Perdi uma amigo pelo fantasma da tentação

Autor

Bom galera meu primeiro conto, espero que gostem, aconteceu no inicio desse ano, eu e Fabio fomos criados juntos, num bairro podre, ruas de terras, nossa diversão na época era escorregar num sapezal, mas fabio pelo menos tinha pais que pdiam dar de tudo pra ele, o tempo passou e ele entrou numa multinacional isso bem novo, eu além de pobre não tinha mãe e meu pai só bebia, não me incentivava a ser nada, o tempo passou minha pobreza auemntando e Fabio só progredindo, logo ele saiu de la com a família, eu continuei no mesmo, terminei os estudos mais só conseguia empregos com baixo salario, e ele na faculdade, já com carro próprio, em sua própria casa, e eu só tinha uma velha bicicleta, ele se casou com 25 anos me chamou pro casamento dele, mas eu nem fui, só ia pessoas de classe média, e eu nem classe tinha, mas naquele ano mesmo eu consegui passar num concurso e comecei a trabalhar no banco do Brasil, as coisas começaram a melhorar, eu entrei na faculdade, e no ano 2000 estávamos com 30 anos, eu me casei, e fui morar na casa da minha mulher, agora eu já frequentava o mesmo roll de amigos de Fabio, e nesse ano nasceu sua filha Bruna, mas a mulher de Fabio. Paula não gostava de mim, era nítido a aversão dela a minha pessoa, minha mulher até perguntava se eu nunca tinha feito nada a ela, mas era evidente, bastava Fabio me encontrar em algum lugar junto com a mulher ele vinha me cumprimentar e ela virava o rosto, ela até cumprimentava minha mulher mas eu era como se eu tivesse lepra, eu não entendia, mas também não dava importância, mas os anos foram passando eu não ia a casa de Fabio justamente por causa da mulher dele, mas ele sempre me chamava pra ir a igreja que ele ia, mas eu dizia que ia e acabava não indo, certa vez eu fui pra praia grande e la chegando estava na beira da praia com minha mulher andando, e derrepente vejo Paula, a mulher de Fabio, la de biquíni, andando, ela não me viu, nem minha mulher a viu ,mas eu fiquei ali, desfarçando e olhando, pensei. meu essa mulher até que da um caldo. ai arranjei um lugar colocamos as coisas e ficamos ali, as horar passaram minha mulher foi se molhar eu fiquei olhando as coisas , ai ela volta e fala pra eu ir, eu falei que ia procurar um lugar pra comprar um óculos de sol, e fui a procura, e achei um cara que tinha bons óculos comprei e fui na direção em que Paula foi, derrepente a vejo deitada na esteira falando ao celular, fiquei atraz de um barraca mas davapra ouvir ela falando com o marido, dizendo que estava bem com as amigas, que foi uma pena ele não ter ido, eu fiquei ali, mas o cara da barraquinha começou a empurrar a barraca pra outro canto, e eu fiquei fingindo que estava andando, quando ela vem e me fala, O que vc esta fazendo aki? Eu falei. Oi desculpa eu não entendi a pergunta. Ela brava falou. Ta surdo eu perguntei o que vc esta fazendo aki? Eu falei. Bom o mesmo que vc, estou na praia. Ela falou. Poxa tem que ser justo aki? Eu falei. Bom se soubesse eu teria ido pra outra praia, mas a colônia de férias é aki. Ai ela falou. Ai que raiva, vc me da nojo. Eu fui tentar ser simpático e brincalhão. Mas meu amigo soube escolher bem, afinal além de bonita, vc é educada, simpática, isso é muito bom. continue assim, Eu ri a ia saindo, ai ela falou. Olha ta bom desculpa, mas é que nã o vou com sua cara, nunca fui., Eu falei, Mas eu te fiz algo. falei algo algum dia que te ofendeu? Se falei me desculpa, não foi jamais minha intensão. Ela falou. Não vc não falou, nunca fez nada, eu nem sei, mas o seu jeito não bate com o meu. Eu falei. Seria tao bom se batesse. já conheço o Fabio a muitos anos, e vc também, mas nunca nos falamos, só agora deu certo eu trocar algumas palavras com vc, mas sempre te achei a mais linda de todas, eu nem sei, mas vc tem algo de diferente, de superior, de extraordinário, é uma pena que vc me veja totalmente o contrario da forma que eu te vejo. mas me desculpa. Eu dei as costas pra ela e fui pra