Meu vizinho… só a cabecinha

02-08-18 6 ★ 4.10

quando tinha os meus 15 anos tinha uma vida pacata,mas curtia tudo que tinha direito,e aonde morava o pessoal só pensava em trabalho e a vida ia passando.
Tinha uma turma muito gostosa aonde todos se conheciam e muitas vezes tinhámos momentos de curtição,aonde beijei varias garotas e me vi sendo admirado e elogiado pelo meu corpo delineado,coxas firmes minha bunda tinha nádegas salientes e cansei de receber cantada para mostrar minha bunda.
No começo levei na brincadeira mas com o tempo alguns amigos começaram a ser mais insistentes e a toda hora elogiavam a minha bunda e começou a me incomodar,e certo dia estávamos no recreio e era aula de educação física e estava com um short curto,apertado que realçava minha bunda e a brincadeira era de cabo de guerra ,e quando a turma puxou com força e vencemos cai de costas bem no colo de um colega e ele me agarrou e senti ele me encochar e nada de me deixar sair,mas a brincadeira continuou mas minha cabeça toda fervilhava pois tinha sentido um calor gostoso do contato com o corpo do colega.
Aonde morava tinha um vizinho dos seus 25 anos que sempre que passava me encarava,sorria para mim e ficava secando a minha bunda e como estava doido para sentir ser enrabado fui dando corda e logo ele me chamou para ver algo e fui e logo me levou para o fundo da sua casa e foi me encochando,e que sensação de sentir ele roçar na minha bunda e rebolava todo feliz,mas ele foi me elogiando,senti sua mão me acariciando e ele me pediu que queria ver minha bunda nua e logo foi descendo meu short e ele tirou seu pinto e ficou no meu rego,e que delícia,me senti todo realizado,e ele alisava minhas nádegas e senti um dedo tocando o meu cu,e de pronto disse que não e ele paciente,disse se não gostar eu paro e foi de novo com seu dedo e aos poucos fui me acostumando e me senti bem de ser tocado.
Estava todo submisso de bunda a sua disposição e ele foi colocando seu pinto na porta do meu cu e senti que travei e ele foi falando ao meu ouvido relaxe,se deixe levar e senti de novo seu pinto pressionar e ele foi paciente dizendo prometo colocar soménte a cabeça e fui me acalmando e ele pegou algo gelado e foi pressionando,e imaginando a sensação de ter seu pinto dentro do meu cu,relaxei e a cabeça entrou,senti uma dor,mas disse a ele gostoso demais,e ele relaxe e de uma só vez foi fundo e seu pinto entrou e que sensação ,mas aos poucos fui relaxando e ele me comia com vontade
Que sensação gostosa quando o meu vizinho depois que me judiou bastante com sua rola tocando meu cu,roçava e me vi todo entregue e quando tentou me enrabar senti dor,e a sua paciência para me levar na conversa ,e foi me deixando relaxado e foi pedindo só a cabecinha da rola e foi roçando e ela entrou,e me deu uma sensação nova e ficou estático e aos poucos foi se mexendo e senti sua rola deslisando e foi até o talo dentro do meu cu e ele sorrindo foi dizendo que bunda,sonhava em comer este cu e foi tirando e entrando e me vi envolvido e comecei a curtir e ele foi acelerando e dizendo este cu é meu e ficara viciado em rola e terá prazer em satisfazer um macho e enquanto falava me socava e todo entregue curtia a minha iniciação e logo senti algo quente jorrar dentro do meu reto.
Senti ele me virando e ficando de frente ergueu minhas pernas e me fez segurar no alto e veio com tudo e sua rola ia fundo e me vi curtindo e gostando de ser comido e sabia que era algo que procurava.
No outro dia voltando da escola ele me esperava a porta e fui entrando e logo nu ele metia gostoso no meu cu e sorridente ele dizia tens que obedecer seu macho
Depois que fui iniciado as coisas foram tomando um rumo diferente.,pois olhava meus colegas
de uma maneira diferente,e o Roberto do nada foi me perguntando se tinha namorada e na maior cara de pau respondi que tinhas outras prioridades e ele curioso disse com esta bunda gostosa deve estar dando o cu com muita vontade e riu,mas no sábado fui a uma festa e ele estava me comendo com os olhos e foi se achegando e me convidou a ir com ele e sem pensar fui e ele me levou a um lugar escondido,e me abraçou por trás e foi mordendo minha orelha e suas mãos alisando a minha bunda e foi ficando exitado e foi abaixando a minha calça e teve a visão da minha bunda nua e senti seu dedo entrando direto ao meu cu e que sensação pois o Roberto foi me dizendo gosta de um macho e me comia todo realizado.
Voltei para casa preocupado com as fofocas ,mas o Roberto ficou na dele e fui um bom tempo seu viado e viciado na sua rola.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,10 de 20 votos)
Loading...

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Rafael

    Cara volta para o fundamental!
    Porra não sabe escrever!

  2. Crente safado

    Estou a procura de evangélica safada pd ser mamãe, meninas que querem foder escondidas mas só aceito evangélicas nada de mulheres comuns adoro principalmente da ccb já comi filha de ancião eu tb sou crente aguardo me chama [email protected] bju

  3. John Deere,Matador de Veados

    Né veado,”tudo começou quando tinha 15 anos,14,13,12 anos ou menos idade até,no bairro onde morava,na fazenda do papai,na casa do vovô,no sítio da puta que o pariu”…tenho a impressão que todos esses contos de veadagem são escritos pelo mesmo veado,está na cara…
    Presta atenção no que vou te falar veado,termina com essa veadagem antes que eu termine com você!

    • Anônimo

      Denovo meu velho amigo john deere vem mamar que eu sei que vc gosta seu aidetico o los pepes estao a sua caça bixa

    • A

      Mano tu é chato em, se joga de uma ponte seu ridículo.

  4. João

    Essa de cabecinha e foda kkk, só vou por ela só quando ver já tá e tudo dentro ..