Calcinha da tia Letícia

Há 3 meses Por 4 ★ 4.37

Certamente, que todo menino quando pequeno já se viu nesta situação. Se não desse jeito mas parecido. E comigo não foi diferente. Quando fiz 12 anos descobrir o que era punhenta e desde então eram varias. Chegou ao ponto de quando fui ao médico com a minha mãe, lembro-me dela perguntar pq eu não ganhava peso e o médico dizer assim pra ela.

– é a fase das descobertas mãe, muitas revistas, alguns vídeos , deve estar se masturbando muito, porém não se preocupe isso é normal.

Fiquei dias sem conseguir encarar minha mãe, lembro tbm dela ter comentado algo com meu pai. Que apenas disse: – deixa o menino, pelo menos não estar na rua aprontando com esses vagabundos daqui do prédio.

Numa tarde como outra qualquer, cheguei do colégio e fiz minhas atividades depois fui até a cozinha fazer um lanche, quando minha tia Letícia chegou do mercado com a minha mãe.

Minha tia na época deveria ter uns 27 anos. Uma morena cabelos cacheados um pouco gordinha.
Sempre achei ela muito bonita e as vezes quando saía com ela ficava com vergonha pois os homens sempre soltavam piadinhas e davam psiu p ela.

Elas chegaram exaustas do mercado e logo minha tia Letícia fora no banheiro tomar um banho.
Derrepente ouvi minha tia me chamando.
– Jânio faça um favor, pegua aí essa toalha no varal que eu esqueci.

Já fui contrariado pois estava assistindo um programa. E isso era de costume principalmente ela sempre esquecia algo.

Fui no quintal e peguei a toalha e bati na porta só que dessa vez ela não abriu só um pouquinho para pegar a toalha.

Ouvi apenas um pode abrir estou no box.
Entrei no banheiro rapidinho e olhando para o chão fiz o que ela pediu pendurei a toalha sobre a pia.

Foi neste momento que eu reparei no seu short jeans sobre o vaso e principalmente na calcinha preta. O detalhe estava na parte que cobria a xoxota, tinha uma mancha esbranquiçada que parecia uma cola bem ralinha
Aquilo me aguçou os sentidos e de imediato quis pegar e ver mais de perto.

Porém minha tia Letícia, tratou de acabar com aquele transe, confirmando se já havia deixado a toalha.

Sair do banheiro já de pau duro, algo involuntário, e estranho pois jamais havia sentido atração por ela, mas alguma coisa despertou em mim e uma vontade louca de pegar aquela calcinha cheirar.

Fiquei apostos e assim que ela saiu do banheiro pela primeira vez eu corri para revirar o cesto de roupa.

Entrei fechei a porta e fui em busca da calcinha.
Logo que achei foi inevitável tratei de por no nariz, estava com cheiro do perfume que minha tia usava. Em seguida procurei a parte da buceta e olhando fixo para local levei até o naris. Ah que delícia, nossa que cheiro gostoso uma mistura de xixi e suor. Um aroma forte e poderoso que logo fez a piroca endurecer feito Pedra e pulsar dentro do short.

Sentei no vaso já com o short nos joelhos e observei melhor aquela calcinha. Era uma peça já surrada porém era naquele momento um troféu que tinha nas mãos.

Novamente levei ao nariz, notei que aquela colinha esbranquiçada ja estava mais seca e então decidi provar .
Passei a língua, apenas a pontinha. Depois já estava lambendo e no final já havia praticamente limpado o fundo da calcinha.

Com ela no nariz bati uma bronha fantástica, a mais gostosa dos últimos tempos.

Foi muito bom, muito gostoso e comecei a repetir.
Por diversas vezes e sempre que podia era minha tia Letícia sair do banho eu entrava imediatamente no banheiro e batia uma.
Percebi que quando ela vinha da academia ou do trabalho o cheiro de buceta exalava mais forte e desde então após cheirar sempre gozava sobre os fundos da calcinha.

Eu já não batia punheta a toa. Esperava as vezes até uma semana p gozar na calcinha de tia Letícia.

Depois dobrava a calcinha cheia de porra e deixava lá no cesto.

Um sábado a noite vi minha tia chegando com seu namorado. Eles ficaram no carro lá embaixo um tempão. Fiquei espreitando até ela entrar em casa.

Assim que saiu do banheiro fui correndo pegar sua calcinha, mas pra minha surpresa ela estava bem pior do que eu as deixava. Chega estava grudenta e toda melecada. Fiquei com muita raiva e com ciúmes pois sabia que seu namorado havia metido nela e gozado dentro.

Passei dias respondendo mal a minha tia, e sem fazer favores nem nada.

Um fim de semana ela saiu para a balada com o namorado e voltou bem tarde.
Eu estava na sala assistindo a corrida de fórmula 1.
Percebi que tinha bebido pois tropeçou no tapete da sala.
Depois tirou as sandálias e sentou no sofa.

– Jânio faz um favor pra tia, pega uma água pra mim.

Já não estava com raiva dela e fui na cozinha pegar.
Quando voltei ela estava sentada no sofá mexendo em uma das unhas do pé, reclamando que havia quebrado por conta da topada.

Nessa hora quase derrubo o copo de água. Pois como estava de vestido a calcinha ficou toda amostra.

Era uma calcinha vermelha, dava p ver como era grande sua buceta e bem volumosa. Parecia estar bem peluda tbm.
Ficava mais nítida quando a TV projetava a luz.
Eu fiquei ali parado com o copo na mão meio que perplexo.
Fui em sua direção sem tirar os olhos do meio de suas pernas.

O êxtase daquele momento só foi quebrado quando tia Letícia levantou os olhos e estendeu a mão para pegar o copo.

Percebendo que eu só tinha olhos para suas partes ela abaixou a perna e reclamou:

– perdeu alguma coisa Jânio?
Guaguejei qualquer coisa

– agora acho que já sei pq minhas calcinhas estão sempre grudadas quando vou lavar.

– vc anda cheirando minhas calcinhas é… Acho que preciso conversar com sua mãe.

Fiquei trêmulo nervoso e sem ação.
Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,37 de 19 votos)
Loading...

Por

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Cosmos

    Meu pai metia em mim e no meu primo nos tínhamos guase a mesma idade diferença de seis meses 12 anos .
    Ele ( meu pai) devia ter uns 19cm de piroca , nisso cu já recebia tudo dentro , toda vez o pau dele saia cheo de coco de nosso cu.
    Eu gostava que ele metia em mim

  2. Velhinho

    Excelente…Continua

  3. Dan

    i muito bom

  4. Dan

    Continua vai muito bom