Despois da trilha na cachoeira

23-08-18 1 ★ 3.67

Eu sempre gostei de me sentir sex e me sentir perfeita e achar que eu fossse a tal da lindinha .
Eu sempre pasava uns dias na casa de uma amiga desde pequena eu e ela crescemos juntas e conhecia muito bem a familia dela e sempre me tratavao muito bem
Mesmo me tratando bm sentia olhas em meu corpo olhares quentes como se viesem pular sobre mim , principalmente quando eu punha meus chorte curtos ou meus vestidinhos .
Apesar de me respeitares muitos avia sempre brincadeiras de segundas intençoes com e brincadeiras com tapas na bunda e coisas assim .
Esse tio dela depois de alguns meses do fim do casamento passou a bebe mas nunca dava vechame e ficava pelos cantos , de aparencia um pouco alto e gordinho e cabelos pretos , eu sempre o achei ate legal e brincalhao , um dia agente conversando eu minha amiga e a mae dela agente falava que tinha que arruma uma mulher pra ele ve se saia daquela vida e animava .
Despois da gente pensa em arruma alguem pra anima ele da uma levantada na moral dele , brincadeira vai e vem puchei meu chorte ate em cima e falei , bom disso ele gosta mostrando minha bundas a elas , nesse momento elas falaram voce teria coragem e eu disse claro que sim , e ai vei a combinaçao ceduzir o homem .
Ele mora sozinho e eu e minha amiga fomo posa la umas noites e ele sempre dorme tarde vendo filme , e no dia que fomos possa logo que fomos pra camo esperei a casa fica bem queta disfarsei e passei por ele so de calcinha e sutian e depois de beber agua eu o comprimentei e sentei no sofaa perto dele , no momento ele disse ei menina por que ta pelada , ai eu falei nao to pelada eu durmo assim de calcinha e sutian , e ele para e fico olhando arado e começamos a conversa sobre o filme , e as veses durante o filme fazi de arruma meu peito no sutian notei que ele ficava vermelho e inquieto mas nada naquela noite .
No dia sequinte depois de nada na piscina fomos com ele numa trilha onde tem um lago bem reservado e raso . pra decha ele tarado fomos de biquine e botinha e notei que ele sempre me olhava no caminho fui faze xixi mas fui onde ele me visse e ele nao tirava o olho de mim sempre perto ai ele começo a puxa asunto e começamo a fala besteira quando chego la chamei ele e fiz perguntas idiscretas a ele e falei que eu queria ve o pinto dele ele nao quis disfarço e continuo por perto , a minha amiga a sobrinha dele disse agente que ve niguem fica sabendo . ele disse que nao era certo .
Ai eu me deitei num banco tirei toda aropa e disse vem so sua que senti voce , ele nao se conteve tiro o pinto dele e grande me asustei e fui em frente mesmo eu bem menor que ele ele com 45 eu com 15 , le me chupo come se eu foce chiclete e pensei que o pinto dele nao ia entra mas quando entro eeu nao queria que parasse , ele bombava forte e eu paralisada como uma boneca meu corpo so balançava ele apertava meus seios e deichava marca na minha pele branca e as veses puchava meus abelos como se eu nao fosse nada , ele tinha ate esquecido a sobrinha dele e me fodia que nem um bobo e eu toda molhada com minha vagina regaçada pois nunca imaginei que ele fosse faze isso e no parava .
quando ele gozo dentro de mim e disse nossa nao acredito agora te ingravidei e eu disse nao eu tomo remedio ele mais tranquilo disso niguem sabe disso ai eu disse que nao , que eu e que queria mais e desci a trilha toda fudida buceta inchada e minha amiga rindo chegando lla na casa dele eu disse pegando no pinto dele , eu quero de novo .
Depois de dois neses frequentando a asa dele depois daquilo e com algumas pessoas sabendo meus peitos e minhas pernas engrasarao e de fazer anal varias veses ate minha bunda aumento um poquinho e o homem sorridente agora eu o chamo de tio e sempre vo posa la so eu e ele .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 3 votos)

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Gato

    Que analfabeta… Volta pra escola… Ou deixa eu ti pega de soca pilão.. Ae você vai aprender a escrever direito