Um homem tomando banho

Tenho 17 anos e frequento um clube no meu bairro, e tomava banho depois de uma partida de basquete. Eram umas 19h quando vejo que ficou só um homem de aproximadamente 35 anos no box ao lado do meu. Nos olhamos enquanto ele esfregava seu pau, meu olhar foi para seu pau que aos poucos estava ficando duro. Minha vontade de olhar e pegar num pau de verdade que ele oferecia pra mim. Ele tinha uma cara natural de safado e me convidou para ir na sauna com ele, eu titubeei para responder, tinha medo do inesperado, mas aceitei. Entramos na sauna e já haviam dois amigos conversando, o que me tranquilizou um pouco. Quando os dois amigos levantam e saem, eu continuo sentado e ele se levanta e fica na minha frente, abre a frente da toalha e mostra seu pau para mim novamente. Pede para eu tocar nele, quando agarro o pau, que cresce a cada instante atingindo o tamanho máximo, ele da um passo em minha direção mostrando que deseja que eu chupe seu pau. Ele diz que eu posso dar uma chupadinha antes que alguém apareça. Abro minha boca e seu pau vai deslizando na minha língua, o ritmo é ele que da entrando e saindo da minha boca, eu vou pegando o espírito da coisa e sigo chupando com vontade, minha boca se enche da porra quente dele, estava tão gostosa que ele nem presisou pedir pra eu engolir, só parei quando tive a certeza que não havia nenhuma gota. Era a primeira vez que chupava um pau e tinha adorado. Ele também tinha percebido que eu tinha gostado e me convidou para ir a sua casa, mas era tarde demais e ele se ofereceu para me levar em casa na volta. Eu decidi ir para sentir seu pau novamente, ele morava sozinho e logo estávamos pelados, seu pau já duro, esperava minha boca, mas chegando lá ele queria me comer, e minhas chupadas deixaram aquele pau super duro, capaz de furar até uma parede. Ele foi me virando e eu fui facilitando, untou meu cu e seu pau com uma pomada que não pude saber o nome, seu pau já estava encostado no meu cu e foi entrando suavemente como ele tinha me prometido. Ele foi novamente dando o ritmo, eu abafava meus gemidos, enquanto ele vibrava mostrando que estava acostumado a comer um cu. Após um grande gemido ele gozou e mesmo assim continuou metendo. Depois do sofrimento gostoso que senti ele pediu para repetirmos outras vezes, eu mesmo fiz questão de voltar outras vezes naquela semana mesmo. Eram dois corpos desejando muito prazer e prontos para satisfazer o outro.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,53 de 15 votos)
Loading...