Mulher de pastor de igreja também pula a cerca

Autor

Bom esse é meu primeiro conto, espero que gostem, sou casado a 10 anos sempre vivi muito bem com minha mulher Sueli, trabalhamos juntos pois em nosso salão de cabeleireiro, ai certa vez foi la no salão um pastor da igreja Deus é Amor, eu coetei os cabelos dele ele gostou e prometeu voltar, quando precisar, mas ficou direto me convidando pra ir a igreja, eu não aceitei, ai ele perguntou se poderia ir me minha casa com o crente da igreja dele fazer um oração, eu disse que era difícil nos encontrar em casa, ai ele falou que poderia ser ali mesmo no salão, eu falei. mas aki tem os clienes, é difícil, ai no dias seguinte um domingo estávamos em casa sossegados, quando minha mulher me pede pra ir comprar um frango assado, e frutas, eu peguei o carro e fui, chegando na feira, comprei as frutas, e estava ido a padaria onde compro frango assado, chegando perto eu vejo o pastor e sua esposa, eles estavam com o pneu do carro furado, eu parei, e ofereci ajuda, o pastor falou. Aleluia, ainda bem que vc apareceu, eu tenho que ir senão começo atrasado o culto, e falou olha a igreja é aquela te espero la, agorase puder ajudar minha mulher fica aqui. Eu falei. Sim tudo bem. Ai ele foi a igreja que era ali perto, e eu fiquei la, falei com a mulher. Só preciso do step e do macaco. Ela pegou eu troquei o pneu, e ela falou. Graças vc tem um brilho vejo algo de bom em vc, vamos la a igreja, eu falei que não podia, ai ela falou. Olha sou Raquel, me de o numero do seu celular, E dei o numero pra ela, e ela falou vou te ligar, ai entrou no carro a foi, ela é uma mulher de estatura mediana, meio gordinha, cabelo liso extremamente cumprido, ai comprei o que tinha pra comprar fui pra casa almoçamos e no dia seguinte uma segunda feira que não trabalhamos , levei minha mulher a casa de sua mãe, e fui andar como sempre faço, era cerca de 8 horas da manha, andei bastante, e quando estava voltando o tempo ficou feio, estava sol e derrepente o sol sumiu, e o céu começou a encher de nuvens, eu me apressei mas estava muito longe, ai pensei se começar a chover eu vou de ônibus, mas derrepente um carro parou. era Raquel a mulher do pastor, Oi tudo bem, pra onde vai? Eu falei. Vou pra casa da minha sogra, deixei minha mulher la e estou voltando pra busca-la. Ela falou. Desculpa não posso te dar carona senão o inimigo lança tentações, e acabaremos comentendo pecado. Eu falei, Bom só cometeremos se ambos quiser, não é mesmo. Ai ela disse. Sim mas a tentação é forte demais, Eu falei. Mas se eu sou casado vc também é casada, somos satisfeito no que se refere a sexo e essas coisas, então não há pq ter tentação. Ela falou. Verdade, mas é que a carne é fraca, Ai ela me perguntou onde eu morava, eu falei, e ela disse. Ah vem vai entra aki, eu pego outro caminho e te levo la, Eu entrei e ela começou a dizer que não pode dar carona também pra não sair falatórios, Eu falei. É as pessoas falam muito mesmo, mas em relação a tentação não há pq ter, Ai ela falou. É de fato não, mas vc um rapaz novo bonito, uma mulher mais velha feito eu se atrai, então muitas vezes é melhor evitar, Eu falei. Ah mais vc não é velha, na certa tem uns 35 anos. Ela falou. Hã poe mais 10 anos em cima, eu tenho 45 anos, e vc quantos anos tem? Eu respondi. 