Não resisti à minha filha de aos 10 anos

17-08-18 Por 16 ★ 4.74

Me chamo Paulo, tenho 55 anos, sou solteiro e moro sozinho. Trabalho em uma instituição pública federal.
Fui casado durante 12 anos e não tive nenhum filho. Mas separei e nas minhas saídas por aí, engravidei uma garota bem novinha de 14 anos. Eu ajudava ela financeiramente e e troca, ela me dava muito prazer.
Mas ao engravidá-la… adquiri um grande problema.
A mãe dela queria me jogar na justiça e tudo mais. Então conversei com ela e entramos em acordo, passei a dá uma boa grana mensalmente nas mãos da velha. E a filha dela continuou com ela e eu ajudaria mais ainda quando nascesse a criação.
Mas depois eu perdi emprego, que na época era em empresa privada e tudo apertou.
Eu só mandava grana pra ajudar nas coisas da minha filha que era bebê, sempre houve conflitos.
Então, quando a minha filha completou 9 anos, a mãe dela casou de novo e já estava grávida. E iriam morar em outra cidade. Fui um dia vê-la e vi seu padastro. Parecia um cara bem esquisito e como eu sou um cara esperto,já conseguia ver ele aliciando minha menina.
Fui pra casa pensativo, queria a guarda da minha filhota.
Chamei a mãe dela pra bater um papo e ela não queria abrir mão da menina, falei então que eu iria pra justiça e etc. Ela toda leiga, ficou nervosa querendo entrar em acordo, pra eu pegar a menina só aos finais de semana, nessa situação, a minha filha veio morar comigo aos 10 anos. E como eu havia previsto, o desgraçado havia descabaçado ela sem ninguém perceber.
Mas só descobri isso quando meti a minha vara na xoxota dela. (Assunto que vou explicar agora).
Comprei tudo que ela precisava, pus na melhor escola da minha cidade. Pus em cursinho de inglês e numa das artes marciais. Tudo pra ela ter uma boa instrução e um bom caminho na vida pessoal e profissional. Não tinha muito dinheiro, mas recentemente iniciei no meu novo cargo onde prestei concurso. Aos poucos reformei o quarto dela, mobilhei.
Tudo estava muito bem. Assistíamos filmes de animação juntos comendo pipoca. Eu fazia sempre as comidas que ela gostava.
E deixava ela mexer no computador, como ela não manjava de tecnologia, ficava jogando aqueles joguinhos que vem no computador mesmo.
E eu tentando arquitetar um plano de me aproximar intimamente, porque imaginar só nós dois naquela casa longe de vizinhos, me deixava louco de tesão.
Mas geralmente umas três noites na semana, eu saía pra comer alguma vadia que se troca por dinheiro. Sempre fui seletivo, gosto de novinhas desde sempre.
Cansei de buscar menininhas na esquina de escolas pra meter pica.
Mas desde que minha menina veio morar comigo, já sentia tesão somente nela. Batia punheta intensamente pensando em como seria se tivesse afundando meu pau naquela xaninha gostosa.
E um dia estava vendo um filme normal a noite, num canal fechado e tinha cenas de sexo. Minha filha vidrada na tela assistindo aquilo. Parecia tão normal pra ela.
Mas ficou só nisso.
Numa certa tarde em uma brincadeira nossa de lutinha, deixava ela montar em mim pra me "bater", nisso, meu pau subiu… e ela continuava em cima de mim se esfregando no meu pau, ela caía e subia de novo… eu estava amando aquela situação.
No próximo "episódio" ali morando juntos, ela chegou com uma tarefa da escola de biologia, que falava sobre as genitálias feminino e masculino. Aproveitei para fazer perguntas e ensinar como fazia filho e como nasciam. Ela bem antes disso já disse que não queria ter filhos, fez cara de nojo e explicou como nasciam. Fiquei bestificado.
E perguntei se ela sabia que o piupiu entrava na perereca da mulher. Ela acenou positivamente com a cabeça. Mais interessado no assunto eu fiquei.
Então , já desconfiado, pra ela não negar, falei que era super normal isso, que era bom, senão ninguém fazia. Só que os dois tinham que querer fazer, que era comum isso acontecer entre um homem e uma mulher… Que inclusive,o papai tem vídeos… Perguntei se ela queria ver, ela acenou que sim. Abrir no meu computador e mostrei vários de homens com menina. Ela não fez cara de surpresa, só sabia sorrir.
Meu pau já estava bem duro.
Com tanto tesão, perdi a noção de tudo e perguntei se ela queria reproduzir os vídeos com o pai dela. Ela questionou o que era reproduzir o vídeo. Disse que era colocar a perereca dela pra brincar com meu piupiu..
ela acenou de novo que sim.
Tirei a roupinha dela… a calcinha… (pensa numa buceta rosinha, estufadinha).
