Loucura que fiz com um estranho

Autor

Estava voltando de uma festa, eram onze e pouco da noite. Havia tomado alguns drinques, por isso, estava me sentindo meio alegre e cheia de tesão. De repente, um carro passa ao meu lado e ouço a voz brincalhona de seu condutor perguntando se eu não gostaria de " dar uma volta ". Olhei para ele, era um rapaz bonito e ele parecia ser legal. Perguntei à ele o que ganharia com isso, com um sorriso sugestivo. Ele perguntou o preço. Respondi que o boquete era cinquenta. Ele disse que estava caro e eu retruquei que me valorizava, tudo isso em tom de brincadeira de ambas as partes. Finalmente, ele abriu a porta do carro e me chamou para dentro. Olhei por uns segundos, hesitante e indecisa. Enquanto entrava, disse que não iria com ele para longe, pois eu nem o conhecia e ele aceitou. Parou em um beco próximo dali, começou a me beijar e já foi abrindo o cinto. Após masturba-lo um pouco, comecei a chupa-lo. Quando ele gozou e eu ainda estava com seu cacete em minha boca, ele começou a enfiar os dedos dentro de mim. Disse para ele parar, mas minha voz sugeria o contrário do meu pedido, que eu havia dito que faria apenas um boquete. Ele disse para eu não me preocupar, que seria rápido.
Ele me dedava enquanto beijava-me e chupava-me, desde a boca até os seios. Eu gemia manhosamente com suas caricías. Então ele me levantou como se eu fosse uma boneca de pano e me fez sentar em seu caralho. Fodemos com força e tesão. Depois que terminamos, estávamos ofegantes e rimos do que acabara de aconter, então eu abri a porta e já fui saindo, enquanto me despedia. Ele me chamou, quando eu virei ele me deu os cinquenta dólares. Rimos de novo e cada um partiu para seu canto.
No outro dia pensei, onde estava com a cabeça? Isto poderia ter dado muito errado, mas fico feliz que tenha sido apenas mais um transa gostosa rs

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,29 de 7 votos)
Loading...