Vivendo na escondida-insatisfeito

04-08-18 1 ★ 3.88

A minha família na época dos anos 70 vivia no interior e as coisas eram muito difíceis e todos se conheciam e tudo era motivo de desgraça se o povo descobrisse.
Com o passar do tempo somente nos estudos e brincadeiras gostosas com os amigos,mas era gostoso pois a inocência nos dava paz,mas o tempo foi passando e tendo meus 20 anos sentia falta de algo,e comecei a conversar com os amigos e comecei a namorar um garota,mas me sentia sonso e resolvi que não me sentia bem.
Nesta fase da minha vida tinha um corpo definido,uma bunda elogiada,umas coxas roliças,e meu corpo sarado pois praticava muito esporte.e certo dia numa rola de amigos se comentou sobre um assunto que mexeu comigo,que o Osvaldo foi pego pelado e o Silvio estava com seu pinto enfiando no seu cu,e o pessoal dizia que a sociedade não aceitava e ele seria taxado de viado e seria marginalizado da sociedade.
Fui para casa imaginando a cena e confesso que fiquei curioso,e do nada encontrei o Osvaldo que estava arrasado,e foi me contando que tinha entrado na conversa do Silvio e na verdade ele tinha descoberto suas fraquezas e não resistiu,mas tinha gostado de dar seu cu.
Como diz o ditado a curiosidade nos leva a viver no limite e me vi sem pensar me encostando no Silvio,era um garoto forte,olhar penetrante,mas super atencioso,e foi me dando espaço e certo dia fomos todos tomar banho de rio,e comecei a deslumbrar seu pinto lindo,grosso,e ele todo faceiro se mostrava e estava na minha nadando nu quando senti ele ao meu lado que foi me dizendo que minha bunda linda era gostosa e estava fissurado em comer meu cu e olhei para ele surpreso e lhe disse deixe de brincadeira e ele riu,mas logo senti ele se encostando e foi me encochando,e a proximidade do seu corpo me deixou balançado,e me vi aceitando o seu carinho,e ele riu viu como é gostoso se deixar levar,sei que esta doido para sentir meu pinto no seu cu,e me vi estático,curtindo seu pinto nas minhas coxas.
Voltei para casa com meus pensamentos doidos,sabia que era errado,mas tinha gostado de sentir ser acariciado e sabia que minhas defesas estavam caindo.
Se passaram uns dias e fui ficando ansioso pois esperava que ele viesse em cima de mim,e fui dar uma volta e me vi indo para o rio,com a cabeça voando,e fui surpreendido com a chegada do Silvio que foi dizendo sentiste falta do seu macho,gostou de ser encochado,e foi me levando descampado a dentro e me vi em uma clareira e ele foi me encochando e me acariciando,sem forças para reagir e doido para viver novas experiencias fiquei na sua e ele abaixou meu short e me vi nu e ele foi elogiando que bunda,lisinha,e me colocou de 4 e com suas mãos abriu minha nádegas e disse que cu lindo,todo fechadinho,suas pregas e logo senti sua língua tocando,dei um pulo e ele riu dizendo gostoso né e foi me deixando yodo arreganhado,senti seu dedo entrando e me lambuzou com vaselina e logo de 4 a espera da sua ação e foi se colocando atrás de mim e seu pinto tocou meu cu e disse relaxe viado gostoso,vais sentir como é bom dar o cu,e foi pressionando e senti que a cabeça entrou,que dor,mas ele me segurou,relaxe gostoso,a dor vai passar e dai sera somente prazer e logo foi enfiando todo e me senti todo cheio e começou a tirar e enfiar e me vi gostando e ele foi acelerando e logo me comia me deixando doido,e confesso estava gostando e me realizando e tive a certeza que dar meu cu e sentir este prazer.
Foi me comendo e logo senti ele ejaculando dentro do meu cu,e foi falando que cu gostoso viado,quero comer ele sempre.
Nos vestimos e ele me encochando disse quero você amanha aqui no mesmo horário para lhe ensinar mais e saborear esta bunda.
Voltei para casa sentindo meu cu ardendo,mas sabia que estaria de volta obedecendo o macho

