Meu médico me comeu

A um mês tirei um cálculo renal.Foi operada por 3 médicos, mas dois deles chamou minha atenção por serem novos e lindos.
Só fiquei sabendo como seria o procedimento qdo estava deitada na mesa cirurgica, e as enfermeiras colocando 2 suportes de ferro, iguais ao que os ginecologistas usam, mas um pouco mais alto.Gelei, fiquei nervosa.Fiquei imaginando 3 médicos homens mais 2 enfermeiras e uma anestesista mexendo na minha vagina totalmente aberta, exposta mesmo.
Um dos médicos, o mais lindo percebeu que eu estava nervosa e começou a brincar comigo, perguntando meu time, se era a 1ª vez que eu fazia essa cirurgia…..enfim, ele é lindo, gostoso, sexy mesmo com aquele avental horroroso, mas não conseguiu me acalmar. Então veio outro médico, mais novo, devia ter uns 24, 25 anos. Não é do jeito que eu gosto pq prefiro os mais velhos, acima de 35, mas esse era uma delícia.Acho que pelo fato dele ser médico, saber o que tava falando, me dar segurança. Meus braços e minha pernas estavam amarradas na cama pra eu ñ me mexer. Ele chegou devagarinho do meu lado esquerdo, colocou a cabeça um pouco acima da minha e ficou conversando comigo. Nossa que homem cheiroso !!! Mesmo grogue pensei em beijá-lo.
A anestesista viu que eu ainda estava nervosa e tratou logo de colocar aquela máscara no meu nariz pra eu desmaiar. Não tive nem tempo de apreciar os gostosos de branco.
Quando acordei uma hora e meia depois, estavam terminando de colocar a sonda na minha vagina subindo até o rim, ainda com as pernas totalmente abertas, mas só os dois médicos gostosos mexendo em mim. Senti um tesão inexplicável. Apartir daquele momento eu tinha plena certeza que iria dar pra eles juntos ou um de cada vez. Mas desta vez seria minha bucetinha, não minha vagina. Eles iriam sentir o pau deles na minha buceta apertando, e não as mãos, embora adoro que metam os dedos.
Qdo acordei totalmente, um enfermeiro me levou pro quarto, tbm uma delícia, e careca.Tenho um tesão por homens carecas ! E não vi mais os dois médicos deliciosos e com dedos ótimos de serem chupados na hora que um garanhão está me comendo.
Fiquei mais 1 dia internada, acompanhada do meu marido, que sentiu que depois da cirurgia eu estava estranha, pensativa demais. Mal ele sabia que não parava de pensar nos tais médicos.
Achei que nunca mais os veria, a não ser que eu arrumasse um motivo pra ser operada de novo.
Na hora da alta, veio a surpresa: aquele terceiro médico que comentei no início, veio no quarto me liberar e disse que eu teria que passar com um daqueles médicos gostosos em 3 dias pra retirar a sonda e o catéter. De repente meu corpo deu um sobressalto da cama de alegria, que doeu por dentro por causa do catéter, que eu mal conseguia me mexer, imagina um pulo daqueles. Vibrei com a oportunidade de rever, dar em cima e quem sabe ele perceber que eu tava a fim de trepar gostoso com ele.
3 dias depois lá estava eu, com uma hora de antecedência. Procurei todos os motivos pra meu marido não ir junto,mas tudo em vão pq eu não conseguia dirigir ainda. Fui o caminho todo pensando que transaria com o Dr, com meu marido lá ou não, entrando no consultório junto ou não. Eu só sairia de lá depois dele me comer muuiiittooo, me fazer gozar a ponto de escorrer pelas pernas, e dele gozar tbm, quem sabe até soltar uns urros abafados.
De repente a decepção: a recepcionista disse que ele não viria pq apareceu uma cirurgia de emergência e que outro médico me atenderia. Ai que ódio ! quase pulei no pescoço dela. Perdi a educação e falei num tom mais alto que o meu de costume e que só sairia dali se o meu médico me atendesse pq foi ele quem fez minha cirurgia. Ela disse que eu tinha 2 opções, ou esperava alguns dias até a remarcação da consulta, com dor, sem poder andar, com febre, ou deixava que outro médico me atendesse, tirasse a sonda e o catéter. Caramba, que ódio da dúvida ! Meu marido disse não entender minha dúvida. Claro que o óbvio seria deixar o outro médico me atender logo e parar com a dor. Ele só não imaginava que o problema aquela hora não era nem a dor, mas o desejo acumulado, tanto que se fosse meu médico mesmo, com dor ou sem dor eu ia dar pra ele de um jeito que ele não me conhecia por dentro.
