Não foi traumático pra mim

Autor

Quando eu tinha 10 anos, eu morava com minha mãe e meu padrasto, mudamos de casa e eles fizeram amizades com os vizinhos, ele, mamãe e alguns vizinhos as vezes jogavam baralho ou dominó em casa, o vizinho que morava ao lado, levava o filho dele lá pra casa também, assim eu e o garoto (Diego) nos tornamos amigos. Enquanto eles ficavam jogando na sala e eu e meu amigo ficavámos assistindo dvd no quarto da mamãe. O garoto tinha uns 14 anos, o pai dele não achava uma boa ideia ele ficar brincando comigo, pelo fato de eu ser menina. Mas meu padrasto insentivava e até meio que forçava a situação. Diego sabia usar o dvd, então quando acabava o filme, ele colocava outro. Nós encontramos uns filmes pornôs que meu padrasto e mamãe assistiam e colocamos por curiosidade. Ele assistia um pouco enquanto eu olhava pela porta se alguém vinha, depois ele olhava a porta equanto eu assistia. E depois disso ele passou a ir mais vezes lá pra casa, até quando o pai dele não ía pra lá. Mamãe até tentou frear, mas meu padrasto fez a cabeça dela, as vezes ele até chamava Diego pra ficar lá em casa brincando comigo enquanto ele ía ao mercado com mamãe. E foi quando ele resolveu fazer comigo, as coisas que a gente assistia nos filmes. E me mandou fazer o mesmo, botar o pinto dele na minha boca, eu não curtia, mas fazia, depois deixei ele tentar meter na minha bucetinha e na minha bundinha mas só me machucava e não entrava, acho que a gente ainda não tinha jeito pra isso. Mas ficamos tentando e curtindo mesmo assim, ele colocava o dedo, apertava, se masturbava, me fazia chupar o pau dele.
Quando ouvimos mamãe e meu padrasto chegando, paramos tudo muito rápido com medo de sermos pegos no flagra, guardamos os dvds e nem deu tempo de colocar um infantil, susto foi tão grande que só desligamos a tv e ajeitamos nossas roupas.
Mas ficamos tão desconfiados e Thiago, meu vizinho, foi logo pra casa dele. Meu coração estava muito acelerado. E acho que foi isso que fez meu padrasto perceber, hoje acho que ele já havia planejado tudo aquilo. Pouco a pouco minha rotina com a presença de Thiago foi ficando mais constante. Um dia quando meu padrasto foi deixar mamãe no hospital pra ficar como acompanhante da minha tia que havia feito uma cirurgia devido a um acidente de trânsito.
Meu padrasto chegou em casa e Thiago logo foi pra casa dele. Então ele trancou a porta da frente, foi até o quarto e pegou os dvds pornôs e disse, “hum, esse ta quentinho” vcs estavam assistindo né.
Eu fiquei quieta e fui saindo de fininho, mas ele disse, espera, deixa eu ver como ele deixou, e foi me afastando pra trás e levantando minha saia e tirando minha calcinha. E disse nossa que delícia, ta tão vermelhinha. Eu fiquei assustada e com muita vergonha. Ele levantou e falou pra eu ir tomar banho.
E quando eu sai do banho ele falou pra eu assistir com ele, perguntou qual filme eu queria assistir e colocou todos os pornôs a disposição, eu não escolhi, aí ele falou, se quiser a gente assiste todos mais uma vez, sei que tu já assistiu mesmo. Colocou um e me mandou deitar com ele e eu ainda estava só de toalha, aos poucos foi passando as mãos no meu corpo e de leve tocando minha bucetinha, tava ficando bom, assistir e sentir aquela sensação e mesmo achando bom, eu tava assustada com aquilo porque eu sabia que era errado. Aí ele foi mexendo mais e mais depois desceu mais na cama e foi passando a língua na minha bucetinha, aquilo era bom demais. E foi lambendo e mexendo com os dedos intensificando entre minha bucetinha e na minha bundinha. Até ele me pedir pra botar o pau dele na minha boca e me mandou chupar. Eu fiz mas não gostava. Também não gostava dele passando a língua nos meus peitinhos e nem apertando, só gostava de sentir ele brincando com minha bucetinha e minha bundinha.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,03 de 36 votos)
Loading...