Beijei a boca dela devagar, pondo a língua, ela quis vomitar, tinha nojinho.. respeitei.
Dei umas lambidinhas nos peitinhos dela que já tinha carocinhos… chupei gostoso.. Fui descendo beijando todo seu corpinho… (isso tudo ocorrendo no sofá da sala)..E cheguei na sua buceta. Abrir devagar e comei dar beijinhos, logo dei uma bela lambida que ela se mexeu… comecei a lamber freneticamente e chupar.
Meu pau quase pingando de baba… pus na boquinha dela e ela disse "não papai, tenho nojo". Eu respeitei, nada contra o que ela não quisesse.
Desci pra bucetinha, fui "tentar meter" (no fundo eu achava que ela podia estar intacta mesmo sabendo que era improvável). Meu pau entrou sem nenhum esforço… era apertadinha, mas entrou quase tudo e tenho uma bela vara. INCRÍVEL como ela aguentou quase tudo e a buceta dela é gulosa. Ela só deu um gritinho de "aaai", mas não foi mais que isso.
Ao mesmo tempo que queria ficar chateado por alguém ter passado na minha frente, eu estava pirado de tesão sentindo minha pica dentro daquela buceta infantil. Sem nenhum pelo, branquinha, lisinha e rosinha. Nossa, tudo mais que perfeito.
Comecei a bombar e nós dois gemiamos. Ela estava realizando um sonho e superando minhas expectativas na minha rola. Depois deitei e pedi que sentava em cima de mim e pulasse… nosso, eu olhava minha pica entrando e saindo e me sentia nas nuvens.
Fizemos a posição de cachorrinho, ela de quatro e eu por trás metendo. Gozei dentro e fui deliciar vendo minha porra escorrendo da xoxota dela.
Ficamos deitados pelados conversando… perguntei com quem mais ela fez, prometi que papai não ia brigar com ela. E ainda daria um presente.
Ela contou que o tio dela (irmão da mãe dela, Gerson de 17anos) quando ela era menorzinha, ele chupava a pepeca dela e esfregava o piupiu. Depois ele foi forçando e fez com ela o que o pai fez agora pouco.
Ou seja, o tiozinho comia ela direto.
Perguntei do padrasto, ela disse que não, que nunca nem tentou.
Que só o tio dela fazia com ela.
Perguntei se já tinham feito por trás no cuzinho, ela disse que não. Falei que o papai queria fazer no cuzinho dela.. ela disse "no cuzinho não, papai". (MESMO JÁ COM A PICA DURA, EU ME CONTIVE).
Já que meu pau endureceu de novo, a minha princesa podia amolecer ele de novo… retornei de novo ao processo anterior, beijando todo seu corpo..e meti pica de novo… carreguei a no colo e fazia ela quicar na minha vara que nem uma vadia.
Eu ia trabalhar já pensando nela… tentava me controlar porque ficava logo excitado.
E ela passava o dia fora em suas atividades também,eu pagava uma moça pra levar e buscar e dá almoço pra ela. Café da manhã e janta eu que fazia, lanches eu abrir uma conta na cantina do colégio pra ela lanchar.
E a noite ela era toda minha.
Ela dormia e acordava na pica. Nós dois sendo felizes todos os dias.
Eu já vivia só de cueca a noite, chegava do serviço, tomava banho e colocava uma cueca e ia fazer a janta. Ela colocava calcinhas e camisolinhas que eu dei pra ela. Era infantil pra não dá em vista pra alguma visita, sei lá…
Conversei com ela que era segredinho nosso.
E ela acatava.
Minha filha foi crescendo e pegando corpo de mulher muito rápido.
Presumo que a vida ativa sexualmente estava fazendo a madurecer rapidamente.
E algumas pessoas eram sim desconfiadas, demonstravam isso. Comentavam que ela estava crescendo muito rápido, que já tinha muito seios pra idade dela.
E que ela tinha comportamento de mulher.
Acho que o jeito dela de se portar, eu já tinha comprado maquiagens que ela pediu, roupas mais curtas. Mas pra usar dentro de casa. E os vizinhos são fofoqueiros ficavam de olho.
Então conversei com ela pra dá uma maneirada e não falar nada pra vizinhos e nem ninguém. Apesar que uma casa é longe da outra no condomínio.
Certa noite bem na hora que eu e minha filha estávamos fazendo amor, uma senhora bate aqui na porta pra pedir um alicate emprestado, e eu de pau duro. Vesti rápido a minha filha e falei pra ela dizer que eu estava dormindo e muito cansado. Ai a velha pediu alicate e ela pegou pra ela e me disse que a velha parecia estranha, mas nem dei trela.
E voltamos a fazer amorzinho bem delicinha.
Aos poucos minha filha já me chupava, beijava na boca de língua. Comi o cuzinho dela com muito sacrifício… mas agora ela já é acostumada.
Tomamos muito cuidado pra ela não engravidar.
Ela está com 13 anos.
Dormimos juntos todas as noites agarradinhos de conchinha depois de fodermos muito.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,74 de 34 votos)