Vivendo na escondida-insatisfeito 1

A noite deitado na minha cama fiquei me analisando e cheguei a conclusão que tudo que tinha acontecido era resposta das minhas duvidas e como fui convencido e cedido ao Silvio demonstrava que tinha sido por falta de oportunidade que não tinha cedido antes.
Levantei indo para a escola e a minha alegria era enorme e me sentia realizado e ansioso de ir encontrar meu macho e doido para sentir de novo seu pinto me comendo.
Toda a minha insatisfação com as coisas tinha passado e via a frente diferente e sabia que tinha me achado,e estava disposto a viver como gostava.
A tarde fui ao encontro do Silvio que já me esperava com seu olhar de dominador,e foi me mandando tirar o short,e me colocar de 4 e notei que ele estava diferente,a atenção gostosa de quando me iniciou tinha ido embora e ele percebeu e me pediu desculpas e sorri para ele dizendo estou doido para ser seu de novo,mas e logo ele abriu minhas nádegas e foi de língua tocar meu cu que todo receptivo piscava e ele foi colocando seu dedo e que sensação de ele tirar e por e me vi nas suas mãos e ele sacana disse responda quem manda aqui,e sem pensar disse você meu macho,e ele riu e passou vaselina e veio com seu pinto me satisfazer e me deixar saciado,bom demais e ele metia com força,e dizia que bunda gostosa,seu cu apertadinho meu viado e aguentando e logo ele me encheu de porra.
Tirando seu pinto mandou coloque na boca e deixe ele limpo e não me fiz de rogado,fui de boca e senti o gosto da porra e ele dizia aprendes rápido e logo seu pinto estava duro,limpo e ele me mandou fique de 4 e senti ele ficar sobre mim e que sensação para o viado a espera,da surpresa e somente o que pensamos é ser submisso e ele veio com tudo de uma só vez e seu pinto foi rasgando e tirava e punha com toda força e foi dizendo viado gostoso suas pregas se foram,e recebeste o batismo e me socava firme
Voltei para casa e na saída ele me disse espere quando eu lhe chamar sorrindo.

Vivendo na escondida-insatisfeito 2

Voltei para casa todo quebrado,mas satisfeito e saciado pelo Silvio mas depois que percebi que ele fazia questão de ser meu dono e me dominar fiquei pensando e como fazer para não perder minha privacidade.
Os dias foram passando e muitas vezes cruzei com o Silvio mas ele sorria e a vontade de sentir alguém me saciando foi aumentando,mas resolvi ficar na minha e me concentrei nos estudos e curtindo os amigos.
Depois de um tempo fui ate o rio pois estava muito calor e tirando o short entrei e fiquei curtindo a água e descansando meu corpo e fui surpreendido com um toque aonde era um senhor dos seus 40 anos que queria saber se este local era seguro,e sorrindo foi dizendo gostei da sua tranquilidade e se apresentou como Pedro e foi me dizendo que veio fazer entrega na cidade mas não resistiu o calor e resolveu viajar a noite.
Fui nadando mais para o lado aonde era escondido de quem chegava e o Pedro foi me acompanhando e sorrindo disse a ele que tinha gostado dele e fui com minha mão pegando seu pinto e ele sorrindo foi me encochando e senti algo grosso nas minhas coxas,e todo feliz fui indo para a margem e ele atrás e fiquei de 4 e ele disse que bela bunda garoto,e foi de boca buscando meu cu e que sensação depois de um bom tempo,e ele logo se posicionou e foi empurrando e meu cu abrindo e agasalhando seu pinto grosso e comprido e começou a meter e me vi todo feliz e ele foi aumentando o ritmo e dizia que cu ,e respondia ele é todo seu macho gostoso e senti ele me enchendo de porra e me virei e fui de boca mamar e receber um pouco da sua porra e ele doido curtindo e logo seu pinto duro e me colocou de frente,ergueu minhas pernas,e as deu para eu segurar e me vi de cu exposto e que sensação de sentir ele meter fundo e me socar me deixando todo entregue
Saindo ele me elogiou e disse que vinha todas quartas fazer entrega e que gostaria de me encontrar de novo.
Voltei para casa feliz pois tinha saciado minha carência e o Silvio era coisa do passado,mas se mostrou logo que não era realidade

