Minha cunhada Larissa realizou meu desejo e continua realizando

Autor

O meu relato começou a acontecer em 2013 na época eu estava com 12 pra 13 anos, sou o caçula de 4 irmãos todos homens, João que se casou e foi morar em outra cidade com a esposa, Julio que também se casou e foi morar numa chácara, e o mais velho Joel que se casou e construiu uma casa no quintal e se mudou pra la, eles me colocaram o apelido de Guns devido eu ser rockeiro, usar cabelo cumprido e tocar musicas de Guns’n Rose, com aquela idade eu já tocava de ouvido, mas já estudava musica desde os 8 anos, eu estudava no período da manha, mas devido a uma greve eu fiquei vários dias sem aula, e a mudança do meu irmão com minha cunhada mudou tudo, naquela semana eu fui pra escola mas não teve aula eu voltei, minha mãe trabalhava com meu pai num salão de cabeleireiro que eles tem no centro da cidade, e só ficava eu e Larissa em casa, naquele dia eu voltei pra casa meus pais ainda la, eu expliquei que não teve aula, ai me troquei e fiquei deitado no sofá, assistindo TV, depois que saíram eu levantei fui até a cozinha o sol já estava brilhando ai vejo Larissa saindo da casa dela com uma sainha de 1 palmo, e de sutiã, a medida que ela andava até mostrava o fundo da calcinha, eu como todo adolescente já batia minha punheta, já brincavacom as meninas na escola, já dava uns beijinhos, enfim vida normal de adolescente, mas aquela visão eu já mais tinha visto ao vivo, ela ruima pele bem clara, cabelos lisos, tinha uns 1,75 de altura, coxas grossas, cinturinhafina, seios firmes, uma bunda deliciosa, eu fiquei alucinado com a visão, ela estendeu uma toalha eu até peguei o celular e comecei a filmar, ai ela deita de barriga pra cima, com as pernas bem abertas, ai tira o sutiã, eu fui ao delírio, comecei a me masturbar ali mesmo, ai ela vira de bruço e a calcinha enfiada na bunda que delicia, eu ficava me lambendo me masturbei duas vezes, fiquei ali filmando até as 11 horas que foi a hora que ela se levantou pegou o sutiã e toalha e entrou em casa, ai eu estava no meu quarto mexendo no computador ouço alguém entrando em casa e vou ver e é Larissa. Ela fala. Oi Guns, não foi a escola? Eu falei, Fui sim mas náo teve aula, essa semana não vai ter aula, devido a greve, ai ela perguna se eu estava dormindo eu disse que sim, mas pensei, no dia seguinte ela já esta sabendo que vou ficar em casa então não vai tomar sol, ai ela falou, Se quiser alguma coisa pode falar, estou em casa é só chamar. Eu pensei e disse. Ta bom. se precisar te aviso, agora eu vou combinar com amigos pra jogar bola amanha cedo visto que não tem aula, ou fazer um som, Ela falou. Ótimo, combina sim. no dia seguinte meus pais iam sair mais cedo eu disse que também ia sair com amigos, minha mãe nem deixou almoço feito, falou que se caso eu voltasse antes do almoço almoçasse com Larissa, e acabei saindo com eles, Larissa que já estava acordada viu eu saindo, mas meus pais me deixaram na esquina que ficava na casa de um amigo, mas nem quis saber de amigo, voltei rápido pra casa, abri o portão em silêncio no manual, pois com o controle ele faz barulho, e quem esta dentro já sabe que tem gente chegando, mas eu fiz de tudo pra não fazer barulho nenhum, entrei em casa e fiquei la esperando o sol ficar mais forte, e exatamente as 9 hs Larissa sai, pela janela do banheiro tem uma visão melhor eu subi em cima de um balde e la fiquei com o celular já filmando, ela estava com a mesma sainha, com um top, ai ela verifica no portão se tudo esta trancado e passa o ferrolho por dentro, assim por fora fica impossível abrir, tem que tocar o interfone. ela verifica em minha casa e ve que não tem ninguém, alias pensa que não há ninguém, estende a toalha ai tira o sutiã, depois tira a sainha e depois a calcinha, eu quase dei um grito, mas me contive, fiquei la