onde minha esposa estava. ficamos la até escurecer e depois fomos embora. ai já de volta a vida cotidiana, eu estava em casa quando Fabio me liga, Iai mano vamos a igreja hj? Eu tentei dar uma desculpa, mas ele acabou me convencendo. e eu fui,minha esposa ficou em casa com minha sogra, na igreja eu me sentindo um peixe fora d’gua, ai resolvi ir ao banheiro, e tinha um corredor no final a porta do banheiro das mulheres e a portado banheiro dos homens, e no meu o bebedor, eu usei ao banheiro e ao sair Paula estava chegando. ela falou. Oi vc veio, que bom. me desculpa mesmo as coisas que eu disse. eu te maldando e vc me ve de forma bonita. Eu falei. Bom te vejo e vc é bonita. e já deve estar ate cançada de ouvir teu marido dizer isso né? Ela falou. Olha o pior é que não. ele não me fala essas coisas bonitas que vc me disse hj e na praia, sabe me sinto com vergonha, ele sempre me perguntava o pq eu não te cumprimentava, eu dizia sempre que não ia com sua cara. falava horrores de vc, e vc vem e me diz coisas que ele nunca me falou. Eu disse. Ah que isso eu só disse a verdade. e se ele não te fala é pq é bobo. vc é linda mesmo, Ai ela falou. Obrigado. vc é que é lindo e legal, só eu não via, até mais. Ai ela entrou no banheiro. eu sai do corredor. encontrei Fabio e falei que ia embora. ele me convidou pra ir mais vezes. e falou pra levar minha mulher também, mas minha mulher cuidava da mãe dela que já era idosa, então ficava difícil, mas eu prometi voltar. no dia seguinte, eu cheguei do trabalho e fiquei no quarto enquanto minha mulher la cuidando de minha sogra, que agora com mal de Alzheimer precisa de muitos cuidados, ai meu celular toca. eu atendo e é Paula. Oi, vc vai hj a igreja? é que gostei de te ver la, ou então vem aki em casa, combina com Fabio. vc esta bem? Eu falei. Sim estou bem, e vou combinar com Fabio, Ai ela falou. Desculpa eu perguntar. mas vc me ve assim mesmo, bonita? Eu me acho tão feia. Eu falei.Você é linda sim, me lembro de vc na praia estava muito linda, Ai ela falou. Esse numero é seu zap? Eu falei. Sim é. Ela me adicionou e falou que ia mandar algumas fotos que tirou la pra eu avaliar, eu já achando estranho nós conversarmos sobre aqueles assuntos, mas estava gostando, já vendo que poderia resultar em besteira, mas não queria parar. ai ela me mandou algumas fomos dela de biquíni, tinha uma que ela estava de costa com o biquíni todo enterrado. e ela ficava me perguntando qual estava mais linda, eu falei que todas, mas ai ela começou a perguntar. Essa que eu estou de lado ficou boa. que nota. e essa de frente. eu dei nota 10 em todas, mas ai quando chegou na que ela estava de costa com o biquíni todo enterrado. ai ela falou. A essa que estou de costa ficou sem graça, só aparece minha bunda escondendo a calcinha. E eu falei. Ah mais também ta nota 10 alias 10×10. Ela falou. Hum então gosta de assim né? Ta bom vou te mandar algumas mais assim, ai quero que comente nelas também. mas por favor não deixe sua mulher ver senão da confusão né? Eu falei. É verdade. e se Fabio fica sabendo também da confusão. Ela falou. Claro que sim. jamais eles podem ficar sabendo. apague tudo. do seu celular. eu nem coloquei seu nome o contato. coloquei um nome de mulher, assim se Fabio ver meu celular ele já vai pensar que é mulher. faz vc o mesmo no seu celular com meu contato. e foi o que eu fiz. Ai ela perguntou se poderia mandar mais algumas e seu poderia comentar, Eu falei que sim. e ela começou a mandar algumas outras fotos dela na praia. de biquíni. ai mandou uma com o fio dental. e eu já dizendo que ela estava um delicia, e ela falando. Olha essa minha bunda ficou gostosa aki? Eu. Uma delicia. hummm. Ela mandava kkkk. e os elogios já de gostosa, deliciosa. Ai em uma foto eu falei. que estava deliciosa e que o biquíni era muito privilegiado. ai ela falou. Mas ele esta em meio a celulite. Eu disse. Que nada o lugar é delicioso e se eu pudesse. Ai ela falou. Humm se pudesse o que? Queria ser me biquíni é? Eu. O