Não consegui deixar de sentir desejo por minha cunhada

Autor

Quando conheci minha esposa a 16 anos a irmã dela estava com 12 anos, ela era uma menina criada debaixo de super proteção, mimada, dependente da mãe em tudo, andava sempre de cabeça baixa, era magrela feia, mal arrumada, também pq meus sogros eram ignorantes, entrou na escola pq eu os falei que se ela não estudasse eles poderiam ser presos, então a colocaram na escola, o qual ela teve muitas dificuldades, evangélicos da igreja Deus é amor, não cortavam o cabelo da menina, o que era uma buxa, colocavam roupas ridículas e assim ia, depois que me casei comprei minha casa, meus sogros mandaram Vanessa no caso minha cunhada morar conosco, pois a escola ficava longe demais da casa deles, assim Vanessa veio morar conosco, relaxada, sem noção das coisas ela tomava banho com a porta aberta, usava o banheiro sem fechar a porta, sentava de qualquer jeito, minha mulher tinha que ficar policiando ela sempre, as vezes queria sair do banheiro pelada, tínhamos que ficar sempre de olho, principalmente quando tínhamos visitas, mas aos poucos fomos amoldando ela, a convencemos a não ir mais a igreja, pois la tinha crianças que ficavam tirando o sarro dela, começamos a ensinar ela a cozinhar, a se cuidar melhor, a usar o banheiro e sempre fechar a porta, a se arrumar melhor, ai paguei um progressiva, e ela ficou com o cabelo bonito, e de fato foi uma grande mudança no visual dela, na escola ela estava bem, embora tímida, mas tinha uma amiga também tímida, e ela foi crescendo as coxas engrossando, e eu fui notando que ela estava ficando muito gostosa, além de bonita, mas era minha cunhada, algumas vezes eu confesso olhei ela tomando banho, instalei até uma câmera no banheiro dela, entrava no quarto dela e pegava as calcinhas recém usada, cheirava lambia e me masturbava, cheguei ate a dar um sonífero a ela e a despi, lambi muito sua buceta, não tirei a virgindade dela, mas a chupei muito, tentava ter uma brecha pra ela se entregar mas ela ia adquirindo certa madureza e nem dava chance, as pessoas falavam de casamento, e ela falava que jamais iria se casar, eu a dopei por varias vezes depois a chupei muito, cheguei a gozar na entrega da sua buceta, na bunda, na boca, nos seios mas não tirei sua virgindade, tenho ainda vários vídeos dela nua, eu a chupando quando ela dopada, ela com meu pinto na boca, enfim, mas certa vez eu notei que ela me avitava, já tinha percebido que eu a espiava, eu apresentei uma amigo a ela, um cara super legal, os 2 se gostaram e eu dei a maior força pra eles ficarem junto, mesmo contra os pais dele, mas eles se casaram, eu praticamente os banquei, mesmo querendo ser eu o primeiro dela, eu é quem queria tirar aquela virgindade, mas foi o marido dela, e depois que se casaram e foram morar numa casa que é minha mas me pagam aluguel, eles pararam até de ir la em casa, eu percebia que estavam me evitando, e também resolvi fazer o jogo deles, dar um gelo, passou-se 2 anos, os contatos eram raros, só minha mulher que recebia o dinheiro do aluguel, mas eu era como se fosse um parente bem distante que não queriam por perto, mas resolvi também não dar bola, mas certa vez me pediram ajuda pra trocar um chuveiro, eu fui la e troquei pra eles, ai aproveitei e resolvi colocar uma câmera assim filmava ela tomando banho, certa vez também me pediram pra leva-los a praia, eu levei também minha mulher, ficou até meio estranho eles terem me pedido, mas eu os levei, chegando la, eu dopei minha mulher minhas cunhada e o marido dela, a aquela noite eu a comi 2 vezes, ai eles passaram a ir mais la em casa, eu torcia pra que eles dormissem la em casa, assim tinha chance de dopa-los e descer o pinto nela de novo, mas o que aconteceu foi ainda melhor, eu estava voltando pra casa depois de uma dia de trabalho quando minha mulher me liga no celular, dizendo que a irma dela estava parada na estrada pois o ônibus em que ela estava quebrou, e me pediu pra ir busca-la, eu imediatamente fui, chegando la ela com uma saia acima dos joelhos uma delicia, ela entrou no carro e começou a me perguntar como estava minha relação com minha mulher eu falava que estava as mil maravilhas, ai ela me perguntou do meu trabalho, depois me perguntou de outra casa minha que estava vazia, e pediu pra ir ver a casa, eu falei que depois a levava, mas ela falou que queria ver logo, e me insistiu em leva-la, eu a levei naquele momento, chegando eu abri a casa que estava totalmente vazia, só havia um sofá, ai ela falou vem senta aki quero conversar. eu falei, sim vamos, mas se alguém ver vai dizer coisas, ela falou tranca o portao e ninguém vai saber de nada, eu tranquei o portão, meu cunhado no caso o marido dela ligou ela inventou uma desculpa, e começou a me dizer. Vc diz que esta tudo bem com vc e minha irmã, mas vc me olhava quando eu estava no banho. Eu neguei, mas ela insistiu, eu continuei negando, ai ela falou, mesmo assim me ajudou, vc ainda me deseja, eu fiquei sem responder, ai ela falou. Acho que ainda quer me comer, e ai veio mais perto e me beijou na boca, eu imediatamente a beijei também e já fui com a mão nas coxas, ai levantamos ficamos de pé, ela me abraça de novo me beija e eu já levo a mão na bunda dela, depois ela tira a calcinha eu tiro meu pau pra fora, sento no sofá e a puxo pra cima de mim, e ela se encaixa eu empurro o pau na buceta dela e ficamos fazendo o vai e vem, e gozamos juntos, muita porra, depois ela se vestiu e eu a levei, ela pediu pra esquecer o que aconteceu pois não iria rolar de novo, ficamos cerca de 1 mês sem tocar no assunto, mas eu não resitir e liguei no celular dela, que me disse que estava em tal cidade, perto da onde eu estava, ela não queria papo, mas eu insisti, disse que tinha filmado e iria mostrar ao marido dela, a ameacei, ela caiu e nos encontramos, a levei numa num ap desoculpado que estava pra vender e eu estava intermediando a vendo, pois era dum amigo meu que era coreano, não falava português, la chegando já passando a mão na bunda dela, a deitei num tapete tirei a roupa dela e empurrei a rola, gozei bem gostoso, ela também, depois pedi pra ela me chupar, ela ficou com nojo, mas eu insisti ela chupou eu gozei, mas depois ela vomitou, depois a levei pra casa, e desde então, não consegui mais come-la, já fazem 6 anos que ela se casou, e venho tentando de novo, mas sem sucesso, ela diz que jamais deveria ter dado pra mim, mas quando vem aki, eu faço de tudo tiro fotos da calcinha dela, a filmo no banheiro, e se tivesse a chance a doparia de novo, mas fica difícil agora, é isso.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 9 votos)
Loading...