Por

16 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Letícia Mello

    Você curte videos safados?
    Apenas troco!
    [email protected]

  2. Anônimo

    Federal não vai perdoa vocês,seus do
    entes

  3. carlosapore

    gosto muito desse tipo de conto, tenho uma filha de 9 anos, meu telegram: carlosapore

  4. Bob

    Estou para não resisti com a minha filha tão gostosinha de 9 anos ja vi ela peladinha.

  5. Anônimo

    muito bom seu conto !!!! Quer dizer então que sua filhinha leva vara mais ou menos desde os seus 7,8 anos . Primeiro o tio, e depois você .

  6. Anônimo

    Muito bom… eu também enrabei minha filha, quando ela tinha 9 anos,

    Eu tenho 3 filhas gostosa.
    Skype
    [email protected]

  7. Me chamo Paulo, tenho 55 anos, sou solteiro e moro sozinho. Trabalho em uma instituição pública federal. Fui casado durante 12 anos e não tive nenhum filho. Mas separei e nas minhas saídas por aí, engravidei uma garota bem novinha de 14 anos. Eu ajudava ela financeiramente e e troca, ela me dava muito prazer. […]

    Eu tenho 3 filhas gostosa.
    Skype
    [email protected]

  8. H.ferreira

    Manda umas fotos

  9. macho

    VC esta dizendo q uma criança de 10 anos aguenta um homem feito sem se machucar?

  10. Paulo

    Muito bom… eu também enrabei minha filha, quando ela tinha 12 anos, eu trabalho das 13 horas até as 22 horas, e como isso fico na cama até as 11 horas minha filha estuda a tarde E tem o costume de ir ficar comigo e assim comecei a ficar excitado com ela se encostando em mim e uma vez peguei em sua Bundinha é ela ñ disse nada, outra vez peguei na buceta dela por cima do short e nada ela fez então no outro dia comecei a bulinar diretamente na bucetinha dela é com isso ela viciou

    • Fernando

      Conte mais

    • Anônimo

      porra continue contando

    • Karina

      Oi Paulo.Mas ela ja chupou e engoliu?.Começei com dez chupar e fazer anal,rsrs, meu vizinho safado,kkkk

    • Ju Carioca

      Delícioso,eu e meu marido também brincamos com nossa filhota,ela já está com seus oito aninhos e tem que aguentar toda noite meu homem fodendo o cuzinho infantil dela,adoro ver ela gemendo na rola do meu marido,quando da a gente pega umas pelas ruas também,a última foi mês passado tinha a mesma idade da putinha que a gente tem em casa,a vadiazinha chorou mas aguentou a piroca toda naquele rabinho moreninho dela,meu marido adora um cuzinho infantil e temos varias fotos e muitos vídeos de nossas fodas

  11. XOXOTEIRO

    Eh MT surreal, nem parece verdade!

  12. Mineiro

    O que acha de upar uma foto do corpo dela?