Pela amizade minha mulher se entregou

02-08-18 1 ★ 3.76

Meses atrás uma amiga da minha mulher pediu que ela fosse até a casa dela pois precisava conversar, marcaram que na noite do dia seguinte ela iria .
Por volta das 18 hora, um inicio de noite quente minha bela mulher no auge dos 37 anos sai de casa linda com um vestido solto e florido .
`Passa das 22 horas e ela não chega e não atende o telefone , eu apreensivo me preparo para ir a casa da amiga quando escuto o portão abrindo , era ela que entrava em casa , mas mal me vê começa a chorar e eu a faço sentar no sofá dou uma agua e pergunto o que aconteceu e ela começa a me falar: assim que chegou na casa da amiga começaram a conversar e ela pedia perdão e que não queria ter de fazer aquilo e ela queria saber o que, e ela explicava que um tempo atrás precisou de dinheiro e recorreu a um cara que lhe emprestou mas devido a varios problemas não consegui pagar , e agora ela tinha que quitar a divida mas antes de que ela terminasse batem no portão a amiga levanta nervosa e vai abrir , entram dois homens e um deles minha mulher reconhece , tinha encontrado com ele no clube com a amiga e até achou que eram namorados,mas estranhou pois ele ficava olhando direto pra ela sem vergonha nenhuma, ele fala pra amiga , achei que ia falhar no nosso acordo, ai a amiga começa explicar que no dia do clube ele te achou deliciosa e a forme de quitar minha divida era eu atrair voce até aqui e voce trepar com ele, minha mulher se levanta e fala que eles eram loucos e nunca ia trepar com ele, ele então agarra a amiga e ameaça falando que ia dar uma lição bem dada na sua amiguinha , e torce seu braço , minha mulher pede que ele pare pergunta qual o valor que ela pagaria mas ele fala que não quer quer sentir a delicia da sua bucetinha na boca dele, ele aperta ainda mais e pergunta como seria , ela fala que tudo bem a amiga é solta e chorando pede desculpas , e o cara fala pro outro leva essa daqui , eles saem pro outro quarto e minha mulher fica ele se aproxima e desabotoa seu vestido nas costas e afasta as alças dos ombros que caem no chão e ela fica de calcinha e soutien, ele a olha e fala que realmente ela é deliciosa , chega mais perto e a agarra e a beija , ela diz que sentia nojo em ser beijada e ele soltando seu soutien agarra seus seios e começa a beijar e mordiscar , arranca um canivete do bolso e corta sua calcinha e ela fica nua , ele a agarra e a joga no sofá , abre suas pernas e cai de boca em sua xoxotinha quase lisa pois tem apenas um pouco de pelos, ele lambe sua xoxotinha e fala que ela se entregue pois assim ela não se machucaria , e el lembra que eu sempre falei que numa situação entre no jogo pra ficar bem , ela sentia nojo de estar sendo chupada por ele , mas tambem sentia as sensações de estar se exitando , ela se entrega e não querendo geme e a cada toque geme mais alto , mas resiste pra não gozar , o cara então a vira de bruços e coloca uma camisinha pois não podia deixar nada que o incriminasse, encaixa o pau dele na entrada da sua xoxota e começa a penetrar forçando ele a invade ela grita pela força que usou mas relaxa e ele a come com vontade , soca com força dentro dela e ela sente que não ia mais aguentar e goza essa é a qualidade que tem goza muito facilmente, o cara a vira de frente e a come novamente até que ele goza.
Ele se arruma se ajeita chama os dois e fala pra amiga que a conta esta quitada, mas agora ela devia era pra minha mulher pelo que acabou de fazer e já sabe se contasse pra alguem ele ia voltar e vão embora
A amiga chorava e pedia perdão , minha mulher se ajeita se limpa e vai pra casa.
Ela termina de contar chorando e falando que não era safada que não queria ter dado pro cara e principalmente ter gozado no pinto de outro homem, a abraço e a beijo e ela pede que eu não fale nada pra ninguém , voltamos a nos beijar e ela pergunta se algum dia eu voltaria a fazer amor com ela , nesse momento a faço ficar de pé e levanto seu vestido e o tiro , ela fica nua , vejo as marcas que ele deixou , seus seios com marcas de mordidas , seu pescoço vermelho da chupada que levou , a abraço e a beijo, ela abaixa meu short me faz sentar no sofa se aproxima e senta em meu colo , meu pinto sem ser encaminhado acha a entrada da sua bucetinha e começa a entrar , seus labios vaginais abriam devagar e eu a penetro ela geme e chorando fala que me ama , sinto sua vagina se abrindo e me recebendo ela acelera os movimento me fazendo penetrar cada vez mais fundo e arrancando gritos dela , era como se ela estivesse se punindo e pedia que fodesse a minha esposa piranha , ela começa a gozar e nos beijamos ela goza beijando e isso a faz gozar mais e melhor , eu gozo em seguida , ficamos atrelados alguns minutos e ela pede perdão e fala que estava feliz por eua a ter perdoado mas triste pois perdeu uma amiga de muitos anos, e eu falo que se a amiga tivesse sido mais verdadeira e aberto o jogo eu mesmo falaria que voce se entregasse ao cara pois não seria nada perto da decepção que tivemos com ela.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,76 de 17 votos)
Loading...

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Jota

    Gostei, mas acho que a amiga deveria pagar a dívida pra vocês, ou sendo, você deveria comê-la também.