Aceitei que esse outro Dr me atendesse. Entrei na sala muito puta.
Meu DEUSSS, era o outro médico novo da história ! qdo sentei na cadeira, ele trancou a porta. Gelei. Ele estava sem aquele aventalzinho ridiculo,e a felicidade por uma possível transa era maior, então meu desejo foi de 0 a 100 em 2 segundos.
Ele sentou no lugar dele, me fez centenas de perguntas e me mandou sentar na cama. Sentei. Eu estava com uma batinha que deixa os peitos totalmente à mostra. Ele ficou me olhando imóvel, mas precisamente para meus peitos e minha tauagem que tenho no peito direito. Depois dessa parilisia e sem me examinar, me mandou deitar. Deitei. Me mandou tirar o short, tirei o short, a blusa……já fui tirando logo tudo.
Ele veio, apertou minha barriga perguntando se doía. Tirou minha calcinha, e falou que eu ia sentir um puxão pra retirar o catéter, que estavam presos na minha virilha por um esparadrapo. Soltou com muito cuidado. Mas vi que ele colocou 2 dedos dentro da minha buceta, que a essa hora já estava encharcada. Ele colocou e ficou parado querendo me olhar mas acho que tava com vergonha. Me deu uma olhadinha meio que satisfeito, meio que estranhando aquilo. Ficou movimentando os dedos na minha buceta super molhada. Percebi que ele gostou pq não quiz mais tira-los de lá. Mas tirou, olhou pra eles e colocou de novo, mas desta vez 3 de uma vez. Que delícia. Mordi os lábios e ele viu. Então ele mudou de posição, abriu mais minhas pernas, abaixou a cabeça até olhar minha bucetinha de frente e a abriu com as 2 mãos, e um dos dedos ele meteu fundo, muito rápido a ponto de eu dar um urro de surpresa e de susto. Ficou ali mexendo e esqueceu de tirar a sonda.Mas td bem, doía, mas a dor dos dedos dele me fudendo era mais gostoso.
Abaixou mais a cabeça, achei que ele queria ver como estava o pós-operatório. Que nada, ele meteu a língua mesmo !!! caracassss, que gemido que eu dei !!!
Lambeu, chupou, mordeu meus grandes lábios, meteu 5 dedos e chupava ao mesmo tempo. Qdo escorria meu leitinho, ele lambia.
Retirou o catéter e mandou que eu mudasse de posição, me deitando na beirada da cama. Ele sentou na escadinha, ficou mais confortável e chupou muuuiiitttooo. Olhei pra ele que estava todo melado do meu leitinho, escorria pela boca. Levantou e começou a me beijar. Acabei ficando com meu próprio gosto na boca. Ele meteu mais alguns dedos várias vezes e sempre tirava pra chupar.
Levantou, abriu o zíper e abaixou a calça. Veio devagarinho, me puxou e meteu, meteu com muita força, do jeito que adoro. Doeu, mas nem pensei em pedir pra parar. Me comeu como se fosse um retirante morto de fome. Meteu tanto que comecei a sentir uma dorzinha, mas queria mais. Ele virava a cabeça pra trás, mordia os lábios, beijava minha boca, me mordia, passava a lingua ao redor dos meus lábios……………..gemia dentro da minha boca, um gemido abafado. E eu tbm.
Qdo tava pra gozar, gemia e prendia, gemia e prendia. Todo suado o puxei pela cabeça e beijei muito sua boca. Tirou rapido o pau da minha buceta, subiu na escadinha mais um pouco, meteu o pau na minha boca mais algumas vezes, engasguei com o tamanho e ele gozou muuiiittto.
Colocamos a roupa, ele foi ao banheiro lavar o rosto pq parecia que tava correndo na praia num sol de 45 º, sentei na cadeira, ele me prescreveu alguns remédios, me mandou fazer alguns exames e voltar pra levar os resultados. Destranquei a porta, saí muito assustada, preocupada se alguém na recepção e na sala de espera tivesse percebido algo,mas por sorte não. Meu marido perguntou pq demorou, respondi que ele tava tentando puxar o catéter com cuidado pra não doer muito.
Semana que vem tenho consulta, pra levar os exames. Tentei marcar antes, mas não tinha vaga. Falei pra secretária que como o outro não se preocupou comigo, quero a consulta com o mesmo que me atendeu. Apesar que se for os 2, melhor !!!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,56 de 18 votos)
Loading...