espiando filmando tudo focalizando bem na buceta dela, que delicia, ela de barriga pra cima, a buceta raspadinha, depois ela de bruço, ai as 10 ou 11 horas alguém toca o interfone, ela fica de quatro com a bunda bem aberta se levanta e entra na casa dela pra antender, mas acho que não era nada importante, ai ela volta fica com a bunda virada pra mim, tipo fazendo um alongamento, e deita de bruço, eu filmando tudo, ai ela entra, eu fiquei imaginando o que faria pra fingir que cheguei em casa, mas aie depois sai vestida e vai a alguma lugar fora de casa eu aproveitei e fiquei la esperando ela chegar abri a casa. la por volta do meio dia ela volta com algumas compras, ai passa em minha casa pergunta se eu cheguei naquela hora, eu falei, que cheguei a pouco, ela fala que vai fazer almoço e é pra eu almoçar com ela, ai logo ela me chama, eu vou la e ela esta com um shortinho curto, e de top, eu ficava imaginando e não conseguia tirar os olhos da bunda dela, depois eu a ajudei a lavar a louça, e fui pra minha casa em frente e fiquei la tocando imaginndo ela, depois parava batia um punheta, olhava a filmagem, e inventei a mesma desculpa no dia seguinte, e de novo filmo ela com a buceta de fora, tomando sol, tudo uma delicia, ai naquele dia ela estava saindo dizendo que ia demorar pois ia fazer as unhas e cortar as pontas do cabelo, enfim coisas de mulher e ia no salao da minha mãe, eu sabia que essas coisas demoram mesmo, ai assim que ela saiu como já tinha a orientação dos meus pais passava o ferrolho no portão, ai me passou varias ideias, e eu resolvi ir a casa dela, pegar alguma calcinha sentir o cheiro da buceta dela, me masturbar, enfim fui la, a casa estava aberta pois os muros la são bem altos e com lanças, o portão todo fechado, bem seguro, além do mais só dava pra abrir por dentro ,ai la eu verifiquei no banheiro e não havia nada, verifiquei na lavanderia e também nada, no quarto deles eu vi a sainha e a calcinha que ela tirou antes de pegar sol, peguei cheirei, um cheiro bem forte de buceta e bem húmida, bati aquela punheta e ejaculei bem na calcinha deixando bem mais melada ainda, tinha muitas no varal, mas limpas não me interessavam eu queria com cheiro mesmo de buceta, ai deixei tudo do mesmo jeito e sai, em casa ficava vendo as filmagens, salvei em meu computador com senha pra não ter perigo, no dia seguinte eu também não teria aula, e nem me lembrei fiquei dormindo, meus pais saíram e eu la dormindo as 9 horas eu acordo vou tomar café, e ela vem de novo, com a sainha sem o sutiã, ai vai ao portão passa o ferrolho eu fiquei ali bem quieto, ela verifica em minha casa olhando pelo vitro da cozinha, bate na porta, e se convence que não há ninguém, e já vai andando tirando a calcinha a sainha , ficando toda nua, eu já vou ao banheiro começo a filmar tudo, ai a vejo desfilando pelada pelo quintal, rebolando, as vezes descendo até o chão, eu morrendo de dar risada, super excitado filmando tudo me masturbando, ai tem umas vezes que ela fica fazendo exercícios alongamentos de pé encostando a mão no chão e a bunda bem aberta eu focalizando bem naquela buceta e o cuzão aberto, ai ela depois fica parada deitada de bruços ai se vira, e eu la já na terceira ou quarta punheta, ai la pelas 11 horas eu no meu quarto todo fechado, fico imaginando tenho que dar um jeito, ela la estendida ao sol, ai eu pensei comigo, vou ligar pra mim mesmo peguei o telefone sem fio liguei pro meu celular, e eu mesmo atendi, Alou quem é, ah é vc mano estou com dor de cabeça nem acordei ainda, e vou falando ao celular até o banheiro, dou descarga e olho pelo vitro e a vejo entrando correndo pra casa dela, eu continuei falando depois abri a janela do meu quarto e fui abrindo a casa, comecei a tomar café, ai ela bate na porta, eu abro ela entra e pergunta. Bom dia, vc não saiu hoje? Eu