28 anos. Ai ela falou eu já tenho filho de 30 anos mais velho que vc. então já sou velha. Eu falei. Ah mais vc esta com uma aparência de 35 anos anos. Ela falou. A quem me dera. mas tudo bem, a vida passa mesmo. Ai chegamos próximo a casa da minha sogra eu pedi pra ela parar na rua de traz, onde ninguém me conhecia, e ficamos ali dentro do carro convernsando, ela agradeceu por eu ter dito que ela é bonita, e de fato era até bonitinha, ai já quase na hora de sair eu falei, Ta vendo não teve tentação ou teve? Ela riu e falou. Ah sei la, do jeito que estou ando tentada direto, sabe meu marido deveria fazer como vc falou me satisfazer sei que nem deveria falar isso com vc, mas é uma realidade, a mulher precisa ter relações com o marido, pra não ficar tentada por outro. Ai eu fui atrevido e perguntei, Mas vc esta tentada por mim? Ela falou. Ai eu sou obreira, Eu falei, Bom mas eu não perguntei se vc é obreira, a pergunta foi outra. Ela falou com a cabeça baixa. Desculpa mas sim, ai que vergonha, Eu já mais afoito com a situação. confesso que estava gostando. segurei no queixo dela e falei. Isso não é vergonhoso, mas ficar na vontade é falta de respeito do teu marido para com vc. Ela falou. Sim, mas sabe já sou mãe, não deveria nem ter começado esse assunto, nem ter dado carona e vc. agora estou até suando. Eu falei, Eu também, sei la, vc tem algo especial, além da sua beleza, Ai ela disse. Vc também. E nos beijamos ali mesmo no carro, ai tinha algumas crianças na rua e começaram a gritar, ta namorando, ta namorando, ai ela riu e falou. Ai vamos pra outro lugar vai, e fomos até uma padaria e ela falou com a moça do caixa, Carla tem alguém no salao de festa? Carla a moça do caixa falou não. pode ir la. mas o que houve? Ai Raquel falou. Preciso resolver um assunto com meu irmão, Ai a moça do caixa falou. Tudo bem vai la. Ai no salão de festa ela falou. Olha não podemos ficar muito tempo, vamos combinar de nos encontrarmos e eu te ligo, só não deixa sua mulher saber, não pode ter escândalos. Eu falei. Sim tudo bem. E começamos a nos beijar, ela riu e falou que estava louca de vontade. voltamos a nos beijar, eu já indo com a mão na bunda, ela respirando forte. meu pau já duro, ai ouvimos um barulho e ela falou. Ai aki não da, mas vamos combinar amanha ou hj mais tarde, como fazemos? Ai resolvemos tentar mais tarde, saímos ela pediu pra moça do caixa não dizer nada a ninguém , a moça prometeu, ai eu fui a casa da minha sogra, expliquei pra minha mulher que encontrei um conhecido, e tudo ficou normal, ai entrei em contato pelo celular com Raquel e ela falou que inventou pro marido que tinha que ir fazer uma oração na casa de uma amiga, as 15 horas, ai almocei na minha sogra e depois eu e minha mulher fomos pra casa que fica próximo dali, ai eu inventei de levar o carro ao mecânico pois de fato estava precisando trocar uma peça. e foi bem oportuno, eu levei o carro a um mecânico amigo meu deixei la e inventei uma desculpa e fui me encontrar com Raquel. e de la fomos a casa de uma de era dela e do marido estava vazia com placa de aluga-se. entramos e ela trancou tudo e pegamos um colcão de ar enchemos e ela já foi tirando a roupa, um bucetão cabeludo, os sovacos também, muito estranho, mas eu me concetrei na buceta, tirei minha roupa e ela deitou e eu fui em cima, fui colocando o pau devagar, e ela me puxando rebolando, já respirando fundo, ai fomos aumentando, e ela falando vai, vai e as bombadas aumentendo e gozamos feito doitos, muito porra, Ela toda suada. levantou e falou. Que loucura, gente, eu não sabia como era sentir isso a anos, é louvura mais eu gostei, quero mais, E nos beijamos, e ela tinha que ir, ai saímos ela me deixou próximo a oficina, e foi assim, depois combinamos mais vezes, até sermos pegos. mas isso fica pra um próxima vez, desculpem pelos erros, isso aconteceu em janeiro desse ano.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,92 de 12 votos)
Loading...