é casado e crente da assembléia.

Quando consegui meu cadastro no bolsa família da minha cidade, consegui receber 150,00 por mês, assim tinha esta casa reformando já alguns meses, então resolvi conversar direto com o dono, fiquei sabendo que ele estaria na casa e fui lá, nessa época minha filha ainda mamava, cheguei lá, conversei com ele e ele me explicou que reformaria tudo em baixo e em cima para depois alugar, eu pedi para ficar na casa de baixo, aí ele reformaria a de cima e depois me alugaria mais caro, pois não queria mais morar com meus pais.

Ele perguntou minha idade e não acreditou, tão novinha querendo morar sozinha com a filha, mas expliquei que brigava muito com meu pai e me dava mais com minha mãe, mas como meus pais moram próximos, qualquer coisa eles me ajudavam. Mesmo assim ele falou que não daria pois iniciaria na casa de baixo a reforma, a ideia dele era dividir a casa em 3 casas de aluguel. Aproximei dele na cara de pau com minha filha no colo, por favor, e dei uma apertada no pau dele.

Ele só falou, ta doido menina e ficou bem ofegante já, já falando vamos conversar mais pra dentro, eu falei, posso pagar 200 reais por mês, muito pouco, ele disse. O que mais você pode me dar, peguei novamente no cacete dele e fui acariciando e ele deixando, em seguida ele logo perguntou, você faz oral?, a esposa dele por ser bem crente não fazia, fiquei sabendo depois. Disse que podia fazer, nisso eu sentei em 3 blocos deitas que havia um sobre o outro, já puxei ele, ele estava de calça de moletom, e já puxei o pau dele pra fora, nunca vi um homem sentir tanto prazer que nem aquele.

Dei 5 bocada no cacete dele que ele já se contorceu e gozou assim que tirei da boca, tentei tirar minha filhinha do peito mas voou no meu queixo, uns pingos no rostinho da minha menina que logo limpei, e ficou escorrendo no meu peito, minha filha sem entender, só queria mamar, os meus peitos melecados de porra, ela foi e abocanhou, ficamos rindo com a situação e deixei ela mamar meus peitos melecados mesmo, pois não entendia nada, ficou quietinha e dormiu.

Então fechei com ele por 200,00 o aluguel e teria que fazer um agrado pelo menos 2 vezes por mês. Estou no imóvel até hoje e pretendo sair somente se arrumar um safado que me banque e que goste de uma vagabunda que não vale nada e adora rola.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 18 votos)
Loading...