Desejos Incestuosos

Autor

Meu nome é Daniel, tenho 38 anos e sou casado há 10 anos com Julia. Neste ultimo ano, o casamento nosso estava meio abalado, chegou naquela fase em que o casal estava cansando um do outro. No fundo, eu gostava bastante da Julia e nao queria de hipotese nenhum queria que o nosso casamento fosse pro lixo
Então eu sugeri uma coisa bem sugestiva para ela. Que nos transassemos com a nossa sobrinha Beatriz de 15 anos. Bia era uma menina bastante bonita, mas nao tinha um corpo estrutural. 1,64 de altura, cabelos pretos e longo, peito e bunda tamanho medios. Ela era filha unica do meu irmão e era bastante proxima a mim
Quando eu falei desta sugestao para ela, de inicio ela nao gostou nenhum um pouco do que eu propos para ela. Tivemos uma briga feia. Mas depois, por algum motivo inexplicavel, Julia disse que aceitaria ter uma aventura deste tipo com a minha sobrinha. Fiquei feliz com a aceitaçao dela. Era o alivio e saida pra salvar o meu casament
Beatriz era uma menina que me entendia muito, tudo que eu proponha para ela fazer, ela topava. Ela era uma menina que estava descobrindo a sua sexualidade, fazia algumas brincadeiras comigo e dava muito trabalho para os seus pais. Dava para perceber que o seu maior desejo no momento era perder a virginidade
Conversei sobre a proposta com a Beatriz. Ela adorou a proposta. Combinamos com ela passar um final de semana na nossa casa. Ela aceitou e demonstrou bastante animada. Eu e Julia tambem estavamos. Este final de semana iria ser uma noite inesquecivel. Era o inicio do salvamento do meu casamento. Um verdadeiro alivio para mim e de uma certa medida para a Julia, minha querida esposa
Mal sabia que uma brincadeirinha, iria se estender
Chegou o tão esperado dia. Minha sobrinha veio na minha casa, com um shortinho e uma blusinha que dava para ver os seus peitinhos. Ela tinha contado que nao tinha colocado sutiã. Fiquei louco em saber disso, mas dei uma disfarçada para que a minha mulher nao brigasse comigo. Mas era inegavel que fiquei animado em ver a minha sobrinha
Fomos nos três para o meu quarto. Tirei a roupa da minha sobrinha e subi em cima dela. Comecei a chupar os seus peitos e lambendo com a ponta da lingua os seus mamilos. Minha mulher estava vendo aquela cena entre mim e a Bia. Ela resolveu participar da cena. Pediu para minha sobrinha abrir a perna e começou a chupar aquela bucetinha raspadinha
Depois, foi a minha vez de chupar a buceta da Beatriz. Abri as pernas da Bia e me deliciei naquela buceta, lambendo o critoris dela e beijando as suas pernas. Minha mulher estava lambendo os peitos da minha sobrinha de uma maneira bastante deliciosa. Minha sobrinha estava se contorcendo na cama com aqueles dois adultos chupando ela
Depois a minha mulher deitou na cama. Ela abriu as pernas e pediu para a minha sobrinha chupar a sua buceta. Enquanto isso, eu estava chupando os peitos da minha mulher, passando a lingua nos seus mamilos. Depois a minha sobrinha deu licença para mim e ela deixou eu chupar a buceta da minha mulher. Enquanto eu metia lingua em seu critoris, minha sobrinha batia uma siririca
Minha mulher tem 36 anos de idade, mas tem a aparencia de 24 anos de idade. 1,65, loira, cabelos encaracolados e peitos grandes e bunda grande. Ela da um caldo em muita menininha por ai. Minha sobrinha neste dia aprendeu muito com a minha mulher
Depois de se deliciar no corpo das duas, eu levantei e abaixei a minha bermuda. As duas sentaram na cama e começaram a chupar o meu pau, uma de cada vez. Minha sobrinha chupava de maneira envergonhada, mas a minha mulher deu um "up" nela e empurrou a cabeça dela fazendo engolir todo meu pinto ate fazer eu gozar dentro da sua boca. Minha mulher por sua vez, chupava com mais vontade.
Minha sobrinha ficou de quatro e eu enfiei o meu penis no seu cuzinho. O cuzinho era apertado, entao tive alguma dificuldade em penetrar nela, mas consegui enfiar inteirinho nela e deu para meter gostoso. Ela gemeu muito se segurando na cama. Depois disso, a minha sobrinha abriu as pernas e meti naquela bucetinha deixando ela alucinada
Minha mulher disse que era vez dela receber a minha pica. Ela abriu as pernas e eu comecei a bombar na buceta da minha mulher. Enquanto isso, minha sobrinha começou passar levemente os dentes no mamilo dela. A minha mulher ficou de quatro e eu comecei a penetrar no seu anus. Enquanto eu enfiava tudo nela, minha mulher mexia a sua bunda ate me fazer gozar.
Essa noite foi a virada do meu relacionamento com a minha mulher. Resolvemos nos três que iriamos transar mais vezes e assim o fizemos. Minha sobrinha aprendeu muito com a minha mulher e apesar da idade, acabaram se tornando muito amiga.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 20 votos)
Loading...