Minha vida com direito a quase tudo(Um novo começo) Parte 2

Autor

Ola pessoal estou de volta, hoje vou falar oque aconteceu entre mim e a C
No fia seguinte C chegou no horário combinado, fiquei meio receoso até porque nunca botei uma empregada dentro de casa, nem quando Kelly era viva
C-Bom dia
Eu-Bom dia, preparada? Kkk
C-Vai ser moleza
Expliquei a C tudo o’que ela tinha que fazer e o’que podia pegar e onde não podia entrar.
Logo C estava arrumando a casa, fiquei em casa esse dia pra ver como ela ia se comportar e foi batata, ela realmente era boa mesmo na limpeza
Eu-Voce nao falou que nunca trabalhou com limpeza
C-Ela sim porque?
Eu-Tu limpa direitinho
C-Faço outras coisas direitinho também rs
Na hora fiquei sem entender porque nunca pensei que ela ia jogar na cara assim
Eu-hum safadinha rs
C-Eu? Imagina…
Logo saiu rebolando indo em direção a cozinha, pensei logo logo vou comer essa puta
Acabou o horário dela e ela foi embora, na sexta quase não se vamos pois trabalhei o dia praticamente quase todo, como C não tinha a chave da minha casa, antes de ela ir embora ela batia a porta que tranca sozinho e o portão também, só que teve um dia que ela esqueceu o celular na minha casa e bateu o portão, então me ligou pelo celular do filho dela
C-Felipe sou eu, acabei esquecendo meu celular na sua casa, posso buscar de noite?
Eu-Claro, quando chegar te aviso
Acabei que quando fui fazer uma corrida era uma amiga minha e acabou me convidando para ir em uma festa, fui e bebi bastante, fui embora meio chapado, C me liga e pergunta se ela pode passar la, disse a ela me esperar no portão que eu estava chegando, foi quando cheguei e vi C de frente ao meu portão, ela estava bem gostosa de vestido coladinho que marcava bem sua bunda e suas pernas grossas, abri o portão e botei o carro pra dentro, ela entrou junto e dei a chave na mão dela perguntei a ela
Eu-Como foi a noite?
C-Foi boa, bebi bastante e to meio bêbada ainda rs
Eu-Também bebi, encontrei com uma amiga em uma corrida ai ela perguntou se eu não queria ir, ai acabei indo e bebendo um pouco
C-Ah sim, ja peguei meu celular, vou indo ta bom?
Eu-Ah eu ia te convidar para beber mais um pouco se quisesse é claro
C-Claro que sim, só tenho que chegar depois do almoço em casa
Ela se jogou logo ou seja queria dormir na minha casa, mais se ela ta pensando em dormir aqui sem levar rola ta muito enganada
Eu-Ta bom, vou pegar as Cracudinhas,
C-Ta bom, você pode me emprestar seu celular, quero ligar para minha irmã
Desbloqueei o celular e dei a ela, fui pegar cerveja, quando voltei já tinha ligado e estava tentando entrar no álbum de fotos, quando ela me vou ficou sem graça
C-Desculpa, queria ver fotos da Vitória
Eu-Sem problema mais ia ver coisas a mais também rs
C-Hum rs
Botei a senha e deixei ela vendo, só que eu tinha esquecido do vídeo de eu transando com duas amigas minhas(Aquelas que encontrei na corrida, acabou que bebemos e fomos para o Motel nos 3, elas são lésbicas mais de vez em quando gostam de botar um homem no meio da brincadeira). Ela ficou vendo nuds e vídeos com o volume baixo, eu nem percebi, bebemos bastante e ficamos altos, ela disse que estava vok muito calor, disse a ela se quisesse eu ligava o ar condicionado, ela disse que era outro tipo de calor
Eu-Aonde é o calor então?
C-Aqui, apontando pra pepeka lisinha toda babada
Eu-Vem cá que eu tiro o calor dela
Agarrei ela e taquei um beijo de lingua e comecei a dedar a xota dela ela gemendo bastante, fui beijando o pescoço e depois desci para o seios dela que cabiam na boca, ela tirou o vestido e comecei a beijar e descendo até chegar na xota dela, e comecei a chupar
C-huuuummmmm que gostoso, me chupa seu puto vai
Eu-Buceta gostosa, geme sua puta
C-Vai porra, aaiiinnnn gostoso, vai caralho
Ela não aguentou e gozou na minha boca
Botei a piroca pra fora ela veio e começou a me chupar
-Chupa minha puta, chupa a piroca do teu macho, filha da puta
C-piroca gostosa, vou chupar bem gostoso seu puto
-Oohhh chupa caralho
C-Vem, não aguento mais, me fode com essa piroca gostosa vai por favor
Comecei a botar devagarinho na xota dela, ela gemendo e me arranhando, xota bem apertada pra quem teve 4 filhos, comecei a botar
-Toma piroca fdp, sua puta
C-Isso me fode gostoso, me foda, vai, vai porra
Fui fudendo ela e ela gemendo alto, comecei a botar com força e ela gritando
C- aaaaiiii bota com força, isso, esfola minha xereca, vai caralho, ahhhhh porra
-Vou gozar sua puta, toma leite caralho
C-Isso, goza amor, goza vaaaaaaiiiiiii goza
Dei mais três botadas forte e jorrei minha porra no fundo do útero dela, ela ficou maluca, tirei a piroca dela e ela começou a me chupar e ja sabe, fiquei duro rápido
C-Por ter me fudido gostoso vou deixar você comer meu cu fdp, arromba essa porra vem
Botei a cabeça e é bem apertadinho, começou a entrar e ela gemendo bem gostoso
C-Isso, fode meu cu, vai porra, fode, fode caralho
-Toma piroca sua puta, toma porra
C- isso porra
Ela tocava uma siririca, mais uma bem frenética, tava louca pra gozar denovo
C-Vai meu macho me fode, vai caralho
Ela começou a tremer e gozar, não demorou muito eu gozei no fundo do cu dela, ela caiu desmaiada e eu por cima dela e dormimos ali mesmo, acordei mais tarde e levantei, estava ela la com aquele cuzão pra cima, tomei um banho ela levantou e tomou banho comigo, rolou mais algumas coisas e ela foi embora
Mais recebi uma ligação, era minha sogra e queria falar comigo

Mais isso fica para o proximo conto

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 12 votos)
Loading...