Papai e o médico examinando minha bucetinha

Olá, meu nome é Laura, quando criança eu era muito curiosa com o meu corpo e sempre tocava minha bucetinha durente o banho, ou quando estava sozinha no meu quarto. Um dia no banheiro da escola ouvi uma menina mais velha falando para a amiga que ela tinha enfiado um lápis na buveta e que era muito bom. Resultado quando cheguei em casa fui fazer o que a menina tinha falado, mas por ser muito pequena e não entender muito ainda, enfiei o lápis com a bucetinha ainda seca o que causou um desconforto e minha bucetinha ficou vermelha.
Mais tarde quando a minha mãe chegou e me colocou no banho, fiz de tudo, mas não teve jeito ela viu minha bucetinha vermelhe e ficou preocupada achando que poderia ser uma infeção ou coiaa do tipo. Ela marcou o pediatra para o dia seguinte, mas como tinha compromisso no trabalho meu pai ficou de me levar, eu tentei de tudo, mas não consegui convencer ela de não me levar no médico.
No dia seguinte lá estava eu na sala de espera do pediatra, que ainda por cima era homem… Eu só estava imaginando a bronca e castigo que levaria… O médico chamou, nós entramos, meu explicou o ocorrido e o médico me mandou tirar a roupa e deita na maca para me examinar, eu comecei a chora desesperada… Papai me pegou no colo tentando me alcamar, dizendo palavras de carinho me chamando de princesinha enquanto me levava para a maçã e tirava minha roupa.
Já peladinha eu deitei com as perninhas fechadas, o médico veio e abriu minhas perninhas meu pai estava de um lado e o médico do outro, oa dois olhando minha bucetinha, o médico abriu os lábios da minha bucetinha e deu pra ver melhor o vermelho, ele começou a pergunta sobre os hábitos de higiene, e depois disse que teria que fazer mais exames de sangue e urina para entender, fiquei com medo da agulha e comecei a chorar, e no desespero contei para papai e o médico que o que tinha feito, e chorava implorando para meu pai não me bater… Ele me abraçou e disse que tudo iria ficar bem… O médico ao lado estava com uma cara estranha. E disse que era normal ter curiosidade sobre o corpo, maa que rinha um jeito certo de fazer aquilo sem se machucar… Meus olhinhos brilharam na hora, se era normal eu poderia continuar a brincar com a minha bucetinha, e pedi para o médico me ensinar como fazer, papai ficou assustado, mas o médico o acalmou e disse que aquilo era natural e que ele como pai poderia me ajudar, fiquei mais feliz ainda, e pedi para o papai me ajudar porque era muito gostoso brincar com a minha bucetinha.
O médico me deitou denovo na maçã e meu pai só olhava enquanto ele abria minha bucetinha, e dizia que ela era muito linda, ele esfregava meu grelinho e perguntava se eu estava gostando, eu mal consegui responder de tão bom que estava. Ele olhou meu pai e disse "vem cara, toca na bucetinha da sua filha é uma delícia" papai e o médico estavam com um volume diferente nas calças e as vezes apertavam aquele volume, papi tocou minha bucetinha enquanto o médico ainda segura ela abertinha para facilitar o acesso de papai ao meu grelinho, eu era a criança mais feliz do mundo com aquele dois homens me tocando, quando de repente o médico diz "lambe essa buceta, a sua putinha vai adorar" e papai baixou a cabeça dele até sua boca tocar minha bucetinha… Foi a melhor coisa da vida, papai chupava minha bucetinha como se fosse um maluco faminto, e começou a abrir a calça e tirou aquele pinto enorme e duro de dentro, e dicou batendo punehta enquelo me lambia, ele pegou minha mãozinha e colocou naquele negócio quente e duro e começou a me ensinar eu batia punheta pro meu pai enquanto o médico se deliciava com minha bucetinha infantil, papai levou seu pinto até minha boquinha e disse "chupa o pinto papai minha princesinha linda, putinha safada do papai" aquela coisa enorme mal cabia na minha boquinha, mas eu faziade tudo pra agradar meu paizinho, "isso putinha baba no pau do papai" o médico veio começou a esfregar o pinto dele no meu rostinho, papai tirou o pau dele da minha boquinha e disse "agora mama o pau do médico putinha linda do papai" eles viraram mru corpinho e minha cabeça ficou para o lado em que médico estava e minhas perninhas ficaram balançando fora da maca, meu pai abriu minhas perninhas e entrou no meu o que deu acesso a minha bucetinha, ele começou a esfregar o pai dele na minha bucetinha, eu estava adorando aquilo, papai esfregando aquele pinto maravilhoso na minha bucetinha enquanto eu mamava o pinto do.médico que só sabia dizer "cara você tem uma putinha maravilhosa em casaensina ela direitinho" meu pai louco de tesão esfregava cada vez mais minha buceta e dizia "minha puta gostosa, que buceta perfeita que a minha putinha tem, papai quer e fiar o pauzão nessa bucetinha,você gostadesocar coisas na buceta né sua cadela,agora a única coisa que vai entrar nessa buceta são meuz dedos e meu pau, você vai ficar toda arrombada, puta, cadela, gosa na piroca do papai, que o papai vai gosar nessa bucetinha linda" e foi assim que papai gosou na minha bucetinha e o médico que estava cada vez mais tesudo com tudo que meu pai falava gosou na minha boquinha, eu engasguei com tanta pora e cuspi td… O médico agradeceu meu pai, e pediu pra ele me trazer mais vezes, fez uma receita dizendo que o que tinha na minha bucetinha era uma leve alergia e receitou uma pomadae banho de acento. Me tornei a putinha do papai que me chupava, me dava de mama e esfregava seu pai na minha bucetinha sempre que podia, demorou um pouco, mas ele cumpriu sua promessa e meteu o pinto dele na minha buceta e depois no meu cuzinho.
Espero que tenham gostado…antes que alguém fale algo, sim isso é uma fantasia.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,30 de 37 votos)
Loading...