#

Casado gay de guarulhos

1204 palavras | 12 |3.67
Por

Tenho 47 anos, casado e pai, mas infelizmente ou felizmente, não sei, tenho uma queda por outros homens
Desde muito novo, sempre gostei, de chupar, outros meninos na escola, entrar em casas abandonadas com os meninos, espiar os primos mijarem, me vestir de mulher (hábito que tenho até hoje, quando estou só) mas quando era garoto, minha mãe me pegou com o vestido dela, sandália de salto, e foi no flagra , tomei foi uma surra.
Minha esposa foi a única mulher que tive na minha vida (acho que casei para disfarçar) mas hoje infelizmente não consigo me assumir e nem posso, já tenho um filho de 18 anos, família etc… impossível, sempre tudo no sigilo absoluto.
Minha Mulher é muito “10” gente finíssima, parceira, já contei algumas coisas de minhas aventuras para ela, mas sempre com algumas omissões. Tenho medo de desabafar ecolocar td a perder.
Então desde criança que eu brinco, porém só perdi a virgindade anal no ano passado em Março de 2017, e em Dezembro de 2017 dei de novo, depois agora final de Maio (sempre pro mesmo cara.
até então só chupava os caras, no carro, em hotéis, etc…
em Julho de 2016 fiquei 30 dias sozinho, minha família viajou, para fora do estado, todo dia chegava em casa colocava uma lingerie de minha esposa, uma sandália, e ficava, varrendo a casa, fazendo uma comida, um “amigo “ foi até la me visitar, e ficamos brincando de “casinha” eu fazendo comidinha, levando cerveja no sofá para ele, na hora do futebol, mas só ficávamos na chupação, nos beijos, apenas isso.
Um dia no meu trabalho, chegou um caminhoneiro, para puxar uma carga de diversos materiais, eu o atendi, até aí tudo bem, ele sentou na minha sala, pois tem uma poltrona bem de frente a minha mesa, para aguardar a nota, e começamos a conversar, de diversos assuntos, era mês de março, formando um temporal terrivel, falando o que ele iria fazer para sair da região (muitos alagamentos) ele estava realmente preocupado.
Mas de repente eu percebi o tamanho do pacote, era realmente um volume de respeito. De verdade comecei a viajar, e comecei a olhar mesmo, não tinha como, era lindo, enfim…
Teve um momento que parei de falar, parei de ouvir, foi ai que ele percebeu que eu estava olhando, fiquei sem graça, mas ele começou a passar a mão e se insinuar, mas o assunto continuou, sou casado, ele era separado, começamos a falar de nossas vidas, mas ele realmente apalpando aquilo tudo e me fitando com os olhos…..
Começou a chover muito, eram umas 5 e pouco da tarde…
Eu sem carro, não tinha na época, ele me perguntou, como eu faria para ir embora, eu disse que o jeito era esperar a chuva, voces não tem noção do jeito que chovia. Ele gentilmente me ofereceu uma carona, eu relutei, e ele insistitu, dizendo que seria pelo menos até a beira da Via Dutra, onde teria mais opções de ônibus….
Marquei meu ponto, ele estava me esperando, entrei no caminhao, e fui com ele, porém ele teria que fazer um retorno no proximo viaduto para São Paulo, mas isso ele não fez , ele seguiu com sentido Rio de Janeiro, eu até falei para ele, “meu amigo” o retorno ficou para tras, ele me disse, que sabia, mas que me achou gente fina, ia me levar até o ponto inicial do ônibus, para eu pegar um ônibus vazio, e esse ponto final era coberto não haveria o risco de tomar chuva etc….
Mas ele foi da minha empresa e durante o caminho segurando aquele volume….e eu olhando até que na cara de pau, eu disse que não aguentava mais, estava louco de tesao, ele respondeu a mesma coisa, que tb ficou tesudo quando percebeu que eu estava olhando o volume da calça dele
Ele realmente me levou no ponto inicial dos ônibus, mas no meio do caminho era a casa dele, era um apartamento muito bacana, mas bem vazio devido a mudança repentina de vida dele (divorcio), ele entrou em casa, foi pro quarto, e quando voltou voltou nú somente com a toalha, e simplesmente me jogou outra toalha nas mãos e me disse aceita um banho? E ainda completou, “tem outro banheiro se quiser pode tomar banho lá “ eu até que realmente entrei no outro banheiro, meio sem graça, e ele foi pro banheiro da suíte, tirei minha roupa, meio tímido, mas não resisti, fui pro outro banheiro, quando eu vi aquele peito peludo, aquele corpo, aquele pau enorme, ele grisalho, lindo e simpático, não aguentei, tive que me ajoelhar, e chupa-lo freneticamente, chupei e chupei mesmo, fui subindo a língua pelo corpo dele, beijando ele todo, até que ele me segurou bem forte (delicia) pelo pescoço e me enfiou a língua na boca, segurando com a outra mão a minha bunda contra o corpo dele, fiquei bem feminina mesmo , nos beijamos por longos minutos.
desci até o pau dele de novo, e comecei a chupar, muito, de repente ele gozou muito na minha boca, na minha cara, continuamos no banho, ele me enrolou na toalha, me tratando feito uma diva, e me jogou na cama dele, e começamos a nos beijar de novo, o pau dele nem amolecido tinha, continuava duro, eu não aguentei, fomos nos rolando, quase caímos da cama, quando fiquei por cima dele ele de novo pressionou as duas mãos na minha bunda contra o corpo dele, e ele me falou, que eu não fui até la para brincadeira, íamos fazer sexo na plenitude, eu o avisei que nunca havia dado, mas ele me jurou cuidado, e quase morri de tesao, na mesma hora ele me colou um travesseiro, me posicionou delicadamente em cima do travesseiro, na posição frango assado, me lambusou de gel e colocou a camisinha e começou bem devagar a penetrar, olha nem parecia a primeira penetração de minha vida, devido a tamanha calma vários movimentos de vai e vem, até que foi entrando tudo ele com muito jeito, eu de frango assado, ele me beijando, e eu gozei só nisso , mas ele continuou, até que ele gemeu bem fundo e gozou dentro de mim, senti o pau dele pulsar dentro do meu rabo, o temporal havia passado, mas ainda chovia, transito estava um caos, liguei em casa para a família, avisei que ainda estava tentando voltar, e ficamos mais , ai me realizei, ele ficou deitado na cama, fui fiz um café para ele, peguei uma latinha de cerveja para ele, deixei um arroz pronto, tudo para sua comodidade, ele me disse que nem a ex-esposa o tratava assim…

