Sandra e eu fizermos uma loucura para transar

26-06-18 Por 1 ★ 4.00

A noite Sandra e eu estávamos na escola e nós duas não parava de pensar em que maneira podermos transar já que o Fabinho não tinha como nos sastifazer, agente até pensamos em transar com um professor mas não dava pois o professor que a Sandra transou foi transferido pra outra escola, os meninos da escola não era de confiança, então vai aula vinha aula e nada, acabou as aulas Sandra e eu estávamos voltando pra casa duas louças por uma sexo gostoso.
Sandra e eu estávamos voltando pra casa, passamos perto de uma pracinha deserta e do outro lado estava uma cabaninha que era do mendigo da Praça, Sandra viu a disse:
– ta afim de fazer uma loucura que você nunca fez?
Fiquei curiosa e perguntei:
– qual?
-que tal nós duas transar com aquela mendigo?
Na hora fiz cara de nojo pois eles não tomam banho e deve ter um pau fedorento ( não é preconceito galera so é a realidade), eu não gostei da ideia e falei para sandra:
– não Sandra ele deve ter alguma coisa.
– relaxa amiga eu tenho camisinha aqui.
– mas você terá essa coragem de transar com ele?
Sandra responde:
– vamos la amiga, eu sei que você está louca de tesão e eu também, olha aqui ta tudo deserto e o melhor é que está a noite, vamos lá amiga.
Eu estava com o pé atrás e não queria fazer um sexo com o mendigo, mas como a Sandra insistia demais e começou a mexer nas minhas fantasias pensei " caramba pra quem transou com o cachorro de rua que é bem pior então vamos la", então confirmei pra ela.
Sandra foi na frente e eu fui atrás dela mas quando chegarmos perto sentir cheiro de urina forte e dentro da casinha ouvirmos uma voz ameaçadora perguntando:
– o que vocês querem aqui?
Na hora eu e Sandra nos assustarmos e nós duas sairmos correndo, assustadas formos em direção pra casa da Sandra quando nós duas estávamos andando do outro da rua perto de um muro um senhor bêbado aparentando ter uns 45 anos, começou a fazer psiu e falando palavras obcena tipo " eita duas gostosas", " que bunda em morena", e nisso mexeu muito comigo e com a Sandra daí parei e disse a sandra:
– Sandra vamos la ver do que ele é capaz?
– vamos amiga.
Sandra e eu formos chega perto dele, e ao chega ele caiu de tanto beber, Sandra e eu ainda estava no efeito de transar qualquer jeito, daí ao chegarmos perto o bêbado disse:
– o que duas gostosas estão andando aqui.
Sandra respondeu:
– estamos indo pra casa e minha amiga e eu estamos a procura de um macho comedor.
Nossa na hora ele se protificou, ele queria se levanta mas estava tão bêbado que nem levanta ele conseguia daí ele fez uma coisa inesperado, tirou aquela jeba grande pra fora, e disse:
– aqui está delicia, agora chupa.
Sandra tirou a camisinha da bolsa ( previnida ela ne rsrs, e como falam nunca se sabe quando vai precisa de uma), e Sandra começou a chupa aquela rola no meio da rua mas pra nossa Sorte não tinha ninguém, então eu abaixei a calça e a calcinha e sentei na cara dele, na hora o bêbado começou a chupa minha buceta, e ouvia gemidos do bêbado que delícia estava saboreando minha buceta e batia na minha bunda e colocava o dedo dentro do meu cu, e Sandra não parava de chupa a rola dele, até que ela se levantou certificou que não tinha ninguém na rua e sentou na rola do bêbado, Sandra começou a pular gostoso e o bêbado pegava na bunda dela e abria a bochecha da bunda da Sandra, e eu ainda ali sentindo a linguada do bêbado, minutos depois Sandra sair e o bêbado falar:
– nossa que morena Boa do caralho, agora sua vez delicia.
Fui em direção aquele pau, peguei a rola dele e coloquei na minha buceta e Sandra foi a sentou na cara do bêbado, enquanto isso comecei a pular gostoso naquela rola e sentir seu dedo dentro do meu cu na hora ja sabia o que ele queria, levantei outra vez e coloquei a rola dentro do cu e depois comecei a calvaga gostoso que delícia, comecei a grita e tanto tesao e comecei a pular e Sandra saiu de cima dele e com uma voz embagado e cheio de tesão ele falar:
– eita que rabo gostoso, isso pular delicia.
E batia na minha bunda pois a cada batida eu pulava mas e mas, até ele geme e goza bem gostoso.
Sandra ficou frustada e eu também, nos vestimos e ele ficou la no chão dormindo e nós duas formos cada uma pra sua casa, na ida nós duas rimos pois fizermos uma loucura sexual juntas, e ao chega em casa meu pai ja estava me esperando, mas uma coisa eu notei nele via os olhos enchados tipo como se tivesse chorado, então perguntei a ele:
– o que foi pai?
Começou a chora e respondeu:
– kauan me largou, ele foi embora para Santa Catarina.
Fui consola ele e naquele momento decidi dormi com ele, no dia seguinte acordo e vejo na sala meu pai transando com um filho do vizinho, e quando os dois terminaram decidir sair, sair do quarto dele e perguntei:
– oi pai como o senhor está?
– estou bem, mas decidi uma coisa filha.
Perguntei a ele:
– o que é pai?
– eu não quero sabe de outros sabe pois fiquei pensando muito e a minha felicidade estava bem perto de mim, e eu sei quem vai mim fazer feliz, e estava bem perto de me..
Eu já estava curiosa e interrompe a palavra dele:
– vai pai falar logo quem é.
-é o Cássio filha é com ele que aparti de agora vou namora.
Disse meu pai com voz de felicidade, e na hora eu apoiei e caros leitores hoje meu pai e meu primo São namorados, mas escondidos de todos.
Sabe não mim importo eu so quero ver ele feliz, so isso, e tudo isso aconteceu galera espero que tenham gostados…

ATÉ MAS GOSTOSOS….

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 6 votos)

Por

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Patrick

    Como faço pra entrar em contato com vc? Sou novinho pauzudo louco por vc