falei. Não estava assistindo um filme até de madrugada e acordei cedo com dor de cabeça, ai tomei um remédio que minha mãe me deu e voltei a dormir só acordei agora. Ela falou. Mas esta melhor? Eu falei. Sim a dor passou só estou com preguiça, Ai ela falou. Ta bom quando quiser almoçar me fale, Eu falei. Ta bom. ai mais tarde já eram 13 horas eu pedi almoço e falei que ia sair no dia seguinte, eu já sabia que ela não acordava tao cedo então no dia seguinte sai com meus pais e logo voltei, abri o portão sem fazer barulho e só aguardei o sol sair, e a mesma coisa, ela passa o ferrolho verifica em minha casa se certificando de tudo, eu a vejo com o telefone ligando pro meu celular mas eu o deixei no silencioso, e ela viu que eu não atendi concluiu que eu tinha saído mesmo, e ela já sem nada começa a andar rebolando e fica dançando descendo até o chão ai passa a mão na buceta e faz eu leva a boca, eu la já me acabando na punheta, ela da cambalhota faz os alongamentos, e depois fica la de bruço e se vira, mas ai acontece que ela resolve sair do sol entra em sua casa. eu fico dentro do meu quarto fechado esperando ela sair ou sei la dar um brecha pra eu entrar ou fingir que estava chegando, ai ela entra em minha casa eu fico quieto, no meu quarto ai liga pro meu irmão dizendo que o chuveiro queimou e pra ele comprar outro, e ela vai tomar banho em minha casa, e entra no banheiro encosta a porta e começa a tomar banho eu aproveito e saio do quarto vou até o portão destranco por fora e entro, fazendo barulho, ela logo percebe e fala de dentro do banheiro. Quem é? Eu falo. Sou eu Lari, o que houve seu chuveiro deu problema? Ela falou. Sim por isso eu vim tomar banho aqui. Ai depois ela pergunta do ferrolho eu falei que não estava passado pois eu consegui abrir por fora, ela fala estou doida lembro de ter passado, mas deixa pra la, eu fingindo chegar ai ela fala, Guns fica dentro do seu quarto pois eu vou sair não trouxe roupa só estou de toalha. Eu perguntei, Quer que eu busque roupas pra vc sua casa? Ela falou. Não precisa. bom vou sair de toalha não esta aparecendo nada. E saiu. enrolada na toalha. ai foi ate sua casa se vestil e voltou. eu estava tomando agua quando e meu celular na mesa ela me chama pra almoçar eu falo sim já vou, só vou por uma bermuda, eu estava de calça como se estivesse saído mesmo, nesse interim ela ficou na mesa e eu deixei o celular bem na mesa, que descuido, eu estava colocando a burmuda quando escuto um grito vou correndo pra cozinha ver, e ela com meu celular na mão, O que é isso Jorge (meu no verdadeiro) seu muleque? Ela nem me chamou pelo apelido, de tão brava que estava. e já veio me beliscando e eu. Desculpa Lari, me perdoa. Ela me batendo. e dizendo. Vc estava ai o tempo todo me filmando seu imoral, devaço. e agora como vai explicar isso a teu irmão. ele vai te matar. seu filho de uma puta. Eu pedi desculpa fingi chorar ela brigou xingou muito mas depois foi se acalmando, e chorou também, dizendo. Vc deve ter mostrado pra todos seus amigos né. Eu falei. Não Lari, nunca mostrei nem nunca mostraria a ninguém me desculpa por favor. eu não faço mais, Ela. Vc ai se masturbando me vendo nua, fazendo minha brincadeiras intimas que vergonha meu Deus, e agora. o que vou fazer da minha vida? Eu falei. Lari esqueça olha estou deletando, só foi esse vídeo pode verificar em todo o meu celular. E deletei na frente dela, ela chorou muito, eu pedi perdão mas ela não parava de chorar, mas já estava mais calma. ai eu a abracei e fiquei chorando com ela, pedindo perdão mas só no fingimento, e ela me abraçou também, ai depois ela falou. Vc não mostrou pra ninguém mesmo? Eu disse. Não juro que não mostrei nem mostraria jamais a ninguém, Ai ela falou que estava muito decepcionada comigo e com ela mesma, Mas eu disse. Lari por favor esqueça ninguém precisa