Vivendo na escondida-insatisfeito -conclusão

Voltei para casa todo feliz pois tinha achado um macho gostoso,e resolvi que todas as quartas feiras iria estar esperando e poderia saciar minha sede de dar meu cu,mas as coisas na vida de um viado logo percebi que não era bem assim.
Normalmente o macho investe até o momento de conseguir quebrar as nossas barreiras e nos fazer dependentes e depois logo seus olhos se volta para outras conquistas.,mas nos tem nas mãos pois somente acenar esquecemos de tudo e de 4 somos submissos.
Dois dias depois que estive com o Pedro estava na escola quando o Silvio foi se achegando perto de mim e me disse espero você no mesmo horário e local e me deixando numa boa.
Confesso que pensei em não ir mas o tempo foi passando e lembrando de como ele me comeu ,da sede que estava e na verdade fui buscando dentro de mim tudo que fizesse estar lá e me vi ficando ansioso e doido de ser de novo seu viado.
Quando cheguei ele estava e foi sorrindo e dizendo sentiste falta do seu macho,e somente sorri e ele foi me encochando,abaixou meu short e ficou admirando minha bunda e cu e logo me encochou,e foi falando no meu ouvido que estava morrendo de vontade de me comer e senti seu pinto tocando minha bunda e me virei e me ajoelhei e fui mamar seu pinto e ele surpreso sorria e dizia este é o meu viado.
Me colocou de 4 e foi com sua língua tocar meu cu e me vi curtindo e logo ele foi com tudo me comendo sem parar e senti que ele estava curtindo a foda,e me deixei e rebolava e ele todo faceiro curtia e me comia.
Na saída ele me disse se eu topava ir a sua casa a noite pois iria dar uma festinha somente com os amigos e na cara dura disse se ele queria me expor para seus amigos,e ele de pronto disse serão pessoas de casa,e que guardarão segredo e no fundo sabia que se não fosse ele me complicaria e me deu um endereço.
A noite fui a casa do Silvio aonde tinha somente mais dois amigos e não os conhecia e logo vieram me deixando a vontade e um deles mais velho me convidou e fui com ele até um quarto aonde me vi nu e de 4 a beira da cama e ele abriu minhas pernas,e foi de boca tocando meu cu e passou gel e logo senti seu pinto entrando no meu cu e foi acelerando e acabei curtindo pois era grossa e comprida e me deixou cheio e gostoso.
Acabou de gozar e logo o outro rapaz foi se colocando e quando senti seu pinto na porta do meu cu tremi pois era grossa,comprida e ele abriu com as mãos minhas nádegas e foi pressionando e quando entrou foi uma dor ,e ficou um tempo parado e log foi enfiando e logo me comia todo faceiro de ter encontrado um viado que aguentou sua pica.
Voltei para casa todo cansado e sabendo que viado não resisti a vontade do macho

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,88 de 8 votos)
Loading...

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. John Deere,Matador de Veados

    Né veado,entrou na veadagem bem cedo não por curiosidade mas porque já tinha um veadinho,um pequeno veado dentro de você,que te levou a cometer toda essa sandice
    Cuidado sujeito,pára de dar vazão a essa veadagem,mate esse veado que está dentro de você pois se não o fizer,eu o farei… Tá avisado,sujeito