, ,

Eu e minha irmã, como tudo começou

10-07-18 Por 7 ★ 4.65

Quem aqui nunca brincou de se descobrir com um irmão ou irmã em??? Aposto que você já fez brincadeirinhas sacanas com seus parentes e até amiguinhos… Posso apostar que você menininha já foi abusada por um primo mais velho ou até um irmão, e você menino, com certeza já praticou um incesto com irmã ou prima né… eu sei… eu sei…
Porém dificilmente isso se torna a primeira vez de fato, digo, sexo. Acontecem somente toques, caricias, quando muito uma chupadinha, mas de o pau penetrar é muito difícil… sejamos realistas…
O que vou relatar aconteceu entre eu e uma de minhas irmãs, ao total éramos eu (13 anos), uma irmã mais velha (+ 2 anos), e duas mais novas (-2 e -5 anos). Vou contar o que aconteceu entre eu e a irmã mais nova (11 anos), sem ser a caçula.
Como tínhamos idades quase semelhantes, (13 e 11), certa vez numa brincadeira, toquei na bucetinha dela e ela hesitou e tirou a minha mão, porém ela me olhou com carinha de safada, o que me levou a fazer novamente e mais para frente eu estava com total permissão dela…
Acabamos por nos descobrir juntos.
Acontece que a nossa casa era pequena e por vezes dormíamos todos juntos, porém minha irmã caçula dormia com a minha mãe, a minha irmã mais velha, por ser adolescente, dormia no quarto dela, e eu quase que todos os dias dormia com a minha irmã que vou chamá-la de Patrícia – Pati.
Quando dormíamos, ela dormia muito rápido, e eu pegava a mão dela e colocava no meu pau, eu sabia que ela estava acordada, por vezes, e ela não relutava, porém eu que tinha que conduzir os movimentos, de vai e vem, fazendo ela tocar uma punhetinha pra mim todas as noites…
Aconteceu que eu comecei a tocar nela também… (isso noites após noites ta pessoal, um pouco a cada dia, na verdade isso durou uns 2 anos…)
Em fim, comecei a tocar nela também e ela deixava, como era no mesmo quarto que minha mãe estava sempre cuidando para não fazermos barulho para a ela não ver. Mas era tranqüilo.
Então eu comecei a pegar ela de conchinha e colocar meu pau no meio de sua bundinha, e dormia encoxando ela.
Passado um tempo eu comecei a colocar meu pau bem na fenda da bucetinha dela, eu passava cuspe para lubrificar e ficava encoxando ela, com meu pau no meio dos lábios da bucetinha dela, bem molhadinha… e ela sempre consentia meus movimentos…
Ao longo do dia, nem comentávamos sobre o assunto, a coisa só acontecia de noite, no apagar das luzes…
Certo dia eu me deixei levar e acabei gozando toda ela, ao contrario, eu sempre batia pra gozar, ao lado dela mesmo, me limpava e dormia. Porem nesse dia foi diferente, eu gozei na bucetinha dela, por fora claro, sem entrar, e fiquei com medo da reação dela… nesse dia ela se levantou, foi ao banheiro e acho que se limpou, voltou se deitou e dormiu.
Após esse fato, eu comentei com ela na tarde do mesmo dia:
– Você viu o que eu soltei em você essa noite…
Ela: – Vi, o que era aquilo?
Eu: – Aquilo é porra, sai do meu pau, serve pra molhar e ficar melhor…
Ela: – Humm
Eu: – Eu posso soltar em ti toda noite?
Ela: – Pode… (com carinha de safada)
Eu penso hoje em dia… como eu não pensava que eu poderia engravidar ela… até hoje me dá um gelo no coração quando cogito essa possibilidade. Porém na época eu nem pensava nisso.
Então as noites eram assim, eu pegava no banheiro papel higiênico e colocava na cueca, então a noite eu deixava ele ali, escondidinho.
Então ela se virava e eu cuspia na mão, passava no meu pau e na bundinha dela e começava o vai e vem gostoso, lentamente, passando a cabeça no cuzinho, e na bucetinha dela, até eu gozar, lambuzar toda ela… então eu passava o papel higiênico para limpar ela, e dormíamos…
Fiz isso por um bom tempo.
Quando estávamos sozinhos em casa, fazíamos papai e mamãe, lógico, só encostando, eu até forçava uma penetração, mas ela não deixava… eu a colocava na cama de pernas bem abertas, totalmente peladinha e eu chupava muito a bucetinha dela, ela não gostava muito de chupar o meu pau, mas chupava bastante também.
Minha irmã mais velha tinha escola a noite e minha mãe cuidava de uma idosa, chegava perto das 22hs em casa e a caçula ficava com uma tia nossa, então tínhamos das 18hs que é a hora que chegávamos da escola até as 22hs para brincarmos.
Nos descobrimos bastante nessa época.
Eu já colocava o dedo todo na bucetinha dela, porém ela nunca me deixou colocar meu pau, até certo dia, ela dormiu e eu encoxando ela, então eu consegui penetrar nela… eu tinha duvida se estava realmente lá dentro, toquei e pude sentir o meu pau totalmente dentro da bucetinha dela, a partir daí posso dizer que não sou mais virgem e ela também…
Nesse dia eu gozei dentro dela.
No dia seguinte e nos outros conseqüentes passamos a fazer sexo de verdade, porém, sem camisinha (até hoje eu penso: – Como eu não engravidei ela… imagina a merda que ia dar) eu gozava até duas vezes por noite… e naquele período que eu relatei, das 18 as 22hs ela não deixava eu penetrar, apenas chupar e masturbar ela, ela somente deixava a noite…
Eu lembro que um dia eu ouvi ela chorando, ela e a mãe estavam na sala e a minha mãe falava:
– É normal, isso acontece…
Eu acordei ouvindo ela dizendo essas palavras… então minha irmã pergunta (ouvi a voz dela também):
– O que houve?
E minha mãe responde:
– A Pati menstruou…
PPPPPPPPPPPPPPPOOOOOOOOOOOOOOOOUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1
Aquilo veio como uma bomba atômica em minha direção…
Eu pensei que tinha engravidado ela, e agora, o que eu ia fazer, se me matava, etc………………..
100000000000000 pensamentos e arrependimentos pairavam a minha mente…
Ali caiu a fixa da cagada que eu poderia ter feito…
Nos dias consecutivos tudo normal, a mãe e minha irmã mais velha só que sabiam… eu sabia por ter ouvido falar…
Mas em fim…
Parei de comer minha irmã…
Ao menos nas 2 próximas semanas… Meu coração batia amargurado e com culpa… se descobrissem algo é certo que eu ia tirar minha própria vida… isso eu já estava decidido…
Mas graças a Deus que não…
Tudo normal
Então, certo dia chegamos da escola e começamos de novo, a nos namorar… eu tirei a roupa dela e a minha… e, isso que foi impressionante… ela mesmo estava com vontade… coisa que eu nunca tinha visto… Ela me jogou na cama e chupou meu pau como nunca…
Eu então peguei ela e coloquei ela por cima de mim, eu chupava os peitos dela e ela encaixou meu pau na buceta dela e começou a cavalgar…
Foi o sexo mais gostoso que já tínhamos feito, éramos como 2 adultos, porem eu estava sem camisinha e sabia que não podia gozar… porem eu já ia gozar… ela então começa a ter o primeiro orgasmo dela… e eu pronto pra gozar, só me concentrei para não gozar nela e ela se sacudia e remexia aquela buceta loucamente e esse foi o primeiro orgasmo dela…
Ela então sai de cima de mim, se veste e eu com o pau todo melado… Descobri que ela é daquelas que goza tipo squirt… Achei que era só em filmes pornôs…
Eu tava todo melado, molhado… ela se vestindo e eu batendo pra gozar…
A partir desse dia, nossas brincadeiras passaram a ser com camisinha…
Tudo na paz…
Ela adora quando eu chupo ela, e ela se masturba e joga longe seu gozo… eu adoro tomar tudo… aposto que criei ela uma grande putinha…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,65 de 23 votos)