saber e não vai acontecer de novo, Ela falou. Ta bom. mas nunca mais faça o que vc fez, ficar mentindo me olhando poxa sou sua cunhada, e vc é uma criança não acha que é muito novo pra pensar nisso? Ta esqueça. E ela foi pra casa bem triste, eu fiquei em casa fiz alguma coisa pra comer mas tarde ela veio me ofereceu almoço, eu disse que já tinha comido, pedi perdão de novo, expliquei que não resisti vendo ela nua, pedi perdão varias vezes, e ela me perduou, no dia seguinte ela sabia que eu estava foi tomar sol de short curto, e blusinha, depois ficou de top, eu nem abri a janela do quarto, mas ela foi la e falou que eu podia abri que agora ia só ficar vestida, e mesmo deixando as marcas de sol, eu falei. Se quiser eu saio mesmo, nem tenho pra onde ir mas vou andar de bicicleta, e vc fica sossegada, ela falou. Não afinal aki é sua casa eu é que tenho que respeitar. Mas eu falei, Não vc fica a vontade e eu saio, coloquei um tênis peguei a bicicleta e sai, fiquei andando de bicicleta fui ao salao da minha mãe, no centro da cidade, depois voltei já as 13 horas, já tinha almoçado, e levei sorvete pra ela, ela gostou muito, até me pediu desculpa por ter me batido, os dias foram passando não tocamos mais no assunto, mas eu ainda tinha duas filmagens completas da nudes dela, e me aliviava assistindo, salvas em meu computador, no dia que fiz 13 anos todos me derma presentes, e ela também, já estávamos amigos de novo, eu semrpe que não tinha aula fazia questão que de ela me visse saindo pra ela ficar a vontade, enfim chegou as férias de fim de ano, eu e ela em casa, ela tomava sol de shortinho e top, ai certo dia eu estava sentando ao sol logo cedo tocando violão quando ela chega eu falo vou sair pra vc ficar sossegada, mas ela me pede pra ficar e tocar pra ela, eu fico tocando as musicas que gosto, e ela também gosta, ai ela fala, Guns me responde na escola vc também fazia aquelas travessuras de filmar a calcinha das meninas, essas coisas de adolescente pervertido? Eu falei, Sim já consegui fotografar a calcinha da professora, de varias meninas, isso é comum na escola. Ela. Mas vc me filmou e depois ficava se masturbando? Eu sem jeito envergonhado falei com a cabeça que sim, Ela falou. Mas eu estou com quase 30 anos. vc meninos se interessam por mulheres assim também, não só meninas? Eu muito envergonhado falei. É pensamos muito também nas mulheres mais velha, Ela falou. É vcs moleques são mais promíscuos do que eu pensei, Eu é sempre falamos disso na turma é de prachi. Ela falou. Mas vc ainda se masturba pensando em mim, Eu tentei sair, desfarçar pra não responder. mas ela me segurou e disse que queria sinceridade, que não iria ficar brava comigo. Eu de cabeça baixa falei, que sim, direto. e pedi desculpa, mas ela falou. Calma. tudo bem, e se eu ficar nua aki, vc vai se masturbar? Eu falei. Não é claro que não, Ai ela falou. Mas vai te dar vontade né? Eu balancei a cabeça afirmando, ai ela falou. vai quarda o violão e vem aki, vc pode ficar nu também, assim não ficaremos envergonhados, ela me pediu pra passar o ferrolho eu fui la passei, e voltei meio sem jeito, ai ela falou vai pode ficar nú, eu me recusei mas ela me fez tirar a camiseta, e foi abaixando minha bermuda e me fez ficar só de cueca, nisso ela tira o shortinho e o top ficando só de calcinha com os seios de fora, eu tentava disfarçar não não conseguia tirar os olhos, ai ela me fez tiar a cueca, eu super travado, e ela tira a calcinha, eu tremendo, ela fala, e agora ta bom me vendo assim, eu não consegui falar, só balancei a cabeça, mas não conseguia para de olhar aquela buceta raspada com pentelhos crescendo, os seios as coxas e a bunda meu pau que estava bem desenvolvido com o tamanho normal pra idade, mas eu estava travado, sem consegui esboçar reação, ai ela falou. Vc me filmou, se masturbou agora