Uma família perfeita fora do tradicional

Autor

Eu fiquei grávida muito cedo, o pai da minha filha morava em outra cidade. Não foi nada planejado, depois de superar uma grande turbulência na minha vida tendo que assumir responsabilidades sem ter maturidade pra isso, ainda muito nova e tendo que cuidar da minha filha e outras cobranças que minha mãe me obrigada tentando me privar de tudo e só me jogando trabalhos e mais trabalhos. Até eu conseguir um emprego, fui juntando o máximo de dinheiro que pude, meus planos era de comprar uma casa, mas essa realização ainda estava muito distante. E a convivência na casa da minha mãe sempre foi muito desgastante.
Depois de alguns anos, sai da casa da minha mãe, preferi recorrer ao aluguel, minha filha tinha completado 10 anos, já não tinha tanto trabalho com ela, fui morar em uma vila de quitinetes próximo a casa dos padrinhos dela, assim minha filha poderia ficar lá ao sair da escola que era ao lado, já que eu passava o dia no trabalho, a Madrinha dela não trabalhava, então tinha companhia.
Devido a essa minha rotina, eu não saia muito, mas conheci um cara pela internet, marcamos um encontro e tudo foi tudo muito bom, ele muito lindo, simpático, engraçado e muito inteligente. Depois continuamos nos encontrando.
Até o dia em que ele foi na minha casa, conheceu minha filha, aí tivemos alguns encontros na minha casa, pizza, filmes e outras programações legais, ficávamos mais em casa pra não deixar minha filha aos cuidados dos outros. Passávamos um tempinho juntos e depois ele ía embora.
Ele sempre demonstrou ser muito simpático e carinhoso com minha filha. Mimava muito ela, ela adorava ele. Aquilo era perfeito demais pra mim.
Até que em algumas noites ele passou a dormir na nossa casa. Tinha uma cama de casal que eu dormia com minha filha. E quando ele dormia lá, ela dormia entre nos dois porque a cama ficava no centro do quarto porque tinha uma cabiceira com gavetas.
Antes nós só dormiamos com a luz aceza, mas ele resolveu fazer com que dormissemos com as luzes apagadas e aumentaram as frequências com que ía dormir lá em casa.
Eu não sei quando começou. Mas lembro de uma madrugada em que notei uma movimentação entranha na cama, fiquei imaginando que fosse impressão minha. Mas no dia seguinte ele dormiu lá novamente e notei que os movimentos continuavam e percebi a movimentação de vai e vem e em um momento ele até ficou por cima dela na cama eu fiquei assustada e sem reação, não consegui fazer nada.
No dia seguinte parecia que nada tinha acontecido, minha filha tava normal, não parecia triste e nem agia estranha com ele e não me falou nada.
Da outra vez eu dormi virada de frente para eles, notei que ele baixava a calcinha dela e começava a lisar a bucetinha dela, depois ele virou ela de barriga pra cima e ficava fazendo oral nela, ela continuava fingindo dormir, ele voltava ela pra ficar de lado e deitava atrás dela, ficava o movimento de vai e vem, eu não sei se ele só esfregava ou já metia.
Sei que ele já deixava uma toalhinha na cabiceira da cama e lavava ainda na madrugada, as vezes só corria pro banheiro.
Um dia dei a ideia de a gente providenciar uma rede pra minha filha, ela disse que tinha medo de dormir em rede, que queria uma cama e ele disse que ela teria uma cama e um quarto, disse que no fim da semana era pra gente procurar uma casa, nos mudamos, ele não deixava faltar nada em casa, minha filha era muito mimada por ele e isso continuou até pouco depois dos 16 anos dela, foi quando ela arrumou uns namoradinhos e foi deixando ele de lado e ele demonstrava muito ciúmes dela, começava a implicar por qualquer coisa. Até tomsr a iniciativa de terminar, ele então arrumou outra, mais velha que eu mas com um casal de gêmeos pequenos e que agora está grávida e já ouvi falar que é uma menina. E pelo que já notei, tudo segue como antes, já vi ele algumas vezes na rua passando de carro com os novos enteados, uma vez até com a menina no colo "ensinando a dirigir". Minha filha ainda tem contato com ele, as vezes fala com ele no whatsapp e ainda chama ele de pai.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,36 de 22 votos)
Loading...