se quero. Ai ela falou. Safado. sou a mulher do teu amigo. Ai eu disse. Safada. sou o amigo do teu marido. E começamos a rir. ela falou. Gostei mandou bem hein. mas iai o que fazemos se somos assim? Eu falei. Bom é deixar rolar. Ai ela falou. É boa ideia. vou analisar como rolar e conversamos depois. ta bom safado? Ai eu disse. Ok safada. E ela. Kkkkkkkk. No dia seguinte ficamos no sap um bom tempo, ela mandava fotos. dos seios dela, eu pedi uma foto da buceta. ela disse que mandaria se eu mandasse uma foto do meu pau. eu mandei e ela mandou também a foto da buceta, quando nos encontrávamos no caso na igreja ou em outros lugares ela sempre com o marido. ela me cumprimentava, mas com a cara um pouco fechada, ai um dia ela me cumprimentou e passou o dedo do meio na palma da minha mão ao cumprimentar. ai já era sinal de que ela queria rola mesmo, a qualquer custo. mas ficávamos só no sap. ela filmava a buceta dela e me mandava, eu filmava meu pau também e mandava pra ela, isso durou umas 3 semanas, ai ela certa vez falou no zap. Bom mas agora eu quero mer seu pau pessoalmente, quero sentir ele na minha buceta. vamos dar um jeito e nos encontrar. eu trabalhar bem cedo entrada praticamente de madrugada no banco. pois fazia o abastecimento dos caixas, e saia ao meio dia mas naquele dia eu falei com minha mulher que iria fazer horas extras, e combinei com Paula no hotel, pois no motel ficaria estranho pra ela. ela preferiu e sugeriu o hotel. e fomos pagamos um diária pra ficarmos algumas horas, mas chegando la. ela já veio me chamando de safado. e me beijando. eu a chemei também de safada, a beijei já fui passando a mão na bunda. ela riu muito. e já foi tirando a roupa eu a minha e já fomos pra cama. coloquei a rola na buceta dela e bombei, ao mesmo tempo nos beijando e metendo. não demorou e gozamos muito. ela toda suada riu muito. depois la pelas 13:30 almoçamos e na cama de novo começamos a meter gostoso. e gozamos juntos. muita porra. ficamos deitados trocando beijos. ai eu fui ao banheiro quando voltei fiquei brincando com o pau perto da boca dela, ai ela derrepente. abocanha meu pau. e fica resmundando com ele na boca. ai tira um pouco ri, e volta a chupar. eu gozo muito. ai mais tarde ela fica de quatro, eu meto gostoso, e assim ficamos sempre quando dava nos encontrávamos no hotel, mas ficava caro. ai ela me apresentou Joana uma amiga dela, e ela pedia o ap de joana emprestado para transarmos. como joana trabalha e estuda. o ap fica sema disposição. então basta combinarmos e irmos, mas os meses passaram, e agora em maio. exatamente anti ontem eu e Paula estávamos no ap de Joana. detalhe Joana não enxerga é visual total. mas estávamos la transamos até as 17:00hs e saímos ela foi pra casa dela eu pra minha, ai mais tarde. eram certa 20:00 Fabio chega la em casa me xingando, Seu filho de uma puta. desgraçado. vc e a puta da minha mulher me enganando. Eu e minha mulher saímos ele falou tudo. minha mulher ficou doida de raiva, chorou me xingou eu neguei tudo mais a filha de Fabio Bruninha foi la e mostrou pra minha mulher as fotos e as filmagens que ela e a amiga dela que é vizinha de Joana fizeram, Fabio mandou Paula embora de casa, ela foi pra casa da mãe dela. minha mulher brigou muito comigo, mas me perduou. mas Fabio meu amigo ficou arrasado, ele falou. Poxa te conheço desde pequeno fomos criados juntos e agora vc e minha mulher me traindo cara. vc nem levou em conta a nossa amizade. isso foi anti ontem, e hj eu fui trabalhar mas passei mal e sai cedo. fui ao médico la chegando encontrei Paula. conversamos e saímos juntos. eram 9:30 da manhã. e de la já fomos a um motel. transamos muito até as meio dia e meio. a deixei na casa da mãe dela, e fui pra minha, no mesmo horário que chego em casa todos os dias. e já troquei alguns zap com Paula pra combinarmos de novo outra foda. so lamento ter perdido a amizade de Fabio. bom espero que gostem.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,23 de 13 votos)
Loading...