fica ai calado, o gato comeu a língua. Eu falei. É que fica estranho. Ela falou. Sim mas vamos deixar de lado a estranhesa, e ficar a vontade, ai ela sentou na minha frente com as pernar abertas, e falou. Vcs moleques só tem coragem mesmo na punheta, ou de longe, mas de perto ficam sem ação, Eu tentava me soltar mais não conseguia, e ela já bem descontraída, ai ela vem mais perto e me abraça, os seiso dela encostando em mim, ai me solta um pouco e fala, Vc já beijou alguma menina? Eu falei. Já sim, Ai ela falou. Então me beija. E já veio colando os lábios nos meus empurrando a língua eu também me entreguei no beijo que foi o melhor da minha vida, uma boca grande carnuda, uma língua grande deliciosa, nos beijamos muito, nos abraçamos eu já me soltando o pau já duro, ai em meio aos beijos ela segura no meu pau e começa a me masturbar, eu ali sentindo aquela mão grande pegando no meu pau, derrepente gozei esguichando porra até na barriga dela, ela falou. Eita que esguichada, foi bom? Eu ainda respirando fundo falei. Muito bom. Ai ela limpou com a toalha, e falou. Era isso que queria? Eu balancei a cabeça, e ela falou. Agora vai ser assim fica sendo nosso segredo ta bom, me promete? Eu prometi e começamos de novo o beijo. ai eu já comecei a pegar nas coxas, nos seios, e ela ia direcioando minha mão até chegar na buceta, passei a mão e ela falou. Gostou, pode mexer de leve pra não me machucar assim. Ai ela foi direcionando minha mão meus dedos, já estávamos empolgados, ai ela falou. Sabe seu irmão e eu só fazemos com camisinha, eu não posso tomar remédio e náo quero ter filhos, então só fazemos com camisinha e é tão ruim não gosto, e ela parece que acha minha vagina fedida, vc também acha? Ai me fez cheirar minha mão, mas eu achei o cheiro delicioso, ate lambi os dedos, ela falou. Teria coragem de me chupar? Eu já com sede da buceta dela, por assim dizer, falei. Sim deixa eu chupo, ai ela abriu bem as pernas e eu deitei no chão e já fui com a boca empurrei a língua ela respirando mais fundo, o sol ardendo ela falando mais ai vai lambe paasa bem ai, vai com mais força eu forçava a língua e ela respirando segurando minha cabeça em sua buceta, eu já com a cara enterrada, já me segurando mais forte, como se estivesse quase me arrancando os cabelos, como que se quisesse me sufocar na buceta dela, eu empurrando a língua e ela começa a gemer forte, eu já sem ar, muito liquido saindo um melado espesso saindo, ela me solta já me fazendo carinho na cabeça, e fala. Que delicia Guns, eu nunca senti tanto prazer, ai vc não ficou com nojo? Eu falei. Não é uma delicia sua buceta, desculpa sua vagina, E ai passei a língua e lambi todo o melado escorrendo. enfiei mais a língua, ela me afastou. a disse que precisava mijar, ai foi no jardim mesmo a fez xixi, ai voltou sentou, eu já fui com a boca na buceta dela de novo, com gostinho de xixi, lambi, ela me fazendo carinho na cabeça, Ai ela fala. Hum gostou em, mesmo suja de xixi, Eu continuava chupando, empurrava a língua o máximo que podia ai ela fala. Chega agora, depois vc faz mais, agora vamos nos vestir entrar, precisamos comer algo, ai entramos ela me fez lavar o rosto, com sabão, e comemos algo, depois ela já foi preparando o almoço, depois tomamos um banho junto ela me deixou chupar mais, me fez chupar seus seios, depois do banho almoçamos e fomos pra cama dela, la ela me deixou chupar mais, e de novo quase me afogou em sua buceta, gozou muito, e mesmo ela exausta, depois de ter gozado eu lambia sem parar, ai ela me fez lavar o rosto com sabão, e voltei a cama e ficamos nos beijando, ela me fazendo prometer que nunca ia contar a ninguém, eu prometia, e ela pegou no meu pau de novo, masturbou um pouco, depois me pediu pra lavar, eu lavei , mas ela não se convenceu, me levou ao banheiro, pegou o sabonete intimo dela e lavou