Por , ,

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Tiozão Pr

    Porra que dlca… continua metendo na irmã????

  2. Manu

    Que delícia de conto lembrei me de minhas loucuras……aí que tudo.!!!!!

  3. Anonimato

    já fiz muito com uma prima minha, e o risco e grande mesmo de engravidar mas e muito bom ainda mais novinha pele macia quentinha melhor que punheta é. B
    om conto esse

  4. comentador

    Engracado é os relato de crianca q ja sabe chupar bct, fazer 69 e as porra tudo kkkkk é cada uma

  5. Cauã

    Legal cara. é acontece sim muito, não são casos isolados, principalmente o povo nordestino, eu quando pequeno brincava com minhas primas e minhas irmãs, e ate minhas tias que eram da mesma faixa etária, com vizinhas, mas eu fiz uma merda, eu comia também isso aos 13 anos, uma mulher que andava nas ruas, ela era deficiente mental, eu penetrava ela, fazia ela me chupar, isso todos os dias, e até que ela engravidou, acabarma descobrindo que foi eu, apanhei muito, meus pais adotaram a menina que hj tem 18 anos, mas ainda hoje sou motivo de comentários maliciosos.

  6. Thales o safado

    Quando tinha uns 13 anos dormia no msm quarto que minha nao na msm cama somente no msm quarto que me irma ela tinha 8 eu acortei a noite acendi a luz e vi que ela estava dormindo so de pijaminha eu tirei meu pau pra fora pequei a maozinha dele e envolvi no meu pau foi uma delicia so que nunca mais tive coragem de fazer pois fiquei com mt medo dela acorda mais lembro disto ate hj hummm

  7. Carlos

    Muito bom, adorei seu conto.