A aposta com a minha irmã

Autor

Meu nome é Eduardo, tenho 20 anos de idade e moro com a minha familia, minha mãe, meu pai e a minha irmã Jessica que tem 16 anos de idade. Uma das coisas que eu mais gosto de fazer é jogar video game, tenho varios jogos como God of Wars, Fifa, Star Wars, Project Cars, Formula 1, Guitar Hero e também Dragon Ball Z. Sou um viciado em jogos para falar a vedade, quase todos os jogos que eu tenho eu ja zerei mais de uma vez.
A minha irmã também gosta da jogos. Desde que ela aprendeu a jogar, ela costuma jogar comigo. Sempre rivalizamos no video game, fazendo competiçoes. Confesso que alguns jogos que eu tenho, eu venço ela facilmente, porém tenho algumas dificuldades em alguns jogos quando jogo com ela. Certo dia, a minha irmã me disse que apostaria tudo comigo. Eu me questionei sobre isso e ela respondeu que se eu ganhasse dela, ela perderia a virginidade comigo. Eu ri e ela disse que era serio
Minha irmã tem 1,65 de altura, seios médios e bunda grande e cabelo preto até as costas. Sempre fomos bastante unidos quando eramos criança. É verdade que apesar das brigas que todo irmão teve, a gente sempre procurou a ajudar um aos outros, eu sempre ensinei diversas coisas para ela e ela sempre me livrou de muita barra em que estive envolvido. Ela era inteligente e bastante bonita, porém era bastante timida
O jogo que a gente apostou foi um de luta do Dragon Ball. Eu sempre gostei da serie japonesa e a minha irmã meio que aprendeu gostar também. Então ligamos o video game e começamos a jogar. Eu escolhi o Vegeta e ela escolheu o Goku para jogar. Após cada um ganhar um round, eu ganhei o ultimo numa batalha bastante dificil que por pouco eu nao fui derrotado.
Então combinamos de marcar um dia em que os nossos pais nao estavam para poder transar
No final de semana em que nossos pais foram para uma festa de churrasco de amigos, eu e a minha irmã ficamos sozinho em casa e aproveitamos para ela quitar a promessa da aposta que ela tinha feito comigo. Depois que pedimos esfihas para comer em casa, minha irmã me chamou para o seu quarto e disse que queria conversar algumas coisas comigo.
Quando cheguei no quarto dela, encontrei ela peladinha me pedindo para tirar a roupa também. Tirei a roupa e ela começou a beijar o meu corpo, abaixando ate em baixo até chegar no penis. Quando chegou la em baixo, comecei a bater com o meu pinto no seu rosto e ela segurou e começou a chupar. No começo, ela chupava o meu pau devargazinho mas depois foi chupando mais depressa até eu gozar dentro da sua boca
Ela deitou com o seu corpo na sua cama e eu subi em cima dela. Comecei a beijar o seu pescoço, chupei os seus seios, lambendo e mordendo de leve os seus mamilos, desci a sua barriga dando beijos e cheguei na sua buceta. Quando cheguei na sua buceta, comecei a chupar o seu critoris, beijei cada parte da sua buceta ate fazer ela gozar
Depois disso, ela deitou e abriu as pernas para mim. Comecei a meter na sua buceta, estava apertadinha. Depois de conseguir forçar tudo dentro dela, ela deu uma grito. Então comecei a meter na sua bucetinha, enquanto me deliciava novamente em seus peitos. Depois disso, a minha irmã deitou de bruço e eu dei umas estocadas na seu cuzinho. Assim como a buceta, estava apertadinho, então fui forçando ate conseguir penetrar tudo dentro dela. Ela gritava mais e eu ficava com mais tesão, ate conseguir gozar dentro dela
Minha irmã ainda sem roupa, estava com uma cara feliz e disse que tinha adorado ter transando comigo. Ela perguntou se a gente podia namorar, eu disse que sim, mas teria que ser as escondidas. Minha irmã gostou da ideia e eu acabei gostando também desta experiencia
Certo dia, a minha irmã chega em casa e começa a chorar porque tinha ido mal a escola e tirado nota baixa na materia que ela mais gostava. Nossos pais costumavam viajar muito para o exterior, então eu e a mimha irmã ficavamos muito sozinhos em casa, então aproveitavamos esse tempo para poder transar e namorar.
Eu dei um abraço nela e sentei na sua cama. Então, ela deitou no meu colo e eu comecei a fazer carinho nela. Estava ficando bastante excitado com a minha jrmã no meu colo e ela sentia que estava ficando com bastante tesão. Então ela pediu para que eu relaxasse ela, fazendo com que ela esquecesse o pessimo resultado que ela obteve na escola.
Tirei a roupa dela, deitei ela na cama e comecei a chupar os seus peitos, apertando eles e mordendo de leve os seus mamilos. A minha irmã se contorcia na cama e me agarrava, beijando e cheirando o meu cangote. Abaixei, comecei a beijar todo o resto do seu corpo ate chegar na buceta. Beijei a buceta e comecei acariciar o critoris com a lingua, fazendo com que ela se contorcesse na cama ate gozar
Deitei na cama e ela deitou em cima de mim. Continuei a chupar a sua buceta, enquanto ela estava chupando meu pau. Eu continuei deitado na cama e ela continuou chupando o meu pau, colocando ele todo na boca e chupando ele inteirinho. Ela estava aprendendo rapido a como transar. Forçava a sua cabeça no meu pau varias vezes, ate eu gozar dentro da sua boca
Então continuei deitado e a minha irmã sentou com a bunda dentro do meu pau, fazendo ele encaixar perfeitamente. Ela começou a rebolar, o que me deixou bastante excitado. Levantei e sentei na cama com ela sentado em cima de mim e novamente comecei a chupar os seus peitos. Depois disso, ela deitou na cama e abriu as pernas para mim e eu comecei a penetrar na sua bucetinha, dando varias estocadas ate gozar dentro.
E foi assim, meu romance com a minha irmã. Tinhamos um enorme carinho pelo outro, mas tambem sentiamos bastante tesão. Sempre que dava, procuravamos transar um com o outro. Nosso relacionamento durou 4 anos, quando a minha irmã viajou para o estado para fazer faculdade, se dedicando exclusivamente aos estudos. Mas sempre que ela encontra tempo, ela transa comigo

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,81 de 26 votos)
Loading...