Safadeza com a NINFETINHA gata PARTE 2

18-08-18 2 ★ 4.57

Continuação de Safadeza com a NINFETINHA gata .
Santhiago me acordou cedo alisando a barba nos meus seios embaixo do edredom e no escuro.
—Minha ninfa… Dormi bem gostoso com vc agarradinha em mim. Vc desperta o meu lado protetor… Dormir com as mãos agarradas em seus seios é a melhor sensação
—Eu não gosto de mimir sozinha, preciso de proteção. E continue, papaizinho, mama meus mamilos pois é o seu primeiro café da manhã de hoje.

E então depois de mimos me levantei e vesti uma blusinha branca sexy,short curto e as meias 6/8 que eu já estava usando na noite anterior. Fiz 2 trancinhas em meu meu cabelo,me ajeitei toda pois sou vaidosa, e molhei minha blusinha branca no rumo dos seios e de propósito pra excita-lo, enquanto ele fazia meu café. Logo chego e ele estava sentado na cozinha com a xícara na mão, me sento no colinho td atrevidinha e sensual.
—Me dê a xícara,papai… Vou dáááá pra vc!

Dei café na boca dele, sentadinha no colo, e com a blusinha branca um pouco molhada justamente pra ele deliciar o café vendo uma ninfa sexy de mamilos meio visíveis.
Ele tomava enquanto alisava meus seios por cima da blusa com cara de safado manhoso. Olho e percebo que ele estava de pau ereto.
—Levanta,empina pra mim,vai

Ele apertou meus braços com força, me colocou em pé de bruços na mesa,tirou meu shortinho,pincelou o pau na minha xana e deu vários tapas no meu bumbum que ficou vermelho,se abaixou e beijou minhas coxas e meu bumbum, enquanto ele alisava minha bucetinha e punhetava o pau. Depois mandou eu me ajoelhar, fiquei ajoelhada toda doce e obediente olhando pra ele, aí ele pegou nas minhas trancinhas e fez eu punhetar e mamar o pau
ajoelhada como uma menininha, acariciando os testículos, ele gozou na minha boca e engoli olhando como um anjinho,foi o meu leitinho da manhã. E depois que completei 18anos ele me pediu em namoro e óbvio que eu aceitei,e fui morar com ele. De apenas amigo ficante ele se tornou meu namorado,papai e amigo. Depois de 4mêses ele me pediu em casamento e eu ainda era virgem,pois ele sempre gozava comigo e eu tbm tinha orgasmos mas não rolava penetração pois pra mim me manter virgem era legal. Como
me tornei noiva dele eu estava segura de dá a bucetinha, eu queria de verdade depois de tanto tempo ser arregaçada pelo pau e adeus cabacinho. Logo a noite ele chegou do trabalho e foi tomar banho, e eu estava deitada no quarto mexendo no celular usando um vestidinho curto e meia-calça preta… Ele saiu do banho apenas enrolado em uma toalha e se deitou em cima de mim me dando beijos e tirando meu vestido,rasgou com as mãos minha meia-calça no rumo da ppk,deixou um buracão pra ele enfiar o pau.
—Como tá o cabacinho delicioso da bebê?

Fiquei de 4 e ganhei vários tapas no bumbum e puxões no cabelo mas voltou a ser carinhoso pois era a minha primeira vez. Fiquei abertinha deitada na cama usando apenas uma meia-calça rasgada na ppk, ele pela última vez passou a língua no meu cabacinho, e passou com vontade enquanto punhetava o pau, pq naquele dia deixei de ser virgem. Ele saiu do quarto e voltou com gel lubrificante,deixando o pau escorregadio, ficamos na pose papai e mamãe ele me beijava,chupava o meu pescoço enquanto colocava e tirava o pau ereto na minha ppk,brincando com meu hímem como sempre faziamos mas antes era com cuidado. Eu estava nervosa e com medo. Até que no movimento vai e vem na portinha do meu cabaço, entrou a cabeça….
—Aaaaaaiiiiii,tira,tira,tira por favor… Tá doendo,tira. Ai mds, que dor.

Gritei e quase chorei.
—Calma,calma meu amor. Eu vou enfiar só a cabecinha
—Poxa,cabeça de cobra não tem ombro

Depois ele me acalmou,e enfiou com carinho e bem devagar… Doeu e sangrou mas aguentei apertando o lençol da cama,me acostumando com o pau na buceta, muito novidade pra mim. Ele colocou minhas pernas em cima dos ombros dele e enfiou com força e rápido,enquanto eu apertava os biquinhos do meu mamilo,lambendo os lábios e olhando pra ele,depois ficamos de ladinho se beijando e metendo, enquanto ele alisava meu clitóres e metia tive um orgasmo, ele ao perceber a cena de orgasmo sensual com meus gemidos liberou o gozo pela primeira vez dentro da minha bucetinha recém desvirginada.
Foi uma noite inesquecível!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,57 de 7 votos)

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Fulano

    Obg por ter feito a continuação

  2. Wow

    Delícia