bem meu pau, ai falou, Agora sim, chegamos ao quarto e ela falou. Agora é minha vez, e já foi com a boca no meu pau, eu quase tive um piripac, ela chupou tão gostoso que mal ela deu a segunda linguada eu já tinha gozado, ela percebeu continuou eu senti que a boca dela estava bem cheira de porra, ai ela saiu com a boca cheia e no banheiro cuspiu tudo, me beijou, ficamos la por algum tempo nos beijando, eu a chupei mais uma vez ela gozou muito, depois me chujpou eu gozei ela cuspiu tudo, até que começaram a chegar o pessoal, ela me fez prometer varias vezes que não contaria nada a ninguém, eu prometi, no dia seguinte, mal meus pais saíram ela estava la em casa, e assim que fecharam o portão ela foi ao meu quarto me acordou e falou. Bom dia. pode dormir mais, mas antes quero uma coisa, eu falei. O que vc quer? Ela falou. Que me chupe, mas espera, fica ai, assim vou sentar na tua cara, e vc empurra e língua. Ela tirou a calcinha pois estava de saia, segurou na cabeceira sentou com a buceta em minha cara e falou. Vai passa forte bem ai, vai chupa isso assim vaiii, humm, que delicia. Eu mandava ver, chupava com força seguindo o que ela pedia, ela foi soltando o peso em minha cara, eu já com o pescoço doendo. ela rebolando. derrepente me inunda a boca com muito liquido, ai goza e cai pra traz, respirando fundo, dai levanta se ajeira tira o cobertor, e me chupa gostoso, me fazendo gozar rápido, ai engole tudo e fala, pode dormir mais, depois vamos la fora, e eu dormi mesmo mais um pouco. depois la fora ao sol ela já me mandou chupar eu chupei muito a buceta dela que gozou muito em minha boca, ai me chupou de novo, eu gozei ela engoliu, ficamos la nos beijando eu chupando os seios as coxas, e buceta, ai ela depois me chama pra dentro, e fomos tentar a penetração, eu foi bem rápido, mas eu gozei bem antes dela, eu não conseguia segurar o gozo e gozava muito antes dela na penetração, ai depois tinhaque faze-la gozar na língua o que ela gostava, mas começamos a pesquisar técnicas de conseguir segurar o gozo, e numa dica dum programa da Penélope nova que encontramos no you tube, a Penélope ensina a técnica da masturbação, começa a se masturbar e quando ela quase pra gozar para, e começa de novo, e fomos fazendo isso, ela me masturbava, quando eu ia gozar eu falava pra ela parar, e assim eu fui aprendendo a segurar o gozo, e fazia ela gozar muito. fazíamos todos os dias, exceto algum domingo, eu feriado, mas fora isso era direto varias vezes ao dia, eu já não saia , já não tinha mais amigos, 14 anos e nós fazendo cada vez mais com mais intensidade, ela já de 4 e em varias posições, compramos um livro de cama sutra, fazíamos todas as posições, era muito gostoso, e em cada canto da casa dela e da minha, 15, 16, 17 e agora 18 anos, eu e Larissa transando todos os dias sempre inovando, muitas vezes meu irmão trabalha a noite e eu durmo com Larissa, invento pros meus pais que sai com garotas, mas na realidade estava com Larissa, e nisso eu não me envolvi com mais ninguém, somente comendo Larissa direto, e hj do mesmo jeito, em nossa casa, eu trabalho das 14 as 22 horas, quando não é de manha é a noite, mas sempre damos um jeito, já fomos viajar sozinhos meus pais e meu irmão pensando que eu estava só cuidando dela, mas estava cuidando mesmo, com a rola, e nossas brincadeiras, ela tentando falar com meu pau na boca, outras vezes ela mijando em mim, outras vezes ela dançando pelada em cima de mim, as vezes ir do quintal ate dentro de casa inclinada com meu pau na boca, ou andar de 4 eu atracado atraz, rimos muito, nos divertimos muito, já tentamos parar, mas não conseguimos, e prometemos um ao outro sempre ficarmos juntos, mesmo se alguém descobrir nós até fugiríamos juntos, e isso espero que gostem.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,88 de 24 votos)
Loading...