nos encontramos em dezembro e em maio desse ano, como eu não curto muito ficar variando, assim que ele “estalar” dos dedos eu correrei para seus braços
OU SE FOR ALGUEM DE CONFIANÇA POR QUE NÃO NOVAS AMIZADES
Casado-gay-passivo-de-guarulhos.
mtc.2018[email protected]

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 12 votos)

Por #

12 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Will

    Opa.. também sou d Guarulhos.. adoro mamar e pegação com macho na encolha.. sou discretão.. curto mesmo macho, d preferência casados ou leke com namorada
    Não curto crianças.. mas não tenho preferência por idades.. sendo discreto e curta na enclha
    [email protected]

  • Responder John Deere,Matador de Veados

    Já dei meu cu algumas vezes, inclusive quando criança, pois minha mãe era prostituta e os caras metiam nela e em mim. Eu gostava sim, e muito, de sentir um pauzão rasgando meu rabo, mas tomei raiva da viadagem porque um dos machos que comia eu e minha mãe passou o bichinho da goiaba pra gente. Minha mãe morreu desnutrida, ressecada, desdentada, descabelada e muito fodida. A AIDS acabou com seu corpo, e eu fiquei sozinho no mundo. Comecei a dar o cu nas estradas pra poder me sustentar. Por causa desse sofrimento todo comecei a ficar com raiva, mas confesso que meu maior sonho é encontrar um macho legal que me assumisse, e eu seria sua putinha fiel.

    • Daniel Coimbra

      Hummm,então o tal do John Deere,Matador de Veados gosta de levar vara grossa no rabo,olhaí galera!
      Eu gosto e assumo também,não escondo de ninguém que sou viado,e dos mais sujos que existem!

  • Responder 27Anos-Zl-SP

    Topa sair com um cara mais novo?

  • Responder Casado

    Já eu sou casado gosto de buceta, mas tbm curto uma pica no cu

    • [email protected]

      poderemos trocar muitas idéias

    • Casado

      Claro que sim… Se vc for bem discreto

    • Anônimo

      Claro, se vc for discreto

  • Responder John Deere,Matador de Veados

    Né veadão enrustido,respeita sua mulher,pára de veadagem senão quando cruzar contigo,vai lembrar da surra que levou da tua mãe como um carinho delicado em um bebê que ela fez em você,tá avisado viu,veado

    • Anônimo

      Queria ver a surra de vara que vc ia me dar gosto de macho assim bravo