Aventura de Uma Novinha

Autor

Olá,
Meu nome é Bianca, tenho 16 anos e a história que vou contar é real e aconteceu comigo há mais ou menos 01 mês atrás. Sempre fui safada e com 11 anos já fazia de tudo com os meninos, menos ter sido penetrada. Com 14 anos dei a bundinha pela primeira vez pra um namoradinho, ele queria muito tirar a virgindade da minha bucetinha também, mas eu ainda não me sentia pronta e assim fomos levando até que quando completei 15 anos finalmente deixei ele comer minha buceta.
Há 01 mês atrás eu e meu namorado fomos convidados por uma amiga minha para um churrasco no sítio dela. Mais pessoas foram convidadas para este churrasco, inclusive um rapaz com quem eu já tinha ficado antes de começar a namorar e que depois acabou se mudando e eu nunca mais vi. Ele estava lindo, alto, forte, tinha a pele morena, cabelos negros e bem lisos e um sorriso lindo que chamava a atenção, seu nome é André e tem 17 anos. Meu namorado não sabia que nós já tínhamos ficado e por isso não houve situação constrangedora.
André cumprimentou a todos e quando chegou em mim, me deu um beijo no rosto que pegou no cantinho da boca, me deixando com frio na barriga, mas eu soube me comportar. No sítio tinha uma grande piscina e estava muito calor, por isso todos se trocaram e foram nadar. Eu sou baixinha, nem gorda e nem magra, tenho seios médios, coxas grossas, bumbum arrebitado, olhos castanhos, cabelos pretos e pele levemente bronzeada. Não sou nenhuma deusa da beleza, mas me considero até gostosinha, e estava usando um biquíni fio-dental que realçava minhas curvas.
o churrasco foi rolando, estávamos todos nos divertindo e eu notei que André me secava o tempo todo, mas apesar de gostar de me sentir cobiçada, me fiz de boba e não dei muita atenção.
Meu namorado foi jogar um pouco de futebol com os outros rapazes e eu continuei na piscina, me bronzeando. De repente ouço alguém perguntar:
Quer que eu passe bronzeador pra você?
Era André, que estava em pé ao meu lado.
Melhor não André, meu namorado não vai gostar se ver você passando bronzeador em mim.
Mas ele está lá no campo jogando futebol, não vai ver.
Eu olhei em volta e não tinha ninguém por perto, todos estavam no campo. Não sei dizer o que me deu, e respondi:
Tá bom, pode passar.
Ele se ajoelhou do meu lado e começou a passar o bronzeador em mim, e eu me arrepiei toda. Ele não abusou em momento nenhum, mas senti que ele acariciava minha pele com muito carinho. Comecei a me excitar e achei melhor me levantar e ir ao banheiro para fugir daquela situação. Fiquei um pouco no banheiro e quando abri a porta pra sair, André estava de pé me esperando na porta.
Me empurrou pra dentro, me abraçou e me beijou a boca. Eu tentei resistir, empurrei, bati mas ele não me soltava e eu acabei correspondendo ao beijo. Ele me levou para um quarto, me deitou na cama, tirou a parte de cima do meu biquíni e começou a chupar meus peitos. Depois desceu, puxou a parte de baixo do meu biquíni para o lado e chupou minha buceta, me deixando totalmente louca enquanto colocava também um dedo nela. Ele ficou de joelhos na cama, tirou a pica dura pra fora e eu caí de boca. Um pau grande e grosso, bem maior que o do meu namorado, que eu tinha dificuldade de colocar na boca.
Isso Bia, chupa gostoso meu pau. Quando a gente ficou aquela vez você chupou gostoso, sempre tive vontade de sentir sua boca nele de novo. Daquela vez você não deixou eu te comer, mas hoje eu vou comer.
Dizendo isso, abriu minhas pernas e começou a comer minha bucetinha, dando estocadas fortes e beijando minha boca. Eu o abraçava, beijava sua boca, puxava seus cabelos e envolvia seu corpo com as minhas pernas.
Me come André, me fode gostoso.
André me colocou de quatro, tirou a parte de baixo do meu biquíni e passou a me comer de quatro, tocando com força e dando leves tapas em minha bunda. Na verdade, meu namorado sabia me comer mais gostoso, e me deixava louca apesar de ter o pau menor. Mas naquela hora eu nem lembrava que meu namorado estava ali, o fato de o estar traindo com um ex me deixava com muito tesão.
Sem mais nem menos meu namorado apareceu na porta e gritou:
Que porra é essa Bianca?
Tomei um susto e senti um frio enorme na barriga. André tirou o pau da minha buceta, os dois começaram a discutir e saíram na porrada. Seria cômico se não fosse trágico, André pelado brigando com meu namorado e eu pelada tentando separar. O fato é que meu namorado além de ter sido corneado, ainda tomou uma surra e eu, mais tarde quando fui conversar com meu namorado, levei um tapaço na cara antes de ele terminar comigo e ir embora.
André me pediu pra ficar, depois me levaria embora e acabamos fodendo mais uma vez ali. Depois ele me levou embora e perdemos o contato, ou seja, ele me comeu, fez eu perder o nsmorado e sumiu.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,41 de 17 votos)
Loading...